quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Pasta de Tâmara - Adoçante Natural (Saudável, Sem Glúten, Sem Lactose, Vegan)


Sinceramente não gosto muito de adoçantes artificiais. Não me parecem de confiança (até em termos de saúde), são demasiado caros e têm um sabor artificial e estranho. Claro que não acho mal que prefiram usá-los (a maioria das pessoas que conheço usa) e até uso de vez em quando... O problema é que até chás/cafés/iogurtes me sabem melhor sem adoçante.
Outro problema da maioria dos adoçantes é que não são bons para cozinhar. Depois há outros como a Stevia, claro, mas acho o preço exagerado.
Esta pasta não tem 0 calorias, mas é um adoçante bastante saudável. Para que não tenha glúten, no entanto, deve-se verificar que as tâmaras em questão não o possuem, já que, apesar de as tâmaras em si estarem livres da proteína, esta pode ser adicionada no processo de fabrico.
A mim deu-me alguns problemas, mas ponho a receita à mesma, uma vez que sei exatamente que estes foram causados pelo meu processador, por as atafulhar num frasco e não pôr água suficiente e pelo meu estado de nervos (especialmente pelo último). A receita apresenta as instruções para que não haja problemas. Devido ao sentido de humor macabro do processador tive de passar com a varinha e retornar a mistura à máquina; percebi depois que o problema era mais a quantidade de água, que era insuficiente. Juntei um pouco do líquido e consegui acabar a receita com sucesso.









Pasta de Tâmara – Adoçante 100% Natural
Adaptado daqui
Para cerca de 630g

Ingredientes:
[  450g de tâmaras sem caroço
[  180ml de água (aproximadamente)
[  1 colher de chá de extrato de baunilha
1 pitada de sal

Preparação:
| Colocar as tâmaras bem apertadas num frasco com capacidade para 500ml e não menos do que isso.
| Cobrir com água até ficar bem cheio, até não caber mais.
| Colocar a tampa e deixar de molho durante 24 horas. Devem ficar bem moles.
| Transferir as tâmaras e a água para o recipiente de um processador de alimentos ou robot de cozinha (ou talvez uma liquidificadira), juntando a baunilha e o sal.
| Processar as tâmaras. Pode demorar algum tempo. Ao início terá alguns pedaços mais duros, mas acabará por ficar mais cremoso. Se necessário pode-se juntar alguma água, aos poucos.
| Guardar num frasco bem fechado, no frigorífico.




Claro que não é uma coisa que se coma à colherada (nem é suposto), mas já fiz uma receita com esta pasta e ficou deliciosa! Pode ser usado para substituir o doce (açúcar, mel, adoçante...) na quantidade certa. Vou só alertar para o seguinte: certifiquem-se de que as tâmaras não tem caroço. A sério. Caso contrário a experiência NÃO será agradável...
( E já agora, eu sei que não tem o melhor aspeto do mundo, mas confere uma textura agradável ao que a incorpora)
Receitas com esta pasta aparecerão em breve, aguardem! :)

_________________________________________________________________________
Informação Nutricional 
Energia: 198 kcal
Proteínas: 1.7g
Hidratos de Carbono: 52.8g
-       Dos quais açúcares: 44.5g
Lípidos: 0.3g
-          Dos quais hidrogenados: 0.0g
Fibra: 5.6g
Sódio: 26mg

     A informação nutricional corresponde a 100g. Está sujeita a erro humano e a alguma imprecisão, mas deverá apresentar valores próximos do valor real.
_________________________________________________________________________

sábado, 25 de janeiro de 2014

Bolo Caixa de Bolachas com Queques Monstrinhos das Bolachas


Eu não sou assim muito boa a decorar bolos. Não consigo alisar a cobertura decentemente, entro em pânico com facilidade quando as coisas não correm bem e sujo a cozinha toda.

Eu não sou muito boa a evitar fazer uma confusão ou a deixar a teimosia de lado. Mas fico ofendida quando a minha avó diz, quando se aproxima a data de um aniversário, que devíamos encomendar um bolo porque me dá muito trabalho fazê-lo (e lhe dá um ataque de nervos ver a nojice na cozinha). Bolos de aniversário são das coisas que mais gosto de fazer!

A conjugação destes fatores costuma dar origem a imenso stress de manhã à noite (sim, eu costumo demorar um dia inteiro a fazê-los. Claro que não é o tempo todo, mas são bastantes horas... quando são bolos redondos é pior, porque eu sou tão forreta que ainda só tenho uma forma redonda - que comprei de propósito para fazer isto - já dividi a receita por 2, acabando com quantidade pequeníssimas e estranhas de tudo. Depois esperei que arrefecesse, fiz tudo de novo e usei a mesma forma. E fiz um recheio e uma cobertura...), mas também resulta em orgulho na hora de cantar os parabéns. Posso não fazer os bolos mais bonitos do mundo, mas também não são assim tão horríveis. E sabem bem. 




Bolo Caixa de Bolachas com Queques Monstrinhos das Bolachas
Ideia adaptada daqui

Cobertura de baunilha
Receita adaptada daqui

Ingredientes:

[  300g de açúcar
[  30g de farinha
[  3 colheres de sopa de amido de milho
[  1 pitada de sal
[  370ml de leite
[  2 colheres de chá de extrato de baunilha
[  350g de manteiga sem sal à temperatura ambiente

Preparação:

| Juntar o açúcar, farinha, amido de milho e sal.
| Misturar o leite aos poucos. Deve ficar uma mistura homogénea.
| Passar por uma peneira muito fina a mistura anterior para um tacho pequeno e levar a lume médio, sem deixar de mexer com uma vara de arames.
| Quando ferver, dificultar o movimento da vara de arames, fizer bolhas e engrossar bastante  (demorou uns 10 minutos, mas pode variar), passar para um recipiente e deixar arrefecer completamente (completamente!).
| Bater o preparado com a baunilha numa batedeira elétrica, apenas para combinar (30 segundos).
| Juntar a manteiga, um pedaço de cada vez, e bater até incorporar completamente (aproximadamente 2 minutos). Aumentar a velocidade até que seja média a forte e bater durante 5 minutos. Deverá ficar leve.
| Deixar à temperatura ambiente durante 1 hora.
__________________________________________________________________________________

Cupcakes ou Muffins Monstrinhos das Bolachas

Ingredientes:

[  10 muffins/cupcakes (fiz estes. Têm de ser bastante baixinhos.)
[  Parte da cobertura anterior
[  Massa de Açucar 
[  20 Pepitas de chocolate
Coco ralado
[  Corante alimentar azul
[  10 Mini bolachas de chocolate

Preparação:

| Barrar os queques com o frosting. Usei queijinho para barrar alguns e também ficou bom.
| Misturar bem coco ralado com corante alimentar e salpicar nos queques até cobrir toda a cobertura.
| Fazer bolinhas pequenas em massapão e colocar as pepitas de chocolate ao contrário, de maneira a parecerem olhos.
| Pôr dois olhos em cada queque, e uma bolacha enterrada de forma a parecer um monstro das bolachas.

__________________________________________________________________________________

Bolo e montagem
Receita do bolo adaptada daqui

Ingredientes:

[  200g de manteiga (pode ser magra) à temperatura ambiente, em cubos
[  300g de açúcar
50g de açúcar mascavado puro de cana
[  4 ovos
[  70ml de sumo de laranja
[  2 colheres de sopa de raspa de laranja
[  1 colher de chá bem cheia de fermento
[  Raspa de uma laranja
[  250ml de iogurte natural
[  100g de farinha para todos os usos
[  80g de farinha de espelta
[  70g de coco ralado
[  1 colher de chá de bicarbonato de sódio
[  Resto da cobertura preparada
[  Corante alimentar à escolha
Massa de Açúcar
[  Círculo de cartão com o diâmetro igual ao diâmetro da base da forma mais estreita
[  Bolachas com pepitas de chocolate grandes

Preparação:

| Bater a manteiga com os açúcares durante alguns minutos, até que fique leve, fofa e mais clara.
| Juntar os ovos, o sumo e a raspa de laranja e o iogurte. Misturar. (Pode ficar com alguns grumos; basta continuar o procedimento).
| Peneirar as farinhas e o bicarbonato. Misturar bem. Juntar a outra mistura e dividir por duas formas: usei uma mais inclinada - \_/ - e outra redonda, mas com os lados direitos - |_|.
| Pôr no forno até estar cozido. Deverá demorar cerca de 45 minutos, mas é melhor verificar com o teste do palito.
| Deixar arrefecer numa grade, e depois colocar o bolo com os lados direitos num prato largo, pondo em cima o outro bolo com a parte mais estreita virada para cima, de maneira a afunilar. cortar um pequeno buraco circular no topo, com menos 2 cm de diâmetro do que o topo do bolo. Cobrir o bolo todo com a cobertura exceto no buraco. Colocar no buraco as bolachas com pepitas de chocolate grandes.
| Cobrir o cartão com massa de açúcar previamente colorida com corante, cor-de-rosa, por exemplo. Fazer uma bola com a massa restante e colocar no centro. Pôr a "tampa" ao lado do bolo.
| Finalmente, pôr os monstrinhos das bolachas à beira do bolo :)



A cobertura foi bastante apreciada, e o bolo também estava bem delicioso :) Os queques ficaram mesmo engraçados (pelo menos achei que sim). Acho que no geral foi uma receita bem-sucedida. O bolo com a cobertura, embora o sabor não seja propriamente a parte mais importante do bolo, ficou mesmo bom!  É dos melhores que já fiz. A cobertura tinha um sabor fresco e delicioso (parecia gelado!), e o bolo ficou húmido e com um sabor muito bom.
Eu não me quero vitimizar, mas fiz 2 bolos, a cobertura, os queques e a pasta de açúcar. No entanto, como a pasta de açúcar não estava boa o suficiente, não a vou postar... Talvez qualquer dia repita a experiência!

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Licor de Nutella


Acho que provei Nutella relativamente tarde. Muitas crianças levavam pão com chocolate para o recreio (porque intervalo é para pessoas grandes...), e confesso que achava um pouco estranho. 
A maioria desse chocolate era tulicreme. Para mim tulicreme sempre foi uma coisa mais foleirinha, digamos. Mesmo sem provar... Talvez seja pelo nome. De qualquer das maneiras, nunca cheguei a experimentar tulicreme (nome feio!), mas Nutella sim. 
Oh, Nutella. Gosto imenso do travo a avelã e especialmente da textura cremosa... 
Um dos meus maiores dilemas trata-se precisamente do combate Nutella vs. Manteiga de Amendoim. É injusto, eu sei... 
Costumo concluir que até gosto mais de manteiga de amendoim... Mas isso não quer dizer que não possa ter os dois, certo?











Licor de Nutella
Para aproximadamente 900ml de licor
Receita adaptada daqui

Ingredientes:

[  210g de Nutella à temperatura ambiente
[  100g de açúcar branco
[  1 colher de chá de extracto de baunilha
[  300ml de natas
[  400ml (aproximadamente) de vodka forte de boa qualidade

Preparação:

| Levar a lume médio a Nutella, o açúcar e o extrato de baunilha e misturar.
| Adicionar aos poucos as natas. Mexer cuidadosamente  até originar uma mistura homogénea cremosa.
| Continuar a aquecer e deixar que se formem bolhinhas à superfície.
| Retirar do lume e deixar arrefecer quase totalmente.
| Misturar a vodka aos poucos, provando para confirmar o teor alcoólico.
| Guardar no frigorífico e consumir dentro de 3 semanas.



Modéstia à parte, gostei imenso deste licor. Não provei muitos licores, mas de todos os que já experimentei este é sem dúvida o meu preferido, ainda à frente de um licor delicioso de chocolate negro de uma lojinha. O teor de álcool estava bastante bom quando fiz: sentia-se o gosto da Nutella (maravilhoso) e logo a seguir um gosto forte a álcool que obrigava a dar goles pequenos (assim também é mais chique ;). A textura também era fantástica: cremosa e aveludada. Ficou simplesmente perfeito! A maioria das coisas com Nutella desilude-me porque não sabe a Nutella, mas aqui o sabor ficou bem claro e forte, e acho que o álcool até acentuava o gosto.
 A medida de álcool que está na receita não é exatamente a que usei porque tive de pôr um bocadinho a olho, portanto aconselho vivamente a experimentar várias vezes (totalmente por causa do álcool!).

Aproveito para sugerir este licor para a festa do primeiro aniversário do blog Ponto de Rebuçado Receitas, que lançou o desafio (e logo com chocolate!)... Logo que vi o desafio lembrei-me desta bebida... Fica para o brinde de aniversário :)

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Cookie Dough (Massa de Bolacha) de Grão de Bico (Saudável, Vegan, Sem Glúten, Sem Lactose)


Quando comecei a visitar blogs de receitas americanos (há já algum tempo), fiquei impressionada. Todas as fotografias são lindas e artísticas, todas as receitas parecem deliciosas e todos os procedimentos são profissionais. Alguns sites até são o único trabalho dos autores!
Mesmo assim, houve algumas coisas que estranhei. Claro que é por a cultura ser diferente; talvez a maioria das pessoas dos EUA ficasse escandalizada por só termos 2 marcas de manteiga de amendoim, 2 tipos de M&M's e acesso limitado a coisas como peanut butter cups. Grande parte das receitas existentes tentam copiar produtos de marcas famosas que nem sabia que existiam. (agora já estou mais profissional no assunto...)
Para além das tartes/cafés/bolos/etc de abóbora, achei muito estranho o exagerado uso de cookie dough. Juro que não conseguia perceber bem o conceito; ao início pensei que gostassem de comer a massa de bolacha antes de fazerem bolachas, o que afinal é verdade. Continuei a achar estranho; está bem, gostam de comer a massa das bolachas, mas um bolo de cookie dough não é um bolo de bolacha? Pelos vistos não. Parece que aquilo é uma parte da cultura, porque até existem gelados com cookie dough. E cookie dough à venda (!) em pacotes compridos ou potinhos. A Pizza Hut vende cookie dough para sobremesa. Até há quem desista de fazer bolachas para as comer cruas. 
Talvez eu não saiba apreciar o cookie dough como eles, visto que sempre achei que massas cruas sabem a cartão, mas com todas as barras, gelados, bolos, papas de aveia, panquecas, batidos, vodkas,  pastas de dentes, chiclete de cookie dough e cookie nookie (uma espécie de mistura de manteiga de amendoim com cookie dough) tinha de experimentar.








Cookie Dough Dip
Para aproximadamente 570g
Receita adaptada daqui

Ingredientes:

250g de grão de bico de lata
½ colher de café de bicarbonato de soda
60g de manteiga de amendoim
[  120g de açúcar mascavado
2 colheres de sopa de farinha de aveia (pode ser certificada sem glúten; provavelmente outras farinhas resultam)
50ml de leite de soja (aproximadamente, e se necessário)
2 colheres de chá de aroma de baunilha
1 pitada de sal
60g de pepitas de chocolate negro ou de chocolate em pedaços pequenos

Preparação:

| Escorrer o grão de bico e passar por água. Lavar muito bem e enxugar cuidadosamente.
| Triturar o grão de bico, o bicarbonato, a manteiga de amendoim, o açúcar, a farinha de aveia, metade do leite, o aroma de baunilha e o sal num processador de alimentos.
| Processar bem.
| Juntar o leite restante aos poucos, verificando a textura.
| Juntar o chocolate e misturar.


Gostei do cookie dough... Ficou muito bom em bolachas e ninguém adivinhou o ingrediente secreto. Rendeu imenso - a malga da fotografia, parecendo que não, é suficiente para imensas doses, porque não é uma coisa que se coma à colherada. Afinal o fanatismo até se justifica!
É um pouco calórico, mas a maioria das calorias deriva do grão de bico, fonte de proteína e bastante saudável. 
Ficou um bocado tosco diferente porque tinham acabado as minhas pepitas de chocolate, mas estava delicioso na mesma... Por isso quem quiser pode usar chocolate (negro ou de leite) aos pedaços para uma receita mais económica. 
_________________________________________________________________________
Informação Nutricional 
Energia: 42 kcal
Proteínas: 1,3g
Hidratos de Carbono: 6,5g
-       Dos quais açúcares: 3,5g
Lípidos: 1,3g
-          Dos quais hidrogenados: 0.0g
Fibra: 1.0g
Sódio: 19mg

     A informação nutricional engloba uma porção (neste caso, corresponde a 10g, ou uma colher de sopa mal cheia). Está sujeita a erro humano e a alguma imprecisão, mas deverá apresentar valores próximos do valor real.
_________________________________________________________________________

sábado, 18 de janeiro de 2014

Trufas de Manteiga de Amendoim com Chocolate Negro (Vegan, Sem Lactose)


Eu adoro manteiga de amendoim.
Da primeira vez que comprei (influências americanas...) achei estranho. As minhas expectativas dos desenhos animados com sanduíches de manteiga de amendoim (e doce) foram defraudadas... estava à espera de uma coisa mais doce, mais cremosa e mais perfeita. 
Que inocência.
Fiz muffins de manteiga de amendoim que fizeram parte do desastre dos muffins.
Fiz manteiga de amendoim com a varinha mágica e enchi a casa de amendoim.
...
Quando voltei a comprar estava em Espanha. Quis porque tencionava fazer uma receita mas também porque havia manteiga de amendoim que tinha na capa um amendoim com olhos.
Um amendoim com olhos a jogar baseball.
Um amendoim com olhos a jogar baseball chamado Capitán Maní.
(Estão com inveja, eu sei.)
Para comprar a manteiga de amendoim, fui a 5 ou 6 sítios, incluindo supermercados e hipermercados. Fui ao Super Cor, onde pude fazer figura de idiota a perguntar por «manteca de cacachuete», «manteca de maní», «crema de cacachuete», «crema de maní» e por fim, no desespero, «manteiga de amendoim».
...Fui redireccionada para a Nutella.
Deve ser uma estratégia de marketing para agradar aos clientes que não encontram o que queriam... 
Acabei por encontrar :D
Não sei se da primeira vez que comprei ela estava estragada. Não sei se as minhas papilas gustativas eram antiquadas. Só sei que a manteiga de amendoim é uma das 7 maravilhas do mundo.

(Nas outras estão incluídos chocolate 99%, papas de aveia com claras, Snickers, entre outros).









Trufas de Manteiga de Amendoim e Chocolate Negro (Vegan, Sem Lactose)
Para 35 trufas*
Adaptado daqui

Ingredientes:

[ 250g de manteiga de amendoim cremosa natural (pode ser só cremosa ou low fat)
[ 60g de manteiga sem sal (pode ser um substituto vegan)
[ 1/4 de colher de chá de extrato de baunilha
[ 130g de açúcar em pó (ou mais, se necessário)
[ 140g de chocolate negro (pode ser usado chocolate vegan)

Preparação:

| Aquecer a manteiga de amendoim com a manteiga no microondas durante cerca de um minuto, mexendo de 15 em 15 segundos.
| Juntar o extrato de baunilha.
|  Mudar para um recipiente e juntar o açúcar em pó. Se necessário, juntar mais açúcar; a mistura tem de estar moldável.
|  Fazer bolinhas (não muito grandes) e pô-las num tabuleiro forrado com papel vegetal.
|  Levar ao frigorífico para endurecer (têm de estar bem duro, para não derreter; pelo menos 2 horas).
|  Derreter o chocolate em banho maria.
|  Mergulhar as bolinhas no chocolate e pôr no tabuleiro  de novo.
|  Levar ao frigorífico por pelo menos 2 horas.

*As da imagem são maiores porque fiz apenas 25, mas acho que ficavam muito melhores com estas quantidades, já que ficaram grandes demais. É suposto serem pequenas, dá mais jeito e ficam melhores. Acho que 35 é a quantidade ideal.



Eu gostei muito destas trufas, achei muito parecidas a peanut butter cups (quem tiver provado provavelmente gostará mais do sabor... Quem não gostar muito de manteiga de amendoim ou peanut butter cups pode achar estranho). A parte de dentro fica bastante doce, porque é preciso algum açúcar em pó para moldar, mas se forem pequenas não há problema. Fica um contraste agradável entre o chocolate negro e o doce do interior :)
Acho que ficaram giras; nas fotografias nem dá para reparar muito bem, mas gostei mesmo do aspeto final! Parecem bombocas (melhor nome de comida que existe a seguir a acepipes e sarrabulho...) :)

Não são a coisa mais saudável do mundo, mas têm amendoins, que têm gorduras consideradas saudáveis, chocolate negro, rico em antioxidantes e bom para a saúde em quantidades razoáveis, e menos de 2g de manteiga e 4g de açúcar por unidade. Por outro lado, mesmo que não seja saudável pode ser vegan e sem lactose. Como quem é vegan ou intolerante à lactose também tem direito e pode comer doces, acho que essas opções continuam a ser uma mais-valia.

Editado: tenho de acrescentar que são óptimos para a Páscoa, porque ao olhar para a foto da caixa de sugestões apercebi-me de que são extremamente parecidos com Farricocos!

_________________________________________________________________________
Informação Nutricional 
Energia: 78 kcal
Proteínas: 1.6g
Hidratos de Carbono: 7.7g
-       Dos quais açúcares: 2.7g
Lípidos: 4.6g
-          Dos quais hidrogenados: 0.0g
Fibra: 0.5g
Sódio: 39mg

     A informação nutricional engloba uma porção (neste caso, corresponde a uma trufa). Está sujeita a erro humano e a alguma imprecisão, mas deverá apresentar valores próximos do valor real.
_________________________________________________________________________

quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Mel Aromatizado Com Citrinos e Canela


Eu não gosto nada de mel.
Claro que ponho em receitas em que não se note o sabor (praticamente todas), mas de resto acho o mel muito enjoativo, com um sabor estranho e manhoso e com uma doçura esquisita.
Quando estou com problemas de garganta ou algo do género, os médicos aconselham beber chá ou leite com mel.
Eu tenho um trauma com xaropes brancos de quando era pequena, porque são mesmo horríveis (sem exceção), mas acho que beber chá/leite com mel ainda é pior.
O leite/chá fica a saber imenso a mel, adquire um gosto demasiado forte que eu sinceramente odeio.
E, no entanto, uma conjugação que considero perfeita é o grupo nozes, mel e canela (mesmo quando não podíamos estar mais longe do Natal...).
Porque, além de saber a Natal, os bolos com essa conjugação não sabem a mel.
E eu não podia pedir nada melhor.







Mel Aromatizado com Citrinos e Canela
Adaptado daqui
Para 500ml

Ingredientes:

[  500ml de mel
[  2 paus de canela (ou um por garrafa/frasco)
[  1/2 colher de sopa de raspa fina de limão
[  1/2 colher de sopa de raspa fina de laranja
[  Nozes a gosto (opcional)

Preparação:

| Levar ao lume o mel até aquecer.
| Juntar o pau de canela e as raspas. Misturar bem. 
| Mexer durante 3/4 minutos
| Juntar as nozes, se utilizadas.
| Dividir por 2 recipientes de vidro, ou pelo número desejado.
| Esperar que arrefeça completamente antes de tapar e deixar a temperatura ambiente durante pelo menos 2 dias para ganhar sabor.



Eu não experimentei mas cheirava mesmo bem :) Deve ser bom para fazer bolachas, queques, bolos, barras de cereais,... Basicamente tudo o que possa levar mel, para ficar com um gosto a citrinos e a canela :)

segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Muffins de Coco com Leite e Óleo de Coco (Saudável, Sem Lactose)


Como já disse quando falei dos muffins de framboesa, sempre que faço receitas de muffins acabo com bastantes mais muffins do que era suposto.
Claro que altero a receita, e geralmente até adiciono alguma farinha, mas nem é uma quantidade tão relevante assim nem justifica uma diferença de 5 muffins.
No início acontecia com as minhas odiadas formas retangulares (de silicone), e agora acontece com as formas de papel que uso.
Já tentei comprar formas de papel maiores e não cabiam sequer no tabuleiro...Até que me encontrei com a solução: comprei uma forma de muffin gigante.
Agora "atiro" para lá toda a massa que sobra, e como é muita o muffin cresce imenso (e não há nada de melhor do que um muffin bem alto!)
Portanto, todas as minhas receitas de muffins são para 12 muffins pequenos e um gigante.
O gigante é para mim.

(Estou a brincar, corto em fatias e distribuo para experimentar quentinho.)













Muffins de Coco com Leite e Óleo de Coco (Saudável, Sem Lactose)
Adaptado daqui (estranho, eu sei)
Para 16 muffins (ou 12 muffins normais e 1 muffin gigante)

Ingredientes:

[  130g de farinha de trigo
[  100g de farinha de espelta
[  100g de farinha de trigo integral
[  20g de gérmen de trigo
[  4 + 3 colheres de sopa de coco ralado (sendo estas 3 últimas opcionais*)
[  1 pitada de sal
[  1 ovo L
[  80g + 3 colheres de sopa + 3 colheres de sopa de açúcar (sendo as últimas 6 colheres de sopa opcionais*)
[  160ml de leite (magro ou não, vegetal ou não)
[  80ml de água
[  60ml de iogurte natural de soja (ou outro)
[  3 colheres de sopa de óleo de coco derretido 
[  1 1/2 colher de chá de fermento
[  3/4 de colher de chá de bicarbonato de sódio
[  150ml de leite de coco (opcional*)

Preparação:

| Preparar as formas de muffins.
| Misturar as farinhas, o gérmen de trigo, 4 colheres de sopa de coco ralado e o sal. Peneirar 3 vezes.
| Bater o ovo com 80g de açúcar e adicionar, batendo bem a cada adição, o leite, a água, o iogurte e o óleo.
| Juntar à mistura das farinhas o bicarbonato de sódio e o fermento. Cobri-los rapidamente com os ingredientes líquidos e mexer apenas até incorporados.
| Dividir em formas de muffins e levar ao forno bem quente, pré-aquecido a 220 graus. Após 6 minutos, reduzir a temperatura para 180 graus.
| Opcional: Entretanto, preparar a "calda": colocar o leite de coco e 3 colheres de sopa de açúcar numa malga ou recipiente pequeno e mexer até homogéneo.
| Opcional: Noutro recipiente pequeno, juntar o coco e o açúcar restantes.
| Quando os muffins estiverem cozidos, retirar do forno, furar bem com um palito e, se desejado, regar com o preparado de leite de coco uniformemente. Inverter e mergulhar imediatamente no coco ralado e açúcar.

*Os ingredientes opcionais pertencem à calda ou à «cobertura» de coco com açúcar. A não utilização resultará num muffin menos húmido, mas a receita continua a funcionar. Poderá ser utilizado o leite de coco e não a crosta de coco, também.



Gostei imenso destes muffins; nem sou a maior fã do coco, mas achei que ficaram fofos e muito altos. Com estes muffins quebrei finalmente a maldição dos muffins baixinhos, fiquei eufórica ao espreitar para o forno!
Eu não tenho postado porque ando ocupada... Queria ter publicado este post na sexta-feira, mas não tive tempo. Também tenho coisas para fazer agora, mas amanhã devo calcular a informação nutricional e venho publicá-la neste post :)

_________________________________________________________________________
Informação Nutricional (sem ingredientes opcionais)
Energia: 126kcal
Proteínas: 3,6g
Hidratos de Carbono: 21,6g
-       Dos quais açúcares: 5,5g
Lípidos: 3,4g
-           Dos quais saturados: 2,4g
-          Dos quais hidrogenados: 0g
Fibra: 2,2g
Sódio: 18mg

     Nota: Os valores de gordura saturada são bastante elevados. No entanto, não só o seu estatuto enquanto prejudicial tem vindo a mudar, como também, neste caso, provêm maioritariamente do leite de coco, que representa uma grande quantidade de triglicerídeos de cadeia média e origem vegetal, beneficiais à saúde. É esta quantidade de gordura saudável que promove um aumento das calorias, também.
      A informação nutricional engloba uma porção (neste caso, corresponde a um muffin). Está sujeita a erro humano e a alguma imprecisão, mas deverá apresentar valores próximos do valor real.

_________________________________________________________________________
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...