Avançar para o conteúdo principal

Panquecas de Coco (Saudável, Sem Glúten/Lactose, Sem Açúcar Adicionado)


Quando há uns anos estava numa demanda pelos muffins perfeitos, com um domed top como deve ser, uma das dicas que encontrava mais frequentemente era a de que a massa deveria ter bastante farinha, porque se fosse demasiado líquida os bolos não iam crescer tanto. Tentei ainda algumas vezes aumentar ligeiramente a quantidade de farinha das receitas, mas não fiquei muito fã do resultado - os queques ficavam mais densos e menos fofos em consequência deste aumento.
A mesma dica é normalmente dada em tutoriais para fazer panquecas perfeitas (aliás, panquecas e muffins costumam ter procedimentos muito semelhantes). De forma a obter panquecas ao estilo americano, altas e fofas, é claro que a massa não pode ser muito líquida - quanto mais líquida for a massa mais baixinhas serão as panquecas.
Eu até costumo fazer as panquecas mais finas, até porque, assim como nos muffins, uma massa com mais farinha normalmente resulta em panquecas menos fofas. As que vos deixo hoje combinam o melhor dos dois mundos: como podem ver pelas fotos ficaram bastante gordinhas, mas ao mesmo tempo estavam fofas e leves (vão ter de acreditar em mim - ou fazer as panquecas, que é capaz de ser uma tarefa mais agradável do que acreditar em mim :P). E levaram apenas 20g de farinha, contrariando todas as leis universais.
Dito de outra forma, foi com estas panquecas que percebi todo o fascínio que existe em volta de panquecas feitas com farinha de coco. Esta farinha tem imensa fibra, e por isso absorve uma quantidade incrível de líquido, o que faz com que a massa não fique demasiado pesada (porque tem pouca farinha) mas tenha uma textura espessa na mesma (porque a farinha que tem parece uma esponja).
Se têm os mesmos dramas culinários que eu estas panquecas são a solução para todos os vossos problemas. ;)





Panquecas de Coco (Saudável, Sem Glúten/Lactose, Sem Açúcar Adicionado)
Adaptado daqui
Para 8 panquecas

Ingredientes:
[  3 ovos
[  1 colher de sopa de óleo de coco
[  120ml de leite (pode ser vegetal ou sem lactose para a versão sem lactose)*
[  1 colher de chá de mel
[  20g de farinha de coco (usei a do site Faz Bem - à Tua Vida - podem ter 15% de desconto em todo o site ao usar o cupão EUAVELA15)
[  1/4 de colher chá fermento
[  1 pitada de sal

Ingredientes:
| Colocar num recipiente os ovos, o óleo de coco derretido, o leite e o mel e bater bem.
| Juntar a farinha, o fermento e sal e misturar até o preparado estar homogéneo.
| Numa frigideira antiaderente pré-aquecida a lume baixo, colocar pequenas porções da massa (cerca de uma colher de sopa por panqueca).
| Virar as panquecas quando estas estiverem cozinhadas por baixo (ou seja, quando as bordas começarem a apresentar um aspeto sólido e conseguirem descolar as panquecas da frigideira e virá-las sem as desfazer).
| Repetir o procedimento até terminar a massa.

*Comecem por pôr menos, uns 50ml, e adicionem no fim um pouco mais até a massa ter consistência de massa de panquecas. Eu usei 120ml, mas depende por exemplo do tamanho dos ovos e da farinha utilizada, e ainda de como preferem as panquecas - se gostam delas mais finas usem mais, se gostam delas mais altas usem menos.



As panquecas ficaram extraordinariamente fofas, como acho que as fotos deixam transparecer. Apesar de o único adoçante ser uma colher de chá de mel, achei-as suficientemente doces. Acompanhei com chips de coco e um fio de mel, mas com chocolate negro devem ficar ainda mais deliciosas!
____________________________________________________________________________
Informação Nutricional (por uma panqueca)
Energia: 57kcal
Proteínas: 2.9g
Hidratos de Carbono: 3.4g 
-       Dos quais açúcares: 1.6g
Lípidos: 3.6g 
-          Dos quais hidrogenados: 0.0g
-     Dos quais saturados: 2.2g
Fibra:  1.1g
Sódio: 51mg

     A informação nutricional engloba uma porção (neste caso, corresponde a 1 panqueca ou 1/8 da receita). Os valores estão sujeitos a erro humano e a alguma imprecisão, mas deverão estar próximos do valor real. 
____________________________________________________________________________

Comentários

  1. Que excelente aspecto e parecem ser fofas! Adoro.

    Beijocas

    ResponderEliminar
  2. Estão realmente com um aspecto super fofo e tão altas, perfeitas! :) Nunca usei farinha de coco, tenho que comprar e experimentar estas panquecas. :)
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  3. Adoro farinha de coco, mas a maldita é difícil de trabalhar! Varia imenso de marca para marca, e às vezes até de lote para lote.
    As tuas panquecas estão fantásticas e tão amarelinhas! Tenho que experimentar, as minhas últimas tentativa de fazer alguma coisa com farinha de coco foram um bocado frustradas :P

    ResponderEliminar
  4. As tuas panquecas ficam sempre tão direitinhas,....as minhas ficam sempre tortas,...
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    strawberrycandymoreira.blogspot.pt
    http://www.facebook.com/omeurefugioculinario
    https://www.instagram.com/marysolianimoreira/

    ResponderEliminar
  5. Criaste-me uma necessidade.... ainda por cima acabei de receber uma encomenda de farinha de coco (que nunca usei).

    ResponderEliminar
  6. Que saudades de ver estas receitas maravilhosas =) Que bom aspecto!

    ResponderEliminar
  7. A receita leva mesmo só 20gr de farinha?

    ResponderEliminar
  8. A receita leva mesmo só 20gr de farinha?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, como a farinha de coco absorve bastante água é costume usar-se muito pouco! :)

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Produtos #91 - Pudins Proteicos do Lidl (Baunilha/Chocolate)

Hoje o post é sobre a febre do momento: os pudins proteicos do Lidl :P Para quem não está a par, há algumas semanas começaram a aparecer nos supermercados portugueses da cadeia Lidl uns pudins proteicos muito parecidos aos da Ehrmann. Estão disponíveis em duas versões: baunilha e chocolate . Cada pudim ( 200g ) tem cerca de 150kcal e 20g de proteína e custa 0.99€ . Não têm açúcar adicionado , e são isentos de lactose e de glúten .  Por vezes recebo comentários a referir que o teor de açúcar não é nulo (4g/100g) , mas é importante referir que este açúcar é naturalmente presente . Os iogurtes naturais não adoçados têm uma quantidade de açúcar semelhante. Outro ponto importante a referir é que a proteína também vem do leite , que é uma fonte de qualidade (por ser completa, ao contrário por exemplo do colagénio ou glúten). Antes que fiquem excessivamente entusiasmados, devo dizer que encontrá-los não é tarefa fácil: a procura anda ao nível dos skyr na altura em que foram lançados (

Produtos #69 - Pudins Proteicos da Ehrmann (Caramelo, Baunilha, Chocolate e Chocolate-Coco)

Hoje o post é sobre os famosos pudins proteicos da Ehrmann. Sempre que partilho fotos deles recebo perguntas, é infalível - seja acerca do rótulo, do preço, do sabor, dos locais de compra,... Desta forma, achei que o melhor seria escrever um post sobre eles e acabar com as dúvidas de uma vez por todas :) Começo pelas informações básicas: Locais de Compra Para já, os pudins estão disponíveis em poucas superfícies comerciais: fisicamente apenas os encontram nas lojas  Auchan e Primebody Nutrishop (há três, todas em Lisboa). Podem ainda encomendar online pelos respetivos sites, auchan.pt e primebodynutrishop.com . A cadeia Auchan só faz envios para algumas partes do território nacional, mas a Primebody envia para todo o país. Se optarem por encomendar pelo Auchan , os portes ficam a 5,90€ ; que eu saiba são fixos (acho que não há nenhum valor a partir do qual o envio seja grátis). No site da Primebody os portes ficam a 3,99€ , e são grátis para encomendas a part

Papas de Aveia com Claras (com aveia de sabor) (Saudável, Sem Lactose*, Sem Açúcar/Gordura Adicionados)

Já ouvi relatos mirabolantes de desastres na cozinha. Mesmo sendo óbvio que esta é basicamente um aglomerado de aparelhos potencialmente perigosos, continua a surpreender a quantidade de histórias incríveis que sobre ela há: seja sobre panelas de pressão a explodir ou desastres no fogão que originam mini incêndios, praticamente toda a gente tem algumas histórias para contar nesta divisão. Considerando isto, acho que até tenho tido alguma sorte. Tirando os óbvios e nada originais cortes e queimaduras, não me aconteceu nada de especial. A menos que consideremos... O incidente do gelado frito . Tudo começou com um inocente pedido de gelado frito para sobremesa num restaurante chinês. Tinha começado há pouco a cozinhar mais sobremesas, apenas com bolos simples, e decidi depois replicar a receita em casa, o que requeria um tacho de óleo a ferver e a necessidade de colocar e retirar rapidamente bolas de gelado deste para que não derretessem - nada fora do comum até aqui, portanto. Po