domingo, 18 de agosto de 2019

Preparação de Refeições #47 - Massa à Lavrador Vegan



Esta semana fiz a primeira meal prep vegan pós-férias, com um prato que decidi reinventar e que acabou por ser uma das melhores refeições que já preparei: massa à lavrador com tofu fumado.

Só um tacho, desta vez. Mas bem recheado :P
 Algumas pessoas pediram a receita, por isso aqui fica como fiz (muito básico, como sempre):

Previamente, demolhei uma porção de feijão vermelho durante cerca de 12 horas; depois disso cozi-o e reservei a água. Se preferirem, claro que podem usar feijão de lata - a água da lata também serve :)

Piquei cebola, pimento (verde e vermelho) e alho em quantidades generosas e levei a refogar a lume baixo num fio de azeite. Quando a cebola estava translúcida adicionei tomate picado, deixei cozinhar bem e triturei tudo com a varinha mágica.

Devolvi o refogado triturado ao lume, juntei um pouco de água de cozer o feijão e temperei com sal. Quando o preparado começou a ferver, adicionei tofu fumado em cubos. Deixei que fervesse novamente, juntei couve lombarda em pedaços e tampei.

Deixei a couve cozer um pouco, mexendo de vez em quando e juntando quando necessário mais água de cozer o feijão (ou, quando esta acabou, água quente). Em seguida adicionei a massa de ervilha, e quando esta estava quase cozida o feijão vermelho. Mais uns minutos e estava pronto :)

Os ingredientes que usei foram bem simples, com exceção do tofu fumado e massa de ervilha, que são um pouco mais 'exóticos', pelo que deixo um pequeno aparte sobre eles.

O tofu que usei é do Lidl:


O rótulo

Eu gosto mesmo muito deste tofu - o fumo dá-lhe um sabor a enchido que lembra salsichas (para mim é ainda melhor). Além disso, é acessível (cada embalagem de 200g fica por 1,19€) e não tem açúcar nem óleo adicionados. O perfil de macronutrientes também não é desinteressante; tem uma quantidade considerável de gordura, mas nada de fora do comum para tofu.

Por norma corto-o em fatias e grelho-o sem mais nada (já tem sal suficiente); depois ou como simples ou uso para rechear uma sandes - com uma fatia de queijo por cima fica divinal! 

Esta semana decidi usá-lo pela primeira vez numa receita deste género. Pareceu-me que ajudaria a dar sabor a um prato sem carne, e posso dizer que não me enganei - ficou mesmo saboroso, mais até do que muitas massas à lavrador com enchidos que já provei! Agora ando curiosa para o usar em mais pratos semelhantes, como arroz com feijão ou massa com grão-de-bico :)

Quanto à massa, usei esta, da Vianeza:

Comprei no E. Leclerc, mas há no Pingo Doce, Continente,...

Só tem mesmo ervilha
De início estava com algumas reservas em relação a usar uma massa 'diferente' para fazer logo uma quantidade grande de comida, mas depois lembrei-me da lei universal da culinária: nada fica mau com um bom refogado. E não ficou, claro :P

Não achei que a massa tivesse um sabor muito forte, ficou essencialmente com o sabor do molho. Provavelmente se for apenas cozida é mais notório que é de ervilha, assim não se sente grande diferença. A textura pareceu-me semelhante à da massa tradicional, talvez um bocadinho mais quebradiça!

Tirando estes dois, acho que toda a gente conhece os ingredientes que usei, e estão disponíveis em qualquer supermercado ou mercearia :P 

Mais uma foto deste tacho cheio de comida deliciosa :D
E para terminar, o menu dos almoços da semana já no prato
Como disse de início, gostei mesmo destas refeições! Tenho de começar a fazer massa à lavrador mais vezes, parece-me :)

sexta-feira, 16 de agosto de 2019

Fluff de Claras e Whey (Saudável, Sem Açúcar/Gordura Adicionados)


Já tenho várias receitas de fluffs aqui no blog, algumas bastante diferentes entre si. Às vezes isso suscita dúvidas, e recebo mensagens a perguntar o que são os tais fluffs - na verdade, chamo fluff a tudo o que tem uma textura leve e cremosa quando não me ocorre outra designação :P
Hoje partilho mais uma receita do género, desta vez com claras e whey. Já cheguei a fazer fluffs só com whey e só com claras, mas juntando as duas coisas obtém-se o melhor dos dois mundos: a textura fofa e leve das claras e o aroma da whey, que está disponível em imensos sabores (o meu objetivo de vida é prová-los todos em fluffs :P). O resultado é uma nuvem docinha, que com os toppings certos constitui um lanche fantástico :D





Fluff de Claras e Whey (Saudável, Sem Açúcar/Gordura Adicionados)
Para 1 dose generosa

Ingredientes:
[  100ml de claras pasteurizadas
[  1/3 de colher de chá de goma xantana
[  10g de whey (usei a whey isolada de pêssego da EU Nutrition e adorei! É da nova gama de whey isolada, em saco de 500g. Podem comprar com desconto aplicando o meu cupão: euavela15)
[  Água com gás bem fresca (a gosto; usei cerca de 125ml)

Preparação:
| Colocar as claras e a goma xantana num recipiente grande. Bater bem com a batedeira elétrica, até as claras ficarem bem espessas (normalmente até começam a 'trepar' pelas pás da batedeira).
| Adicionar a whey, continuando a bater.
| Batendo sempre, juntar água com gás aos poucos até a textura estar ao vosso gosto (eu prefiro que fique como nas fotos, mas podem sempre deixar o fluff mais espesso ou mais líquido).



A textura ficou mesmo surpreendentemente boa: em comparação aos fluffs feitos só com whey é menos densa e mais fofa, e em comparação aos feitos só com claras é mais cremosa (fica com menos bolhas de ar). Lembra quase um iogurte, mas muito levezinho!
Estou curiosa para experimentar sabores de whey como bolacha maria, piña colada ou morango aqui. Parece-me que ficarão divinais :)
Para mim, os toppings perfeitos para isto são fruta congelada e cereais. Quanto à fruta, gosto especialmente de framboesas, morangos, ananás, manga e amoras - em contacto com o fluff derretem parcialmente e ficam a parecer gomas fresquinhas! Se nunca experimentaram não sabem o que perdem :)
____________________________________________________________________________
Informação Nutricional (por uma dose)
Energia: 91kcal 
Proteínas: 20g 
Hidratos de Carbono: 3g 
-       Dos quais açúcares: 0g 
Lípidos: 0g
-          Dos quais hidrogenados: 0g
-     Dos quais saturados: 0g 
Fibra:  3g 

     A informação nutricional engloba uma porção (neste caso, corresponde a uma dose ou à totalidade da receita)Os valores estão sujeitos a erro humano e a alguma imprecisão, mas deverão estar próximos do valor real. As doses consideradas são meramente exemplificativas; as porções reais devem ser adaptadas por cada um às suas necessidades pessoais.
____________________________________________________________________________

quinta-feira, 15 de agosto de 2019

Clafoutis de Framboesa (Saudável, Sem Açúcar/Gordura Adicionados)


Esta semana decidi experimentar uma receita que já tinha visto a circular pelos Instagrams franceses: flanboisier, uma espécie de tarte de framboesa numa versão saudável inventada pela @clemfit_run.
Ontem foi o dia. Adaptei a receita de forma a ficar com um teor proteico mais interessante, substitui alguns ingredientes por outros da minha preferência... E no fim foram tantas as alterações que admito que estava com algum receio que o resultado não ficasse tão bom como o original :P
Parte do meu receio desvaneceu-se quando tirei o bolo do forno e ele estava lindíssimo (no que toca a sobremesas a humildade não é o meu forte :P), e qualquer réstia que sobrasse sofreu o mesmo destino quando experimentei esta perfeição em forma de tarte.
Não sabia o que lhe chamar por não não me ocorrer nenhuma tradução apropriada do nome original, mas visto que me fez lembrar imenso clafoutis a nível de aparência e textura ficou assim batizado.
Trago hoje então a receita deste clafoutis de framboesa, uma das melhores sobremesas saudáveis que já fiz :D





Clafoutis de Framboesa (Saudável, Sem Açúcar/Gordura Adicionados)
Adaptado da página de instagram @clemfit_run
Para 1 tarte

Ingredientes:
[  1 ovo
[  200ml de claras de ovo
[  400g de queijo quark natural
[  1 banana (cerca 100g)
[  150g de puré de maçã (pode ser caseiro ou de compra; há nos supermercados vários sem adição de açúcar)
[  50g de farinha de aveia com sabor (recomendo a de bolacha maria da EU Nutrition, que podem comprar com desconto e ofertas usando o cupão euavela15!)
[  150g de framboesas (usei congeladas)

Preparação:
| Utilizando um processador/liquidificadora (ou uma varinha mágica), triturar todos os ingredientes com exceção das framboesas: ovo, claras, quark, banana, puré de maçã e aveia com sabor.
| Colocar a massa numa forma (usei uma forma redonda de silicone, mas podem usar uma tarteira de vidro, por exemplo). Distribuir as framboesas pela superfície.
| Levar ao forno pré-aquecido a 180 graus durante cerca de 1h15, ou até que o clafoutis esteja cozido e dourado.

Substituições:
- Claras: podem omitir e usar um total de 5 ovos inteiros (o da receita + 4 extra). A textura vai ficar diferente, bem como o perfil nutricional, mas caso não queiram usar claras é a substituição mais fiel.
- Quark: é possível por trocar por queijo fresco batido, ou outro iogurte natural espesso como skyr.
- Aveia com sabor: podem substituir por farinha de aveia normal se acharem que a fruta é suficiente para adoçar. No entanto, caso prefiram um resultado docinho mesmo não usando farinha com sabor, podem adicionar um adoçante da vossa preferência (mel, açúcar, stevia, xilitol,...), ou ainda substituir o quark natural por um com sabor.



A combinação da textura cremosa e sabor leve do bolo com as framboesas semi-derretidas, docinhas e ácidas é uma das melhores que tive a oportunidade de experienciar nos últimos tempos (e acreditem que não faltaram experiências gastronómicas nas férias :P). 
Eu só fiz um clafoutis tradicional uma vez, há alguns anos, mas do que me lembro nem chegava aos calcanhares deste. Este tem tudo: sabor fantástico e viciante, textura rica e consistente,... E o melhor é que é mesmo muito simples de fazer, o que só torna ainda mais surpreendente o quão bom é.
Igualmente surpreendente é a informação nutricional - não só é baixo em calorias, açúcar e gordura, como ainda tem uma quantidade interessante de proteína. Inclui também bastante fruta (e variada), o que pode ser uma mais valia para quem tem tendência a não ingerir a suficiente :)
Em suma, é a receita perfeita e tenho a certeza que vou repeti-la imensas vezes. Já prevejo a sua presença em vários pequenos-almoços e lanches no futuro :D
____________________________________________________________________________
Informação Nutricional (por uma fatia)
Energia: 102kcal 
Proteínas: 9g 
Hidratos de Carbono: 12g 
-       Dos quais açúcares: 6g 
Lípidos: 2g
-          Dos quais hidrogenados: 0g
-     Dos quais saturados: 0g 
Fibra:  1g 

     A informação nutricional engloba uma porção (neste caso, corresponde a 1 fatia ou 1/8 da receita)Os valores estão sujeitos a erro humano e a alguma imprecisão, mas deverão estar próximos do valor real. As doses consideradas são meramente exemplificativas; as porções reais devem ser adaptadas por cada um às suas necessidades pessoais.
____________________________________________________________________________

quarta-feira, 14 de agosto de 2019

Disneyland Paris: Atrações



Este é, por fim, a última publicação sobre a Disneyland Paris. Desta vez acerca das atrações, para terminar em grande :)

O post vai incidir principalmente sobre as em que andei, porque são aquelas das quais tenho fotografias e sobre as quais tenho opinião. Também deixo uma ou outra nota sobre atrações em que não consegui andar (por estarem fechadas) mas sobre as quais fiquei particularmente curiosa. Podem ver a lista completa das atrações, com descrição e caraterísticas, no site oficial. Adotei a nomenclatura mista de lá, com alguns nomes em inglês e alguns em francês - fica o aviso, para não pensarem que foi frescura da minha parte :P

Sobre cada atração deixo algumas informações-chave: se têm sistema fastpass e/ou filas single rider (mais sobre isso aqui) e qual a altura mínima e o tempo de espera. Optei por descrever este último qualitativamente (baixo/médio/alto) porque o tempo concreto das filas depende muito da época. Para terem uma noção, nas épocas mais altas as atrações mais procuradas chegam aos 100 minutos de espera!

E claro, fica também o mais importante: a pontuação que lhes atribuo :P 

Posts anteriores:

Disneyland Park

Star Wars Hyperspace Mountain
Pontuação: -1593/10
Fastpass: Sim
Single Rider: Sim
Altura Mínima: 1.2m
Tempo de Espera: Médio


Esta ficou para sempre marcada como 'a montanha russa em que quase morri': é a atração mais violenta do parque, e claramente demasiado violenta para mim :P

Não achei que a atração em si fosse mal executada, mas pessoalmente preferia que estivesse um ou dois níveis abaixo no nível de brusquidão - e, julgando pela quantidade de bancos em redor com pessoas completamente brancas estendidas em cima, não estou sozinha :P Quase todo o tempo é passado no escuro, com muitas viragens repentinas. Começa logo em grande, com os carrinhos a serem rapidamente acelerados pelo canhão que se vê nas fotos.

Não subestimem a Hyperspace Mountain devido à altura mínima, porque esta é baseada na segurança e integridade física dos passageiros - não é indicação do quão violenta é a atração. Não recomendo a crianças novas, a menos que sejam particularmente corajosas :P



Ainda tremo só de olhar para estas fotos :P
Buzz Lightyear Laser Blast
Pontuação2/10
Fastpass: Sim
Single Rider: Não
Altura Mínima: -
Tempo de Espera: Longo


Tinha as expectativas moderadamente elevadas para esta, mas foi a maior desilusão de sempre. Supostamente é uma galeria intergalática onde podem ajudar o Buzz Lightyear a derrotar o Imperador Zulg disparando armas de laser, mas na verdade apenas se sentam nuns carrinhos super lentos e tentam disparar para uns alvos na parede, nunca percebendo muito bem se acertaram ou não porque a sincronização é estranha.

Claro que a atração é dirigida a crianças, mas não foi só isso que me deixou desencantada (a maior parte das atrações, mesmo as mais infantis, é gira também para adultos). Achei tudo muito mal conseguido: não é nada satisfatório acertar nos alvos porque quase não se nota (a pistola treme um bocadinho, mas é praticamente impercetível), há tanta gente a atirar ao mesmo tempo que nem dá para perceber se foram vocês a acertar num alvo ou outra pessoa... Tinha ouvido falar bem disto e quando cheguei ao fim demorei uns segundos a processar o quão estranhamente desengonçado tudo era :P



Blanche-Neige et Les Sept Nains
Pontuação: 3/10
Fastpass: Não
Single Rider: Não
Altura Mínima: -
Tempo de Espera: Longo


Esta é calminha: sentam-se num carrinho e vão passando por vários cenários diferentes, com bonecos e imagens da branca de neve. Não deixa de ser uma boa escolha para crianças que sejam fãs, mas está longe de estar à altura de outras atrações deste género (por exemplo, a 'It's a Small World' e a dos piratas das caraíbas). 

A fila é bastante grande, não há nenhum 'atalho' (fastpass ou single rider) e na minha opinião não vale muito a pena (mais uma vez, mesmo para crianças há atrações muito melhores).


Le Pays des Contes de Fées
Pontuação: 5/10
Fastpass: Não
Single Rider: Não
Altura Mínima: -
Tempo de Espera: Curto


Esta é semelhante à anterior (também é lenta e o foco principal são os cenários pelos quais vão passando), mas bastante mais adorável porque em vez de carrinhos fica-se em barquinhos na água :P

Tem partes bastante engraçadas, incluindo uma passagem por uma mini gruta com água a cair (última foto) :)





Star Tours: The Adventures Continue
Pontuação5/10
Fastpass: Sim
Single Rider: Não
Altura Mínima: 1.02m
Tempo de Espera: Médio


O Star Tours é uma espécie de cinema 4D: um pequeno filme com personagens da saga Star Wars é projetado num ecrã grande, e as cadeiras mexem-se de acordo com as cenas que passam.

Tem sempre alguma piada, mas não gostei particularmente filme, talvez por não ser fã do Star Wars :P Por outro lado, já vi filmes '4D' mais bem executados e que fizeram melhor uso do movimento.

Ponto positivo: a zona de espera é das mais envolventes, com um ambiente muito giro :)




Indiana Jones and the Temple of Peril
Pontuação: 6/10
Fastpass: Sim
Single Rider: Não
Altura Mínima: 1.4m
Tempo de Espera: Longo


Este é provavelmente a segunda atração mais violenta do parque (a seguir à Hyperspace Mountain *tremores*). E, para mim, tem a agravante de os carrinhos não serem tão apetrechados - o sistema de segurança que passa por cima dos ombros é menos volumoso, e parece-me que a junção disto com os carrinhos e carris mais simples torna a atração mais 'brusca', até porque também tem loopings

Houve algumas partes em que senti que tinha a cabeça numa posição desconfortável, e frequentemente batia com ela no carrinho - o que me levava a desencostá-la intuitivamente, mas depois nos loopings não conseguia voltar a encostar. Fiquei com a cabeça semi-suspensa no ar algumas vezes e não foi muito agradável :P

Em suma, esta montanha russa não atinge as velocidades da Hyperspace Mountain, mas ainda assim consegue ser um pouco violenta. Parece-me adequada para quem gosta de atrações mais fortes, e eu prefiro coisas um pouco mais levezinhas; ainda assim, não fiquei traumatizada como em certas Hyperspace Mountains que eu conheço :P O cenário é fantástico (espreitem as fotos abaixo), só é pena que estivesse demasiado ocupada a tomar conta da minha cabeça para o apreciar devidamente :P




Peter Pan's Flight
Pontuação: 7/10
Fastpass: Sim
Single Rider: Não
Altura Mínima: -
Tempo de Espera: Longo


Esta é uma das atrações com maior tempo de espera. Enquanto estava na fila duas raparigas inglesas perguntaram-me se sabia em que consistia a atração, e depois de eu explicar mais ou menos como era (pelo que tinha ouvido falar - antes de ir andei a ler reviews de tudo, claro :P) disseram que parecia interessante, mas decidiram que não valia a pena e foram-se embora. E isto resume mais ou menos o que achei do Voo do Peter Pan: tem a sua graça, mas não justifica a espera absurdamente longa.

Na atração passa-se por vários bonecos e cenários alusivos ao filme do Peter Pan, a bordo de carrinhos semelhantes a barcos. A ideia é que pareça que estão a sobrevoar os locais, e resulta bem; há um jogo interessante com a iluminação, com um ambiente bastante escuro cortado apenas por luz em zonas específicas. Achei adorável uma parte em que aparecem imensas estrelas, e em geral a atmosfera é de facto mística e encantadora :)

No entanto, a duração é muuuito curtinha (2 ou 3 minutos apenas!), e depois de tanto tempo na fila é frustrante que a atração em si acabe em menos de nada. Acho que o ideal é mesmo usar o fastpass: não vejo outra atração em que seja melhor aplicado. No entanto, os fastpasses são bastante concorridos no caso do Voo do Peter Pan, por isso é possível que não arranjem um com facilidade.


Pirates of the Caribbean
Pontuação: 8/10
Fastpass: Não
Single Rider: Não
Altura Mínima: -
Tempo de Espera: Curto


Dentro do género (carrinhos a passar com calma por vários cenários), esta foi uma das minhas atrações preferidas. Os cenários estão bem feitos e são detalhados, o ambiente foi desenvolvido na perfeição e, ao contrário de certas atrações, tem uma duração decentemente longa -  penso que pelo menos três vezes a do Voo do Peter Pan.

Os carrinhos andam sobre água, o que dá sempre outro encanto, e há uma parte engraçada em que se passa por uma rampa (rampas + água = lugar-comum infalível das atrações, toda a gente sabe :P). Não tenho grandes fotos porque é difícil capturar alguma coisa decente no escuro e em movimento, mas acreditem em mim - vale a pena, até porque por norma a fila é curtinha.


Big Thunder Mountain
Pontuação: 9/10
Fastpass: Sim
Single Rider: Não
Altura Mínima: 1.02m
Tempo de Espera: Médio



Para quem se estava a perguntar de que tipo de montanhas russas gosto, já que não fiquei fã das duas mais famosas do parque (a Hyperspace Mountain e a do Indiana Jones), a resposta é esta: Big Thunder Mountain. Quem gosta de atrações mais violentas dirá que esta é para bebés, mas não perdi o controlo da minha cabeça a meio e no fim do dia isso é o mais importante :P

Tem algumas zonas mais rápidas, especialmente descidas, e honestamente é o suficiente para mim. Está naquele intervalo agradável no espetro da emoção que chega ao 'gostar e ficar entusiasmada' mas não ao 'desconforto físico, repensar escolhas de vida e descer temporariamente um ou dois tons de pele' :P Como bónus, as paisagens artificiais por onde passa o comboio são fantásticas :)



It's a Small World
Pontuação: 9/10
Fastpass: Não
Single Rider: Não
Altura Mínima: -
Tempo de Espera: Curto


Assim chegamos ao It's a Small World, a atração mais fofa de todo o sempre. Tirei imensas fotos, porque além de ser bastante longa adorei-a e andei nela imensas vezes (admito que o primeiro ponto - ser bastante longa - contribuiu para esta última parte. Não subestimem o poder de 10 minutos de descanso depois de um dia inteiro de pé :P).

É difícil descrever os cenários, mas deixo abaixo algumas das minhas 10934793 fotos para falarem por mim. Imaginem ver isto ao vivo, em dimensões respeitáveis, enquanto estão sentados em barquinhos que passeiam na água e ouvem uma música infantil adorável (e incrivelmente viciante, ainda a começo a cantarolar de vez em quando). É tão agradável quanto parece :D

Devido à boa capacidade dos barcos, normalmente há muito pouca fila e não é preciso esperar quase nada.








Estas foram as atrações 'a sério' em que andei no Disneyland Park. Abaixo vou deixar mais algumas que visitei, mas que não contam bem como atração por algum motivo :P

Deixo antes ainda duas (das a sério) em que não tive oportunidade de andar mas que me deixaram curiosa:

Phantom Manor
Fastpass: Não
Single Rider: Não
Altura Mínima: -
Tempo de Espera: Médio


Fartei-me de ler sobre esta atração antes de visitar os parques, mas já sabia que ia estar fechada para remodelação na altura da minha visita. Fiquei triste, até porque estava curiosa com as alterações que iam fazer - mas pelos vistos não perdi grande coisa, porque vi imensa gente a dizer que tinham alterado a história de tal forma que deixava de fazer sentido :P

De qualquer modo, é uma atração popular, e parece-me que só pela decoração deve valer a pena fazer uma visita :)

Disneyland Railroad
Fastpass: Não
Single Rider: Não
Altura Mínima: -
Tempo de Espera: Médio/Longo (depende bastante da estação!)


Esta atração tem uma história engraçada. No último dia em que estive na Disneyland decidi finalmente andar neste comboio. Parecia bastante tentador ficar sentada durante 20 minutos, e tem a sua piada dar uma volta pelos parques e vê-los de outra perspetiva. 

Estive na fila durante bastante tempo (visto que cada volta dura bastante), por isso fiquei logo contente quando vi o colaborador a mandar as pessoas entrar - mas o entusiasmo desvaneceu-se rapidamente quando terminaram os lugares disponíveis mesmo antes de eu entrar, e fui informada que se quisesse andar teria de esperar mais meia hora.

Desculpem-me se disse que a atração tinha uma história engraçada, na verdade com 'engraçada' queria dizer 'horrível e deprimente'. São coisas que se confundem com facilidade :P

Claro que fui afogar as minhas mágoas andando no 'It's a Small World' pela terceira vez. ;)

E pronto; seguem-se agora algumas sugestões de atrações 'menores', que não implicam fila (ou têm tempos de espera praticamente nulos). Pode ser uma boa opção visitá-las nas horas de maior afluência :)

La Galerie de la Belle au Bois Dormant



Esta 'galeria' é a parte interior do famoso castelo da Disneyland. Tem decorações alusivas à história da Bela Adormecida, e o ambiente é bastante interessante :)

Além do interior, também o exterior do castelo merece ser apreciado com calma. 




La Tanière du Dragon



Esta parte também fica dentro do castelo, mas é ignorada por muita gente porque está meio escondida (depois de entrar é preciso descer umas escadas para ir lá ter). No entanto, aconselho que espreitem, porque está bastante bem feita! E é 'exclusiva', não existindo em nenhum outro castelo da Disneyland.

A ideia é visitar o dragão, que está preso numa caverna escura. Ele é bastante grande (tem 27 metros da cauda à cabeça) e está aninhado a dormir, mas de vez em quando acorda, levanta a cabeça e começa a rosnar. Os efeitos são bastante realistas, e a figura está muito bem feita!

Alice's Curious Labyrinth


Este não é propriamente original, mas clássicos são clássicos - e um labirinto à escala humana é sem dúvida um clássico :P


Adventure Isle



A 'Adventure Isle' é uma ilha artificial bastante engraçada, e tendo várias coisas para ver é uma escolha possível quando não encontram atrações com tempos de espera decentes. A ilha está dividida em duas partes, ligadas por uma ponte suspensa; numa delas encontram uma gruta (que gostei bastante de visitar), um galeão de piratas e a 'praia dos piratas' (com um pequeno parque infantil), na outra uma casa da árvore :)

O galeão dos piratas
Entrada para a casa da árvore ('La Cabane des Robinson')

Vista do cimo da cabana :)


Les Mistères du Nautilus



Esta atração é uma espécie de galeria alusiva ao filme 'vinte mil léguas submarinas'. As partes mais emblemáticas são 'a lula gigante' (que podem ver a atacar de repente através de uma janela) e o reflexo do Capitão Nemo, que aparece de vez em quando num espelho.

Main Street Vehicles


Na Main Street USA podem andar em veículos antiquados de vários estilos. Apenas tirei foto a este, mas há outros bem mais engraçados :)

Walt Disney Studios

Seguem-se as atrações que visitei no outro parque. Apesar de ser mais pequeno, não fiquei arrependida de o incluir no bilhete - tem algumas das atrações mais emblemáticas da Disneyland Paris, incluindo a que foi a minha preferida de todas as em que andei :)

Ratatouille: The Adventure 
Pontuação: 5/10
Fastpass: Sim
Single Rider: Sim
Altura Mínima: -
Tempo de Espera: Longo


Tinha ouvido falar muito bem desta atração, mas foi uma desilusão. É semelhante a um mini-filme 4D, mas um pouco mais dinâmico: os carrinhos (que são os ratos do Ratatouille, pontos para a ideia adorável :P) andam de sala em sala, enquanto um filme envolvente é projetado na parede para a qual estão virados. A ideia é que vocês sejam os ratinhos, e estejam a fugir pela cozinha. As dimensões dos objetos no filme são exageradas para dar realismo às cenas.

A ideia soa bem em teoria, mas não achei que na prática resultasse. Houve alguma coisa com o movimento dos carrinhos (que não era muito suave), o filme e a interação entre as duas partes que não criou o efeito que eu esperava. De qualquer maneira, não deixa de ser uma ideia interessante, e acho que vale a pena lá ir (até porque posso ter sido só eu a ficar com esta impressão, claro). Caso possível, recomendo que aproveitem aqui o sistema fastpass, porque a fila consegue ser bastante longa.

The Twilight Zone Tower of Terror
Pontuação: 8/10
Fastpass: Sim
Single Rider: Não
Altura Mínima: -
Tempo de Espera: Longo


Este 'hotel assombrado' é um elemento bastante popular da Disneyland Paris, e por acaso estava curiosa. Ou pelo menos 40% curiosa, sendo o resto preenchido com receio - acho que já ficou claro que não gosto de coisas muito violentas :P

A atração passa-se num elevador. Ao início este começa a subir lentamente, com algumas paragens em que as portas abrem e é possível ver secções do hotel. Ao mesmo tempo, há alusões à história de uns hóspedes que desapareceram (através de projeções e uma narração) - sendo implicado que vocês serão os próximos, como em qualquer boa história de hotéis assombrados :P No fim da narração o elevador começa a soluçar, alternando subidas com descidas muito rápidas; por vezes chega ao topo, onde as portas se abrem e conseguem ver os parques lá fora (de uma altura de cerca de 50m).

Quando o elevador está a descer este é activamente puxado para baixo, pelo que a aceleração é superior à gravítica. Como já estava à espera, provoca alguns arrepios, mas gostei muito na mesma e não achei excessivo. Além disso, é bastante 'confortável', na medida em que o movimento é sempre na vertical e não provoca torcicolos :P É o tipo de atração que envolve bastante adrenalina sem recorrer a força bruta, mas antes jogando com algo que provoca reação da parte dos passageiros (medo das alturas / vertigens), o que me agrada. A decoração do hotel também está bem conseguida!

Apesar da popularidade, encontrei-a várias vezes com um tempo de espera reduzido; aconselho-vos a estarem atentos de forma a conseguirem ir na melhor altura (recorrendo à app para ver como está a fila, por exemplo). Também disponibiliza faspass, mas acho que este fica melhor empregado no Ratatouille, que por norma tem filas longas e constantes.




Rock 'n' Roller Coaster starring Aerosmith
Pontuação: 8/10
Fastpass: Sim
Single Rider: Não
Altura Mínima: 1.2m
Tempo de Espera: Médio


Esta atração fica algo isolada e longe da entrada, por isso há alturas em que quase não tem fila - é uma boa ideia ir lá pouco depois da abertura do parque, por exemplo.

É mais uma montanha russa que que satisfez os meus padrões: é bastante rápida e tem viragens bruscas e loopings, mas não me deixou enjoada nem a jurar para nunca mais. É mais violenta do que a Big Thunder Mountain, e o facto de o ambiente ser escuro torna o percurso imprevisível, mas ainda assim é mais moderada que a do Indiana Jones ou a Hyperspace Mountain (*tremores*).

Achei piada à parte inicial: há uma contagem decrescente e depois um lançamento brusco. Para quem é particularmente fã dos Aerosmith é uma atração a não perder, claro :)




Crush's Coaster
Pontuação: 10/10
Fastpass: Não
Single Rider: Sim
Altura Mínima: 1.07m
Tempo de Espera: Absurdo


E assim chegamos à minha atração preferida: Crush's Coaster. Para mim, este é o crème de la crème no que toca a montanhas russas: não é demasiado forte nem violenta (até se vê crianças relativamente pequenas a andar), está maravilhosamente desenhada, os efeitos são executados na perfeição e o resultado é fenomenal.

É uma montanha russa alusiva ao 'À Procura de Nemo' (as carruagens são umas tartarugas adoráveis :P). Há cenários mesmo giros do fundo do mar, e uma parte fantástica em que está tudo escuro com a exceção de poucas luzes. A escuridão, os efeitos sonoros e o ambiente no geral dão a ideia de que se está suspenso num espaço enorme, e no meio disto tudo as carruagens a moverem-se fluidamente criam uma sensação mágica!

Gostei mesmo muito. Teria andado várias vezes não fosse o facto de o tempo de espera ser enorme; desta forma apenas andei uma vez, no último dia. Esperei imenso tempo (uns 90 minutos) mesmo tentando lá ir de manhã, pouco depois de os parques abrirem. Na verdade, confesso que o verbo 'tentar' está melhor aplicado do que parece - depois de dois dias exaustivos, só tinha vontade de dormir durante um mês inteiro, por isso às horas que acordei 'pouco depois de os parques abrirem' não era descrição aplicável :P

Mas a verdade é que, visto que fica mesmo à entrada do parque, esta atração enche logo ao início da manhã e o tempo de espera mantém-se elevado ao longo do dia. Não havendo fastpass, o único atalho que têm é a fila single rider, que aconselho muito se forem sozinhos ou não se importarem de dividir o grupo.


Assim termina este post, que já parece a fila do Crush's Coaster de tão longo (piada fácil, mas alguém tinha de fazê-la :P). Espero que tenham gostado :D
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...