Avançar para o conteúdo principal

Trufas de Cacau (Cremosas e Simples)


Eu adoro chocolate preto.
Não vou dizer que às vezes não goste de comer chocolate de leite, por exemplo, mas acho enjoativo; além disso, há marcas de qualidade, como a Lindt, e marcas que considero bastante fracas (não quero dizer nomes mas o chocolate vem de uma vaca roxa).
O chocolate preto é, na minha opinião, muito melhor, tem um sabor mais concentrado e muito menos enjoativo, e por isso gosto muito de chocolate com, por exemplo, 85% cacau.
O ano passado, quando fui de férias, deparei-me com tabletes finas de chocolate 99% cacau. Escusado será dizer que comprei logo uma para experimentar, e foi assim que descobri uma das minhas coisas preferidas (não é preciso preocuparem-se, ainda tenho espaço para a-veia do meu coração ;)).
O chocolate com 99% cacau vem em quadradinhos pequeninos e fininhos, come-se aos bocadinhos e deixa-se derreter na boca para sentir o sabor amargo e delicioso do cacau... É mesmo bom!
Ao longo dos últimos meses tenho tentado generosamente impingir oferecer a experiência deliciosa de saborear o chocolate com 99% de cacau, que geralmente acabaram com um quadradinho regurgitado no caixote do lixo (!) e com umas bentas tremendas.
Parece que é uma paixão não-tão-comum (deve ser demasiado requintado para o resto das pessoas ;)), porque eu não percebo como é possível não gostar de tal coisa!
Entretanto, pode ser que vá «adaptando» o paladar a estes ignorantes com umas trufas de chocolate negro...










Trufas de Cacau
Adaptado daqui
Para 24 trufas

Ingredientes:

[  160g de manteiga sem sal
[   Aproximadamente 90g de cacau em pó puro
[  370g de leite condensado (uma lata)
[  1 colher de sopa de aroma de baunilha
[  Coberturas (canela com açúcar, cacau em pó, amêndoa granulada, coco com  açúcar, café com açúcar,...)

Preparação:
|  Derreter a manteiga em lume brando.
|  Juntar o cacau e mexer rapidamente até que esteja cremoso. Aumentar o lume para médio e adicionar logo o leite condensado.
|  Misturar e mexer durante cerca de 3 minutos, retirando do lume após esse tempo. Incorporar o aroma de baunilha e transferir para um recipiente.
|  Cobrir com papel aderente e levar ao frigorífico durante umas horas (preferencialmente durante uma noite) ou até estar frio e sólido o suficiente para formar bolinhas.
|  Pegando em pedaços do tamanho desejado para as trufas, rolar até ficarem redondos e passar por uma das coberturas.

               
                                                                                              (cacau em pó)

                
                                                                                                     (coco)
                
                               (amêndoa)
                 
                              (canela e açúcar)

Eu gostei muito, moldavam-se muito bem e, apesar de não se ver muito bem, ficaram muito engraçadas; umas cobri com canela e açúcar (estas ficaram com uma cor muito bonita), as outras cobri com amêndoa, coco e cacau. Todos os passos da receita correram maravilhosamente bem (adoro quando isso acontece!), e mesmo antes da moldagem a massa era um creme muito bonito e cremoso. No entanto, valeu a pena esperar: acabaram por ficar ainda melhores quando sólidas! A textura estava perfeita e suave, e o sabor a cacau era suficientemente intenso. Não estavam doces demais mas também não eram exatamente amargas... Adorei o processo e os resultados :) No prato fizeram-me lembrar uma discoteca! Estavam coloridas e variadas :)
Ofereci algumas e receberam muitos elogios. 


Comentários

  1. Aiiii! Isto não se faz. Quer dizer, até se faz mas não se mostra para os outros (eu!) não ficarem com inveja. Eu quero!
    Que lindas trufas.

    Beijitos*

    ResponderEliminar
  2. Eu fico com as de amêndoa pode ser? :)
    Gosto muito de trufas... estão mesmo com bom aspecto! E eu percebo-te no gosto do chocolate negro... partilho do mesmo :)

    ResponderEliminar
  3. Devem estar fantásticas. Comia, pelo menos, uma de cada :-)

    beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Acho que vou provar uma de cada para conseguir decidir qual a melhor versão!

    ResponderEliminar
  5. Eu gosto e qualquer um:))
    Mas claro está que o preto ocupa sempre o primeiro lugar, ficaram lindas e bem deliciosas é uma combinação de sabores bem ao meu gosto e que gulosas.

    beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Lindoooos e parecem deliciosos! Sabe, eu evito comer chocolate, pois estou nessa coisa de emagrecer, mas concordo numa coisa: no dia que eu escolho comer chocolate também acho que vale muito investir nas melhores marcas. Aqui o lindt é caríssimo, caríssimo mesmo, mas que prazer ele proporciona. Eu não gosto de muito amargo, mas são mesmo os melhores para a saúde!!! Amo seus posts! Obrigada pelo carinho lá no blog! Bjks e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  7. Adoro trufas e adoro chocolate negro! :)
    A mim podes oferecer-me um quadradinho do de 99% que eu como e peço mais hehe, adoro!
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  8. Também adoro chocolate negro, quanto mais puro melhor! Mas é verdade que não é para corações sensíveis! :-D

    ResponderEliminar
  9. Uau, ficaram tão bonitas! aposto que o sabor deve ser divinal!
    Se antes adorava chocolate branco, agora raramente o consigo comer, passou a ser demasiado enjoativo..prefiro mil vezes chocolate preto e quanto mais amargo melhor. Felizmente deu-se este click na minha cabeça que os benefícios estão todos virados para o chocolate preto! Gosto imenso da variedade do lidl, até agora são os melhores que já provei :)

    ResponderEliminar
  10. Adoro tudo o que leva cacau e as tuas sugestões são fabulosas.
    beijinhos
    aromas-com-amor.blogspot.com

    ResponderEliminar
  11. Ai may god! Faz lembrar o natal! Que cuidadosa que és Avela!

    ResponderEliminar
  12. Além do aspecto devem estar muito saborosas. Vou experimentar .... :-)

    ResponderEliminar
  13. Bom dia, Avelã!
    rsrs gostei da parte que disse "..pode ser que vá «adaptando» o paladar a estes ignorantes" rsrs, tive que rir.
    Realmente quanto maior a porcentagem do cacau, mas o chocolate "perde" o gosto para muitos, pois estão acostumados com o doce. Eu gosto de chocolate amargo, porém aqui, a qualidade caiu demais, a maioria quase não usa cacau, usando aquela nojenta gordura hidrogenada e o resultado são tabletes que mais parecem chicletes (isso para quem tem paladar, pois a maioria parece nem notar).
    As trufas ficaram bonitas e o leite condensado deve ter dado a medida certa de doce.
    Abraços e feliz dia.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Produtos #91 - Pudins Proteicos do Lidl (Baunilha/Chocolate)

Hoje o post é sobre a febre do momento: os pudins proteicos do Lidl :P Para quem não está a par, há algumas semanas começaram a aparecer nos supermercados portugueses da cadeia Lidl uns pudins proteicos muito parecidos aos da Ehrmann. Estão disponíveis em duas versões: baunilha e chocolate . Cada pudim ( 200g ) tem cerca de 150kcal e 20g de proteína e custa 0.99€ . Não têm açúcar adicionado , e são isentos de lactose e de glúten .  Por vezes recebo comentários a referir que o teor de açúcar não é nulo (4g/100g) , mas é importante referir que este açúcar é naturalmente presente . Os iogurtes naturais não adoçados têm uma quantidade de açúcar semelhante. Outro ponto importante a referir é que a proteína também vem do leite , que é uma fonte de qualidade (por ser completa, ao contrário por exemplo do colagénio ou glúten). Antes que fiquem excessivamente entusiasmados, devo dizer que encontrá-los não é tarefa fácil: a procura anda ao nível dos skyr na altura em que foram lançados (

Bolo de Spéculoos

  Com quase dois meses de atraso, venho deixar a receita do bolo que fiz para o meu aniversário. Mais pequeno que o habitual, tendo em conta a situação pandémica na altura (nos últimos dois anos não tive muita sorte com o timing do meu dia de anos). Para compensar, fi-lo em modo *overdose de spéculoos*: spéculoos  alegram qualquer situação :D O recheio foi improvisado à última da hora: tinha planeado fazê-lo com natas batidas e creme de spéculoos, mas aqueci o creme para ficar mais fluido e a temperatura fez com que as natas coalhassem. Fiquei sem o único pacote de natas que tinha, mas felizmente sou  exagerada  precavida e tinha meia dúzia de frascos do creme de barrar.  Acabei por desenrascar um recheio misturando-o com o pudim de caramelo da Ehrmann como base, o que de resto prova a minha tese de que há poucas coisas que não se resolvam com um pudim de caramelo da Ehrmann :P Foi tudo pelo melhor, porque ficou delicioso! Deixo a receita para que possam experimentar :)  Bolo de Spécul

Madalenas Sem Açúcar

Tenho a tradição de testar uma receita nova de cada vez que recebo ou compro uma nova forma. Por vezes as ideias são muitas e não é fácil escolher, mas quando a My Tup Love  me enviou esta forma não houve sequer um momento de indecisão: forma de madalenas pede madalenas :D  Juntei o útil e agradável, e usei na receita a recentemente lançada aveia de custard. O seu aroma docinho a lembrar bolos com limão não podia ser mais adequado para o efeito :)  Madalenas Sem Açúcar Para 6 madalenas Ingredientes : [  1 ovo [  50g de quark natural [  25ml de leite [  75g de farinha de aveia com sabor (usei a de custard da EU Nutrition , que tem um saborzinho a limão fantástico; podem encomendar com 15% de desconto usando o cupão euavela15 no site) [  1 colher de café de fermento Preparação : | Bater o ovo com o quark durante dois ou três minutos. | Baixar a velocidade para o mínimo e adicionar o leite, batendo apenas até este estar incorporado.  | Juntar a farinha e o fermento envolver com uma espát