Avançar para o conteúdo principal

Pastéis de Feijão

Hoje trago-vos a receita de mais uma sobremesa que fiz para o Natal: pastéis de feijão. Foram, assim como as rabanadas poveiras, uma estreia para mim. Os únicos pastéis do género que já tinha feito eram os de amêndoa, que já repeti várias vezes e fizeram sucesso em cada uma delas :)
Embora nunca os tivesse feito em casa, sempre gostei de pastéis de feijão, por isso esta nova experiência era uma inevitabilidade do destino. Ou não fosse eu uma apaixonada pela doçaria tradicional portuguesa :D





Pastéis de Feijão
Adaptado daqui e daqui
Para 15 pastéis

Ingredientes:

Para a massa
[  100g de farinha de trigo
[  1 pitada generosa de sal marinho
[  15g de manteiga
[  50ml de leite meio-gordo (a ajustar)

Para o recheio
[  125g de feijão branco cozido
[  12 gemas de ovo
[  100ml de água
[  500g de açúcar
[  125g de farinha de amêndoa

Para a finalização
[  Açúcar em pó

Preparação:

Para a massa
| Colocar num recipiente a farinha e o sal.
| Acrescentar a manteiga, esmagando com um garfo para incorporar grosseiramente.
| Acrescentar o leite aos poucos até obter uma textura moldável, acabando de misturar com as mãos. Podem acrescentar um pouco menos ou mais de leite para acertar com a consistência.
| Formar uma bolinha, envolver em película aderente, e deixar repousar à temperatura ambiente durante cerca de 1 hora. 
| Colocar a massa numa bancada enfarinhada e estender com um rolo da massa até obter uma placa com apenas uns milímetros de espessura. Cortar 15 círculos e utilizá-los para forrar 15 forminhas de alumínio (ver nota i).

Para o recheio
| Passar o feijão branco por água. Escorrer, triturar (com a varinha mágica ou processador/liquidificadora) e reservar.
| Passar as gemas por um coador para retirar a película exterior e reservar.
| Colocar a água e o açúcar num tacho e levar ao fogão a lume médio até ferver. Baixar o lume e deixar ferver durante cerca de 7 minutos até obter o ponto de espadana (ver nota ii).
| Adicionar o puré de feijão e deixar ferver mais um pouco, misturando, até voltar a obter uma mistura homogénea.
| Juntar a farinha de amêndoa e misturar novamente. Quando esta estiver bem envolvida, desligar o lume e mexer uns segundos para o preparado arrefecer ligeiramente.
| Adicionar as gemas em fio, misturando rapidamente para que estas não cozam.
| Devolver o tacho ao fogão (a lume baixo) durante 5 a 10 minutos (ver nota iii), mexendo sempre.
| Deixar arrefecer uns minutos (mas não demasiado, ou fica excessivamente consistente).

Para a finalização
| Distribuir o recheio pelas forminhas forradas com massa.
| Levar ao forno pré-aquecido a 170 graus durante cerca de 20 minutos, até os pastéis estarem cozidos.
| Deixar arrefecer um pouco, e desenformar ainda mornos (é mais fácil).
| Deixar esfriar completamente e polvilhar com açúcar em pó.

Notas
i) Se a massa não chegar para forrar 15 formas, façam menos. Não estiquem demasiado a massa, ou correm o risco de não conseguir desenformar os pastéis.
ii) Para testar o "ponto de espadana", experimentem mergulhar uma escumadeira na calda e bufar para os buraquinhos: se se formarem bolhas grandes do outro lado (tipo bolas de sabão, mas que se desfazem rapidamente), saberão que estão mais ou menos no ponto certo. Em alternativa, podem verificar que a calda cai 'em lâmina' (e não em fio) da colher. Se tiverem termómetro, o mais fácil é verificar a temperatura, que deve atingir os 117 graus.
iii) Desta vez levei o recheio ao lume durante 10 minutos (penúltimo passo na confeção do recheio), mas acho que é desnecessário engrossar tanto tempo, porque ficaram bastante densos. Da próxima vez vou experimentar 5 minutos apenas.



Acho que dá para perceber a textura pelas fotos: a massa fina e delicada esconde um recheio denso e macio. O sabor é bem intenso, comportando a distinta riqueza das gemas que é típica destes famosos pasteizinhos :) 
Para quem nunca provou, o uso de feijão pode parecer estranho - mas garanto que o sabor não se nota! Este serve principalmente para conferir uma textura rica e aveludada, que de resto é o que melhor fazem as leguminosas (sugiro que espreitem esta tarte de grão-de-bico, que também é uma delícia).

Comentários

  1. Que maravilha!
    Passei para desejar um bom fim-de-semana e um feliz Ano Novo 2022!
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    strawberrycandymoreira.blogspot.pt
    http://www.facebook.com/omeurefugioculinario
    https://www.instagram.com/marysolianimoreira

    ResponderEliminar
  2. Comia… 😋 bom aspecto… 😋

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Produtos #91 - Pudins Proteicos do Lidl (Baunilha/Chocolate)

Hoje o post é sobre a febre do momento: os pudins proteicos do Lidl :P Para quem não está a par, há algumas semanas começaram a aparecer nos supermercados portugueses da cadeia Lidl uns pudins proteicos muito parecidos aos da Ehrmann. Estão disponíveis em duas versões: baunilha e chocolate . Cada pudim ( 200g ) tem cerca de 150kcal e 20g de proteína e custa 0.99€ . Não têm açúcar adicionado , e são isentos de lactose e de glúten .  Por vezes recebo comentários a referir que o teor de açúcar não é nulo (4g/100g) , mas é importante referir que este açúcar é naturalmente presente . Os iogurtes naturais não adoçados têm uma quantidade de açúcar semelhante. Outro ponto importante a referir é que a proteína também vem do leite , que é uma fonte de qualidade (por ser completa, ao contrário por exemplo do colagénio ou glúten). Antes que fiquem excessivamente entusiasmados, devo dizer que encontrá-los não é tarefa fácil: a procura anda ao nível dos skyr na altura em que foram lançados (

Produtos #69 - Pudins Proteicos da Ehrmann (Caramelo, Baunilha, Chocolate e Chocolate-Coco)

Hoje o post é sobre os famosos pudins proteicos da Ehrmann. Sempre que partilho fotos deles recebo perguntas, é infalível - seja acerca do rótulo, do preço, do sabor, dos locais de compra,... Desta forma, achei que o melhor seria escrever um post sobre eles e acabar com as dúvidas de uma vez por todas :) Começo pelas informações básicas: Locais de Compra Para já, os pudins estão disponíveis em poucas superfícies comerciais: fisicamente apenas os encontram nas lojas  Auchan e Primebody Nutrishop (há três, todas em Lisboa). Podem ainda encomendar online pelos respetivos sites, auchan.pt e primebodynutrishop.com . A cadeia Auchan só faz envios para algumas partes do território nacional, mas a Primebody envia para todo o país. Se optarem por encomendar pelo Auchan , os portes ficam a 5,90€ ; que eu saiba são fixos (acho que não há nenhum valor a partir do qual o envio seja grátis). No site da Primebody os portes ficam a 3,99€ , e são grátis para encomendas a part

Madalenas Sem Açúcar

Tenho a tradição de testar uma receita nova de cada vez que recebo ou compro uma nova forma. Por vezes as ideias são muitas e não é fácil escolher, mas quando a My Tup Love  me enviou esta forma não houve sequer um momento de indecisão: forma de madalenas pede madalenas :D  Juntei o útil e agradável, e usei na receita a recentemente lançada aveia de custard. O seu aroma docinho a lembrar bolos com limão não podia ser mais adequado para o efeito :)  Madalenas Sem Açúcar Para 6 madalenas Ingredientes : [  1 ovo [  50g de quark natural [  25ml de leite [  75g de farinha de aveia com sabor (usei a de custard da EU Nutrition , que tem um saborzinho a limão fantástico; podem encomendar com 15% de desconto usando o cupão euavela15 no site) [  1 colher de café de fermento Preparação : | Bater o ovo com o quark durante dois ou três minutos. | Baixar a velocidade para o mínimo e adicionar o leite, batendo apenas até este estar incorporado.  | Juntar a farinha e o fermento envolver com uma espát