Avançar para o conteúdo principal

Preparação de Refeições #68 - Jardineira de Soja



Esta semana voltei a usar soja para fazer uma dose de almoços vegetarianos, depois de bastante tempo a optar por outras fontes proteicas (ando mais virada para tofu :P). Voltei a optar por uma receita de um só tacho bem reconfortante: jardineira :)

Digam lá que não ficou bonitinha :D
 Foi bem fácil de preparar:

30 minutos antes de começar a cozinhar demolhei a soja em água abundante.

Depois fiz o refogado do costume, com cebola, alho, pimentos e um fio de azeite. Coloquei os ingredientes num tacho grande e levei a lume baixo até a cebola amolecer. Juntei tomate picado e um pouco de água quente, deixei cozinhar bem e triturei.

Temperei com sal, juntei a soja e deixei ferver. Depois adicionei batata em cubos e esperei que cozesse um pouco. Por fim, acrescentei ervilhas (usei congeladas)  e cenoura em rodelas. A seguir foi só esperar que estivesse pronto :)

Foi meeesmo simples, e usar ervilhas congeladas ainda facilitou mais a tarefa. É um prato delicioso e bem fácil de fazer para várias doses!

A repetir, sem dúvida :)

Comi isto ao almoço 5 vezes esta semana e comia outras 5 se fosse preciso :P
A soja voltou a surpreender pelo facto de ser tão neutra. Acho que até seria difícil não gostar, uma vez que ela apenas absorve o molho e fica com o sabor dele. É mesmo agradável e nada enjoativa, além de ser uma fonte proteica muito acessível (mesmo comparando com as de origem animal!) :)

De resto, voltei a adiantar alguns jantares também - fiz um prato apenas (mas várias doses). O escolhido foi...

Arroz com frango, feijão e penca :D

Eu sei, eu sei, isto mais parece feijoada com arroz. Em minha defesa, pensei que tinha mais feijão demolhado no congelador, quando na verdade tinha uma quantidade estranha que não era suficiente para fazer feijoada mas também era exagerada para fazer arroz. A solução, como é óbvio, passou por fazer um arroz de feijão com uma proporção feijão:arroz que alguns diriam bizarra :P

No entanto, ficou delicioso, que é o que importa. ;)

O procedimento também não é nada de novo, tenho feito pratos deste género imensas vezes:

No dia anterior cozi uma quantidade estranha de feijão em água com sal e reservei o feijão e a água.

No próprio dia fiz refogado a mais para a jardineira; depois de o triturar transferi uma porção para outro tacho. Acrescentei água de cozer o feijão, temperei com sal e deixei ferver. Juntei então peito de frango previamente cozido e desfiado, seguido de penca em pedaços. 

Quando a couve estava quase cozida acrescentei o feijão cozido, deixei levantar fervura novamente e juntei o arroz (uso sempre vaporizado para este tipo de pratos). Adicionei água também, conforme necessário.

Depois foi só esperar que o arroz cozesse :)

Haverá prato mais reconfortante?

Tudo o que há de bom numa feijoada conjugado com tudo o que há de bom num arroz, condensado num único arroz-feijoada. De génio, certo? :P
Ando viciada em usar frango desfiado neste género de pratos, fica com uma textura incrível! :)

Comentários

  1. Que óptimas sugestões!
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    strawberrycandymoreira.blogspot.pt
    http://www.facebook.com/omeurefugioculinario
    https://www.instagram.com/marysolianimoreira

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares deste blogue

As Panquecas Perfeitas! (Saudável, Sem Gordura Adicionada, Sem Glúten)

Desde que tenho o blog já experimentei muitas receitas de panquecas, e já publiquei várias delas. Algumas foram particularmente bem-sucedidas: as de aveia com quark, as de weetabix e as de coco já foram feitas (e aprovadas) por muita gente que me veio dar o seu feedback.
Outras tornaram-se em clássicos por aqui, e foram repetidas imensas vezes por mim desde que as publiquei; é o caso das panquecas com aveia de sabor e das de aveia e centeio.
Mesmo as panquecas de abóbora, uma das últimas receitas que publiquei, foram bastante apreciadas (por mim e por quem já experimentou e partilhou a sua opinião).
E gostei bastante de todas estas receitas, até porque só publico no blog coisas de que tenha gostado realmente. Mas, as receitas antigas que me desculpem, hoje não venho partilhar uma receita de panquecas 'boa', nem sequer muito boa. Hoje venho partilhar A receita, capaz de revolucionar por completo a forma como vêem as panquecas.
Apenas as fiz hoje, mas tive de publicar rapidamen…

Papas de Aveia com Claras (com aveia de sabor) (Saudável, Sem Lactose*, Sem Açúcar/Gordura Adicionados)

Já ouvi relatos mirabolantes de desastres na cozinha. Mesmo sendo óbvio que esta é basicamente um aglomerado de aparelhos potencialmente perigosos, continua a surpreender a quantidade de histórias incríveis que sobre ela há: seja sobre panelas de pressão a explodir ou desastres no fogão que originam mini incêndios, praticamente toda a gente tem algumas histórias para contar nesta divisão. Considerando isto, acho que até tenho tido alguma sorte. Tirando os óbvios e nada originais cortes e queimaduras, não me aconteceu nada de especial. A menos que consideremos... O incidente do gelado frito. Tudo começou com um inocente pedido de gelado frito para sobremesa num restaurante chinês. Tinha começado há pouco a cozinhar mais sobremesas, apenas com bolos simples, e decidi depois replicar a receita em casa, o que requeria um tacho de óleo a ferver e a necessidade de colocar e retirar rapidamente bolas de gelado deste para que não derretessem - nada fora do comum até aqui, portanto. Por muito…

Pudim Flan Proteico (Saudável, Sem Açúcar/Gordura Adicionados)

Se antes tinha um ódio de estimação por gelatina, de tal forma que o cheiro me deixava enjoada (especialmente quando quente), num passado recente os meus gostos nesse campo deram uma volta de 180 graus. Isto ocorreu em grande parte devido às gomas de fruta caseiras, que faço várias vezes por semana e consumo diariamente. Até acertar com a receita tive algumas 'fornadas' sofríveis que, confesso, custaram a acabar - mas depois de chegar à fórmula ideal nunca mais olhei para trás, e ando há meses viciada nas minhas gominhas, sem sinal de mudança à vista :)  Desta forma, não é de estranhar que me veja encorajada a fazer mais experiências com gelatina entre os ingredientes. Ultimamente, e em particular depois do sucesso do leite creme proteico, andava com a ideia de fazer uma espécie de pudim flan instantâneo mesmo simples: apenas leite, whey e gelatina para solidificar. Se por um lado me parecia que uma ideia tão simples estava a pedir para ser testada, por outro custava-me acre…