Avançar para o conteúdo principal

Overnight Oats de Chocolate e Manteiga de Amendoim (Saudável, Vegan, Sem Açúcar Adicionado, Sem Glúten/Lactose)


Os primeiros overnigh oats de que gostei eram algo elaborados. Sem dúvida que eram ótimos, mas às vezes a intenção que temos quando fazemos overnight oats é ter um pequeno-almoço saudável que só exige que o retiremos do frigorífico de manhã (e vamos admitir - quando uma pessoa acordou há pouco tempo até esta tarefa tem o seu quê de desafiante). Quando se adiciona a isto triturar banana congelada para fazer gelado exigimos a nós próprios que sejamos uma morning person, e a partir da primeira vez em que consideramos seriamente esbofetearmo-nos para manter os olhos abertos começa a nascer a suspeita que estas coisas não se forçam.
À primeira vista a solução é fácil - omitir o gelado de banana. E acreditem, esta solução foi testada: não por mim, mas pelo meu processador (contador de saudades com 3 anos passados: nenhumas ainda), que decidiu avariar numa manhã em que já tinha a parte da aveia pronta do dia anterior e só faltava o gelado.
A verdade é que, talvez por comparação, os overnight oats de chocolate sozinhos não tinham grande piada. Ainda tentei aquecê-los, mas foi pior a emenda que o soneto - ficaram com uma consistência mesmo estranha, tanto que a tarefa de os comer não se revelou propriamente agradável.
Como antes tinha experimentado várias receitas de overnight oats mais simples i.e. sem gelado e não tinha ficado grande fã atribuí a culpa ao género de receitas na totalidade. A redenção demorou, mas depois fiz uns mais clássicos que finalmente que me convenceram: os de limão com iogurte.
Um ano depois, seguiram-se estes. Desta vez de chocolate, lembrando más experiências anteriores - o que não os impediu de serem deliciosos (se bem que, sendo honesta, têm manteiga de amendoim, o desfecho era óbvio).
Este é o pequeno-almoço prático e delicioso que sempre desejaram. Porque se ser uma morning person não for uma caraterística inata, acredito seriamente que o caminho para a adquirirem passa por pequenos-almoços com chocolate e manteiga de amendoim. ;)





Overnight Oats de Chocolate e Manteiga de Amendoim (Saudável, Vegan, Sem Açúcar Adicionado, Sem Glúten/Lactose)
Adaptado daqui
Para cerca de 3 doses

Ingredientes:
[  1/2 banana grande
[  180g de abóbora cozida (usei abóbora hokkaido, mas podem usar outra - abóbora manteiga, por exemplo, resultará bem)
[  1 colher de chá bem cheia de manteiga de amendoim natural (cerca de 20g)
[  1 colher de chá bem cheia de mel (cerca de 20g; substituam por xarope de seiva de ácer ou semelhante para a versão vegan)
[  2 colheres de sopa de cacau (cerca de 10g)
[  1 colher de sopa de sementes de chia (cerca de 10g)
[  40g de flocos de aveia (certificada sem glúten para a versão sem glúten)
[  250ml de leite (vegetal para as versões vegan ou sem lactose)
[  1 colher de chá de extrato de baunilha (opcional)

Preparação:
| Colocar a banana e a abóbora cozida num recipiente e triturar com a varinha mágica (podem triturar num processador/liquidificadora ou mesmo esmagar com um garfo, se não se importarem que fique com alguns pedaços).
| Adicionar a manteiga de amendoim, o mel, o cacau, as sementes de chia e a aveia e misturar bem.
| Juntar o leite e o extrato de baunilha. Mexer de forma a que a mistura fique homogénea e colocar num recipiente hermético. Deixar no frigorífico durante pelo menos algumas horas antes de consumir (eu deixo a noite inteira).


Estas papas não ficaram de todo sem graça: entre a abóbora, a banana, a chia e a manteiga de amendoim, a consistência fica magnífica. Uma das coisas que me desagrada nalgumas receitas de overnight oats é a ausência de ingredientes deste tipo: se se confiar apenas na capacidade da aveia e do leite para fornecerem uma textura cremosa ficam com uma consistência 'áspera' que dá a uma pessoa vontade de se ficar pela aveia aquecida que as pessoas normais comem. :P
Pela diversidade dos ingredientes pode parecer que o sabor é meio 'quimera', mas a nota principal é do cacau (adoçado). Recomendo vivamente!
____________________________________________________________________________
Informação Nutricional (por uma dose)
Energia: 203kcal
Proteínas: 8.7g
Hidratos de Carbono: 29g 
-       Dos quais açúcares: 10.8g
Lípidos: 7.4g 
-          Dos quais hidrogenados: 0.0g
-     Dos quais saturados: 1.5g
Fibra:  6.8g
Sódio: 15mg

     A informação nutricional engloba uma porção (neste caso, corresponde a 1 dose ou 1/3 da receita). O leite considerado foi de soja, sem açúcar adicionado. Os valores estão sujeitos a erro humano e a alguma imprecisão, mas deverão estar próximos do valor real. 
____________________________________________________________________________

Comentários

  1. Já há muito tempo que não como aveia ao pequeno almoço, mas agora que o fresquinho se está a instalar vou precisar de pequeno-almoço reforçado. Esta receita parece-me deliciosa!

    ResponderEliminar
  2. Hoje fiz papas de aveia e por acaso lembrei-me de ti =p
    E comecei a pensar "vou colocar para aqui banana e fazer assim uma coisa toda à Avelã" =D

    Beijocas

    ResponderEliminar
  3. Simplesmente adorei a dica Avelã! Gosto muito de overnight oats para o café. Sustentam, têm sabor e são muito práticas. Me interessei pelo fato de ter colocado abóbora, nunca provei assim. Com certeza farei para um próximo domingo preguiçoso. :)
    Grande beijo!

    ResponderEliminar
  4. Eu não gosto muito de aveia em cru mas esta versão parece-me bastante boa! Já guardei! beijinhos

    ResponderEliminar
  5. :) Acho que até já fiquei cheia de ver tamanha delicia !!!
    Tu com essas imagens não tens noção nos efeitos que causas!!! ahahahahah
    Um beijinho!
    Cláudia L.
    Histórias & Aromas 🌻

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Produtos #91 - Pudins Proteicos do Lidl (Baunilha/Chocolate)

Hoje o post é sobre a febre do momento: os pudins proteicos do Lidl :P Para quem não está a par, há algumas semanas começaram a aparecer nos supermercados portugueses da cadeia Lidl uns pudins proteicos muito parecidos aos da Ehrmann. Estão disponíveis em duas versões: baunilha e chocolate . Cada pudim ( 200g ) tem cerca de 150kcal e 20g de proteína e custa 0.99€ . Não têm açúcar adicionado , e são isentos de lactose e de glúten .  Por vezes recebo comentários a referir que o teor de açúcar não é nulo (4g/100g) , mas é importante referir que este açúcar é naturalmente presente . Os iogurtes naturais não adoçados têm uma quantidade de açúcar semelhante. Outro ponto importante a referir é que a proteína também vem do leite , que é uma fonte de qualidade (por ser completa, ao contrário por exemplo do colagénio ou glúten). Antes que fiquem excessivamente entusiasmados, devo dizer que encontrá-los não é tarefa fácil: a procura anda ao nível dos skyr na altura em que foram lançados (

Madalenas Sem Açúcar

Tenho a tradição de testar uma receita nova de cada vez que recebo ou compro uma nova forma. Por vezes as ideias são muitas e não é fácil escolher, mas quando a My Tup Love  me enviou esta forma não houve sequer um momento de indecisão: forma de madalenas pede madalenas :D  Juntei o útil e agradável, e usei na receita a recentemente lançada aveia de custard. O seu aroma docinho a lembrar bolos com limão não podia ser mais adequado para o efeito :)  Madalenas Sem Açúcar Para 6 madalenas Ingredientes : [  1 ovo [  50g de quark natural [  25ml de leite [  75g de farinha de aveia com sabor (usei a de custard da EU Nutrition , que tem um saborzinho a limão fantástico; podem encomendar com 15% de desconto usando o cupão euavela15 no site) [  1 colher de café de fermento Preparação : | Bater o ovo com o quark durante dois ou três minutos. | Baixar a velocidade para o mínimo e adicionar o leite, batendo apenas até este estar incorporado.  | Juntar a farinha e o fermento envolver com uma espát

Bolo de Spéculoos

  Com quase dois meses de atraso, venho deixar a receita do bolo que fiz para o meu aniversário. Mais pequeno que o habitual, tendo em conta a situação pandémica na altura (nos últimos dois anos não tive muita sorte com o timing do meu dia de anos). Para compensar, fi-lo em modo *overdose de spéculoos*: spéculoos  alegram qualquer situação :D O recheio foi improvisado à última da hora: tinha planeado fazê-lo com natas batidas e creme de spéculoos, mas aqueci o creme para ficar mais fluido e a temperatura fez com que as natas coalhassem. Fiquei sem o único pacote de natas que tinha, mas felizmente sou  exagerada  precavida e tinha meia dúzia de frascos do creme de barrar.  Acabei por desenrascar um recheio misturando-o com o pudim de caramelo da Ehrmann como base, o que de resto prova a minha tese de que há poucas coisas que não se resolvam com um pudim de caramelo da Ehrmann :P Foi tudo pelo melhor, porque ficou delicioso! Deixo a receita para que possam experimentar :)  Bolo de Spécul