Avançar para o conteúdo principal

Preparação de Refeições #26 - Estufado de Seitan, Grão-de-Bico e Nabiças com Couscous



As refeições que preparei esta semana foram bem simples: apenas fiz um estufado vegetariano básico (com imensas couves, como não podia deixar de ser!) :)


Nem sequer publiquei a receita do estufado porque, além de quase não se qualificar como receita de tão simples que é, já publiquei muitos pratos deste género. Mas como algumas pessoas pediram digo aqui como fiz:

Comecei por fazer um refogado com cebola, pimento e alho (em azeite). Quando a cebola ficou translúcida adicionei alguns tomates em pedaços e um pouco de água a ferver. Deixei cozinhar mais um pouco, transferi tudo para um copo medidor e triturei com a varinha mágica.

Depois devolvi o refogado ao tacho, coloquei-o novamente no fogão e temperei (com sal, paprika, pimentão-doce, orégãos, manjericão e salsa). Esperei que a mistura fervesse, e nessa altura juntei o seitan em pedacinhos e rodelas de cenoura.

Quando o seitan estava quase pronto adicionei o grão-de-bico cozido, deixei ferver novamente e adicionei as nabiças. Esperei mais uns minutos para as couves cozerem e estava pronto :)

O seitan que usei :)
Como sempre, comprei o que estava disponível no supermercado a que fui nessa semana (como sempre, o supermercado a que fui nessa semana foi o E. Leclerc :P). Há várias marcas, mas por norma o seitan é semelhante. A maior diferença que pode haver é a nível da textura - há alguns mais duros (como este) e outros mais esponjosos. Caso não apreciem muito a consistência experimentem trocar de marcas :)

As couves
Comprei as nabiças no Lidl. Preparei as refeições segunda-feira ao final do dia e já sabia que não ia ter grande tempo, por isso comprei-as já lavadas. Seria preferível, é claro, comprá-las frescas, especialmente por questões ambientais (evita-se o plástico). Admito que comprar couves embaladas é uma daquelas coisas a que cedo sempre, mas vou começar a tentar evitar.

O prato completo :)
 Para acompanhamento usei quase sempre o couscous de espelta da Origens Bio:


Caso queiram encomendar através do site, podem fazê-lo aqui e o cupão cremedeavelas10 dá-vos 10% de desconto.

Até agora só tinha provado couscous do normal (de trigo), mas gostei bastante deste! São muito semelhantes, para ser honesta :P Mas é um acompanhamento mesmo prático: basta misturar um determinado volume de couscous com o mesmo volume de água a verver, cobrir com um pano e aguardar uns minutos. Não vai ao lume nem nada, e fica infalivelmente soltinho :)

Sendo tão rápido de fazer, achei que não valia a pena prepará-lo antecipadamente, pelo que fui fazendo doses individuais na altura das refeições. Mas isso é porque eu como sempre em casa - se transportam as marmitas para algum lado e for mais prático, claro que podem preparar antes e guardar o couscous já pronto.

Para quem não gosta muito do couscous ou prefere outro acompanhamento, deixo mais uma sugestão:

Com arroz basmati
Num dos dias em que comi o estufado tinha um restinho de arroz basmati no frigorífico, e decidi gastá-lo em vez de preparar couscous. Também é um acompanhamento delicioso! Foi preparado da maneira mais básica possível, mas se estiverem interessados em saber como faço o arroz encontram várias receitas no blog.

E pronto! Pode ser muito simples e não ter o melhor aspeto, mas adoro este tipo de comida. É reconfortante e nunca sai mal :)

Comentários

  1. Que rica preparação de refeições,...
    Boa semana,
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    strawberrycandymoreira.blogspot.pt
    http://www.facebook.com/omeurefugioculinario
    https://www.instagram.com/marysolianimoreira/

    ResponderEliminar
  2. Seitan nunca comi, mas também admito que não tenho muita vontade =P

    Beijocas

    ResponderEliminar
  3. este é o tipo de comida que mais gosto :D
    comida de conforto!
    apetecia-me mesmo um pratinho agora !
    beijinhos

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares deste blogue

As Panquecas Perfeitas! (Saudável, Sem Gordura Adicionada, Sem Glúten)

Desde que tenho o blog já experimentei muitas receitas de panquecas, e já publiquei várias delas. Algumas foram particularmente bem-sucedidas: as de aveia com quark, as de weetabix e as de coco já foram feitas (e aprovadas) por muita gente que me veio dar o seu feedback.
Outras tornaram-se em clássicos por aqui, e foram repetidas imensas vezes por mim desde que as publiquei; é o caso das panquecas com aveia de sabor e das de aveia e centeio.
Mesmo as panquecas de abóbora, uma das últimas receitas que publiquei, foram bastante apreciadas (por mim e por quem já experimentou e partilhou a sua opinião).
E gostei bastante de todas estas receitas, até porque só publico no blog coisas de que tenha gostado realmente. Mas, as receitas antigas que me desculpem, hoje não venho partilhar uma receita de panquecas 'boa', nem sequer muito boa. Hoje venho partilhar A receita, capaz de revolucionar por completo a forma como vêem as panquecas.
Apenas as fiz hoje, mas tive de publicar rapidamen…

Papas de Aveia com Claras (com aveia de sabor) (Saudável, Sem Lactose*, Sem Açúcar/Gordura Adicionados)

Já ouvi relatos mirabolantes de desastres na cozinha. Mesmo sendo óbvio que esta é basicamente um aglomerado de aparelhos potencialmente perigosos, continua a surpreender a quantidade de histórias incríveis que sobre ela há: seja sobre panelas de pressão a explodir ou desastres no fogão que originam mini incêndios, praticamente toda a gente tem algumas histórias para contar nesta divisão. Considerando isto, acho que até tenho tido alguma sorte. Tirando os óbvios e nada originais cortes e queimaduras, não me aconteceu nada de especial. A menos que consideremos... O incidente do gelado frito. Tudo começou com um inocente pedido de gelado frito para sobremesa num restaurante chinês. Tinha começado há pouco a cozinhar mais sobremesas, apenas com bolos simples, e decidi depois replicar a receita em casa, o que requeria um tacho de óleo a ferver e a necessidade de colocar e retirar rapidamente bolas de gelado deste para que não derretessem - nada fora do comum até aqui, portanto. Por muito…

Pudim Flan Proteico (Saudável, Sem Açúcar/Gordura Adicionados)

Se antes tinha um ódio de estimação por gelatina, de tal forma que o cheiro me deixava enjoada (especialmente quando quente), num passado recente os meus gostos nesse campo deram uma volta de 180 graus. Isto ocorreu em grande parte devido às gomas de fruta caseiras, que faço várias vezes por semana e consumo diariamente. Até acertar com a receita tive algumas 'fornadas' sofríveis que, confesso, custaram a acabar - mas depois de chegar à fórmula ideal nunca mais olhei para trás, e ando há meses viciada nas minhas gominhas, sem sinal de mudança à vista :)  Desta forma, não é de estranhar que me veja encorajada a fazer mais experiências com gelatina entre os ingredientes. Ultimamente, e em particular depois do sucesso do leite creme proteico, andava com a ideia de fazer uma espécie de pudim flan instantâneo mesmo simples: apenas leite, whey e gelatina para solidificar. Se por um lado me parecia que uma ideia tão simples estava a pedir para ser testada, por outro custava-me acre…