Avançar para o conteúdo principal

Preparação de Refeições #29 - Soja Estufada com Vegetais e Arroz Basmati com Lentilhas



Esta semana as refeições que preparei foram vegan, e admito que já tinha saudades de pratos deste género. Moderar o consumo de carne é uma coisa que ainda tenho de me esforçar por fazer; apesar disso, gosto mesmo deste tipo de refeições, e adoro experimentar cozinhar novos alimentos.

Ainda faço muitas refeições com carne e peixe, mas tento fazer várias vegetarianas e vegan ao longo da semana. Se, como eu, não se sentem preparados para abdicar completamente dos produtos animais, lembrem-se que há sempre um meio termo - e se não estão habituados, uma refeição vegan por semana já é um bom começo :)

Mas continuando: *os tachos*

Publiquei a receita do estufado durante a semana, podem ver aqui
Como disse no post com a receita, foi a primeira vez que usei soja. A que comprei foi esta:

Comprei no E. Leclerc, para variar - mas há em qualquer supermercado menos no Lidl porque o Lidl é estranho

Tabela nutricional
É um produto interessante para usar como fonte proteica numa refeição vegan. Pessoalmente acho um bocado difícil obter uma quantidade de proteína razoável só através de produtos menos processados (como feijões, lentilhas e etc.), por isso acabo sempre por recorrer a 'substitutos da carne' - tofu e seitan são os que já experimentei e costumo usar. 

Há uns tempos tive uma má experiência com soja, daí ter demorado séculos a experimentar cozinhá-la :P Mas desta vez gostei mesmo, e fiquei contente por ter 'descoberto' uma alternativa para alargar o meu ainda pequeno leque de opções no que toca a refeições vegetarianas. Recentemente também comprei tempeh para experimentar, espero que fique tão aprovado como a soja :)

A soja em si é bastante fácil de preparar. Apenas é preciso demolhar durante 1-2 horas, e depois cozinha-se normalmente.

Antes de demolhar

Depois
Ao ser demolhada ganha volume e fica com uma textura mais mole/esponjosa. Admito que achei o cheiro um pouco forte nesta parte, o que me deixou receosa, mas felizmente depois de pronta a soja não ficou com um cheiro (nem sabor) forte - apenas absorveu o molho e ficou com o sabor deste.

Quanto ao estufado não há muito mais a dizer, porque os restantes ingredientes são básicos; deixo apenas uma foto dos flageolets que referi na receita.

*Flageolets* (Acho que nem vale a pena dizer que comprei no E. Leclerc :P)
Acho que não são muito comuns por cá, antes em França. Mas eu acho-os muito bons, têm uma textura algo crocante e um sabor leve e agradável! Lembram-me um pouco de edamame, não sei se conhecem. Quando estava a pensar no que haveria de usar no estufado lembrei-me que seria giro acrescentar estes feijõezinhos que tinha no armário, e ficaram ótimos :)

E pronto, dou por encerrado o assunto 'estufado'. Acho que já me alarguei demais sobre uma coisa tão simples :P 
Passando para o arroz - usei esta mistura:

E. Leclerc, já sabemos
Comprei em promoção há pouco tempo e achei que seria um acompanhamento interessante. Deixo o rótulo:



Como podem ver, é basicamente arroz basmati com lentilhas adicionadas. As lentilhas são pré-cozidas para que os tempos de cozedura sejam idênticos (se já cozeram lentilhas saberão que demoram mais meio século a cozer que o arroz :P).

Devido à adição de lentilhas, é um pouco menos denso em termos energéticos que o arroz tradicional, e também tem um pouco mais de proteína. Eu fiquei fã: achei o sabor bastante agradável, a preparação não podia ser mais fácil e é ótimo, para variar :)

Já pronto
 E desta vez foi isto. Bem simples, mas delicioso! Para terminar, o prato do costume:

Comi isto 5 vezes esta semana e comia mais 5 sem problemas :P
Mais uma vez, adorei a comida que preparei e não enjoei minimamente! Se experimentarem digam-me o que acharam :D

Comentários

  1. Óptimas sugestões!
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    strawberrycandymoreira.blogspot.pt
    http://www.facebook.com/omeurefugioculinario

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Produtos #91 - Pudins Proteicos do Lidl (Baunilha/Chocolate)

Hoje o post é sobre a febre do momento: os pudins proteicos do Lidl :P Para quem não está a par, há algumas semanas começaram a aparecer nos supermercados portugueses da cadeia Lidl uns pudins proteicos muito parecidos aos da Ehrmann. Estão disponíveis em duas versões: baunilha e chocolate . Cada pudim ( 200g ) tem cerca de 150kcal e 20g de proteína e custa 0.99€ . Não têm açúcar adicionado , e são isentos de lactose e de glúten .  Por vezes recebo comentários a referir que o teor de açúcar não é nulo (4g/100g) , mas é importante referir que este açúcar é naturalmente presente . Os iogurtes naturais não adoçados têm uma quantidade de açúcar semelhante. Outro ponto importante a referir é que a proteína também vem do leite , que é uma fonte de qualidade (por ser completa, ao contrário por exemplo do colagénio ou glúten). Antes que fiquem excessivamente entusiasmados, devo dizer que encontrá-los não é tarefa fácil: a procura anda ao nível dos skyr na altura em que foram lançados (

Madalenas Sem Açúcar

Tenho a tradição de testar uma receita nova de cada vez que recebo ou compro uma nova forma. Por vezes as ideias são muitas e não é fácil escolher, mas quando a My Tup Love  me enviou esta forma não houve sequer um momento de indecisão: forma de madalenas pede madalenas :D  Juntei o útil e agradável, e usei na receita a recentemente lançada aveia de custard. O seu aroma docinho a lembrar bolos com limão não podia ser mais adequado para o efeito :)  Madalenas Sem Açúcar Para 6 madalenas Ingredientes : [  1 ovo [  50g de quark natural [  25ml de leite [  75g de farinha de aveia com sabor (usei a de custard da EU Nutrition , que tem um saborzinho a limão fantástico; podem encomendar com 15% de desconto usando o cupão euavela15 no site) [  1 colher de café de fermento Preparação : | Bater o ovo com o quark durante dois ou três minutos. | Baixar a velocidade para o mínimo e adicionar o leite, batendo apenas até este estar incorporado.  | Juntar a farinha e o fermento envolver com uma espát

Bolo de Spéculoos

  Com quase dois meses de atraso, venho deixar a receita do bolo que fiz para o meu aniversário. Mais pequeno que o habitual, tendo em conta a situação pandémica na altura (nos últimos dois anos não tive muita sorte com o timing do meu dia de anos). Para compensar, fi-lo em modo *overdose de spéculoos*: spéculoos  alegram qualquer situação :D O recheio foi improvisado à última da hora: tinha planeado fazê-lo com natas batidas e creme de spéculoos, mas aqueci o creme para ficar mais fluido e a temperatura fez com que as natas coalhassem. Fiquei sem o único pacote de natas que tinha, mas felizmente sou  exagerada  precavida e tinha meia dúzia de frascos do creme de barrar.  Acabei por desenrascar um recheio misturando-o com o pudim de caramelo da Ehrmann como base, o que de resto prova a minha tese de que há poucas coisas que não se resolvam com um pudim de caramelo da Ehrmann :P Foi tudo pelo melhor, porque ficou delicioso! Deixo a receita para que possam experimentar :)  Bolo de Spécul