Avançar para o conteúdo principal

Preparação de Refeições #38 - Feijão Estufado com Repolho e Almôndegas de Tofu



Como habitual, venho hoje falar-vos sobre as refeições que preparei na segunda-feira passada para os almoços da semana :)

A ementa foi vegan, e contou novamente com tofu, que andou desaparecido da rubrica durante umas semanas (sem nenhum motivo especial para isso, continuo a gostar muito!).

Aquelas quantidades que davam para um regimento :P

Almôndegas :D É bom que apreciem a forma delas, demorei séculos a fazê-las todas redondinhas :P
Usei um tofu que nunca tinha experimentado:

Comprei no Lidl

Nunca tinha visto tofu por lá! Por coincidência encontrei-o na semana anterior (quando já tinha planeado fazer as almôndegas), e claro que aproveitei para estreá-lo nas refeições semanais.

A nível nutricional é interessante: tem apenas feijão de soja, água e sulfato de cálcio. O perfil de macronutrientes é o típico do tofu, tendo até um pouco menos de gordura que o habitual (embora continue a ser considerável para uma fonte proteica).

O preço foi ainda melhor - 1,29€ por 200g. Acho que nunca encontrei tofu tão barato! Também havia uma versão fumada, da qual trouxe um pacote. Dessa não posso dar feedback porque nunca experimentei, mas fiquei fã desta :)

Quanto às almôndegas, foram mesmo muito simples de fazer: apenas triturei o tofu com sumo de limão e temperos (sal, salsa, orégãos, manjericão, pimenta, paprika, pimentão-doce, alho em pó) - usei a Yammi, mas dá para fazer com a varinha mágica ou outro processador/liquidificadora. Depois foi só fazer bolinhas, colocar num tabuleiro forrado com papel vegetal e levar ao forno (cerca de 30 minutos a 200 graus) :)

A textura ficou um pouco pegajosa, mas ainda assim achei fácil de moldar, por isso não adicionei mais nada. Dependendo da consistência do tofu, poderá ser boa ideia usar alguma farinha para dar consistência - de aveia, por exemplo, deve ficar bem!

A massa

As almôndegas, antes de irem ao forno
Já prontas :D

A textura :)

O sabor das almôndegas fica (é claro :P) idêntico ao do tofu, mas a textura é mais cremosa. Se gostam de tofu experimentem, de certeza que não se arrependem!

Se não são fãs, talvez esta não seja a melhor receita para vocês. Não é uma daquelas receitas em que é difícil notar que foram usados substitutos da carne - a textura e o sabor não se assemelham de todo aos das almôndegas tradicionais.

Eu gostei do resultado, mas já estou mais que habituada ao sabor do tofu (e adoro!) :) Achei esta uma forma interessante de variar a forma de prepará-lo, até porque triturado com especiarias acaba por ficar mais saboroso!

Sobre o feijão com repolho... Melhor coisa de sempre < 3
Quanto à preparação deste estufado: primeiro refoguei cebola, alho e pimentos em azeite. Quando a cebola estava translúcida juntei um pouco de molho de tomate e água quente. Deixei cozinhar bem e triturei tudo com a varinha mágica. Devolvi o preparado ao tacho, adicionei mais água e temperei da forma habitual: com sal, louro, salsa, orégãos, manjericão, pimentão-doce e paprika. Depois deixei ferver e adicionei repolho em pedaços; quando o repolho estava pronto juntei o feijão cozido, esperei que fervesse novamente e pronto :)

É o mesmo procedimento de sempre e acho que toda a gente o conhece, mas pronto, se houvesse alguém que não conhecia passou a conhecer. Não desperdicem mais tempo da vossa vida a não comer esta delícia. ;)

 A sério - talvez eu seja demasiado entusiasta com couves em geral, mas acho que era capaz de comer só isto a vida toda :P

Aspeto final do prato :)
Apesar de fazer vegetais de várias formas para variar, provavelmente já repararam que tenho uma clara preferência por couves estufadas ou salteadas. É claro que estive nas minhas sete quintas com os almoços desta semana :P

E pronto, desta vez as refeições foram assim. Continuo a achar muito prático preparar várias refeições de antemão, especialmente agora que ando com pouco tempo (estive literalmente a mexer o estufado entre séries de agachamento por não ter tempo para treinar de outra forma :P). É um alívio saber que pelo menos uma refeição por dia já está pronta :)

Comentários

  1. Que excelente ideia a das almôndegas.
    Ainda experimento =)

    Beijocas

    ResponderEliminar
  2. Que excelente e deliciosa sugestão!
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    strawberrycandymoreira.blogspot.pt
    http://www.facebook.com/omeurefugioculinario
    https://www.instagram.com/marysolianimoreira/

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Produtos #91 - Pudins Proteicos do Lidl (Baunilha/Chocolate)

Hoje o post é sobre a febre do momento: os pudins proteicos do Lidl :P Para quem não está a par, há algumas semanas começaram a aparecer nos supermercados portugueses da cadeia Lidl uns pudins proteicos muito parecidos aos da Ehrmann. Estão disponíveis em duas versões: baunilha e chocolate . Cada pudim ( 200g ) tem cerca de 150kcal e 20g de proteína e custa 0.99€ . Não têm açúcar adicionado , e são isentos de lactose e de glúten .  Por vezes recebo comentários a referir que o teor de açúcar não é nulo (4g/100g) , mas é importante referir que este açúcar é naturalmente presente . Os iogurtes naturais não adoçados têm uma quantidade de açúcar semelhante. Outro ponto importante a referir é que a proteína também vem do leite , que é uma fonte de qualidade (por ser completa, ao contrário por exemplo do colagénio ou glúten). Antes que fiquem excessivamente entusiasmados, devo dizer que encontrá-los não é tarefa fácil: a procura anda ao nível dos skyr na altura em que foram lançados (

Bolo de Spéculoos

  Com quase dois meses de atraso, venho deixar a receita do bolo que fiz para o meu aniversário. Mais pequeno que o habitual, tendo em conta a situação pandémica na altura (nos últimos dois anos não tive muita sorte com o timing do meu dia de anos). Para compensar, fi-lo em modo *overdose de spéculoos*: spéculoos  alegram qualquer situação :D O recheio foi improvisado à última da hora: tinha planeado fazê-lo com natas batidas e creme de spéculoos, mas aqueci o creme para ficar mais fluido e a temperatura fez com que as natas coalhassem. Fiquei sem o único pacote de natas que tinha, mas felizmente sou  exagerada  precavida e tinha meia dúzia de frascos do creme de barrar.  Acabei por desenrascar um recheio misturando-o com o pudim de caramelo da Ehrmann como base, o que de resto prova a minha tese de que há poucas coisas que não se resolvam com um pudim de caramelo da Ehrmann :P Foi tudo pelo melhor, porque ficou delicioso! Deixo a receita para que possam experimentar :)  Bolo de Spécul

Madalenas Sem Açúcar

Tenho a tradição de testar uma receita nova de cada vez que recebo ou compro uma nova forma. Por vezes as ideias são muitas e não é fácil escolher, mas quando a My Tup Love  me enviou esta forma não houve sequer um momento de indecisão: forma de madalenas pede madalenas :D  Juntei o útil e agradável, e usei na receita a recentemente lançada aveia de custard. O seu aroma docinho a lembrar bolos com limão não podia ser mais adequado para o efeito :)  Madalenas Sem Açúcar Para 6 madalenas Ingredientes : [  1 ovo [  50g de quark natural [  25ml de leite [  75g de farinha de aveia com sabor (usei a de custard da EU Nutrition , que tem um saborzinho a limão fantástico; podem encomendar com 15% de desconto usando o cupão euavela15 no site) [  1 colher de café de fermento Preparação : | Bater o ovo com o quark durante dois ou três minutos. | Baixar a velocidade para o mínimo e adicionar o leite, batendo apenas até este estar incorporado.  | Juntar a farinha e o fermento envolver com uma espát