Avançar para o conteúdo principal

Produtos #67 - Queijo Cottage da Danone


Hoje venho falar-vos do queijo cottage da Danone, um produto que a marca lançou recentemente e me convidou a experimentar :)

Caso queiram comprar, está à venda nos supermercados do costume (Pingo Doce, Continente, Jumbo,...). Custa por volta de 1,79€ por embalagem (180g), mas tem estado frequentemente em promoção.

O cottage é um tipo de queijo fresco com uma textura granulada. O sabor é por norma um pouco ácido, embora isso varie - já experimentei um de outra marca há uns anos e era bem mais ácido do que este, que tem um sabor mais leve (e na minha opinião mais agradável).

Antes de misturar

Depois
Quanto ao perfil nutricional, é bastante bom: é um queijo baixo em gordura e rico em proteína. Também não tem um teor elevado em hidratos de carbono, como seria de esperar. Os ingredientes são apenas leite magro, nata, coalho, fermentos láticos e sal.


Enquanto queijo, normalmente usa-se mais em salgados, mas também dá para colocar em receitas doces. Eu experimentei-o em várias ocasiões, ficam as fotos para quem quiser tirar ideias :)

Mini sandes de cottage com ovo, acompanhadas de ervilhas de quebrar cozidas
Este foi possivelmente o meu uso favorito. O sabor do queijo combina na perfeição com o do ovo :)

Como dica bónus, este pão (comprei no E. Leclerc) é só incrível! É daqueles pré-cozidos que se colocam no forno e quando saem parecem acabados de fazer. Ainda quentinhos ficam divinais < 3

A única receita doce que testei: panquecas de limão e cottage
Usei a minha receita preferida de panquecas, com algumas substituições: troquei os queijos frescos por 180g de cottage (uma embalagem), o leite por 2 colheres de sopa de sumo de limão e metade do fermento por bicarbonato de sódio (usei portanto 1/2 colher de chá de fermento e 1/2 de bicarbonato).

Depois de triturar tudo ainda juntei raspa de limão e sementes de papoila, para dar uma gracinha :P

A massa ficou mais líquida que o habitual, pelo que rendeu mais panquecas (cerca de 20) e ficaram mais fininhas. A textura ficou muito fofa e o sabor delicioso, como de costume :)

Mais uma sugestão salgada: panini com cottage e salmão fumado, cenoura a acompanhar

O panini também é do E. Leclerc e é igualmente maravilhoso! Adoro o formato, faz sandes adoráveis :P

Costumo combinar salmão fumado com queijo creme muitas vezes, mas com cottage nunca tinha experimentado. Achei que resultou muito bem, com o sabor forte do salmão a contrastar com o queijo mais neutro e ligeiramente ácido :)

Por último: pasta de atum e cottage
Apenas misturei atum enlatado ao natural com o queijo :)

Utilizei a pasta, para variar, numa sandes...
...Com mais um dos pães pré-cozidos do E. Leclerc. Tenho um problema, eu sei :P

Não surpreendentemente, também esta dupla que se revelou maravilhosa, tanto a nível de sabor como de textura :)

Em suma, achei o queijo muito versátil e fiquei fã! Com o calor que tem feito sabe particularmente bem em sandes fresquinhas... Vá, o pão pode ser quente se for o pré-cozido do E. Leclerc :P

Comentários

  1. Não como queijo, mas valeu pelas tuas descrições =P

    Beijocas

    ResponderEliminar
  2. Desconhecia esse queijo!
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    strawberrycandymoreira.blogspot.pt
    http://www.facebook.com/omeurefugioculinario
    https://www.instagram.com/marysolianimoreira

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Produtos #91 - Pudins Proteicos do Lidl (Baunilha/Chocolate)

Hoje o post é sobre a febre do momento: os pudins proteicos do Lidl :P Para quem não está a par, há algumas semanas começaram a aparecer nos supermercados portugueses da cadeia Lidl uns pudins proteicos muito parecidos aos da Ehrmann. Estão disponíveis em duas versões: baunilha e chocolate . Cada pudim ( 200g ) tem cerca de 150kcal e 20g de proteína e custa 0.99€ . Não têm açúcar adicionado , e são isentos de lactose e de glúten .  Por vezes recebo comentários a referir que o teor de açúcar não é nulo (4g/100g) , mas é importante referir que este açúcar é naturalmente presente . Os iogurtes naturais não adoçados têm uma quantidade de açúcar semelhante. Outro ponto importante a referir é que a proteína também vem do leite , que é uma fonte de qualidade (por ser completa, ao contrário por exemplo do colagénio ou glúten). Antes que fiquem excessivamente entusiasmados, devo dizer que encontrá-los não é tarefa fácil: a procura anda ao nível dos skyr na altura em que foram lançados (

Madalenas Sem Açúcar

Tenho a tradição de testar uma receita nova de cada vez que recebo ou compro uma nova forma. Por vezes as ideias são muitas e não é fácil escolher, mas quando a My Tup Love  me enviou esta forma não houve sequer um momento de indecisão: forma de madalenas pede madalenas :D  Juntei o útil e agradável, e usei na receita a recentemente lançada aveia de custard. O seu aroma docinho a lembrar bolos com limão não podia ser mais adequado para o efeito :)  Madalenas Sem Açúcar Para 6 madalenas Ingredientes : [  1 ovo [  50g de quark natural [  25ml de leite [  75g de farinha de aveia com sabor (usei a de custard da EU Nutrition , que tem um saborzinho a limão fantástico; podem encomendar com 15% de desconto usando o cupão euavela15 no site) [  1 colher de café de fermento Preparação : | Bater o ovo com o quark durante dois ou três minutos. | Baixar a velocidade para o mínimo e adicionar o leite, batendo apenas até este estar incorporado.  | Juntar a farinha e o fermento envolver com uma espát

Bolo de Spéculoos

  Com quase dois meses de atraso, venho deixar a receita do bolo que fiz para o meu aniversário. Mais pequeno que o habitual, tendo em conta a situação pandémica na altura (nos últimos dois anos não tive muita sorte com o timing do meu dia de anos). Para compensar, fi-lo em modo *overdose de spéculoos*: spéculoos  alegram qualquer situação :D O recheio foi improvisado à última da hora: tinha planeado fazê-lo com natas batidas e creme de spéculoos, mas aqueci o creme para ficar mais fluido e a temperatura fez com que as natas coalhassem. Fiquei sem o único pacote de natas que tinha, mas felizmente sou  exagerada  precavida e tinha meia dúzia de frascos do creme de barrar.  Acabei por desenrascar um recheio misturando-o com o pudim de caramelo da Ehrmann como base, o que de resto prova a minha tese de que há poucas coisas que não se resolvam com um pudim de caramelo da Ehrmann :P Foi tudo pelo melhor, porque ficou delicioso! Deixo a receita para que possam experimentar :)  Bolo de Spécul