Avançar para o conteúdo principal

Bolo Folhado de Creme de Ovos


Hoje partilho a receita do bolo de aniversário que fiz para a minha mãe. Normalmente faço os sempre apreciados bolo de chantilly com fruta e bolo de fécula com creme de pasteleiro, mas desta vez decidi inovar e fazer uma espécie de death by doce de ovos.
Acho que as fotos falam por si: o meu top de bolos de aniversário de eleição ganhou um elemento no dia em que decidi fazê-lo :D





Bolo Folhado de Creme de Ovos
Adaptado daqui

Ingredientes:

Para o bolo
[  6 ovos
[  300g de açúcar
[  200g de farinha
[  1 colher de chá de fermento
[  200ml de leite

Para os círculos de massa folhada
[  2 placas de massa folhada 

Para o creme de ovos
[  12 gemas de ovo
[  250g de açúcar
[  300ml de leite

Para a montagem/decoração
[  100g de amêndoa laminada torrada
[  Açúcar em pó
[  100g de fios de ovos

Preparação:

Para o bolo
| Separar as gemas das claras, colocando ambas em recipientes grandes.
| Juntar às gemas o açúcar, a farinha, o fermento e o leite. Bater bem com um garfo ou uma vara de arames.
| Utilizando uma batedeira elétrica, bater as claras em castelo. Com uma espátula, incorporá-las delicadamente na mistura anterior.
| Dividir a massa por 2 formas circulares untadas e enfarinhadas (ou forradas com papel vegetal) e levar ao forno pré-aquecido a 180 graus durante 20 a 30 minutos, até que os bolos estejam cozidos (podem fazer o teste do palito).
| Deixar arrefecer completamente antes de desenformar.

Para os círculos de massa folhada
| De cada uma das placas de massa folhada, recortar um círculo de tamanho igual ao das formas que utilizaram para fazer os bolos (usei as sobras de massa para fazer palmiers! :)).
| Colocar os dois círculos num tabuleiro (ou dois, se necessário) e levar ao forno pré-aquecido a 180 graus durante cerca de 15 minutos, até que cozam e adquiram uma tonalidade dourada.
| Deixar arrefecer sobre uma grelha.

Para o creme de ovos
| Colocar num tacho as gemas e o açúcar e misturar bem com uma colher de pau. Continuando a mexer, adicionar o leite aos poucos.
| Levar a mistura a lume baixo até engrossar, mexendo sempre. 
| Transferir para um recipiente e deixar arrefecer (podem fazer um dia antes e refrigerar).

Para a montagem/decoração
| Num prato grande, colocar um dos bolos.
| Espalhar pela superfície do bolo cerca de 1/4 do creme de ovos.
| Colocar por cima um dos círculos de massa folhada.
| Distribuir pelo topo mais 1/4 do creme.
| Cobrir com o outro bolo.
| Espalhar na superfície mais 1/4 do creme.
| Colocar o segundo círculo de massa folhada em cima.
| Cobrir com o creme restante.
| Decorar a superfície com amêndoas torradas e açúcar em pó.
| Colocar os fios de ovos no prato, em volta do bolo.

Estação de montagem :)



Foi sem dúvida um dos melhores bolos de aniversário que já comi: ficou mesmo 'rico' a nível de texturas. O bolo fofo, a massa folhada crocante, o doce de ovos cremoso e ainda as amêndoas estaladiças por cima resultam em qualquer coisa de incrível!
O sabor não ficou atrás: o bolo docinho mas leve a contrastar com o creme de sabor mais intenso... É o paraíso para quem gosta de doce de ovos (= toda a gente que se preze :P).
Dá mais trabalho do que um bolo simples, mas se tiverem um bocadinho de tempo vale totalmente a pena! Vou voltar a fazer de certeza :)

Comentários

  1. Muito bonito! Excelente aspecto, deu-me vontade de comer uma fatia =)

    Parabéns!

    Beijocas

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares deste blogue

As Panquecas Perfeitas! (Saudável, Sem Gordura Adicionada, Sem Glúten)

Desde que tenho o blog já experimentei muitas receitas de panquecas, e já publiquei várias delas. Algumas foram particularmente bem-sucedidas: as de aveia com quark, as de weetabix e as de coco já foram feitas (e aprovadas) por muita gente que me veio dar o seu feedback.
Outras tornaram-se em clássicos por aqui, e foram repetidas imensas vezes por mim desde que as publiquei; é o caso das panquecas com aveia de sabor e das de aveia e centeio.
Mesmo as panquecas de abóbora, uma das últimas receitas que publiquei, foram bastante apreciadas (por mim e por quem já experimentou e partilhou a sua opinião).
E gostei bastante de todas estas receitas, até porque só publico no blog coisas de que tenha gostado realmente. Mas, as receitas antigas que me desculpem, hoje não venho partilhar uma receita de panquecas 'boa', nem sequer muito boa. Hoje venho partilhar A receita, capaz de revolucionar por completo a forma como vêem as panquecas.
Apenas as fiz hoje, mas tive de publicar rapidamen…

Papas de Aveia com Claras (com aveia de sabor) (Saudável, Sem Lactose*, Sem Açúcar/Gordura Adicionados)

Já ouvi relatos mirabolantes de desastres na cozinha. Mesmo sendo óbvio que esta é basicamente um aglomerado de aparelhos potencialmente perigosos, continua a surpreender a quantidade de histórias incríveis que sobre ela há: seja sobre panelas de pressão a explodir ou desastres no fogão que originam mini incêndios, praticamente toda a gente tem algumas histórias para contar nesta divisão. Considerando isto, acho que até tenho tido alguma sorte. Tirando os óbvios e nada originais cortes e queimaduras, não me aconteceu nada de especial. A menos que consideremos... O incidente do gelado frito. Tudo começou com um inocente pedido de gelado frito para sobremesa num restaurante chinês. Tinha começado há pouco a cozinhar mais sobremesas, apenas com bolos simples, e decidi depois replicar a receita em casa, o que requeria um tacho de óleo a ferver e a necessidade de colocar e retirar rapidamente bolas de gelado deste para que não derretessem - nada fora do comum até aqui, portanto. Por muito…

Pudim Flan Proteico (Saudável, Sem Açúcar/Gordura Adicionados)

Se antes tinha um ódio de estimação por gelatina, de tal forma que o cheiro me deixava enjoada (especialmente quando quente), num passado recente os meus gostos nesse campo deram uma volta de 180 graus. Isto ocorreu em grande parte devido às gomas de fruta caseiras, que faço várias vezes por semana e consumo diariamente. Até acertar com a receita tive algumas 'fornadas' sofríveis que, confesso, custaram a acabar - mas depois de chegar à fórmula ideal nunca mais olhei para trás, e ando há meses viciada nas minhas gominhas, sem sinal de mudança à vista :)  Desta forma, não é de estranhar que me veja encorajada a fazer mais experiências com gelatina entre os ingredientes. Ultimamente, e em particular depois do sucesso do leite creme proteico, andava com a ideia de fazer uma espécie de pudim flan instantâneo mesmo simples: apenas leite, whey e gelatina para solidificar. Se por um lado me parecia que uma ideia tão simples estava a pedir para ser testada, por outro custava-me acre…