Avançar para o conteúdo principal

Brigadeiros de Chocolate Proteicos (Saudável, Sem Açúcar/Gordura Adicionados)


Quando comprei pela primeira vez a caseína de chocolate da EU Nutrition a ideia era fazer uma espécie de fluff com gelo triturado que tinha visto em páginas estrangeiras.
Tinha lido que a caseína tinha uma consistência mais cremosa que whey quando dissolvida, e que triturada com gelo ficava a parecer um soft serve. Andava curiosa para experimentar, por isso pouco depois de ela chegar fiz a experiência... E foi um desastre :P
Até hoje não sei se fiz alguma coisa mal, mas a verdade é que o resultado foi literalmente caseína batida com gelo - um líquido castanho duvidoso com pedaços de gelo a flutuar. Como podem imaginar, não foi uma experiência muito agradável.
O pote de caseína ficou arrumado no armário durante uns tempos, até eu decidir começar a fazer experiências mais simples. Comecei a misturar com cacau e água até fazer um creme, e esta tentativa já me agradou bem mais: a textura fez-me lembrar uma espécie de pudding de chocolate, e achei o sabor muito bom também. Cheguei inclusivamente a partilhar esta sugestão aqui.
Depois comecei a jogar um bocado com as quantidades: em vez de colocar água até ficar tipo creme parei antes desse ponto, deixando a textura ainda bem densa. Como me apercebi de que a caseína engrossava bastante depois de repousar umas horas, comecei a prepará-la umas horas antes de consumir e a deixá-la no frigorífico. E assim surgiu A Mousse de Caseína.
Quem me segue no Instagram/Facebook conhece de certeza a mítica mousse. Basicamente, como descrevi acima, consiste em juntar caseína com cacau e água até a textura ficar homogénea e sem grumos, mas mais espessa. Depois leva-se ao frigorífico umas horas e pronto: o resultado é a melhor mousse proteica que o mundo alguma vez conheceu (e também a com melhor perfil nutricional).
Não fui a única pessoa a ficar entusiasmada com isto: desde que partilhei a descoberta já dezenas de pessoas partilharam comigo fotos e feedback das suas reproduções, e no geral é uma mousse bastante popular - tanto que me vi obrigada a publicar a receita.
Um dia destes dei por mim a comer uma mousse destas e a pensar como ficaria se usasse ainda menos água, de forma a obter uma textura ainda mais consistente, e formasse com este preparado bolinhas tipo brigadeiros.
E a caseína voltou a surpreender: assim surgiram os mais incríveis brigadeiros proteicos que alguma vez terão oportunidade de conhecer. Simples de fazer, com um ótimo balanço de macronutrientes... E deliciosos. Que é o mais importante :D





Brigadeiros de Chocolate Proteicos (Saudável, Sem Açúcar/Gordura Adicionados)
Para 5 brigadeiros

Ingredientes:
[  40g de caseína de chocolate (uso e recomendo muito a da EU Nutrition - já provei outras e o sabor e textura não se comparam! Se quiserem encomendar, o cupão euavela15 dá-vos 15% de desconto + ofertas no site. Há sacos de 500g e potes de 1 ou 2kg)
[  10g de cacau em pó
[  60ml de água
[  5g de whey (usei com sabor a bolacha maria, também da EU Nutrition)

Preparação:
| Numa malga, colocar a caseína e o cacau em pó e misturar bem com uma colher. Juntar a água aos poucos, mexendo para incorporar. É normal que o preparado fique bastante espesso; é suposto usar apenas a água suficiente para a textura ficar ligada.
| Deixar repousar umas horas no frigorífico.
| Passado esse tempo, pegar em pequenas porções do preparado e enrolar com as mãos, fazendo bolinhas do tamanho desejado.
| Num prato pequeno, colocar a whey e passar por ela as bolinhas, cobrindo toda a superfície. Visto que a whey se dissolve em água, apenas devem fazer isto quando pretenderem comer/servir os brigadeiros. Se não pretendem fazê-lo de imediato, sugiro que guardem as bolinhas no frio sem cobertura e apenas as cubram com whey na altura de comer. Em alternativa, podem usar outras coberturas (coco ralado, frutos secos granulados, cacau em pó,...).



Tendo em conta a consistência que a mousse normalmente tem, já estava à espera que os brigadeiros ficassem maravilhosos - mas ainda assim conseguiram surpreender-me! Ficaram com um sabor intenso a cacau, mas ainda assim docinho, e com uma textura densa e cremosa extremamente aprazível :D
São bem rápidos de preparar, e moldam-se muito facilmente em bolinhas (mais do que quaisquer outros brigadeiros/trufas que já tenha feito). E, ao contrário de muitas 'protein balls' ricas em gordura e açúcar, estas merecem realmente o nome: uma unidade tem cerca de 8g de proteína e menos de 1g de gordura e de hidratos de carbono!
Sendo uma proteína de absorção lenta, gosto de incluir a caseína à ceia - e parece-me que vou passar a ter ceias particularmente agradáveis depois desta descoberta :P
____________________________________________________________________________
Informação Nutricional (por um brigadeiro)
Energia: 41kcal 
Proteínas: 7.6g 
Hidratos de Carbono: 0.8g 
-       Dos quais açúcares: 0.2g 
Lípidos: 0.7g
-          Dos quais hidrogenados: 0g
-     Dos quais saturados: 0.4g 
Fibra:  0g 

     A informação nutricional engloba uma porção (neste caso, corresponde a 1 brigadeiro ou 1/5 da receita). Os valores estão sujeitos a erro humano e a alguma imprecisão, mas deverão estar próximos do valor real. As doses consideradas são meramente exemplificativas; as porções reais devem ser adaptadas por cada um às suas necessidades pessoais.
____________________________________________________________________________

Comentários

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Produtos #91 - Pudins Proteicos do Lidl (Baunilha/Chocolate)

Hoje o post é sobre a febre do momento: os pudins proteicos do Lidl :P Para quem não está a par, há algumas semanas começaram a aparecer nos supermercados portugueses da cadeia Lidl uns pudins proteicos muito parecidos aos da Ehrmann. Estão disponíveis em duas versões: baunilha e chocolate . Cada pudim ( 200g ) tem cerca de 150kcal e 20g de proteína e custa 0.99€ . Não têm açúcar adicionado , e são isentos de lactose e de glúten .  Por vezes recebo comentários a referir que o teor de açúcar não é nulo (4g/100g) , mas é importante referir que este açúcar é naturalmente presente . Os iogurtes naturais não adoçados têm uma quantidade de açúcar semelhante. Outro ponto importante a referir é que a proteína também vem do leite , que é uma fonte de qualidade (por ser completa, ao contrário por exemplo do colagénio ou glúten). Antes que fiquem excessivamente entusiasmados, devo dizer que encontrá-los não é tarefa fácil: a procura anda ao nível dos skyr na altura em que foram lançados (

Produtos #69 - Pudins Proteicos da Ehrmann (Caramelo, Baunilha, Chocolate e Chocolate-Coco)

Hoje o post é sobre os famosos pudins proteicos da Ehrmann. Sempre que partilho fotos deles recebo perguntas, é infalível - seja acerca do rótulo, do preço, do sabor, dos locais de compra,... Desta forma, achei que o melhor seria escrever um post sobre eles e acabar com as dúvidas de uma vez por todas :) Começo pelas informações básicas: Locais de Compra Para já, os pudins estão disponíveis em poucas superfícies comerciais: fisicamente apenas os encontram nas lojas  Auchan e Primebody Nutrishop (há três, todas em Lisboa). Podem ainda encomendar online pelos respetivos sites, auchan.pt e primebodynutrishop.com . A cadeia Auchan só faz envios para algumas partes do território nacional, mas a Primebody envia para todo o país. Se optarem por encomendar pelo Auchan , os portes ficam a 5,90€ ; que eu saiba são fixos (acho que não há nenhum valor a partir do qual o envio seja grátis). No site da Primebody os portes ficam a 3,99€ , e são grátis para encomendas a part

Papas de Aveia com Claras (com aveia de sabor) (Saudável, Sem Lactose*, Sem Açúcar/Gordura Adicionados)

Já ouvi relatos mirabolantes de desastres na cozinha. Mesmo sendo óbvio que esta é basicamente um aglomerado de aparelhos potencialmente perigosos, continua a surpreender a quantidade de histórias incríveis que sobre ela há: seja sobre panelas de pressão a explodir ou desastres no fogão que originam mini incêndios, praticamente toda a gente tem algumas histórias para contar nesta divisão. Considerando isto, acho que até tenho tido alguma sorte. Tirando os óbvios e nada originais cortes e queimaduras, não me aconteceu nada de especial. A menos que consideremos... O incidente do gelado frito . Tudo começou com um inocente pedido de gelado frito para sobremesa num restaurante chinês. Tinha começado há pouco a cozinhar mais sobremesas, apenas com bolos simples, e decidi depois replicar a receita em casa, o que requeria um tacho de óleo a ferver e a necessidade de colocar e retirar rapidamente bolas de gelado deste para que não derretessem - nada fora do comum até aqui, portanto. Po