Avançar para o conteúdo principal

Produtos #60 - Preparado Bio para Pizza Margarita


Hoje venho falar-vos do preparado para pizza margarita da EU Nutrition. É um dos dois preparados de pizza biológicos em pó da marca; já falei sobre o outro, o proteico, há cerca de um ano e meio (post aqui). São bastante parecidos - as principais diferenças são que o proteico tem maior teor de proteína, devido a incluir farinha de soja e glúten de trigo, e que este (para margarita) tem tomate, cebola e orégãos, ao contrário do proteico. De resto, o preço é igual, o ingrediente principal é o mesmo - farinha de espelta - e o modo de preparação também é idêntico.

Em termos de textura, as massas feitas com os dois preparados são semelhantes: a maior diferença é o sabor. Como tem tomate, cebola e orégãos, a massa feita com o preparado para pizza margarita já tem aquele travo caraterístico da pizza. Mesmo no cheiro nota-se a diferença, quando se abre uma embalagem fica logo um aroma a pizza no ar :P O sabor neutro do proteico também é agradável, mas nesse aspeto acho que este ganha :)

Caso se estejam a perguntar porque é que me lembrei de fazer um post sobre este preparado um ano e meio depois do outro, a resposta é: porque podem recebê-lo de graça. Nada mau, certo? :P

Ou seja, está a decorrer uma campanha de ofertas em que o meu cupão enquanto parceira da marca, euavela15, vos dá, além de 15% de desconto, 1 embalagem deste preparado para pizza margarita se fizerem encomendas >30€. Para encomendas de valor mais elevado há ainda mais ofertas. Deixo a foto da campanha para que confiram:

Foto da campanha - acaba amanhã, por isso se quiserem aproveitar apressem-se :)
Visto que já tinha começado a preparar este post há séculos e tinha as fotografias guardadas, decidi desenterrar as preparações e trazer-vo-lo finalmente, para que fiquem a conhecer o produto que podem receber!

Se não pretenderem fazer encomendas acima de 30€, ou se só planeiam fazer encomendas após a campanha terminar, podem, é claro, encomendar o produto no site. Encontram-no aqui; custa 10,49€ por embalagem de 500g, que dá para 5 pizzas pequenas. Com ou sem ofertas, podem sempre ter 15% de desconto no site com o cupão euavela15, por isso na verdade fica por menos de 9€ :)



Continuando a falar sobre o produto em si: em termos de ingredientes é ótimo, tal como o proteico. Podem ver os ingredientes no site ou na foto acima, mas vou transcrever:

Farinha de espelta, tomate em pó, inulina, cebola em pó, sal, gasificante (bicarbonato sódico), acidulante (ácido cítrico), oregãos em pó, antioxidante (ácido ascórbico)

Como podem ver, é uma lista curta e simples. E o preparado é vegan, biológico e livre de GMOs :)


Quanto aos macronutrientes, é, claro, um produto rico hidratos de carbono: tem 68g por 100g. De resto, tem bastante fibra (10g), 13g de proteína e 6.2g de gordura.

A preparação é muito simples e bastante rápida para uma pizza. Basta juntar 70ml de água quente a 100g do pó, misturar, fazer uma bola com a massa e deixá-la descansar 15 minutos; no fim amassa-se-a durante 5 minutos e está pronta. Apesar de ser tão rápida e praticamente não levedar, tem mesmo aquela textura e cheiro a massa lêveda, e é facil de moldar!

Agora parto para a parte interessante - os usos. Os dois primeiro serão originais, como sempre:

Pizza...

E mais pizza :P
No entanto, apesar de poder parecer ter um uso muito específico e limitado, este preparado serve para fazer bem mais que pizzas. Provavelmente não se lembram, mas já no post acerca do outro preparado referi que tinha experimentado fazer com ele empadas e base de quiche (por exemplo) e que tinha resultado muito bem! Também usei este para algumas coisas diferentes, algumas das quais já tiveram direito a receita aqui no blog. São elas:

Pão com presunto, receita aqui
Este pão com presunto é uma das minhas receitas preferidas com o preparado, não acredito que ainda não a repeti. A textura ficou mesmo boa, ligeiramente crocante por fora e húmida na parte interior! Algo me diz que vou ter de repetir em breve, agora que me lembrei dela :P

Ravioli de queijo
Não cheguei a publicar esta receita no blog, mas é simples. Apenas coloquei 100g do preparado num recipiente, abri um buraco no centro e coloquei lá um ovo. Depois usei um garfo para bater o ovo e adicionar o preparado dos lados aos poucos, e quando a massa começou a ficar maleável transferi-a para uma bancada e amassei-a até ficar homogénea. Então formei uma bola, que embrulhei em película aderente e refrigerei durante 30 minutos. Depois foi só seguir o procedimento do costume para massas frescas: esticar com um rolo da massa, dobrar, esticar, dobrar,... A massa deve ficar bem fina e elástica, de modo a que seja possível esticá-la até ter apenas uns milímetros de espessura. Chegando a esse ponto estiquei-a uma última vez, recortei círculos, coloquei pedacinhos de queijo (podem usar outro recheio) no centro de metade deles, tapei-os com os restantes e fechei bem nas pontas. No fim ainda recortei os lados com uma tesoura com feitio para dar o efeito típico dos ravioli; se tiverem o utensílio próprio claro que basta cortar logo em quadrados, se não tiverem podem inventar como eu - ou deixar os ravioli lisos, já que a forma 'recortada' não é imprescindível é sim senhor fica adorável :P

No fim cozi-os em água com sal durante 5-10 minutos. Apesar de simples acaba por ser um processo algo trabalhoso, como tudo o que envolve massa fresca - aquela parte de esticar-dobrar-esticar-dobrar é um bocado chata, mas o resultado final compensa :) A textura ficou mesmo agradável, até achei surpreendente que a minha ideia mirabolante de fazer massa com este preparado resultasse tão bem!

Passando para o seguinte (se ainda estão aí depois deste testamento):

Rissóis de queijo e presunto, receita aqui
Estes rissóis também ficaram uma delícia - aliás, acabei de criar uma nota mental para me lembrar de fazer versões diferentes (espinafres e ricotta parece-me especialmente bem de momento). A massa ficou macia por dentro mas crocante por fora, mesmo boa!

Agora uma sugestão mais recente, que fiz no último sábado:

Calzone vegetariano
Para fazer este calzone segui mesmo as instruções do preparado, mas no fim de rechear dobrei a massa. Dentro coloquei salsichas de tofu e queijo em fatias; antes de levar o calzone ao forno ainda o pincelei com gema de ovo batida, para ficar com uma cor mais bonita :)

Por fim:
Crepes com sabor a pizza
Esta invenção não foi propriamente planeada - na verdade ia para a cozinha fazer crepiocas, mas o polvilho estava estragado. Acabei por substituir metade por amido de milho e metade por, claro, preparado para pizza margarita :) Visto que o preparado não é feito de amido a textura não ficou tão maleável quanto a das crepiocas 'normais', mas também ficou boa e o saborzinho a pizza é uma adição agradável! Recheei com queijo fresco e coloquei orégãos para cima, só para realçar que pizza :P

Assim chegam ao fim as sugestões que tinha para partilhar com este preparado. Caso não tenha dado para perceber, recomendo-o muito: fiquei muito surpreendida com ele quando o usei pelas primeiras vezes, e acho que faz uma massa mesmo boa e versátil. :) Caso experimentem, digam-me o que acharam!

Comentários

  1. Adoro esse preparado, mas ainda só o usei em pizza! Quando voltar a comprar ver se experimento alguma das tuas receitas. :)
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  2. Já pensei comprar isto... Que pecado, tudo com bom aspecto =)

    Beijocas

    ResponderEliminar
  3. Tantas sugestões, que dão água na boca,...
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    strawberrycandymoreira.blogspot.pt
    http://www.facebook.com/omeurefugioculinario
    https://www.instagram.com/marysolianimoreira/

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Produtos #91 - Pudins Proteicos do Lidl (Baunilha/Chocolate)

Hoje o post é sobre a febre do momento: os pudins proteicos do Lidl :P Para quem não está a par, há algumas semanas começaram a aparecer nos supermercados portugueses da cadeia Lidl uns pudins proteicos muito parecidos aos da Ehrmann. Estão disponíveis em duas versões: baunilha e chocolate . Cada pudim ( 200g ) tem cerca de 150kcal e 20g de proteína e custa 0.99€ . Não têm açúcar adicionado , e são isentos de lactose e de glúten .  Por vezes recebo comentários a referir que o teor de açúcar não é nulo (4g/100g) , mas é importante referir que este açúcar é naturalmente presente . Os iogurtes naturais não adoçados têm uma quantidade de açúcar semelhante. Outro ponto importante a referir é que a proteína também vem do leite , que é uma fonte de qualidade (por ser completa, ao contrário por exemplo do colagénio ou glúten). Antes que fiquem excessivamente entusiasmados, devo dizer que encontrá-los não é tarefa fácil: a procura anda ao nível dos skyr na altura em que foram lançados (

Produtos #69 - Pudins Proteicos da Ehrmann (Caramelo, Baunilha, Chocolate e Chocolate-Coco)

Hoje o post é sobre os famosos pudins proteicos da Ehrmann. Sempre que partilho fotos deles recebo perguntas, é infalível - seja acerca do rótulo, do preço, do sabor, dos locais de compra,... Desta forma, achei que o melhor seria escrever um post sobre eles e acabar com as dúvidas de uma vez por todas :) Começo pelas informações básicas: Locais de Compra Para já, os pudins estão disponíveis em poucas superfícies comerciais: fisicamente apenas os encontram nas lojas  Auchan e Primebody Nutrishop (há três, todas em Lisboa). Podem ainda encomendar online pelos respetivos sites, auchan.pt e primebodynutrishop.com . A cadeia Auchan só faz envios para algumas partes do território nacional, mas a Primebody envia para todo o país. Se optarem por encomendar pelo Auchan , os portes ficam a 5,90€ ; que eu saiba são fixos (acho que não há nenhum valor a partir do qual o envio seja grátis). No site da Primebody os portes ficam a 3,99€ , e são grátis para encomendas a part

Papas de Aveia com Claras (com aveia de sabor) (Saudável, Sem Lactose*, Sem Açúcar/Gordura Adicionados)

Já ouvi relatos mirabolantes de desastres na cozinha. Mesmo sendo óbvio que esta é basicamente um aglomerado de aparelhos potencialmente perigosos, continua a surpreender a quantidade de histórias incríveis que sobre ela há: seja sobre panelas de pressão a explodir ou desastres no fogão que originam mini incêndios, praticamente toda a gente tem algumas histórias para contar nesta divisão. Considerando isto, acho que até tenho tido alguma sorte. Tirando os óbvios e nada originais cortes e queimaduras, não me aconteceu nada de especial. A menos que consideremos... O incidente do gelado frito . Tudo começou com um inocente pedido de gelado frito para sobremesa num restaurante chinês. Tinha começado há pouco a cozinhar mais sobremesas, apenas com bolos simples, e decidi depois replicar a receita em casa, o que requeria um tacho de óleo a ferver e a necessidade de colocar e retirar rapidamente bolas de gelado deste para que não derretessem - nada fora do comum até aqui, portanto. Po