Avançar para o conteúdo principal

Cheesecake Mármore de Chocolate e Amendoim (Saudável, Sem Glúten/Lactose)


Para variar a sequência receita de refeição - post sobre preparação de refeições incluindo a dita refeição - repetir, trago-vos hoje a receita de um cheesecake saudável que fiz este verão.
Eu sei que já tenho imensos cheesecakes com receita-base semelhante aqui no blog: o clássico, o de chocolate, o de oreo, o de framboesa e chocolate branco e o de manteiga de amendoim. No entanto, um dia dei por mim a pensar 'E se fizesse um cheesecake com uma combinação de sabores a lembrar snickers?'. E pronto, a partir daí já não podia voltar para trás, fui obrigada a cumprir o meu destino e criar esta pequena maravilha :P
Inicialmente tinha pensado em fazer um recheio de amendoim e uma cobertura de chocolate, mas depois ocorreu-me que uma espécie de cheesecake mármore, metade amendoim metade chocolate negro, ficaria muito mais giro... E claro que não estava enganada!
Já sabem que não tenho grande jeito no que a decorações e manualidades diz respeito, mas ainda assim o padrão ficou bastante bonitinho (pelo menos eu achei, podem discordar :P). Por isso, mesmo que sejam como eu, não tenham receio - até seria difícil fazer um bolo marmoreado que não ficasse bem, porque não é preciso que o padrão fique perfeito. A mistura de cores e formas em si já fica adorável :)






Cheesecake Mármore de Chocolate e Amendoim (Saudável, Sem Glúten/Lactose)

Ingredientes:

Para a base:
[  100g de farinha de aveia (ou flocos de aveia triturados; certificada sem glúten para a versão sem glúten)
[  1 colher de sopa de mel
[  2 colheres de sopa de azeite

Para a camada de queijo:
[  50g de chocolate negro (usei um com 70% de cacau; optem por um sem glúten ou sem lactose para as respetivas versões)
[  1/2 colher de sopa de óleo de coco
[  4 ovos
[  50g de mel
[  600g de queijo quark (ou queijo fresco batido) (podem usar um iogurte vegetal, desde que este seja bastante consistente)
[  2 colheres de sopa de polvilho doce (cerca de 30g)
[  50g de manteiga de amendoim suave (usei a da EU Nutrition, que podem comprar com 15% de desconto ao usar o cupão euavela15)
[ 50g de amendoins torrados (preferencialmente sem aditivos; podem comprar crus e torrar no forno/frigideira)

Preparação:

Para a base:
| Juntar todos os ingredientes (farinha de aveia, mel e azeite) e misturar bem.
| Colocar a mistura numa forma pequena, espalhá-la por todo o fundo desta e pressioná-la para que fique mais compacta (para facilitar podem humedecer as mãos ou usar papel vegetal, de modo a que a massa não se cole às mãos).
| Levar a base ao forno pré-aquecido a 180 graus durante 10 minutos.

Para a camada de queijo:
| Derreter o chocolate no microondas, em potência média, retirando de vez em quando para mexer. Adicionar o óleo de coco e misturar bem.
| Bater os ovos com o mel até que a mistura ganhe volume e fique fofa (deve demorar 2-3 minutos).
| Adicionar o queijo quark, batendo sempre.
| Juntar, por fim, o polvilho doce. Bater até que a mistura esteja homogénea e transferir então metade do preparado para outro recipiente.
| Num dos recipientes, adicionar aos poucos o chocolate negro derretido, mexendo bem para que este seja totalmente incorporado. Na altura da adição o chocolate não deve estar muito quente, para que não solidifique.
| No outro recipiente, adicionar a manteiga de amendoim e os amendoins e envolver tudo muito bem.
| Por fim, colocar por cima da base de aveia (não precisa de estar fria) porções alternadas das duas massas (por exemplo, colocam no centro duas colheres de sopa da mistura com manteiga de amendoim, depois por cima duas colheres de sopa da mistura com chocolate e assim sucessivamente) até terminarem ambas as massas. No fim, utilizar um palito para 'riscar' o cheesecake e deixá-lo com o padrão desejado.
| Levar novamente ao forno, à mesma temperatura, durante cerca de 30 minutos.
| Retirar o cheesecake do forno, deixar arrefecer e guardar no frigorífico.



Apesar de ser semelhante a outros cheesecakes saudáveis que já fiz, este não deixou de me surpreender. Ficou com uma textura mesmo incrível: fofa, aveludada e cremosa ao mesmo tempo! A combinação de sabores também é imbatível, e é melhor nem comentar o quão bons ficam os amendoins torrados pelo meio :P
Sinceramente, não fica atrás de nenhum cheesecake 'não saudável' que tenha comido, tanto a nível de textura como de sabor! E sendo um pouco mais rico em proteína do que o costume, é uma sobremesa com um perfil de macronutrientes até interessante. Apesar de ter, claro, um pouco de açúcar, este não é refinado (vem do mel) e está presente em quantidade reduzida em comparação com sobremesas comuns. Em suma, a ideia não é comer o cheesecake inteiro, mas se o objetivo é ter uma sobremesa mais saudável, macro-friendly ou simplesmente mais contida quanto às calorias e açúcares, então sugiro fortemente que experimentem!
____________________________________________________________________________
Informação Nutricional (por 1 dose)
Energia: 222kcal
Proteínas: 12.3g
Hidratos de Carbono: 23.7g 
-       Dos quais açúcares: 10.7g
Lípidos: 9.1g 
-          Dos quais hidrogenados: 0.0g
-     Dos quais saturados: 2.8g
Fibra:  2.5g
Sódio:  52mg

     A informação nutricional engloba uma porção (neste caso, corresponde a 1 fatia ou 1/10 da receita). Os valores estão sujeitos a erro humano e a alguma imprecisão, mas deverão estar próximos do valor real. 
____________________________________________________________________________

Comentários

  1. Nossa senhora =O =O =O
    Excelente aspecto e que receita brutal!
    Os meus parabéns =)

    Beijocas

    ResponderEliminar
  2. Deve ser uma delícia! Adoro estes sabores e ficou mesmo muito bonito.
    Bjn
    Márcia

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Produtos #91 - Pudins Proteicos do Lidl (Baunilha/Chocolate)

Hoje o post é sobre a febre do momento: os pudins proteicos do Lidl :P Para quem não está a par, há algumas semanas começaram a aparecer nos supermercados portugueses da cadeia Lidl uns pudins proteicos muito parecidos aos da Ehrmann. Estão disponíveis em duas versões: baunilha e chocolate . Cada pudim ( 200g ) tem cerca de 150kcal e 20g de proteína e custa 0.99€ . Não têm açúcar adicionado , e são isentos de lactose e de glúten .  Por vezes recebo comentários a referir que o teor de açúcar não é nulo (4g/100g) , mas é importante referir que este açúcar é naturalmente presente . Os iogurtes naturais não adoçados têm uma quantidade de açúcar semelhante. Outro ponto importante a referir é que a proteína também vem do leite , que é uma fonte de qualidade (por ser completa, ao contrário por exemplo do colagénio ou glúten). Antes que fiquem excessivamente entusiasmados, devo dizer que encontrá-los não é tarefa fácil: a procura anda ao nível dos skyr na altura em que foram lançados (

Produtos #69 - Pudins Proteicos da Ehrmann (Caramelo, Baunilha, Chocolate e Chocolate-Coco)

Hoje o post é sobre os famosos pudins proteicos da Ehrmann. Sempre que partilho fotos deles recebo perguntas, é infalível - seja acerca do rótulo, do preço, do sabor, dos locais de compra,... Desta forma, achei que o melhor seria escrever um post sobre eles e acabar com as dúvidas de uma vez por todas :) Começo pelas informações básicas: Locais de Compra Para já, os pudins estão disponíveis em poucas superfícies comerciais: fisicamente apenas os encontram nas lojas  Auchan e Primebody Nutrishop (há três, todas em Lisboa). Podem ainda encomendar online pelos respetivos sites, auchan.pt e primebodynutrishop.com . A cadeia Auchan só faz envios para algumas partes do território nacional, mas a Primebody envia para todo o país. Se optarem por encomendar pelo Auchan , os portes ficam a 5,90€ ; que eu saiba são fixos (acho que não há nenhum valor a partir do qual o envio seja grátis). No site da Primebody os portes ficam a 3,99€ , e são grátis para encomendas a part

Papas de Aveia com Claras (com aveia de sabor) (Saudável, Sem Lactose*, Sem Açúcar/Gordura Adicionados)

Já ouvi relatos mirabolantes de desastres na cozinha. Mesmo sendo óbvio que esta é basicamente um aglomerado de aparelhos potencialmente perigosos, continua a surpreender a quantidade de histórias incríveis que sobre ela há: seja sobre panelas de pressão a explodir ou desastres no fogão que originam mini incêndios, praticamente toda a gente tem algumas histórias para contar nesta divisão. Considerando isto, acho que até tenho tido alguma sorte. Tirando os óbvios e nada originais cortes e queimaduras, não me aconteceu nada de especial. A menos que consideremos... O incidente do gelado frito . Tudo começou com um inocente pedido de gelado frito para sobremesa num restaurante chinês. Tinha começado há pouco a cozinhar mais sobremesas, apenas com bolos simples, e decidi depois replicar a receita em casa, o que requeria um tacho de óleo a ferver e a necessidade de colocar e retirar rapidamente bolas de gelado deste para que não derretessem - nada fora do comum até aqui, portanto. Po