Avançar para o conteúdo principal

Bolo de Abóbora no Microondas (Saudável, Sem Açúcar/Gordura Adicionados)


Hoje trago mais uma receita extremamente inovadora, que não é de todo o mesmo bolinho de microondas de sempre feito com um novo vegetal. ;)
Em minha defesa, esta receita fica maravilhosa com qualquer alteração que faça, e acabo por  ficar deslumbrada com cada nova versão e decidir publicá-la. Normalmente a decisão acontece quando estou a comer bolo quentinho coberto com chocolate negro ao lanche - situação propícia a epifanias, vá-se lá saber porquê :P
E pronto, aqui fica mais uma variedade de bolinho. Para quem não está a par, também já publiquei uma versão com cenoura e uma versão com courgette (e ainda outra versão com courgette, com ovo inteiro em vez de claras). São das receitas que mais faço, e se experimentarem vão perceber porquê :)





Bolo de Abóbora no Microondas (Saudável, Sem Açúcar/Gordura Adicionados)
Para um bolinho individual

Ingredientes:
[  100g de abóbora crua descascada (usei abóbora manteiga)
[ 20g de farinha de aveia com sabor (recomendo vivamente a de bolacha maria da EU Nutrition, que podem comprar com 15% de desconto usando o meu cupão - euavela15)
[  100ml de claras

Preparação:
| Utilizando um processador, liquidificadora ou varinha mágica, triturar todos os ingredientes (abóbora, aveia e claras).
| Transferir o preparado para uma malga (ou outro recipiente apto para ir ao microondas) e levá-lo ao microondas a potência máxima durante 2-3 minutos, ou até que esteja cozido (o melhor é irem tirando e vendo como está - o tempo varia muito de microondas para microondas).



A textura do bolo é semelhante à dos anteriores: fofa e húmida, nada seca como por vezes acontece com os bolos de microondas. Tem um sabor docinho a abóbora, que combina muito bem com o chocolate negro e é perfeito para quem gosta de bolos de abóbora! 
A razão pela qual recomendo especialmente este sabor de aveia da EU é (além de ser o melhor de sempre, isso já toda a gente sabe) achar que combina particularmente bem com a abóbora, resultando num bolo de sabor mais clássico e sem uma mistura confusa de sabores. No entanto, é claro que podem usar outros sabores ao vosso gosto; aposto que coco ou choco-avelã, por exemplo, ficarão ótimos :)
Só não recomendo trocar por aveia normal, porque nesse caso o bolo não vai ficar doce - só ligeiramente, por causa da abóbora, mas não é suficiente. Podem optar por adoçar com outro ingrediente (açúcar, mel, adoçante,...), mas não será a mesma coisa!
____________________________________________________________________________
Informação Nutricional (pelo bolinho inteiro)
Energia: 174kcal
Proteínas: 14.8g
Hidratos de Carbono: 26.0g 
-       Dos quais açúcares: 3.1g
Lípidos: 1.6g 
-          Dos quais hidrogenados: 0.0g
-     Dos quais saturados: 0.2g
Fibra:  4.0g

     A informação nutricional engloba uma porção (neste caso, corresponde a 1 bolinho ou a totalidade da receita). Os valores estão sujeitos a erro humano e a alguma imprecisão, mas deverão estar próximos do valor real.
____________________________________________________________________________

Comentários

  1. Adoro receitas para o micro ondas!
    Bom fim-de-semana,
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    strawberrycandymoreira.blogspot.pt
    http://www.facebook.com/omeurefugioculinario
    https://www.instagram.com/marysolianimoreira/

    ResponderEliminar
  2. Já há muito tempo que não faço um bolinho no micro =)

    Beijocas

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Produtos #91 - Pudins Proteicos do Lidl (Baunilha/Chocolate)

Hoje o post é sobre a febre do momento: os pudins proteicos do Lidl :P Para quem não está a par, há algumas semanas começaram a aparecer nos supermercados portugueses da cadeia Lidl uns pudins proteicos muito parecidos aos da Ehrmann. Estão disponíveis em duas versões: baunilha e chocolate . Cada pudim ( 200g ) tem cerca de 150kcal e 20g de proteína e custa 0.99€ . Não têm açúcar adicionado , e são isentos de lactose e de glúten .  Por vezes recebo comentários a referir que o teor de açúcar não é nulo (4g/100g) , mas é importante referir que este açúcar é naturalmente presente . Os iogurtes naturais não adoçados têm uma quantidade de açúcar semelhante. Outro ponto importante a referir é que a proteína também vem do leite , que é uma fonte de qualidade (por ser completa, ao contrário por exemplo do colagénio ou glúten). Antes que fiquem excessivamente entusiasmados, devo dizer que encontrá-los não é tarefa fácil: a procura anda ao nível dos skyr na altura em que foram lançados (

Madalenas Sem Açúcar

Tenho a tradição de testar uma receita nova de cada vez que recebo ou compro uma nova forma. Por vezes as ideias são muitas e não é fácil escolher, mas quando a My Tup Love  me enviou esta forma não houve sequer um momento de indecisão: forma de madalenas pede madalenas :D  Juntei o útil e agradável, e usei na receita a recentemente lançada aveia de custard. O seu aroma docinho a lembrar bolos com limão não podia ser mais adequado para o efeito :)  Madalenas Sem Açúcar Para 6 madalenas Ingredientes : [  1 ovo [  50g de quark natural [  25ml de leite [  75g de farinha de aveia com sabor (usei a de custard da EU Nutrition , que tem um saborzinho a limão fantástico; podem encomendar com 15% de desconto usando o cupão euavela15 no site) [  1 colher de café de fermento Preparação : | Bater o ovo com o quark durante dois ou três minutos. | Baixar a velocidade para o mínimo e adicionar o leite, batendo apenas até este estar incorporado.  | Juntar a farinha e o fermento envolver com uma espát

Bolo de Spéculoos

  Com quase dois meses de atraso, venho deixar a receita do bolo que fiz para o meu aniversário. Mais pequeno que o habitual, tendo em conta a situação pandémica na altura (nos últimos dois anos não tive muita sorte com o timing do meu dia de anos). Para compensar, fi-lo em modo *overdose de spéculoos*: spéculoos  alegram qualquer situação :D O recheio foi improvisado à última da hora: tinha planeado fazê-lo com natas batidas e creme de spéculoos, mas aqueci o creme para ficar mais fluido e a temperatura fez com que as natas coalhassem. Fiquei sem o único pacote de natas que tinha, mas felizmente sou  exagerada  precavida e tinha meia dúzia de frascos do creme de barrar.  Acabei por desenrascar um recheio misturando-o com o pudim de caramelo da Ehrmann como base, o que de resto prova a minha tese de que há poucas coisas que não se resolvam com um pudim de caramelo da Ehrmann :P Foi tudo pelo melhor, porque ficou delicioso! Deixo a receita para que possam experimentar :)  Bolo de Spécul