Avançar para o conteúdo principal

Folhados de Alheira


Acho que me falta uma caraterística para ser completamente portuguesa (e que, aliás, deveria ser obrigatória para ter essa nacionalidade): estar disposta e com vontade de comer um pão com chouriço, uma bifana ou semelhante a qualquer (mas mesmo qualquer!) hora (incluindo às 5 da manhã).
Há gente que gosta imenso de rissóis, bolinhos salgados, bolas, pães com bifes/hambúrgueres/bifanas/chouriça/fêvera, folhados salgados, presunto, mortadela,... Apesar de não desgostar, também não acho nada de especial.
Claro que esta é uma questão como muitas outras: de gosto. Há gostos e gostos, e este é o gosto que prevalece em Portugal.
Aqui fica a receita para esses tais portugueses. Esses que estão dispostos e com vontade de comer um pão com chouriço, uma bifana ou semelhante a qualquer hora... Uma sugestão de pequeno almoço?






Folhados de Alheira
Adaptado daqui
Para cerca de 15 folhadinhos

Ingredientes:

[  Azeite (a gosto)
[  5 dentes de alho pequenos ou 2 grandes
[ 1 alheira
[ 1 pacote de massa folhada
[  Molho picante (a gosto)
[  1 gema de ovo
[  2 colheres de sopa de água

Preparação:

| Picar os dentes de alho e refogar em azeite num wok (ou frigideira).
| Fazer um corte na alheira em forma de "U" e retirar a pele.
| Descartar a pele e cortar a alheira aos bocadinhos.
| Acrescentar a alheira ao refogado, quando o alho já estiver dourado.
| Entretanto, estender a massa folhada numa superfície enfarinhada e cortar em quadrados (o tamanho dos quadrados depende do tamanho desejado. Como a folha era redonda, cortei os sítios demasiado desproporcionais, juntei tudo e voltei a estender com o rolo da massa para fazer quadrados).
| Juntar à alheira molho picante a gosto.
| Quando a alheira estiver pronta, colocar nos quadradinhos de massa folhada e embrulhar como desejado.
| Diluir a gema de ovo em 2 colheres de sopa de água.
| Pincelar os folhados com a gema.
| Levar a forno pré-aquecido a 180 graus durante cerca de 30 minutos.




A massa folhada ficou bem, crocante e húmida por dentro ao mesmo tempo. Toda a gente adorou os folhados... Só arrancaram elogios, é definitivamente uma coisa nacional. Ficaram muito bons, claro que  o resultado também depende da alheira (eu usei uma de Mirandela, do Continente, e era bastante boa, mas há melhores). Por acaso alheira até é um dos enchidos de que gosto bastante (não é bem por acaso, se não fosse não aparecia aqui...)
É uma receita extremamente simples e rápida, pelo que até é injusto que tenha sido tão bem-sucedida.
Recomendo... massa folhada e alheira? Portugal em peso recomenda. 

(Já agora, o tabuleiro ficou mesmo engraçado e entusiasmei-me a tirar-lhe fotografias. Nota-se muito?)


Comentários

  1. Olá! Tenho visto comentários teus noutros blogs e vim conhecer o teu blog! Encontrei logo uma recitinha muito prática e deliciosa! Adoro alheira e estes folhadinhos têm óptimo aspecto :) Vou seguir-te!
    Brijinhos
    Vanda

    ResponderEliminar
  2. A mistura de ingredientes só pode ser de sucesso!

    ResponderEliminar
  3. Gosto muito de massa folhada e alheira mas infelizmente massa folhada é uma bomba calórica por isso muito raramente a utilizo. De qualquer forma os teus pasteis devem ser mesmo um petisco bem delicioso
    Beijokas

    ResponderEliminar
  4. Não admira que tenha sido um sucesso. Estas receitas rápidas e deliciosas agradam-me sempre ( embora tente fugir delas a sete pés). Com alheira devem ter ficado deliciosos, os teus folhadinhos.
    Bjn
    Márcia

    ResponderEliminar
  5. Ao pequeno-almoço não digo, mas mais para o final do dia marchava, ai se marchava :)
    Bjinhos

    ResponderEliminar
  6. pao c chourico e bifanas ali do rossio aiii meu deud, my type of food. a comida portuguesa e a melhor do mundo! olha fui ao lidl hoje de manha as ameixas nao tem caroco, marca Alesto, 500gr , 3.89. tirei foto depois envio.te por email :)
    sou super fan de folhados e alheira tambem. tenho uma amiga que adora alheira, vou fazer lhe este aperitivo, quando fizer outro jantar em casa.
    eu nao arrisco fazer massa folhada em casa (trabalhao) ihihih
    thaaanks e bom domingo

    ResponderEliminar
  7. Não sou grande fã de bifanas, hambúrgueres e essas coisas que por norma se comem depois de uma grande noitada :p
    Foi a queima das fitas agora em Coimbra e há sempre montes de barracas disso lá dentro, honestamente fico enjoada só com o cheiro! Sou muito esquisita com o que como a essas horas, que na maior parte das vezes é nada. Lembro-me que na queima do ano passado, comi um croissant de chocolate as 6h da manha e fiquei-me por ai (sou mesmo uma pessoa de doces).
    A minha avo fazia alheiras de vez em quando, assadas mesmo na lareira e eu gostava. Nunca fui muito de comer enchidos mas alheira e farinheira ate apreciava. Ha uns meses atras a minha mãe foi ao talho comprar carne porque íamos fazer um churrasco para a familia la em casa e acabei por comprar também uma alheira mas vegetariana, gostei ainda mais que a alheira normal :D
    Era capaz de experimentar estes folhados, ficaram com muito bom aspecto..mas não ao pequeno almoço, é demasiado para mim :p
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  8. Aiiiii jazuzzz!!! Que cena mais deliciosa! Podias ter inventado uma versão ligth, se é que há. ahah
    Adoro alheiras...nunca fui de comer alheiras, porque sempre soube a bomba calórica que são, mas os pais do meu namorado sao de mirandela e são experts na coisa...e até comecei a comer mais por isso (vá...tipo 2/3 por ano no máximo)

    Mas folhadinhos de alheira? Nhami!!!!! Isso é uma entrada brutal! (saida e almoço também ahah)

    Quanto a comer bifanas e pregos nunca apreciei muito...agora um pão com chouriço (sobretudo se for as tantas da manha depois de beber e dançar ahah)....adoro!!! Tu não? Deviam tirar-te a nacionalidade! aha

    ResponderEliminar
  9. Uma combinação vencedora! (se acrescentares uns tomatinhos secos picados, então é a verdadeira loucura!)

    ResponderEliminar
  10. Que bãooooooooooooo :-)
    Alheira e massa folhada tem tudo para dar certo!
    Gosto muito desta sugestão...

    Beijinhos avelã!

    Ah! E o tabuleiro ficou muito giro, é tão bom depois de tirarmos as iguarias que fizemos ficar apenas o papel ali sujo com os restos e a cozinha a cheirar a comida saída do forno :-)

    ResponderEliminar
  11. Eu adoro massa folhada e adoro alheiras, por isso esta conjugação só poderia ser uma delicia! Ficaram com óptimo aspecto e será um To Do para entrada numa próxima festinha cá em casa:) obrigada. Beijinho.

    ResponderEliminar
  12. Eu como boa portuguesa adoro esse tipo de petiscos!!
    E não resisto a tudo o que leve alheira :) adoro.
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  13. A combinação de alheira com massa folhada deve ser mesmo saborosa!

    ResponderEliminar
  14. Gosto tanto de alheira, devem ficar tão bons!

    ResponderEliminar
  15. os enchidos que mais gosto é farinheira e morcela tãooo bom *-* e pão com chouriço! vou começar a babar-me agora só de pensar nessas coisassss! mas consigo passar bem sem isso :p (FOCO, FOCO) xD
    gostei da receita, e sei que lá na minha casa iram gostar dessa receita, é melhor parares de cozinhar, senão as minhas férias vão ser passadas na cozinha, fazes coisas que parecem tão deliciosas e simples! :D

    ResponderEliminar
  16. Enumeraste (praticamente) tudo aquilo de que sou super fã!! Não resisto a todos esses salgados e salgadinhos, enchidos, bifanas e afins petiscos verdadeiramente portugueses...passei portanto no teste da verdadeira identididade tuga certo?! ;) hehe
    Gosto imenso (depois do que expliquei acho que não era preciso dizer mas vou reforçar) de folhadinhos de alheira (ou farinheira ou outra coisa qualquer dessas bem deliciosas) :) Excelente sugestão!!
    Beijinhos *

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Produtos #91 - Pudins Proteicos do Lidl (Baunilha/Chocolate)

Hoje o post é sobre a febre do momento: os pudins proteicos do Lidl :P Para quem não está a par, há algumas semanas começaram a aparecer nos supermercados portugueses da cadeia Lidl uns pudins proteicos muito parecidos aos da Ehrmann. Estão disponíveis em duas versões: baunilha e chocolate . Cada pudim ( 200g ) tem cerca de 150kcal e 20g de proteína e custa 0.99€ . Não têm açúcar adicionado , e são isentos de lactose e de glúten .  Por vezes recebo comentários a referir que o teor de açúcar não é nulo (4g/100g) , mas é importante referir que este açúcar é naturalmente presente . Os iogurtes naturais não adoçados têm uma quantidade de açúcar semelhante. Outro ponto importante a referir é que a proteína também vem do leite , que é uma fonte de qualidade (por ser completa, ao contrário por exemplo do colagénio ou glúten). Antes que fiquem excessivamente entusiasmados, devo dizer que encontrá-los não é tarefa fácil: a procura anda ao nível dos skyr na altura em que foram lançados (

Produtos #69 - Pudins Proteicos da Ehrmann (Caramelo, Baunilha, Chocolate e Chocolate-Coco)

Hoje o post é sobre os famosos pudins proteicos da Ehrmann. Sempre que partilho fotos deles recebo perguntas, é infalível - seja acerca do rótulo, do preço, do sabor, dos locais de compra,... Desta forma, achei que o melhor seria escrever um post sobre eles e acabar com as dúvidas de uma vez por todas :) Começo pelas informações básicas: Locais de Compra Para já, os pudins estão disponíveis em poucas superfícies comerciais: fisicamente apenas os encontram nas lojas  Auchan e Primebody Nutrishop (há três, todas em Lisboa). Podem ainda encomendar online pelos respetivos sites, auchan.pt e primebodynutrishop.com . A cadeia Auchan só faz envios para algumas partes do território nacional, mas a Primebody envia para todo o país. Se optarem por encomendar pelo Auchan , os portes ficam a 5,90€ ; que eu saiba são fixos (acho que não há nenhum valor a partir do qual o envio seja grátis). No site da Primebody os portes ficam a 3,99€ , e são grátis para encomendas a part

Papas de Aveia com Claras (com aveia de sabor) (Saudável, Sem Lactose*, Sem Açúcar/Gordura Adicionados)

Já ouvi relatos mirabolantes de desastres na cozinha. Mesmo sendo óbvio que esta é basicamente um aglomerado de aparelhos potencialmente perigosos, continua a surpreender a quantidade de histórias incríveis que sobre ela há: seja sobre panelas de pressão a explodir ou desastres no fogão que originam mini incêndios, praticamente toda a gente tem algumas histórias para contar nesta divisão. Considerando isto, acho que até tenho tido alguma sorte. Tirando os óbvios e nada originais cortes e queimaduras, não me aconteceu nada de especial. A menos que consideremos... O incidente do gelado frito . Tudo começou com um inocente pedido de gelado frito para sobremesa num restaurante chinês. Tinha começado há pouco a cozinhar mais sobremesas, apenas com bolos simples, e decidi depois replicar a receita em casa, o que requeria um tacho de óleo a ferver e a necessidade de colocar e retirar rapidamente bolas de gelado deste para que não derretessem - nada fora do comum até aqui, portanto. Po