Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Setembro, 2014

Baklava de Nutella com Avelãs

A Mariana do blog Dieta Para Totós  nomeou-me para uma «TAG» de 5 perguntas, às quais aproveito para responder agora (e me sentir importante por causa do formato de entrevista) :) 1. Há quanto tempo se deu a reviravolta na tua vida e começaste a ser saudável? Hmm uns 2 anos. 2. Qual o treino mais difícil que já fizeste? Do tipo «aula» o Max Cardio Circuit» (Insanity). Também umas séries de lunges demoníacos (o meu exercício preferido )... Mas o mais difícil de todos foi de longe o trail de 20km , que os meus gémeos ainda recordam com amargura (gosto de acreditar nos mais «atletas» que dizem que era uma prova mesmo difícil, pelo que estou em vias de me convencer que o próximo na mesma distância vai ser canjinha). 3. Para ti, qual o alimento mais difícil de resistir? Sinceramente não há nada que me tolde o discernimento... Portanto vou tomar isto como um disfemismo de «comida favorita». Continua a ser bastante difícil de responder :P Vai mudando... De momento, f

Ursinhos de Marshmallow com Chocolate (+ Saudável, Sem Gordura Adicionada, Sem Açúcar Adicionado, Sem Lactose, Sem Glúten)

Inspirações de cozinha são uma área fora do meu domínio. Percebo a admiração por cozinheiros profissionais que lançam livros, fazem programas de televisão e têm receitas testadas (e que resultam). Ainda assim, nunca comprei um livro de culinária, e quanto a programas de televisão um episódio de C.S.I. ganha facilmente ao Jamie Oliver (que para mim é aquele-que-uma-vez-tirou-leite-açucarado-de-morango-de-uma-escola porque vi essa parte de relance) ou a quem quer que seja.  Nunca fiz uma receita de um livro de culinária (embora o possa ter feito indiretamente através de  blogs ), e quando quero alguma receita pesquiso na internet (normalmente com «best ever» atrás) em vez de procurar num livro (embora até me agradasse ter livros de culinária cheios de post its de várias cores :P), apesar de ser normalmente defensora dos livros de papel.  Sou mais influenciada por blogs do que por  chefs  conhecidos. Mesmo considerando tudo isto, acho que estou preparada para

Snickers

Hoje vou contar-vos o nobre e grandioso objetivo do blog: Partilhar esta receita de Snickers caseiro. Porque é que não publiquei logo, perguntam vocês? (vá lá, ao menos finjam que sim!) Porque uma receita destas merece uma quantidade de atenção que, apesar de obviamente terem olho para o potencial de um blog de receitas ( ;) ), os meus poucos seguidores iniciais não conseguiriam providenciar (E porque fico sempre frustrada com as fotos que não fazem justiça à perfeição deste doce!). Assim ficou a promessa a mim mesma: Quando o blog tivesse 100 seguidores, eu partilhava esta delícia com o mundo (ou 1/70000000 dele). Sim, já sei, ainda me faltam 6 seguidores. Mas, lamento (não lamento nada) , não vou esperar pelos 100 seguidores, como podem imaginar. Porquê? Porque a receita é demasiado boa para não ser partilhada (ouviste, mãe da Maria ?). Porque de cada vez que faço esta receita me esqueço dessa «promessa». Porque, sendo eu a pessoa a quem foi feita a tal promessa,