segunda-feira, 17 de setembro de 2018

Receitas Testadas da Semana #66 - #75



Aqui está mais um post com o equivalente a várias semanas de receitas testadas :)

A maior parte chega-me através do Instagram; no entanto, se quiserem que as vossas recriações das minhas receitas apareçam nesta rubrica, podem também enviar as fotografias (e opinião) por e-mail ou pelo Facebook!























Boa semana! :)

domingo, 16 de setembro de 2018

Disneyland Paris - Alojamento (& review do Hotel Cheyenne)

Hotel Disneyland, o mais caro icónico dos hotéis da Disney
Prometi no primeiro post que publiquei acerca da Disneyland Paris que o tema 'alojamento na Disney' teria uma publicação só para si - aqui está ela. Foi necessária em virtude da extensão exagerada do post anterior quantidade de fotos e informação que queria partilhar convosco. :P

A decisão a tomar quando vão escolher onde ficar para uma visita aos parques é se vão para um hotel da Disney ou não. Este 'não' engloba hotéis parceiros, hotéis não parceiros, e não-hotéis: apartamentos alugados, acampamentos, arranjos através do serviço Airbnb, etc. Há hotéis fora da propriedade que estão bem localizados: por exemplo, todos os que estão perto de uma estação servida pela linha RER A (desde que não estejam exageradamente afastados do terminal de Marne-la-Vallée!). Se estiverem perto da estação do centro comercial Val d'Europe, ainda melhor - está a apenas 1 paragem (~ 3 minutos) da Disneyland. Se forem parceiros, disponibilizam sempre autocarros gratuitos. Podem consultar a lista de hotéis do resort e parceiros aqui. Se tiverem interesse em acampar, espreitem as opções possíveis neste site.

Posto isto, vou falar dos hotéis dentro da propriedade. A sua principal vantagem (além da localização) é o 'Extra Magic Time', que vos permite entrar nos parques uma hora antes dos outros visitantes (falei sobre isso aqui). Se ficarem em certos quartos de alguns destes hotéis têm ainda direito a passes especiais que vos permitem ir para filas mais rápidas nas atrações. São de uso ilimitado, embora alguns excluam uma janela de 3 horas. Podem saber tudo sobre estes passes aqui, no ponto 'o sistema fastpass'.

Fora isto, os hotéis da Disney têm ainda uma decoração temática, que acaba por ter 'mais piada' neste contexto e ser mais apelativa para crianças. O lado negativo é que esta decoração pode não ser muito bem-vinda nos hotéis mais caros, dos quais eventualmente se espera um aspeto mais luxuoso.

Continuando, os hotéis da Disney são (por ordem aproximadamente decrescente de preço e com notas sobre a distância aos parques):

  • Hotel Disneyland: a 5 minutos a pé (está praticamente à entrada);
  • Hotel New York: a 10 minutos a pé;
  • Newport Bay Club: a 15 minutos a pé;
  • Les Villages Nature: encontra-se a uma distância excessiva para caminhar. Tem estacionamento gratuito e autocarros regulares, mas pagos;
  • Sequoia Lodge: a 15 minutos a pé;
  • Davy Crockett Ranch: também não dá para fazer o trajeto a pé. Não tem serviço de transporte, portanto se não têm um carro terão de recorrer a um taxi;
  • Hotel Cheyenne: a 20 minutos a pé;
  • Hotel Santa Fe: a 20 minutos a pé. 
(Podem consultar preços específicos nesta brochura, que engloba as datas de 7 de Novembro deste ano até 7 de Abril de 2019)

Hotel Newport Bay Club

Hotel New York (uma parte aleatória do mesmo, porque não tirei foto à entrada :P)
O hotel New York vai fechar durante todo o ano de 2019 para renovações. Se pretendem fazer uma visita à Disneyland antes da reabertura, não recomendaria optar por este - tem um aspeto algo antiquado, o que é agravado pelo facto de ser o segundo hotel mais caro da propriedade.

O Sequoia Lodge é, a julgar pelo que vi dele, bastante giro, assim como o Cheyenne (onde estive). Este último e o Santa Fe perfazem a gama económica de alojamento da Disney, mas o Santa Fe parece-me bastante pior, pelo menos a nível temático/estético. Nalguns dos hotéis mais 'gama alta' estão disponíveis piscinas, salas de spa, campos de ténis, ringues de patinagem, etc. Pessoalmente, não me faria muito sentido pagar muito por um hotel refinado com entretenimento disponível quando o intuito é aproveitar o dia nos parques. No entanto, cada um tem as suas preferências (e orçamentos :P)! No hotel Disneyland destaca-se a vista para o castelo, que deve ser fantástica.

O hotel Cheyenne é aquele que aconselho caso queiram uma opção mais em conta; caso estejam interessados num hotel de gama média o melhor parece-me ser o Sequoia Lodge, e entre os de gama alta sugiro o Disneyland Hotel (não estive em nenhum sem ser o Cheyenne, por isso baseio-me nas várias opiniões que li e no aspeto exterior). Mas o melhor é procurarem mais informações sobre os outros, de modo a perceberem qual é que vos parece mais adequado ao que pretendem. Penso que um ponto a ter sempre em conta é a distância aos parques, mas de resto a escolha depende muito das preferências pessoais.

Em relação então ao hotel Cheyenne, começando pelo trajeto hotel-parques: antes de ir tinha considerado apanhar o autocarro, mas uma vez lá não o fiz. Não achei que houvesse necessidade disso, uma vez que o caminho até aos parques se faz rapidamente e o trajeto é agradável, passando inicialmente por um rio artificial (que acho que se chama 'Rio Grande') com vegetação em volta e depois pela Disney Village, uma zona mais comercial cheia de banquinhas, restaurantes, cafés e lojas adoráveis.

À beira do rio, logo depois de sair do Hotel

O rio (bastante bonito :P)

Panoramagique
Podem andar neste balão de ar quente, que fica a meio do caminho. Visto que está situado fora dos parques têm de pagar bilhete (que fica por 12€ para um adulto, metade para crianças até 11 anos e grátis para menores de 3 anos). Tenham em atenção que pode não estar aberto no caso de condições atmosféricas pouco favoráveis.

Já na Disney Village

Exemplo de uma banquinha adorável

Sim, estão a ver bem - macarons em forma de Mickey \o/

Claro que comprei um, que bem espremido deu para 3 pessoas porque #por3euroscomproumapastelariainteira
O hotel Cheyenne é bastante grande, sendo composto por 15 edifícios principais. Ser-vos-à atribuído um quarto num de 14 deles, sendo que o que sobra é onde está a receção (bem como cafés, uma loja,...).

O esquema do hotel

O edifício em que fiquei
A zona é bastante agradável, seguindo a temática do Wild West. Os edifícios são todos do mesmo género mas pintados de cores diferentes, e os nomes destes (que também se enquadram no tema) estão inscritos em placas e/ou nos próprios edifícios - o resultado acaba por ficar bastante adorável.

Prova


Algumas informações

No último dia têm de deixar o quarto de vago até às 11h da manhã, e nessa altura antes de ir para os parques podem deixar a bagagem na sala das malas (provavelmente não será este o nome, mas de certeza que o correto não é tão bonito :P), que fica mesmo ao lado da receção. Lá colocarão uma etiqueta na vossa mala, e dar-vos-ão uma espécie de cartão com a mesma identificação para que depois a possam levantar, após passarem o dia nos parques.

De resto, sugiro que tenham em conta que fazer o check-in ainda demora bastante tempo - eu não contei quanto, mas cheguei ao Orly por volta das 9h30, apanhei quase imediatamente o shuttle para a Disneyland (que demorou cerca de 1 hora), fui logo para a fila do check-in e só sei que quando cheguei aos parques já passava das 14h. Antes ainda estive no quarto a tirar umas fotos, mas não demorei muito tempo! A fila era enorme, e para piorar havia dificuldades de comunicação por causa das várias nacionalidades dos hóspedes e do barulho que estava lá dentro.

Não há muito a fazer, mas pelo menos tenham em conta que convém ter um snack à mão - confiem em mim, que aprendi da pior maneira. Nesse dia tomei o pequeno almoço às 3h45, comi o pão com queijo que ofereceram no avião e quando estava na fila do check-in estava com tanta fome que já nem podia ver à minha frente o staff a dizer yee-haa :P

Em relação ao pequeno-almoço, este não costuma ser incluído nas reservas. Podem pagar por ele, mas pelo feedback que já vi não vale muito a pena. Eu tomei sempre o pequeno-almoço no Starbucks que fica no edifício principal. Falarei mais sobre isso no post sobre a alimentação.

Quanto ao quarto e edifício em si, achei-os confortáveis. Também seguem a temática do Wild West, com decoração específica do Toy Story.

O corredor onde ficava o meu quarto

Vista da janela

O aspeto geral do quarto

Peça de mobília em frente às camas

À entrada há este canto para pendurar roupa e guardar o que quiserem no cofre
Quadro bastante fofo

A casa de banho


Champô/gel de banho com orelhas de Mickey < 3
E pronto, é isto. No geral achei o hotel bastante bom, especialmente considerando que apenas tem 2 estrelas e é uma das opções mais económicas. A decoração e área envolvente são giras, especialmente para crianças que gostem do Toy Story, e o quarto em geral e as camas em específico são confortáveis (se bem que o meu julgamento não é imparcial - depois de estar o dia todo em pé até uma tábua com pregos parece ótima para descansar :P). São disponibilizados os básicos - toalhas, copos de plástico e champô/gel de banho -, e pareceu-me bastante limpo.

Fiquei satisfeita e sinceramente acho que não pagaria por mais, até porque como já referi penso que o objetivo de quem vai à Disneyland é passar o tempo todo nos parques; parecer-me-ia um desperdício pagar o dobro por um hotel melhor apenas para passar a noite.

Espero que tenham gostado do post, e que vos tenha sido útil no caso de o terem lido com o objetivo de escolher um hotel do resort. Para a próxima trarei algumas dicas sobre a alimentação :)

Antes de terminar ainda deixo este close-up do candeeiro-bota, porque sei que estavam a morrer por isto desde que o viram na foto de há bocado :P

sexta-feira, 14 de setembro de 2018

Barras de Aveia e Sementes de Girassol (Saudável, Vegan, Sem Glúten/Lactose)


Estas foram as primeiras barrinhas que fiz desde há uns bons anos. Antes tinha esse hábito, e cheguei até a fazer tabuleiros bem grandes delas com o objetivo de levar como snack quando saísse de casa - no entanto, os meus planos saíam sempre furados. Vocês sabem o quão viciantes conseguem ser barras de cereais caseiras :P
Há poucos meses recebi uma embalagem de Girassol da Carol, uma manteiga de sementes de girassol, para experimentar. Quando vi o conteúdo do frasco a desaparecer rapidamente decidi que seria uma vergonha não fazer uma receita com esta manteiga, e a primeira coisa que me ocorreu foi - adivinhem - barrinhas de cereais.
E talvez seja por estarem frescas na minha memória, mas acho que foram as melhores barras de cereais que já fiz :D






Barras de Aveia e Sementes de Girassol (Saudável, Vegan, Sem Glúten/Lactose)
Adaptado daqui
Para cerca de 12 barrinhas

Ingredientes:
[  200g de flocos de aveia (certificados sem glúten para a versão sem glúten)
[  Canela (a gosto, opcional)
[  Noz moscada (a gosto, opcional)
[  1 pitada de sal
[  50g de mel (ou xarope de seiva de ácer, para a versão vegan)
[  120g de manteiga de sementes girassol (usei a Girassol da Carol)

Preparação:
| Num recipiente colocar a aveia, a canela, a noz moscada e o sal.
| Colocar o mel num tacho pequeno e levar ao fogão a lume médio até começar a fervilhar.
| Assim que o mel fervilhe, retirar do fogão e adicionar ao tacho a manteiga de sementes de girassol, mexendo bem até a mistura estar homogénea.
| Colocar este preparado no recipiente da aveia e misturar tudo.
| Transferir a mistura para uma forma quadrada (usei uma com cerca de 20x20cm) forrada com papel vegetal e pressionar bem (podem usar outra folha de papel vegetal para pressionar sem que a mistura se cole às mãos).
| Refrigerar durante pelo menos algumas horas antes de cortar e servir. Manter no frigorífico.


O sabor destas barras é indescritível de tão viciante. Há qualquer coisa na mistura de sementes de girassol, mel e canela que as deixa maravilhosas! A textura também é ótima, molinha, até lembra um bocadinho um fudge. Não são assim muito coesas (desfazem-se com alguma facilidade), mas essa era a última coisa em que estava a pensar quando as comia :P
____________________________________________________________________________
Informação Nutricional (por 1 barrinha)
Energia: 134kcal
Proteínas: 4.3g
Hidratos de Carbono: 16.7g 
-       Dos quais açúcares: 3.9g
Lípidos: 6.2g 
-          Dos quais hidrogenados: 0.0g
-     Dos quais saturados: 0.6g
Fibra:  2.6g
Sódio:  14mg

     A informação nutricional engloba uma porção (neste caso, corresponde a 1 barrinha ou 1/12 da receita). Os valores estão sujeitos a erro humano e a alguma imprecisão, mas deverão estar próximos do valor real. 
____________________________________________________________________________

segunda-feira, 10 de setembro de 2018

Produtos #59 - Oreos Proteicas da EU Nutrition


Há pouco tempo a EU Nutrition lançou umas novas oreos proteicas  - penso que já falei delas aqui no blog. Vieram em substituição das anteriores e são bastante diferentes em vários aspetos: ingredientes, informação nutricional, sabor/textura e mesmo nos sabores disponíveis (original e baunilha - antes apenas estava disponível a versão original). A embalagem também mudou, e os pacotes passaram a ser de 2 e não de 4 (o que pessoalmente me agrada, porque os antigos eram enormes e era raro comer as 4 bolachas de uma vez - assim são bem mais práticas para transportar).

Decidi fazer um post sobre as bolachas, até porque começou hoje uma nova campanha de ofertas em que as podem receber gratuitamente usando o meu cupão, euavela15. Recebem ainda os 15% de desconto habituais e possivelmente mais produtos, dependendo do valor da encomenda.

A tal campanha
Como de costume, vou dividir o post por tópicos, começando por...

Ingredientes e Informação Nutricional

Ingredientes das originais (os das de baunilha são parecidos, mas podem ver no site)

A nível de ingredientes a fórmula foi melhorada, para deixar de ter açúcar adicionado e óleo de palma (o pior deste último é mais o lado ambiental). A proteína utilizada passou a ser whey, a famosa proteína de soro de leite, em vez da de ervilha usada na versão anterior.

Não é preciso ir à lista de ingredientes de produtos proteicos deste género para saber que são bastante processados e devem ser ingeridos com moderação. Apesar de agora não terem açúcar adicionado nem óleo de palma, estas bolachas continuam a ter ingredientes como margarina, óleo de girassol e etc. Em geral, produtos como este têm realmente uma tabela nutricional mais 'amigável' (com mais proteína e menos açúcar), mas isso não significa que os devam consumir em exagero. Pessoalmente também não vejo como necessário cortá-los por completo da alimentação, até porque não há um alimento que deixe uma pessoa menos saudável por si só. É sempre uma questão de equilíbrio :)


Quanto à informação nutricional, não tenho o rótulo das antigas para comparar, mas penso que está semelhante. Ainda têm alguma gordura e hidratos, mas são bastante baixas em açúcar e a quantidade de proteína é considerável. No geral o perfil de macronutrientes é aceitável, embora não tão bom quanto o das barrinhas proteicas da mesma marca (que além disso têm uma lista de ingredientes bastante boa). De qualquer modo, as barras são um pouco mais 'elementares' por não terem recheio e etc, e imagino que seria quase impossível fazer umas bolachas deste género com um perfil tão bom quanto o das barras.

Sabor e Textura - Originais


Posso só interromper uns segundos para mencionar o quão adorável o símbolo da marca fica nas bolachas? :P
Começo pelas originais, uma vez que é mais fácil compará-las com a versão anterior.

Em termos de sabor são bastante diferentes. Nota-se que passaram a ter whey, porque têm aquele ligeiro aftertaste caraterístico desta proteína - se bem que notei mais inicialmente, agora que já estou habituada quase não reparo. De resto, gosto do sabor.

Quanto à textura, é um pouco menos crocante do que a das antigas. Por outro lado, a parte de bolacha é mais fina e homogénea (antes a bolacha era mais alta no meio), e o creme está distribuído mais uniformemente.

No geral ficaram aprovadas. Acho que não são tão boas quanto as antigas, mas independentemente disso gostei bastante delas :)

Se não experimentaram ainda, sugiro que não provem a pensar que serão parecidas às outras, porque não são. A minha mãe, por exemplo, gostava das antigas e não gosta destas - já a minha avó disse que estas novas eram (e passo a citar) 'maravilhosas, quem é que não gosta disto'. :P


Sabor e Textura - Baunilha



A versão branca é semelhante à original, embora, claro, tenha algumas diferenças a nível de sabor. Fiquei fã de ambas, mas admito uma ligeira preferência por estas, de baunilha! Têm um sabor mais  leve e ligeiramente amanteigado, não sei explicar. São deliciosas :)



Utilizações

Claro que podem comer as bolachas diretamente do pacote, mas também podem usá-las em receitas ou como topping nas mais variadas coisas. Desta forma, deixo algumas das minhas sugestões preferidas :)

Algumas das fotos são de coisas que fiz antes de as oreos serem renovadas (ou seja, que têm as bolachas antigas e não as novas), mas ficam aqui na mesma, uma vez que resultarão igualmente bem com estas!

Cheesecake de oreo

Bolachas de manteiga de amendoim recheadas com oreos

Brownies de Oreo
Batido de oreo
Para fazer este batido usei 250ml de leite de aveia de baunilha da Joya e 4 oreos proteicas (das antigas, mas podem usar as novas). É mais uma espécie de leite achocolatado do que um batido, mas vocês percebem! Sendo bastante docinho, também funcionará bem como calda para um bolo de chocolate, por exemplo :)

Papas de aveia de bolacha maria com oreos proteicas como topping

Papas de aveia desenformadas com oreos brancas proteicas

Fluff de whey de chocolate branco com oreos proteicas
Bolo de bolacha maria e café no microondas com chocolate negro & oreos proteicas
Acho que já perceberam a ideia, embora pudesse continuar com o desfile de coisas que ficam boas com estas bolachas por cima tudo. Deixo só a sugestão de colocarem oreos proteicas esmigalhadas em cima de gelado de banana - não tenho nenhuma foto, mas prometo que é uma combinação divinal ;)

Penso que não tenho mais nada a dizer acerca das oreos - aliás, este post já ficou surpreendentemente extensivo para um post sobre bolachas, mas o que fazer quando se tem tendência para divagar :P

Espero que tenham gostado. Se quiserem, podem partilhar comigo a opinião sobre este produto nos comentários, nas redes sociais ou por e-mail :)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...