domingo, 17 de fevereiro de 2019

Preparação de Refeições #24 - Arroz de Frango no Forno com Vegetais Salteados



As refeições que preparei para esta semana já não são propriamente novidade, uma vez que já publiquei a receita do arroz de frango no forno. Assim sendo, hoje venho só partilhar alguns detalhes acerca do que fiz, como já é costume :)

Comida da semana :D (Ou metade, vá - só como 1 refeição destas por dia)

O arroz < 3
Fiquei mesmo fã do arroz, é uma daquelas comidas práticas que nunca me lembro de fazer mas são deliciosas. Além disso, é bastante fácil de preparar; se são daquelas pessoas que não gostam de comer comida aquecida é o ideal para vocês, porque podem simplesmente guardar o arroz e o frango no frigorífico (em recipientes separados) e apenas colocar no tabuleiro e levar ao forno na altura da refeição. Fica como se fosse feito na hora e não dá trabalho nenhum na altura :)

*Os componentes*

O arroz que usei
Já tinha dito na receita que usei arroz vaporizado, mas fica aqui a foto. Comprei no E. Leclerc e é da marca deles, mas há em qualquer supermercado.

Para este género de pratos uso sempre arroz vaporizado, porque é mais durinho e não fica melado nem pastoso. Eu sei que agora anda por aí o mito de que o basmati ou integral é o único arroz saudável, mas honestamente sugiro que ignorem esse tipo de sensacionalismo. Eu pessoalmente prefiro o basmati, mas se vocês não gostam e andam a comer por sacrifício a pensar que é mais saudável... Repensem as vossas escolhas :P

Aqui está ele: soltinho, tal como eu disse :D

E o belo do recheio < 3 Agora a ver a imagem lembrei-me de fajitas, mais alguém? :P
O frango assim preparado é muito versátil, pelo que caso queiram variar podem usar só uma parte no arroz e guardar o resto para refeições diferentes durante a semana; deve ficar ótimo como recheio de omeletes, por exemplo, ou em sandes, numa lasanha de crepiocas,... Até como recheio de um calzone, de pizza, de rissóis ou de empadas. Costumo fazer estas 4 coisas com o preparado para pizza proteica da EU Nutrition, que além de ter bons ingredientes é fácil de preparar e é delicioso! Caso estejam interessados, podem comprar aqui, e como tenho uma parceria com a marca o cupão euavela15 dá-vos 15% de desconto.

Continuando, as duas primeiras camadas: arroz e frango

Já com a camada final de arroz, antes de ir ao forno :)
E por fim, a parte dos vegetais :)
Usei esta mistura congelada:

Também comprei no E. Leclerc (que, não sei se já repararam, é o meu supermercado preferido. Caso estejam curiosos, o segundo é o Lidl, e sim, eu tenho um ranking de supermercados :P)

Ingredientes
Ao comprar este género de misturas sugiro que leiam bem os ingredientes; há algumas que tem açúcar e óleos adicionados, e mesmo estando estes presentes em pequenas quantidades acho que não há necessidade quando há tantas alternativas. A mistura que usei só tinha vegetais, e depois incluía umas saquetas com molho que não usei - temperei antes ao meu gosto.

Para preparar os vegetais apenas coloquei um pouco de azeite num wok (podem usar uma frigideira, um tacho,...), deixei aquecer e juntei a mistura ainda congelada. Depois fui mexendo até os vegetais estarem cozidos :)

É uma opção prática para quando não há tempo para comprar vegetais frescos, lavá-los e cortá-os. E é bastante rápida de preparar - eu fiz logo para a semana toda e depois aqueci no microondas, mas caso prefiram podem tirar uma porção do saco em cada refeição e cozinhar apenas os vegetais para comer nessa altura, também não demora muito tempo.

Em alternativa, e ainda dentro da questão da falta de tempo, também há misturas de vegetais frescos (na zona refrigerada dos supermercados) que são boas para desenrascar, caso não sejam fãs de vegetais congelados :)

O prato :)
Ficou tudo muito bom! Apesar de preferir usar vegetais frescos, também gostei desta mistura. Foi mais uma ótima dose de refeições :) Amanhã já sai nova ronda, desta vez com peixe. Depois partilho tudo :D

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

As Panquecas Perfeitas! (Saudável, Sem Gordura Adicionada, Sem Glúten)


Desde que tenho o blog já experimentei muitas receitas de panquecas, e já publiquei várias delas.
Algumas foram particularmente bem-sucedidas: as de aveia com quark, as de weetabix e as de coco já foram feitas (e aprovadas) por muita gente que me veio dar o seu feedback.
Outras tornaram-se em clássicos por aqui, e foram repetidas imensas vezes por mim desde que as publiquei; é o caso das panquecas com aveia de sabor e das de aveia e centeio.
Mesmo as panquecas de abóbora, uma das últimas receitas que publiquei, foram bastante apreciadas (por mim e por quem já experimentou e partilhou a sua opinião).
E gostei bastante de todas estas receitas, até porque só publico no blog coisas de que tenha gostado realmente. Mas, as receitas antigas que me desculpem, hoje não venho partilhar uma receita de panquecas 'boa', nem sequer muito boa. Hoje venho partilhar A receita, capaz de revolucionar por completo a forma como vêem as panquecas.
Apenas as fiz hoje, mas tive de publicar rapidamente a receita porque sei que vocês precisam dela nas vossas vidas. Acreditem, mesmo que não achem que precisam, eu garanto-vos - precisam. Por isso façam, e agradeçam-me depois. ;)





Panquecas de Queijo Fresco (com Claras) (Saudável, Sem Gordura Adicionada, Sem Glúten)
Adaptado daqui
Para cerca de 14 panquecas

Ingredientes:
[  200ml de claras de ovo (cerca de 6 claras)
[  80g de farinha de aveia (certificada sem glúten para a versão sem glúten)
[  3 queijos frescos médios (de 62.5g cada um)
[  1 colher de chá de mel (cerca de 10g; podem aumentar se quiserem as panquecas mais doces, ou omitir caso contrário)
[  25ml de leite (usei magro, mas pode ser qualquer um)
[  1 colher de chá de fermento em pó

Preparação:
| Triturar bem todos os ingredientes (claras, farinha de aveia, queijo fresco, mel, leite e fermento em pó).
| Aquecer uma frigideira antiaderente no fogão a lume baixo. Quando estiver quente, colocar nela porções de massa (usando uma colher de sopa, por exemplo).
| Quando as bordas começarem a ter um aspeto cozinhado, virar as panquecas cuidadosamente com uma espátula. Deixar cozinhar do outro lado.
| Repetir o procedimento até acabar a massa.



Não sei se dá para reparar, mas fiquei mesmo assoberbada com esta receita de panquecas. Os ingredientes são tão simples que vendo apenas a receita 'ninguém dava nadas por elas', mas acreditem em mim quando digo que são a melhor coisa que comi nos últimos tempos! Não sabem a 'integral' nem têm uma textura nada pesada, pelo contrário: são ligeiramente húmidas e surpreendentemente fofas. Como a massa é espessa as panquecas ficam altas, o que ainda torna a textura ainda melhor!
O sabor é ótimo também, leve e muito viciante. Não sabem a aveia nem nada do género - se as provasse sem saber diria que eram panquecas tradicionais, feitas com açúcar e farinha branca (mas melhores :P).
A sério,  façam-nas. Têm todo um fim-de-semana pela frente, e acreditem - o melhor uso que podem possivelmente dar-lhe é experimentar as melhores panquecas das vossas vidas. ;)
____________________________________________________________________________
Informação Nutricional (por uma panqueca)
Energia: 46kcal 
Proteínas: 3.9g 
Hidratos de Carbono: 5.3g 
-       Dos quais açúcares: 1.3g 
Lípidos: 0.9g 
-          Dos quais hidrogenados: 0.0g
-     Dos quais saturados: 0.5g 
Fibra:  0.6g 

     A informação nutricional engloba uma porção (neste caso, corresponde a 1 panqueca ou 1/14 da receita). Os valores estão sujeitos a erro humano e a alguma imprecisão, mas deverão estar próximos do valor real. 
____________________________________________________________________________

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

Produtos #64 - Gama 'Yes It's Pizza' da Dr. Oetker



Hoje não venho aqui deixar uma receita, mas sim falar sobre a nova gama de pizzas da Dr. Oetker, que se distingue das outras por ter vegetais na base (o que dá às pizzas uma cor adoravelmente festiva). Há as versões de espinafres, de couve-flor e de beterraba.

A marca ofereceu-me alguns vales para poder experimentá-las e partilhar a minha opinião convosco, por isso aqui estou eu (se me seguem nas redes sociais já as foram vendo por lá) :)

Para quem estiver interessado, as pizzas estão disponíveis em vários supermercados (Continente, E. Leclerc, Pingo Doce, El Corte Inglés...). Por norma uma unidade (345g) custa 4,79€, mas se estiverem atentos aos folhetos encontram frequentemente em promoção.

Achei os vales muito fofos :)
Algumas pessoas perguntaram-se se considerava estas pizzas saudáveis. Sendo honesta, não diria que são 'saudáveis' no sentido de serem um produto muito nutritivo ou pouco processado - a base é semelhante à de outras pizzas, diferindo no facto de ter vegetais adicionados, e os ingredientes incluem na mesma óleo e até açúcar, por exemplo. Caso queiram consultar os rótulos, deixo abaixo os das três variedades.

As vantagens que vejo a nível nutricional são as pizzas terem um extra de vegetais e serem um pouco menos pesadas e menos densas em termos energéticos, porque tendo em conta o público alvo parece-me que reduziram um pouco a gordura e a espessura da base em comparação com outras pizzas (penso que as coberturas também são propositadamente mais leves).

De resto, não sei quanto a vocês mas eu adoro experimentar estas novidades, mesmo que não tenham uma lista de ingredientes de fazer inveja a brócolos cozidos. É comparável com as barras proteicas - são caras, são processadas e há fontes de proteína mais baratas e melhores, mas isso não me impede de querer provar todas :P E, como já disse várias vezes, adotar um estilo de alimentação que não permita este género de produtos em moderação não faz sentido para mim.


Mas indo ao que interessa: quanto ao sabor/textura, num nível geral, achei-as ótimas. Como disse, parecem-me menos pesadas do que a maior parte das pizzas congeladas. A base é fina e crocante; talvez um pouco mais seca do que o costume, mas não ao ponto de ser desagradável (e é lindíssima, o que também é importante :P). Os recheios não são muito carregados nem têm sabores demasiado fortes - nesse aspeto achei-as bastante equilibradas e possivelmente menos enjoativas do que as pizzas tradicionais.

E agora, porque já sei que andam com saudades de um bom ranking, vou deixar a minha opinião sobre as pizzas por ordem de preferência :)

1º - Beterraba






Se me seguem atentamente saberão que eu odeio beterraba. E nem é porque ache que saiba a terra, como muita gente diz, é só porque acho que sabe a... Estranho :P

Por isso, como é natural, estava com receio de não gostar desta pizza. Quando partilhei uma foto no Instagram algumas pessoas asseguraram-me que não sabia a beterraba, o que foi bastante tranquilizante - e depois provei-a e as minhas expectativas foram completamente superadas! A base não sabe de todo a beterraba, mas tem uma textura ótima e uma cor mesmo bonita e forte. O recheio também é delicioso, com um sabor agradável a fiambre fumado. Eu nem costumo gostar muito de fiambre nas pizzas, mas sendo em pedaços mais pequenos e em menor quantidade achei que neste caso resultava muito bem.

Close-up desta delícia
2º - Espinafres






Em segundo lugar está a de espinafres. Tem um sabor um pouco mais leve, até porque não tem carne nem espinafres, mas é uma boa representação da clássica combinação mozzarella + cogumelos.

Eu pessoalmente sou fã de espinafres, mas se não forem nada temam: na base desta também não se nota o sabor dos vegetais. Se se conseguirem abstrair da cor da base verão que o sabor é o de uma pizza normal mas não se abstraiam da cor da base ela é adorável e merece ser completamente apreciada :P

Também merece um close-up!
3º - Couve-Flor






E por último, temos a de couve-flor. Não a achei má, mas é um pouco menos 'espantosa', visto que  a base tem uma cor semelhante à de uma pizza normal. Parece-me que há toda uma paleta de cores desnecessariamente subexplorada em favor de uma cor tão neutra - podia haver uma de abóbora, uma de batata-doce roxa... Todo um mundo desperdiçado :P

O recheio tem frango e pimentos e a combinação é agradável, mas (não sei se por ser tendenciosa :P) preferi os toppings das outras duas. Ainda assim sugiro que experimentem, é na mesma muito boa :)

Close-up de consolação, porque eu sou um coração mole :P
E pronto, o post já tem um exagero de fotos, é melhor ficar por aqui :P Espero que tenham gostado de ler, e caso já tenham experimentado digam-me qual é a vossa preferida :)

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

Arroz de Frango no Forno (Saudável, Sem Glúten/Lactose)


Hoje deixo a receita do arroz de frango no forno que fiz para as refeições da semana. Acho que já não fazia tal prato há anos - se não me engano a última vez que fiz alguma coisa do género foi quando comecei a cozinhar (não foi há tanto tempo quanto parece, vá, que ainda sou nova :P).
De qualquer modo, não sei porque é que não faço mais vezes - é um prato muito simples, mas saudável, reconfortante e delicioso. Caso se estejam a perguntar o mesmo, fica a receita para que possam experimentar :)





Arroz de Frango no Forno (Saudável, Sem Glúten/Lactose)
Para cerca de 4 doses

Ingredientes:
[  500g de peito de frango
[  Água
[  Sal (a gosto)
[  1/2 pimento vermelho
[  1 cebola 
[  2 dentes de alho
[  Azeite (a gosto)
[  Pimentão doce (a gosto)
[  Paprika (a gosto)
[  Orégãos (a gosto)
[  Manjericão (a gosto)
[  Salsa (a gosto)
[  150g de arroz vaporizado

Preparação:
| Cozer o frango em água temperada com sal. Escorrer, desfiar e reservar.
| Picar o pimento, a cebola e o alho e colocar num tacho (ou wok, frigideira,...). Adicionar um fio de azeite e levar a refogar a lume médio.
| Após alguns minutos, juntar o frango desfiado. Temperar com pimentão-doce, paprika, orégãos, manjericão e salsa e retificar o sal (se necessário). Deixar dourar, mexendo ocasionalmente.
| Entretanto, cozer o arroz seguindo as instruções da embalagem: deverão colocar cerca de 300ml de água com sal num tacho, deixar ferver, juntar o arroz e deixar cozinhar uns 10 minutos em lume baixo. Não deve ficar demasiado cozido, uma vez que ainda vai ao forno.
| Num tabuleiro pequeno/médio, colocar metade do arroz. Distribuir por cima o frango e cobri-lo com o resto do arroz. Levar ao forno pré-aquecido a 200 graus durante cerca de 25 minutos (nos últimos 10 minutos coloquei o forno na função de tostar para ficar mais torradinho, porque arroz torradinho é vida).



(Como fiz em quantidade suficiente para comer ao longo da semana deixo apenas metade das quantidades que usei, que já dão para cerca de 4 doses, dependendo da pessoa e da fome :P)
Eu sou parcial, porque adoro pratos tostadinhos no forno, mas achei o arroz tão bom! Aquela camada crocante por cima é mesmo divinal :)
O sabor também ficou muito agradável; eu não gosto muito de frango cozido, mas é só salteá-lo e juntar umas especiarias que o caso muda logo de figura. Caso sejam daquelas pessoas que não gostam de sentir o pimento e a cebola pelo meio da comida (shame), podem triturar o refogado - juntando alguma água se necessário - antes de juntar o frango, para ficar uma espécie de molho :)
Quanto ao arroz, podem usar outro, mas o vaporizado é especialmente bom para este tipo de prato: fica sempre soltinho e é um pouco mais duro, pelo que não se desfaz.
____________________________________________________________________________
Informação Nutricional (por uma dose)
Energia: 303kcal
Proteínas: 29.9g
Hidratos de Carbono: 31.5g 
-       Dos quais açúcares: 1.0g
Lípidos: 5.5g 
-          Dos quais hidrogenados: 0.0g
-     Dos quais saturados: 0.3g
Fibra:  0.4g

     A informação nutricional engloba uma porção (neste caso, corresponde a 1 dose média ou 1/4 da receita). Os valores estão sujeitos a erro humano e a alguma imprecisão, mas deverão estar próximos do valor real. As doses consideradas são meramente exemplificativas; as porções reais devem ser adaptadas por cada um às suas necessidades pessoais.
____________________________________________________________________________

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

Pãezinhos de Batata-Doce Instantâneos (Saudável, Sem Glúten/Lactose, Sem Açúcar Adicionado)


Acho que o sabor da batata-doce resulta muito bem em pão, por isso num dia em que me apetecia fazer uns pãezinhos lembrei-me de experimentar a receita dos de batata-doce da Mamã Paleo.
São uma espécie de pães instantâneos, porque como têm fermento em pó para bolos e não de padeiro não levedam - assim sendo, se são daquelas pessoas que não têm paciência para esperar horas enquanto o pão cresce esta receita é para vocês! Em meia hora ficam com uns pãezinhos caseiros saudáveis e deliciosos :)




Pãezinhos de Batata-Doce Instantâneos (Saudável, Sem Glúten/Lactose, Sem Açúcar Adicionado)
Adaptado daqui
Para 5 pãezinhos

Ingredientes:
[  150g de batata-doce cozida e descascada (o peso em cru é aproximadamente o mesmo)
[  1 ovo
[  2 colheres de sopa de azeite
[  120g de polvilho doce
[  50g de farinha de aveia
[  1/2 colher de chá de fermento em pó (do para bolos, não do de padeiro)
[  Sal (a gosto)

Preparação:
| No copo de um processador/varinha mágica, colocar a batata-doce, o ovo e o azeite e triturar.
| Num recipiente grande, colocar os restantes ingredientes (polvilho, aveia, fermento e sal). 
| Juntar a mistura da batata-doce aos ingredientes secos e misturar bem. A textura deve ficar consistente o suficiente para moldar com as mãos.
| Separar a massa em cinco porções e fazer uma bolinha de cada uma. Colocar num tabuleiro polvilhado com polvilho doce, fazer um corte em cada pão com uma faca afiada e levar ao forno pré-aquecido a 180 graus durante cerca de 20 minutos (ou até os pães estarem cozidos).



Achei a textura dos pães bastante agradável! São um pouco densos, mas fofinhos (e se forem aquecidos ficam ainda mais fofos). O sabor também é ótimo, com aquele toque delicioso da batata-doce!
Sem dúvida que vou repetir, normalmente os pães mais saudáveis que faço são um fracasso :P Talvez da próxima vez faça o dobro da receita para ficar com alguns no congelador - descongelados no microondas ficam como se fossem frescos, e dá sempre jeito ter uns pãezinhos prontos a comer :)
____________________________________________________________________________
Informação Nutricional (por um pãozinho)
Energia: 191kcal
Proteínas: 3.0g
Hidratos de Carbono: 33.9g 
-       Dos quais açúcares: 2.1g
Lípidos: 5.3g 
-          Dos quais hidrogenados: 0.0g
-     Dos quais saturados: 0.9g
Fibra:  2.0g

     A informação nutricional engloba uma porção (neste caso, corresponde a 1 pãozinho ou 1/5 da receita). Os valores estão sujeitos a erro humano e a alguma imprecisão, mas deverão estar próximos do valor real. As doses consideradas são meramente exemplificativas; as porções reais devem ser adaptadas por cada um às suas necessidades pessoais.
____________________________________________________________________________
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...