Avançar para o conteúdo principal

Rissóis de Presunto e Queijo (Saudável, Integral, Sem Lactose)

Como vocês sabem, ou, se são seguidores recentes, podem deduzir pelo conteúdo dos 47302832 últimos posts, a minha preferência não recai propriamente sobre receitas salgadas, embora também não as odeie. Os rissóis, por exemplo, são um aperitivo de que gosto bastante - mas sou da team camarão, acho os de carne picada enjoativos (já agora, shame para as pessoas que misturam os dois e fazem uma pessoa jogar russian roulette com rissóis).
Por isso, e também por haver tanta gente a ter um fraquinho por rissóis, já em várias ocasiões pensei em fazer uma versão saudável - apesar de nunca ter feito sequer os normais, e não ter grande jeito para este tipo de coisas.
Uma vez vi uns utensílios próprios numa lojinha, uma espécie de formas com padrão de rissol que davam para dobrar de modo a fechar a massa, e trouxe: assim quando quisesse fazer rissóis já estava preparada.
A primeira tentativa foram uns rissóis com massa de grão-de-bico. Já não me lembro muito bem como fiz, mas sei que envolvia triturar grão-de-bico cozido e levar ao lume para 'secar' a massa. Não correu particularmente bem, embora também não tenha sido um fiasco. A massa não era muito fácil de trabalhar, e as formas de rissóis revelaram-se tão úteis como o tapete para fazer macarons (já devia era ter deixado de confiar nestas coisas, mas pronto :P). Ainda por cima gastei a minha paciência na massa e decidi fazer um recheio à preguiçoso, atum em tomate, e não gosto nada de atum quente (o drama).
Já estão a ver que a experiência não foi nada memorável, e por isso não é de estranhar que as tentativas de fazer rissóis tenham ficado por aí durante uns tempos.
Entretanto entrei num lucky spree de receitas salgadas com os preparados para pizza de que já falei várias vezes, e tenho feito tudo o que nunca pensei conseguir fazer em versão saudável. Assim sendo, porque não abusar da sorte e fazer uns rissóis saudáveis com um deles?
Voltei a fazer um recheio preguiçoso, mas desta vez um muito melhor (ou não incluísse queijo derretido). E desta vez sim, os rissóis ficaram como deve ser: com a massa macia e crocante ao mesmo tempo e muito saborosos.
Ficam já aqui prometidos uns de camarão. ;)






Rissóis de Presunto e Queijo (Saudável, Integral, Sem Lactose)
Para 10 rissóis

Ingredientes:
[  100g de preparado para pizza margarita (podem comprar aqui com 15% de desconto usando o código euavela15. Em alternativa podem usar a versão proteica)
[  70ml de água quente
[  2 fatias de presunto (cerca de 30g. Prefiram um sem aditivos, só com carne e sal)
[  2 fatias de queijo
[  1 ovo
[  Flocos de aveia grosseiramente triturados (para panar; usei cerca de 50g)
[  Óleo de coco (para fritar; usei cerca de 40ml)

Preparação:
| Preparar a massa seguindo as instruções da embalagem do preparado para pizza (juntar 70ml de água a ferver, formar uma bola, deixá-la repousar 15 minutos e por fim amassar durante 5 minutos).
| Estender a massa com um rolo de cozinha, polvilhando a bancada com mais preparado. Deve ficar bem fina (cerca de 3mm de espessura).
| Com uma cortador circular (ou um copo, por exemplo) cortar discos de massa. Colocar em metade de cada um um pouco de queijo e de presunto e dobrar a outra metade por cima desta, fechando bem as pontas.
| Num recipiente pequeno, bater o ovo. Passar os rissóis pelo ovo batido e depois pelos flocos de aveia triturados. Fritá-los no óleo de coco bem quente até estarem dourados (também podem fazer no forno).



Acho que não há muito mais a dizer sobre estes rissóis - já sabem que a textura da massa é perfeita e já viram o interior pecaminoso nas fotos, portanto posso assumir que compreenderam o quão magníficos eles são :P
Já sei que vou receber perguntas quanto a substitutos para o preparado para pizza, mas não vos posso ajudar: a massa é o preparado, não há volta a dar. De certeza que há receitas e modos de fazer rissóis saudáveis sem ele, mas esta em particular não.
______________________________________________________________________________
Informação Nutricional (por um rissol)
Energia: 112kcal
Proteínas: 4.1g
Hidratos de Carbono: 10.4g 
-       Dos quais açúcares: 0.4g
Lípidos: 5.9g 
-          Dos quais hidrogenados: 0.0g
-     Dos quais saturados: 1.0g
Fibra:  1.7g
Sódio: 126mg

     A informação nutricional engloba uma porção (neste caso, corresponde a 1 rissol, ou 1/10 da receita). Foi calculada com queijo light. O modo de preparação considerado foi a fritura. Os valores estão sujeitos a erro humano e a alguma imprecisão, mas deverão estar próximos do valor real. 
______________________________________________________________________________

Comentários

  1. Hummm, que delícia. Gostaria muito de me deliciar com uns 3 agora!
    Bjsss

    ResponderEliminar
  2. Estão com um aspecto maravilhoso!!!
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  3. Olha que bom aspeto! Ficaram mesmo top! Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Ficaram bem bonitos e , de certeza, deliciosos.
    Bjn
    Márcia

    ResponderEliminar
  5. Quando vi estes rissóis no Instagram fiquei logo de olho neles, como tenho essa massa aqui em casa acho que os vou experimentar. :)
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  6. Que delícia! Uma excelente alternativa aos fritos.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. que delícia!!
    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    (ps: hoje tem receita em video no meu blog! passa por lá e diz o que achas!)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Produtos #91 - Pudins Proteicos do Lidl (Baunilha/Chocolate)

Hoje o post é sobre a febre do momento: os pudins proteicos do Lidl :P Para quem não está a par, há algumas semanas começaram a aparecer nos supermercados portugueses da cadeia Lidl uns pudins proteicos muito parecidos aos da Ehrmann. Estão disponíveis em duas versões: baunilha e chocolate . Cada pudim ( 200g ) tem cerca de 150kcal e 20g de proteína e custa 0.99€ . Não têm açúcar adicionado , e são isentos de lactose e de glúten .  Por vezes recebo comentários a referir que o teor de açúcar não é nulo (4g/100g) , mas é importante referir que este açúcar é naturalmente presente . Os iogurtes naturais não adoçados têm uma quantidade de açúcar semelhante. Outro ponto importante a referir é que a proteína também vem do leite , que é uma fonte de qualidade (por ser completa, ao contrário por exemplo do colagénio ou glúten). Antes que fiquem excessivamente entusiasmados, devo dizer que encontrá-los não é tarefa fácil: a procura anda ao nível dos skyr na altura em que foram lançados (

Madalenas Sem Açúcar

Tenho a tradição de testar uma receita nova de cada vez que recebo ou compro uma nova forma. Por vezes as ideias são muitas e não é fácil escolher, mas quando a My Tup Love  me enviou esta forma não houve sequer um momento de indecisão: forma de madalenas pede madalenas :D  Juntei o útil e agradável, e usei na receita a recentemente lançada aveia de custard. O seu aroma docinho a lembrar bolos com limão não podia ser mais adequado para o efeito :)  Madalenas Sem Açúcar Para 6 madalenas Ingredientes : [  1 ovo [  50g de quark natural [  25ml de leite [  75g de farinha de aveia com sabor (usei a de custard da EU Nutrition , que tem um saborzinho a limão fantástico; podem encomendar com 15% de desconto usando o cupão euavela15 no site) [  1 colher de café de fermento Preparação : | Bater o ovo com o quark durante dois ou três minutos. | Baixar a velocidade para o mínimo e adicionar o leite, batendo apenas até este estar incorporado.  | Juntar a farinha e o fermento envolver com uma espát

Bolo de Spéculoos

  Com quase dois meses de atraso, venho deixar a receita do bolo que fiz para o meu aniversário. Mais pequeno que o habitual, tendo em conta a situação pandémica na altura (nos últimos dois anos não tive muita sorte com o timing do meu dia de anos). Para compensar, fi-lo em modo *overdose de spéculoos*: spéculoos  alegram qualquer situação :D O recheio foi improvisado à última da hora: tinha planeado fazê-lo com natas batidas e creme de spéculoos, mas aqueci o creme para ficar mais fluido e a temperatura fez com que as natas coalhassem. Fiquei sem o único pacote de natas que tinha, mas felizmente sou  exagerada  precavida e tinha meia dúzia de frascos do creme de barrar.  Acabei por desenrascar um recheio misturando-o com o pudim de caramelo da Ehrmann como base, o que de resto prova a minha tese de que há poucas coisas que não se resolvam com um pudim de caramelo da Ehrmann :P Foi tudo pelo melhor, porque ficou delicioso! Deixo a receita para que possam experimentar :)  Bolo de Spécul