Avançar para o conteúdo principal

Preparação de Refeições #10 - Tiras de Peru com Cogumelos e Arroz de Brócolos com Couves-de-Bruxelas



Desta vez a minha internet não decidiu tirar o fim-de-semana, por isso deixo hoje o post acerca das refeições que preparei a semana passada :)

Tinha planeado fazer algo mais elaborado, mas entretanto mudei de ideias e decidi fazer uma coisa mesmo rápida, porque precisava de todo o tempo possível para estudar. Até acaba por ser um bom exemplo de como vale a pena preparar as coisas antecipadamente - podia não ter feito nada esta semana, mas na verdade ia acabar por perder ainda mais tempo a pensar no que fazer e preparar cada refeição, sendo que possivelmente acabaria a comer coisas de que gostava menos (e talvez menos saudáveis). Assim perdi pouco mais de uma hora a preparar tudo, e pelo menos uma refeição por dia ficou garantida sem preocupações!


Optei pela comida saudável de desenrasque universal - peru com cogumelos e arroz. Além de serem ambos muito simples de fazer, o arroz já tem vegetais incluídos. É uma estratégia conveniente, uma vez que se evita fazer uma fonte de hidratos e uma de vegetais em separado :)

Close-up do arroz - publiquei a receita esta semana!
Estava com algum receio que o arroz não ficasse tão bem aquecido por ser mais 'melado' e menos seco, mas na verdade ficou ótimo! Além de o sabor ser delicioso, o arroz não se desfez nem ficou empapado :P

O peru :) Tenho de me conter para não escrever frango, como costumo usar frango engano-me sempre :P
Algumas pessoas pediram receita, e como novamente não acho que se justifique fazer um post em separado vou dizer aqui como fiz.

Primeiro cortei peito de peru às tiras e temperei com um pouco de sal. Depois untei o tacho da imagem acima com um pouco de azeite e fui colocando as tiras de carne até cobrirem o fundo, sem se sobreporem; assim que ficaram tostadas do lado de baixo, virei-as ao contrário e deixei dourar novamente. Repeti o procedimento até o peru acabar, adicionando mais azeite à medida que foi necessário, e fui transferindo o que já estava pronto para um recipiente, escorrendo qualquer água que tivesse.

Claro que podem cozinhar o frango todo de uma vez, mas eu prefiro fazer assim porque, além de garantir que toda a carne fica tostada uniformemente, faz com que esta não fique com tanta água. Odeio quando cozinho muita carne de uma vez e ela acaba por cozer na própria água, a menos que escorra o tacho a cada cinco segundos - depois parece-me que fica a saber a canja, e já sabem que odeio canja porque estou sempre a dizer a mesma coisa :P

Mas pronto, caso não sejam uns iluminados como eu e não se importem já sabem que podem sempre cozinhar a carne toda de uma vez.

Já com todo o peru preparado e reservado, voltei a colocar azeite no mesmo tacho e uns dentes de alho picados. Depois deixei o alho alourar a lume médio e juntei cogumelos (usei de lata), deixei saltear um pouco e por fim adicionei o peru previamente cozinhado. Salteei um bocadinho mais, temperei com mais sal e manjericão, orégãos e salsa e ficou pronto!

Já no prato :)
Admito que esta semana, parte por falta de tempo parte por excesso de preguiça, não fiz nenhuma refeição minimamente diferente: comi sempre um prato igual ao da foto acima. De qualquer modo, estava delicioso :P

E hoje era só isto que queria partilhar. Talvez seja uma sugestão demasiado óbvia e básica, mas fica a ideia de qualquer maneira, para quem precisar de preparar umas refeições rápidas, saudáveis e deliciosas :)

Comentários

  1. Bem bom =)
    Eu estou sempre a fazer assim a carne. Aliás, deve ser o que gasto mais, cogumelos e milho! =P

    Beijocas

    ResponderEliminar
  2. Tão bom!
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    strawberrycandymoreira.blogspot.pt
    http://www.facebook.com/omeurefugioculinario
    https://www.instagram.com/marysolianimoreira/

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Produtos #91 - Pudins Proteicos do Lidl (Baunilha/Chocolate)

Hoje o post é sobre a febre do momento: os pudins proteicos do Lidl :P Para quem não está a par, há algumas semanas começaram a aparecer nos supermercados portugueses da cadeia Lidl uns pudins proteicos muito parecidos aos da Ehrmann. Estão disponíveis em duas versões: baunilha e chocolate . Cada pudim ( 200g ) tem cerca de 150kcal e 20g de proteína e custa 0.99€ . Não têm açúcar adicionado , e são isentos de lactose e de glúten .  Por vezes recebo comentários a referir que o teor de açúcar não é nulo (4g/100g) , mas é importante referir que este açúcar é naturalmente presente . Os iogurtes naturais não adoçados têm uma quantidade de açúcar semelhante. Outro ponto importante a referir é que a proteína também vem do leite , que é uma fonte de qualidade (por ser completa, ao contrário por exemplo do colagénio ou glúten). Antes que fiquem excessivamente entusiasmados, devo dizer que encontrá-los não é tarefa fácil: a procura anda ao nível dos skyr na altura em que foram lançados (

Madalenas Sem Açúcar

Tenho a tradição de testar uma receita nova de cada vez que recebo ou compro uma nova forma. Por vezes as ideias são muitas e não é fácil escolher, mas quando a My Tup Love  me enviou esta forma não houve sequer um momento de indecisão: forma de madalenas pede madalenas :D  Juntei o útil e agradável, e usei na receita a recentemente lançada aveia de custard. O seu aroma docinho a lembrar bolos com limão não podia ser mais adequado para o efeito :)  Madalenas Sem Açúcar Para 6 madalenas Ingredientes : [  1 ovo [  50g de quark natural [  25ml de leite [  75g de farinha de aveia com sabor (usei a de custard da EU Nutrition , que tem um saborzinho a limão fantástico; podem encomendar com 15% de desconto usando o cupão euavela15 no site) [  1 colher de café de fermento Preparação : | Bater o ovo com o quark durante dois ou três minutos. | Baixar a velocidade para o mínimo e adicionar o leite, batendo apenas até este estar incorporado.  | Juntar a farinha e o fermento envolver com uma espát

Bolo de Spéculoos

  Com quase dois meses de atraso, venho deixar a receita do bolo que fiz para o meu aniversário. Mais pequeno que o habitual, tendo em conta a situação pandémica na altura (nos últimos dois anos não tive muita sorte com o timing do meu dia de anos). Para compensar, fi-lo em modo *overdose de spéculoos*: spéculoos  alegram qualquer situação :D O recheio foi improvisado à última da hora: tinha planeado fazê-lo com natas batidas e creme de spéculoos, mas aqueci o creme para ficar mais fluido e a temperatura fez com que as natas coalhassem. Fiquei sem o único pacote de natas que tinha, mas felizmente sou  exagerada  precavida e tinha meia dúzia de frascos do creme de barrar.  Acabei por desenrascar um recheio misturando-o com o pudim de caramelo da Ehrmann como base, o que de resto prova a minha tese de que há poucas coisas que não se resolvam com um pudim de caramelo da Ehrmann :P Foi tudo pelo melhor, porque ficou delicioso! Deixo a receita para que possam experimentar :)  Bolo de Spécul