Avançar para o conteúdo principal

Preparação de Refeições #9 - Tortilhas de Batata-doce e Arroz Basmati de Pimentos



Eu sei, eu sei, é uma vergonha atrasar-me dois dias a publicar o post de preparação de refeições do costume, especialmente depois de tantas semanas a publicar religiosamente aos domingos. No entanto, a culpa não foi minha - estive sem internet o fim-de-semana todo (ponto positivo: sobrevivi), por isso não pude mesmo fazer o post antes. Espero que me perdoem. ;)


Na semana que passou a escolha recaiu sobre tortilhas de batata-doce e arroz de pimentos. É literalmente outra vez arroz (e esta semana voltei a fazer arroz, ainda que diferente), mas como já referi como este é extremamente prático gosto de recorrer a ele em alturas mais atarefadas. Além disso, ando entusiasmada com a adição de vegetais ao arroz, e quero sempre experimentar novas combinações :P

Publiquei a receita na semana passada

Ficou muito soltinho!
Como se arroz com pimentos e a cor dada pelas especiarias não fosse suficientemente adorável, ainda usei uns minipimentos tricolor. :)

Comprei no Lidl
Eu não resisto a vegetais miniatura - também adoro os pepinos mini e tomates cherry! Além da cor adorável, estes pimentos são bons para incluir no arroz por serem mais 'delicados': os pedaços não ficam tão grandes e o sabor é mais leve :)

Adoráveis
Quanto às tortilhas de batata-doce, utilizei uma receita antiga (aqui). Apenas a fiz em maior dose, e para ser mais prático usei a frigideira enorme do costume, que me permitiu fazer mais de meia dúzia de uma vez. Isto mostrou-se bastante útil, visto que fiz cerca de 50 no total :P Ficaram mais fininhas do que as que costumava fazer, porque antes usava uma frigideira pequena e como só fazia uma de cada vez dava para colocar massa até ficarem altas. No entanto, ficaram igualmente boas, e acabei a perguntar-me porque é que não faço mais vezes esta receita - sim, mesmo depois de a comer a semana toda :P

Adoro o padrão tostadinho :)
Por fim, deixo sugestões para as refeições em si. Optei por adicionar sempre algum tipo de vegetais, visto que o arroz e as tortilhas praticamente não têm nenhuns:

Com tomates cherry

Com rabanetes e pepinos mini (eu avisei que adorava vegetais mini!)

E por fim, com palitos de cenoura (crus)
Há, claro, muitas mais opções de vegetais que facilmente se adaptam aos gostos de cada um. Eu escolhi coisas muito simples e cruas, porque me dá jeito ter tudo pronto em poucos minutos, mas também podem fazer vegetais assados, salteados, cozidos... E podem até preparar com antecedência, em conjunto com o resto!

Como já é hábito, comi refeições deste género 5 vezes ao longo da semana (1 vez por dia, ao almoço ou jantar durante os 5 dias úteis), aquecidas no microondas. Não me fartei nadinha, a comida estava mesmo boa :)

Espero que tenham gostado desta publicação tardia. Caso sejam adeptos da preparação de refeições adiantadas e já estejam a pensar no que vão fazer para a semana que vem, fica a sugestão!

Comentários

  1. Está com um belíssimo aspecto!
    Beijinhos.
    http://www.opecadomoraemcasa.pt/

    ResponderEliminar
  2. Vou já ver essas tortilhas... Não me lembro de ver a receita e têm excelente aspecto!

    Beijocas

    ResponderEliminar
  3. Uma bela refeição ou refeições, no caso, e uma forma de facilitar a vida durante a semana! :)
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  4. Respostas
    1. Pode parecer que não, mas a dose de tortilhas que comi a cada refeição continha o equivalente a cerca de 2 ovos! Por outro lado, não sou daquelas pessoas que se recusam a juntar dois tipos de hidratos a cada refeição - se necessário, pode-se diminuir as quantidades, mas não vejo mal nenhum em ter 2 fontes de hidratos de carbono diferentes :)

      Não será a refeição mais proteica de sempre, e possivelmente não é uma escolha inteligente para quem está a seguir um regime mais restrito em termos energéticos, mas isso já depende de pessoa para pessoa e do resto da alimentação!

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Produtos #91 - Pudins Proteicos do Lidl (Baunilha/Chocolate)

Hoje o post é sobre a febre do momento: os pudins proteicos do Lidl :P Para quem não está a par, há algumas semanas começaram a aparecer nos supermercados portugueses da cadeia Lidl uns pudins proteicos muito parecidos aos da Ehrmann. Estão disponíveis em duas versões: baunilha e chocolate . Cada pudim ( 200g ) tem cerca de 150kcal e 20g de proteína e custa 0.99€ . Não têm açúcar adicionado , e são isentos de lactose e de glúten .  Por vezes recebo comentários a referir que o teor de açúcar não é nulo (4g/100g) , mas é importante referir que este açúcar é naturalmente presente . Os iogurtes naturais não adoçados têm uma quantidade de açúcar semelhante. Outro ponto importante a referir é que a proteína também vem do leite , que é uma fonte de qualidade (por ser completa, ao contrário por exemplo do colagénio ou glúten). Antes que fiquem excessivamente entusiasmados, devo dizer que encontrá-los não é tarefa fácil: a procura anda ao nível dos skyr na altura em que foram lançados (

Madalenas Sem Açúcar

Tenho a tradição de testar uma receita nova de cada vez que recebo ou compro uma nova forma. Por vezes as ideias são muitas e não é fácil escolher, mas quando a My Tup Love  me enviou esta forma não houve sequer um momento de indecisão: forma de madalenas pede madalenas :D  Juntei o útil e agradável, e usei na receita a recentemente lançada aveia de custard. O seu aroma docinho a lembrar bolos com limão não podia ser mais adequado para o efeito :)  Madalenas Sem Açúcar Para 6 madalenas Ingredientes : [  1 ovo [  50g de quark natural [  25ml de leite [  75g de farinha de aveia com sabor (usei a de custard da EU Nutrition , que tem um saborzinho a limão fantástico; podem encomendar com 15% de desconto usando o cupão euavela15 no site) [  1 colher de café de fermento Preparação : | Bater o ovo com o quark durante dois ou três minutos. | Baixar a velocidade para o mínimo e adicionar o leite, batendo apenas até este estar incorporado.  | Juntar a farinha e o fermento envolver com uma espát

Bolo de Spéculoos

  Com quase dois meses de atraso, venho deixar a receita do bolo que fiz para o meu aniversário. Mais pequeno que o habitual, tendo em conta a situação pandémica na altura (nos últimos dois anos não tive muita sorte com o timing do meu dia de anos). Para compensar, fi-lo em modo *overdose de spéculoos*: spéculoos  alegram qualquer situação :D O recheio foi improvisado à última da hora: tinha planeado fazê-lo com natas batidas e creme de spéculoos, mas aqueci o creme para ficar mais fluido e a temperatura fez com que as natas coalhassem. Fiquei sem o único pacote de natas que tinha, mas felizmente sou  exagerada  precavida e tinha meia dúzia de frascos do creme de barrar.  Acabei por desenrascar um recheio misturando-o com o pudim de caramelo da Ehrmann como base, o que de resto prova a minha tese de que há poucas coisas que não se resolvam com um pudim de caramelo da Ehrmann :P Foi tudo pelo melhor, porque ficou delicioso! Deixo a receita para que possam experimentar :)  Bolo de Spécul