terça-feira, 30 de agosto de 2016

Folar de Enchidos

Religiões à parte, todos temos de concordar com a frase que se lê no livro de Eclesiastes, 'para tudo há uma ocasião' - ou pelo menos foi o que hoje de manhã, quando fui correr uma hora sob um sol tórrido sem levar água comigo, me pareceu (isso e 'aquela vala está com um ar bastante confortável').
Não me interpretem mal: eu adoro (uau, a manhã está tão fresca na memória que me é difícil escrever isto sem notar um toque de ironia mental) correr, mas este é um daqueles campos que beneficiaria imenso de uma Primavera eterna. Uma pessoa idealiza uma relaxante corrida matinal com passarinhos a cantar para depois sair de casa e correr a desidratar, com o sol a bater na cara e cheia de vontade de trocar o Polar por um par de copos de água com gelo... A partir de certo ponto o contraste torna-se inegável. Claro que podia haver no meu percurso umas bonitas arvorezinhas convenientemente repletas de folhagem a tapar o sol e uns bebedouros, mas nããão, só passo por passeios completamente descobertos que para desertos só precisavam de cardos russos e o mais próximo de um bebedouro de água potável que tenho no caminho é uma fonte decorativa em que a palavra 'imprópria' está apagada e portanto se lê 'água para consumo' (da próxima bebo, se não correr bem posso sempre instaurar um processo com muito potencial... Uma clara situação win-win). Já no Inverno a situação inverte-se, com vários depósitos de água à minha disposição, armazenados nos buracos do pavimento e a sorrirem maleficamente para mim ('desta vez as sapatilhas vão demorar mais de uma semana a secar!').
Resta-me suspirar e sonhar com um Outono moderado quando estiver a sofrer nas próximas corridas de Verão. Há uma ocasião para tudo, mas cabe a uma pessoa resignar-se a fazer algumas coisas em todas as ocasiões. Um (outro) bom exemplo disto é o folar (que provei este ano pela primeira vez - por favor abstenham-se de comentários escandalizados, já disse que não sou pessoa de celebrar a Páscoa e estou a esforçar-me por melhorar :P) que aqui deixo: uma receita tão boa que, ainda que fora de época, precisa de ser feita o ano inteiro...





Folar de Enchidos
Adaptado daqui
Para 2 folares pequenos

Ingredientes:
[  2 colheres de sopa de água
[  1 colher de chá rasa + 1kg de farinha
[  25g de fermento de padeiro fresco
[  125g de azeite
[  125g de manteiga sem sal
[  1/2 colher de sopa de sal grosso
[  8 ovos
[  500g de enchidos à escolha (usei chouriço, bacon e presunto fatiados)

Preparação:
| Aquecer a água até ficar morna (não deve queimar ao toque). Adicionar a esta água a colher de chá de farinha e o fermento de padeiro aos pedacinhos. Deixar repousar a mistura durante 30 minutos (deve fazer bolhinhas e começar a cheirar a álcool).
| Colocar num tacho o azeite, a manteiga e o sal. Levar a lume baixo até a manteiga derreter e desligar o lume.
| Num outro recipiente, bater os ovos até que fiquem homogéneos. Adicioná-los ao tacho com azeite, manteiga e sal aos poucos e misturar bem. Transferir tudo para uma bacia.
| Adicionar à bacia a mistura do fermento e misturar. Ir adicionado farinha (do restante quilo) até que a massa se desprenda dos lados do recipiente, transferir para uma bancada polvilhada com farinha e amassar durante cerca de 5 minutos ou até que a massa fique macia e elástica (eu usei pouco menos de 1kg de farinha, apenas é preciso adicionar o necessário para que não cole à bancada).
| Colocar a massa num recipiente limpo, cobrir com um pano e deixar levedar num local quente (coloquei no forno pré-aquecido a 50 graus e desligado) até que dobre de tamanho (cerca de 2 horas).
| Dividir a massa em 6 partes (se pretenderem, como eu, fazer dois folares pequenos; podem dividir apenas em 3 e fazer um maior).
| Untar duas formas pequenas (sem buraco) com azeite. Estender duas partes de massa separadamente e forrar com elas o fundo de cada uma das formas.
| Distribuir metade dos enchidos pelas duas formas.
| Repetir o procedimento até cada forma ter três camadas de massa e duas de enchidos (sendo as camadas inferior e superior de massa).
| Deixar os folares a levedar num local quente (coloquei novamente no forno pré-aquecido a a 50 graus e desligado) durante mais 30 minutos.
| Levar ambos os folares ao forno pré-aquecido a 180 graus durante cerca de 35 minutos, trocando os tabuleiros a meio.



Talvez por geralmente só me dedicar a sobremesas, talvez por estar inserida numa família de adoradores de salgados, a verdade é que esta foi das receitas com mais sucesso que já fiz.
Apesar de ter como base uma massa lêveda e, portanto, demorar um período de tempo razoável a ficar pronto, exigindo alguma antecipação, este folar é bastante simples em procedimento. Como acontece noutros pães, a maior parte do tempo de confeção não é ativo, e trabalhar/moldar a massa tão branquinha e maleável até é relaxante. ;)
Gostei ainda do aspecto do produto final: acho que as camadas dão um efeito apelativo. Não que esta beleza precisasse do isco. Afinal, é tipo... Um pão com chouriço gigantesco e fatiado. E quem não gosta de um pão com chouriço gigantesco e fatiado? Quando ainda morno, então... Desaparece logo! :D 

15 comentários:

  1. Já me fartei de rir... O folar está com um ar bem apetitoso!

    Beijinho

    Postigo dos meus doces

    ResponderEliminar
  2. Diria que um folar de enchidos como o teu, nunca está fora de época :P Fico com um aspeto tão bom!

    Adoro receitas assim.

    Beijinhos

    De aprendiz a chef

    ResponderEliminar
  3. Ao contrário de ti gosto de festejar a Páscoa apesar que ja foi mais.
    Belo folar.
    Beijinhos
    Clarinha

    ResponderEliminar
  4. Por aqui os folares são doces. Mas de volta e meia faço estes salgados porque gosto de variar. E verdade seja dita, são bem bons. Cada um no seu lugar! beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Que bela fatia!! Comia de bom grado!!
    http://asreceitasdamaegalinha.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. Adoro este tipo de folar. Delicioso!!
    Bjn
    Márcia

    ResponderEliminar
  7. Nunca fiz folares salgados a minha mãe costuma fazer com varias carnes é tão bom!!
    Esse parece-me bem delicioso

    ResponderEliminar
  8. Parece-me muito bem, mais, parece-me delicioso .
    Beijo

    ResponderEliminar
  9. Infelizmente vais tendo cada vez menos sorte para as tuas corridas porque as estações intermédias são cada vez mais inexistentes, passamos do inverno para o verão e do verão para o inverno! :(
    Quanto a esse folar, adoro, e se me convidas aceito já uma fatia. ;)
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  10. Divertes-me sempre com as tuas corridas matinais e realmente o tempo nem sempre nos favorece (ainda me lembro do último dilúvio que tive e confesso, o medo dada a situação no geral). Mas em relação ao folar, podes já mandar metade para mim que folares, sejam doces ou salgados, são sempre bem vindos na minha barriga :)
    Bom fim de semana!
    Beijinhos ...
    Guloso qb

    ResponderEliminar
  11. Ai rapariga já tinha saudades destes teus posts!!

    ResponderEliminar
  12. Gosto tanto, mas tanto de folares salgados!!! Aiiii que fome me deu ao ver o teu... Está bem apetitoso ;)
    Beijinho

    Recanto com Tempero
    http://recantocomtempero.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  13. o teu blog, faz-me sempre fome! :D deve ser tao bom! beijinho

    TheNotSoGirlyGirl // Instagram // Facebook

    ResponderEliminar
  14. Excelente aspecto!
    Não fosse o nada saudável conteúdo.... Mas sabes que ando com vontade de fazer uma coisa destas?
    E se eu agarrar e usar metade das quantidades?
    Ai o que tu foste fazer mulher!

    Beijocas

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...