Avançar para o conteúdo principal

Fluff de Whey (3 ingredientes) (Saudável, Sem Açúcar e Gordura Adicionados)


O bom de ter um processador constituido por material opaco é que após os segundos iniciais em que parece que a casa vai abaixo parece que é feita magia enquanto não estamos a ver.
Põe-se lá dentro banana congelada, morangos congelados, laranja congelada (estão a ver o padrão?) e passados uns segundos está a fruta transformada numa maravilhosa sobremesa gelada. 
Pode-se perder alguma credibilidade quando se dá a provar e até em casos extremos ter de responder a inquéritos de meia hora só para que as pessoas se certifiquem de que não houve nenhuma falha de comunicação e aquilo é mesmo só banana (a minha avó é especialmente difícil de convencer. Só banana? Sim. Mas pões um bocado do teu iogurte, não pões? Não. Então é só banana?! É. Mas não juntas nada?!), mas vale imenso a pena.
Claro que fico saudosa ao relembrar os velhos tempos em que o meu antigo processador com recipientes transparentes formava uma bolinha de banana semicongelada que começava a rodar estranhamente até eu parar de observar e misturar, percebendo que a lâmina estava empancada outra vez - mas não se pode ter tudo.
No caso desta receita, a piada está no facto de que a magia é feita enquanto estamos a ver. E não há nada mais agradável do que observar uma mistura líquida de leite e pó transformar-se numa nuvem adorável e fofinha com sabor a stracciatella.






Fluff de Whey (Saudável, Sem Açúcar e Gordura Adicionados)
Adaptado daqui
Para 1 dose

Ingredientes:
[  150ml de leite (pode ser vegetal)
[  25g de whey protein (proteína de soro de leite em pó) (1 scoop) (usei de stracciatela)
[  1 a 3g de goma xantana (só um cantinho de colher; depende do gosto quanto à textura, com mais goma fica mais pegajosa e com menos goma fica mais leve)

Preparação:
| Juntar todos os ingredientes num recipiente e bater com a batedeira elétrica até ganhar consistência e volume, ficando cremoso e espesso (demora alguns minutos). 




Até atingir a textura ideal pode levar pouco tempo (1 ou 2 minutos, no meu caso) ou bastante mais (10 a 15, como vi na receita original). Pode depender da batedeira e de variações a medir a goma xantana. Se não chegar a engrossar é possível que adicionar mais goma resolva o problema. 
Esta receita é relativamente semelhante à de fluff de claras, só que a textura é um bocadinho diferente (mais pegajosa) e é mais doce (além de, claro, não levar claras). Fica com uma consistência muito agradável e um sabor delicioso, dependendo da proteína escolhida. Podem ainda escolher toppings que gostem para acompanhar, desde cereais ou granola a xaropes e fruta - eu sinceramente acho que fica melhor a solo por causa da textura... Aconselho a que escolham uma proteína com sabor de que gostem, porque como seria de esperar será esse o sabor dominante! Acho que esta é uma boa maneira de variar dos batidos de proteína, muito simples e que transforma os ingredientes básicos numa coisa meio «sobremesa», mas proteica. Não experimentei com leite de soja porque tinha receio que não resultasse, mas será a próxima experiência e depois adiciono ao post.

_________________________________________________________________________
Informação Nutricional (por 1 dose)
Energia: 141kcal
Proteínas: 26.9g
Hidratos de Carbono: 1.5g
-       Dos quais açúcares: 1.5g
Lípidos: 2.8g 
-          Dos quais hidrogenados: 0.0g
-     Dos quais saturados: 0.6g
Fibra: 1.0g
Sódio: 15mg

     A informação nutricional engloba uma porção (neste caso, corresponde a 180g, 1 dose generosa, 1 malga ou a totalidade da receita). Pode variar, dependendo do tipo e marca de whey e leite utilizados (o leite considerado é o de soja da Alpro). Os valores estão sujeitos a erro humano e a alguma imprecisão, mas deverão estar próximos do real. 
_________________________________________________________________________

Comentários

  1. que bom aspeto, realmente com coisas tão simples parece magia ficar assim.


    O Cantinho dos Gulosos

    ResponderEliminar
  2. E é só isso? MESMO?
    Faço eco às dúvidas da tua avó.
    Beijo

    ResponderEliminar
  3. Olá Avelã,

    ach que faço a mesma pergunta? Só isto?
    Pois eu adoro congelar a banana e depois fazer um geladinho, claro que no inicio pensei que ia tudo pelos ares mas não, e vê lá, que hoje coloquei pêssego e figo a congelar para mais um gelado.
    Gostei da ideia dos toppings, e se for de chocolate ah? :)

    beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Fantástico! tenho de experimentar. Obrigada Avelã pelas tuas superhipermega dicas:)

    Beijos da Fi

    ResponderEliminar
  5. Avelã,
    lendo o seu texto, hoje eu bati no processador morango e bananas congelados e fiz um delicioso gelado
    coberto com calda de morangos.
    É tão bom saborear receitas práticas e gostosas!
    Amei a tua receita, boa demais!

    Bjs ♥

    ResponderEliminar
  6. Esse creme parece estar incrivel sabe até posso imaginar o sabor beijokas www.estilopropriobysir.com

    ResponderEliminar
  7. Parece tão cremoso!!! ^_^
    Beijinho

    Recanto com Tempero
    http://recantocomtempero.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  8. Não tenho whey, não posso experimentar :P
    Mas que tem um aspecto divinal tem. Acho que vou ter mesmo de comprar whey :D
    Até há uns meses atrás tinha um processador que me moía o juízo, demorava mil anos a triturar as coisas e depois ia ver e estava tudo com bocadinhos misturados. Agora tenho um novo e quando ligo aquilo com fruta congelada parece que vai partir por todos os lados, mas no fim acaba por fazer o seu serviço (estreou-se com o teu gelado de caju:P)
    Mas confesso que também gosto mais deles transparentes para poder ir vendo a magia a acontecer :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também fui torturada com receitas deliciosas espalhadas na internet sem ter whey :P segundo a minha experiência é difícil aguentar muito tempo! ;) e é tão prático... :)
      Não há nenhum processador muito sliencioso a triturar coisas congeladas, acho eu... Vejo muitas alegações de silêncio nos detalhes, mas nunca é bem assim. Há-de ser criado um com recipiente à prova de som! Parece que alguma coisa não está a funcionar como devia e que se está a estragar todo. É tão «anti-natura» não reagir ao estardalhaço :P
      Gelado de caju é uma boa estreia, muito melhor do que calçar sapatilhas :P
      Não sei, são sentimentos contraditórios. De qualquer das maneiras costumam ter uma abertura para deitar coisas em andamento, sempre dá para espreitar :P

      Eliminar
    2. Quanto à whey já sabes que tens de me ajudar a escolher :D
      O Nobita adooraaa o barulho do processador (mal ele começa a trabalhar vai-se logo enfiar no buraco mais próximo cheio de medo :D).
      ihihih o que eu me rio com os teus comentários, a sério :D
      Eu aproveito sempre a abertura para ir vendo o que está a acontecer (e para triturar espátulas de plástico :P).

      Eliminar
  9. Olá Avelã! As tuas receitas com um maior aporte proteico serão um grande vantagem para a recuperação de uma pessoa que está a meu cuidado! Gostava de saber onde posso comprar whey protein e a goma xantana. Será que me podes ajudar, para poder experimentar esta receita :)? Obrigada e parabéns!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá e obrigada :)
      Claro que sim! Eu comprei ambas na Myprotein, loja online (http://pt.myprotein.com/). Há vários tipos de 'whey protein' e lá há informação mais detalhada sobre cada uma; eu uso 'impact' (o sabor vario). Também podes comprar a proteína noutras lojas, online ou físicas - Prozis, Nutritienda, lojas de desporto, etc. A goma xantana, para além de na Myprotein, existe no Celeiro (e eventualmente noutras lojas de produtos naturais/saudáveis/aptos para restrições alimentares), embora seja mais cara.
      Se de facto experimentares espero que gostes! Votos de uma boa recuperação para essa pessoa :)

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Produtos #91 - Pudins Proteicos do Lidl (Baunilha/Chocolate)

Hoje o post é sobre a febre do momento: os pudins proteicos do Lidl :P Para quem não está a par, há algumas semanas começaram a aparecer nos supermercados portugueses da cadeia Lidl uns pudins proteicos muito parecidos aos da Ehrmann. Estão disponíveis em duas versões: baunilha e chocolate . Cada pudim ( 200g ) tem cerca de 150kcal e 20g de proteína e custa 0.99€ . Não têm açúcar adicionado , e são isentos de lactose e de glúten .  Por vezes recebo comentários a referir que o teor de açúcar não é nulo (4g/100g) , mas é importante referir que este açúcar é naturalmente presente . Os iogurtes naturais não adoçados têm uma quantidade de açúcar semelhante. Outro ponto importante a referir é que a proteína também vem do leite , que é uma fonte de qualidade (por ser completa, ao contrário por exemplo do colagénio ou glúten). Antes que fiquem excessivamente entusiasmados, devo dizer que encontrá-los não é tarefa fácil: a procura anda ao nível dos skyr na altura em que foram lançados (

Produtos #69 - Pudins Proteicos da Ehrmann (Caramelo, Baunilha, Chocolate e Chocolate-Coco)

Hoje o post é sobre os famosos pudins proteicos da Ehrmann. Sempre que partilho fotos deles recebo perguntas, é infalível - seja acerca do rótulo, do preço, do sabor, dos locais de compra,... Desta forma, achei que o melhor seria escrever um post sobre eles e acabar com as dúvidas de uma vez por todas :) Começo pelas informações básicas: Locais de Compra Para já, os pudins estão disponíveis em poucas superfícies comerciais: fisicamente apenas os encontram nas lojas  Auchan e Primebody Nutrishop (há três, todas em Lisboa). Podem ainda encomendar online pelos respetivos sites, auchan.pt e primebodynutrishop.com . A cadeia Auchan só faz envios para algumas partes do território nacional, mas a Primebody envia para todo o país. Se optarem por encomendar pelo Auchan , os portes ficam a 5,90€ ; que eu saiba são fixos (acho que não há nenhum valor a partir do qual o envio seja grátis). No site da Primebody os portes ficam a 3,99€ , e são grátis para encomendas a part

Papas de Aveia com Claras (com aveia de sabor) (Saudável, Sem Lactose*, Sem Açúcar/Gordura Adicionados)

Já ouvi relatos mirabolantes de desastres na cozinha. Mesmo sendo óbvio que esta é basicamente um aglomerado de aparelhos potencialmente perigosos, continua a surpreender a quantidade de histórias incríveis que sobre ela há: seja sobre panelas de pressão a explodir ou desastres no fogão que originam mini incêndios, praticamente toda a gente tem algumas histórias para contar nesta divisão. Considerando isto, acho que até tenho tido alguma sorte. Tirando os óbvios e nada originais cortes e queimaduras, não me aconteceu nada de especial. A menos que consideremos... O incidente do gelado frito . Tudo começou com um inocente pedido de gelado frito para sobremesa num restaurante chinês. Tinha começado há pouco a cozinhar mais sobremesas, apenas com bolos simples, e decidi depois replicar a receita em casa, o que requeria um tacho de óleo a ferver e a necessidade de colocar e retirar rapidamente bolas de gelado deste para que não derretessem - nada fora do comum até aqui, portanto. Po