Avançar para o conteúdo principal

Rabanadas Sem Fritar (Proteicas, Sem Açúcar/Gordura Adicionados)

Apesar de habitualmente no Natal me dedicar aos doces tradicionais, um dia destes lembrei-me de fazer umas rabanadas em versão proteica, não frita e sem açúcar para o lanche :)
Grande parte do incentivo foram os sucessos anteriores no campo das sobremesas natalícias proteicas, que tenho vindo a fazer com a minha adorada whey de gelado de baunilha. Nunca uma receita feita com ela me correu mal, tanto que agora quando quero fazer uma receita nova sem pensar muito cinjo-me a usá-la e confiar na sua magia :P
Mais uma vez, funcionou! Deixo a receita para quem quiser experimentar, e aproveito para desejar a quem me segue um ótimo Natal :D






Rabanadas Sem Fritar (Proteicas, Sem Açúcar/Gordura Adicionados)
Para cerca de 17 rabanadas

Ingredientes:
[  1 litro de leite magro
[  1 pedaço de casca de limão 
[  1 pau de canela
[  100g de whey (usei e recomendo a de gelado de baunilha da EU Nutrition; podem encomendar no site com desconto aplicando o cupão euavela15. Este sabor está disponível em sacos de 500g e potes de 2kg na versão isolada. Em alternativa, há uma whey concentrada de baunilha que tem um sabor parecido e é mais barata; existe em sacos de 750g e potes de 2kg)
[  500g de pão para rabanadas cortado em fatias grossas
[  2 ovos
[  Canela

Preparação:
| Colocar o leite num recipiente grande de vidro ou cerâmica. Acrescentar a casca de limão e o pau de canela e levar ao microondas na potência máxima até ficar bem quente (a ideia é aromatizar o leite; em alternativa podem aquecer ao lume, mas é menos prático e uma parte acaba por evaporar). Descartar o limão e a canela e deixar arrefecer por completo. 
| Colocar a whey num recipiente grande e juntar aos poucos o leite (já frio), misturando bem com uma colher. De início é melhor juntar só mesmo um bocadinho para dissolver a whey, e só depois acrescentar o resto, mexendo sempre. Tendo este cuidado em princípio não fica com grumos, mas se isso acontecer podem dar uns toques com a varinha mágica.
| Dispor as fatias de pão num tabuleiro grande ou vários pequenos. Cobri-las com o preparado do leite e deixar repousar durante umas horas para que o absorvam (recomendo umas 10 horas).
| Quando as rabanadas estiverem bem embebidas no pão, colocar uma frigideira antiaderente a aquecer no fogão a lume baixo (se a antiaderência não for a melhor, podem untar com um bocadinho de óleo ou azeite).
| Colocar os ovos num recipiente pequeno e bater com um garfo.
| Uma a uma, passar as fatias de pão no ovo e colocar na frigideira. Quando estiverem tostadas do lado de baixo, virar com uma espátula e deixar tostar do outro lado.
| Polvilhar com canela conforme desejado.



As rabanadas ficaram exatamente como imaginei! Menos doces que o habitual, evidentemente - mas muito saborosas :)
O interior do pão ficou bem macio e a desfazer-se na boca, textura que contrasta na perfeição com o exterior levemente estaladiço. Não foram fritas nem passadas por açúcar, mas tostá-las na frigideira antiaderente e polvilhá-las com canela resultou muito bem! Ficaram com um sabor mais moderado e menos enjoativo, perfeitas para comer quentinhas ao pequeno-almoço ou lanche num dia chuvoso :D 
_________________________________________________
Informação Nutricional (por uma rabanada)
Energia: 132kcal 
Proteínas: 11.0g 
Hidratos de Carbono: 17.9g 
-      Dos quais açúcares: 3.1g 
Lípidos: 1.9g
-      Dos quais hidrogenados: 0g
-      Dos quais saturados: 0.3g
Fibra:  0.0g 

     A informação nutricional engloba uma porção (neste caso, corresponde a uma rabanada ou 1/17 da receita)Os valores estão sujeitos a erro humano e a alguma imprecisão, mas deverão estar próximos do valor real. As doses consideradas são meramente exemplificativas; as porções reais devem ser adaptadas por cada um às suas necessidades pessoais.
_________________________________________________

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Produtos #91 - Pudins Proteicos do Lidl (Baunilha/Chocolate)

Hoje o post é sobre a febre do momento: os pudins proteicos do Lidl :P Para quem não está a par, há algumas semanas começaram a aparecer nos supermercados portugueses da cadeia Lidl uns pudins proteicos muito parecidos aos da Ehrmann. Estão disponíveis em duas versões: baunilha e chocolate . Cada pudim ( 200g ) tem cerca de 150kcal e 20g de proteína e custa 0.99€ . Não têm açúcar adicionado , e são isentos de lactose e de glúten .  Por vezes recebo comentários a referir que o teor de açúcar não é nulo (4g/100g) , mas é importante referir que este açúcar é naturalmente presente . Os iogurtes naturais não adoçados têm uma quantidade de açúcar semelhante. Outro ponto importante a referir é que a proteína também vem do leite , que é uma fonte de qualidade (por ser completa, ao contrário por exemplo do colagénio ou glúten). Antes que fiquem excessivamente entusiasmados, devo dizer que encontrá-los não é tarefa fácil: a procura anda ao nível dos skyr na altura em que foram lançados (

Produtos #69 - Pudins Proteicos da Ehrmann (Caramelo, Baunilha, Chocolate e Chocolate-Coco)

Hoje o post é sobre os famosos pudins proteicos da Ehrmann. Sempre que partilho fotos deles recebo perguntas, é infalível - seja acerca do rótulo, do preço, do sabor, dos locais de compra,... Desta forma, achei que o melhor seria escrever um post sobre eles e acabar com as dúvidas de uma vez por todas :) Começo pelas informações básicas: Locais de Compra Para já, os pudins estão disponíveis em poucas superfícies comerciais: fisicamente apenas os encontram nas lojas  Auchan e Primebody Nutrishop (há três, todas em Lisboa). Podem ainda encomendar online pelos respetivos sites, auchan.pt e primebodynutrishop.com . A cadeia Auchan só faz envios para algumas partes do território nacional, mas a Primebody envia para todo o país. Se optarem por encomendar pelo Auchan , os portes ficam a 5,90€ ; que eu saiba são fixos (acho que não há nenhum valor a partir do qual o envio seja grátis). No site da Primebody os portes ficam a 3,99€ , e são grátis para encomendas a part

As Panquecas Perfeitas! (Saudável, Sem Gordura Adicionada, Sem Glúten)

Desde que tenho o blog já experimentei muitas receitas de panquecas, e já publiquei várias delas. Algumas foram particularmente bem-sucedidas: as de aveia com quark , as de weetabix e as de coco já foram feitas (e aprovadas) por muita gente que me veio dar o seu feedback . Outras tornaram-se em clássicos por aqui, e foram repetidas imensas vezes por mim desde que as publiquei; é o caso das panquecas com aveia de sabor e das de aveia e centeio . Mesmo as panquecas de abóbora , uma das últimas receitas que publiquei, foram bastante apreciadas (por mim e por quem já experimentou e partilhou a sua opinião). E gostei bastante de todas estas receitas, até porque só publico no blog coisas de que tenha gostado realmente. Mas, as receitas antigas que me desculpem, hoje não venho partilhar uma receita de panquecas 'boa', nem sequer muito boa. Hoje venho partilhar A receita, capaz de revolucionar por completo a forma como vêem as panquecas. Apenas as fiz hoje, mas tive de p