Avançar para o conteúdo principal

Creme de Ovos Proteico


Um dos meus pontos preferidos da pastelaria portuguesa é a abundância de gemas: adoro creme de ovos, doce de ovos, e em geral tudo o que seja cremoso, amarelinho e doce :P 
Tendo recentemente feito algumas incursões na arte que é fazer versões proteicas e sem açúcar de sobremesas tradicionais - primeiro com o leite creme, depois com o arroz doce, e finalmente com a aletria -, comecei a perguntar-me se conseguiria a proeza de adaptar também o popular creme de ovos.
Antes de me aventurar nesta adaptação, não pude deixar de imaginar o mundo que se abriria diante de mim se tal tentativa fosse premiada com o privilégio do sucesso: toda uma panóplia de panquecas e crepes com creme de ovos, bolos e pastéis com creme de ovos, e pudins e iogurtes com creme de ovos desfilou perante mim no palco de hipótese que nem me queria atrever a imaginar tornado real.
Mas, contra todos os receios que pudesse ter tido, foi exatamente isso que aconteceu: o resultado ficou delicioso e perfeito à primeira, e posso agora orgulhar-me da criação de um creme de ovos feito com apenas 3 ingredientes, sem adição de açúcar ou gordura, e rico em proteína. 
Além de tudo isso, e mais importante ainda, real. Absurdamente real.
Hoje deixo a receita do creme; quanto a todas as ideias por concretizar...
Terão de esperar para ver. ;)





Creme de Ovos Proteico

Ingredientes:
[  30g de whey (usei e recomendo a de gelado de baunilha da EU Nutrition, que podem encomendar com desconto usando o cupão euavela15. Existe em sacos de 500g e em potes de 2kg; os potes costumam ter ofertas acumuláveis com o cupão)
[  50ml de leite
[  2 ovos

Preparação:
| Colocar a whey num recipiente e juntar o leite aos poucos, misturando bem para que não se formem grumos.
| Adicionar os ovos e bater com uma vara de arames até o preparado ficar homogéneo.
| Transferir o preparado para um tacho e levar a lume baixo até engrossar, mexendo sempre. No final a textura deve ficar semelhante à das fotos - apenas um pouco menos espessa, pois o creme ganha consistência ao arrefecer.
| Guardar no frigorífico.



Como podem ver nas fotos, a textura ficou muito semelhante à tradicional: cremosa, sem ser demasiado espessa nem demasiado líquida, e levemente pegajosa como é caraterística de um creme engrossado à base de ovos.
Quanto ao sabor, ficou bem docinho, sem ser nada de exagerado; é um pouco menos doce que o creme de ovos habitual, mas muito agradável. Tem um travo notório a baunilha (devido à whey) que não é tradição, mas que combina bem com o sabor do ovo em si, e é o que me parece mais adequado num creme deste tipo por ser bastante neutro.
O perfil nutricional, como podem ver abaixo ou imaginar pelos ingredientes, é ótimo; tem bastante proteína, não tem hidratos de carbono ou açúcares que não os naturalmente presentes (de resto escassos), e a também pouca gordura é a presente nas gemas de ovo.
Vou ser sem dúvida uma pessoa muito feliz a explorar as possibilidades que esta receita deixou em aberto :D
_________________________________________________
Informação Nutricional (por uma colher de sopa)
Energia: 49kcal 
Proteínas: 6.6g 
Hidratos de Carbono: 1.0g 
-       Dos quais açúcares: 0.5g 
Lípidos: 2.2g
-          Dos quais hidrogenados: 0g
-     Dos quais saturados: 0.6g 
Fibra:  0g 

     A informação nutricional engloba uma porção (neste caso, corresponde a uma colher de sopa ou 1/6 da receita)Os valores estão sujeitos a erro humano e a alguma imprecisão, mas deverão estar próximos do valor real. As doses consideradas são meramente exemplificativas; as porções reais devem ser adaptadas por cada um às suas necessidades pessoais.
_________________________________________________

Comentários

Mensagens populares deste blogue

As Panquecas Perfeitas! (Saudável, Sem Gordura Adicionada, Sem Glúten)

Desde que tenho o blog já experimentei muitas receitas de panquecas, e já publiquei várias delas. Algumas foram particularmente bem-sucedidas: as de aveia com quark, as de weetabix e as de coco já foram feitas (e aprovadas) por muita gente que me veio dar o seu feedback.
Outras tornaram-se em clássicos por aqui, e foram repetidas imensas vezes por mim desde que as publiquei; é o caso das panquecas com aveia de sabor e das de aveia e centeio.
Mesmo as panquecas de abóbora, uma das últimas receitas que publiquei, foram bastante apreciadas (por mim e por quem já experimentou e partilhou a sua opinião).
E gostei bastante de todas estas receitas, até porque só publico no blog coisas de que tenha gostado realmente. Mas, as receitas antigas que me desculpem, hoje não venho partilhar uma receita de panquecas 'boa', nem sequer muito boa. Hoje venho partilhar A receita, capaz de revolucionar por completo a forma como vêem as panquecas.
Apenas as fiz hoje, mas tive de publicar rapidamen…

Papas de Aveia com Claras (com aveia de sabor) (Saudável, Sem Lactose*, Sem Açúcar/Gordura Adicionados)

Já ouvi relatos mirabolantes de desastres na cozinha. Mesmo sendo óbvio que esta é basicamente um aglomerado de aparelhos potencialmente perigosos, continua a surpreender a quantidade de histórias incríveis que sobre ela há: seja sobre panelas de pressão a explodir ou desastres no fogão que originam mini incêndios, praticamente toda a gente tem algumas histórias para contar nesta divisão. Considerando isto, acho que até tenho tido alguma sorte. Tirando os óbvios e nada originais cortes e queimaduras, não me aconteceu nada de especial. A menos que consideremos... O incidente do gelado frito. Tudo começou com um inocente pedido de gelado frito para sobremesa num restaurante chinês. Tinha começado há pouco a cozinhar mais sobremesas, apenas com bolos simples, e decidi depois replicar a receita em casa, o que requeria um tacho de óleo a ferver e a necessidade de colocar e retirar rapidamente bolas de gelado deste para que não derretessem - nada fora do comum até aqui, portanto. Por muito…

Pudim Flan Proteico (Saudável, Sem Açúcar/Gordura Adicionados)

Se antes tinha um ódio de estimação por gelatina, de tal forma que o cheiro me deixava enjoada (especialmente quando quente), num passado recente os meus gostos nesse campo deram uma volta de 180 graus. Isto ocorreu em grande parte devido às gomas de fruta caseiras, que faço várias vezes por semana e consumo diariamente. Até acertar com a receita tive algumas 'fornadas' sofríveis que, confesso, custaram a acabar - mas depois de chegar à fórmula ideal nunca mais olhei para trás, e ando há meses viciada nas minhas gominhas, sem sinal de mudança à vista :)  Desta forma, não é de estranhar que me veja encorajada a fazer mais experiências com gelatina entre os ingredientes. Ultimamente, e em particular depois do sucesso do leite creme proteico, andava com a ideia de fazer uma espécie de pudim flan instantâneo mesmo simples: apenas leite, whey e gelatina para solidificar. Se por um lado me parecia que uma ideia tão simples estava a pedir para ser testada, por outro custava-me acre…