Avançar para o conteúdo principal

Produtos #93 - (Dez!) Novas Aveias com Sabor da EU Nutrition


A EU Nutrition lançou recentemente uma horda de novos sabores de farinha de aveia, e eu provei TODOS para partilhar a minha opinião com vocês :D

...Sendo completamente honesta, inicialmente a intenção era provar TODOS menos chocolate-morango, porque não achei muito promissor :P 

Mas entretanto mudei de ideias e encomendei esse aroma também: depois de pensar melhor, concluí que ficar-me por 9 das 10 novas aveias seria perturbadoramente incompleto. Além de que TODOS fica bem mais dramático na frase de abertura do post.

Prova de que completei a saga: aveia de chocolate e morango na mesa que é a minha imagem de marca. Como esperado, não adorei o aroma; culpo-vos. :P

Lembro que podem comprar todos os produtos da marca no site, e que como sou afiliada o cupão euavela15 vos dá 15% de desconto e até 3 ofertas nas encomendas.

As novas aveias estão na mesma página de sempre. Além das novas 10 aveias doces, há também uma nova aveia salgada, com sabor a pizza! Também tenho essa, a seu tempo talvez faça um post acerca do produto. Mas tenho partilhado algumas sugestões de receitas com ela nas redes sociais: a óbvia pizza, mas também waffles de pizza, e pãezinhos de pizza. E ando fã :)

No entanto, este post dedica-se exclusivamente às novas aveias doces. Vou partilhar a minha opinião acerca de cada uma, por ordem de preferência. No final deixo um ranking global de todas as aveias da marca!

1º - Custard


Esta foi, sem dúvida, a melhor surpresa! Custard é um creme à base de ovo e leite, normalmente aromatizado com baunilha e limão. É comparável a creme de pasteleiro ou ao recheio dos pastéis de nata.

É difícil capturar a essência disto numa aveia, mas achei-a bem conseguida: tem um aroma bem rico, com um travo a limão que resulta na perfeição! É docinha sem ser enjoativa, nem artificial. Lembra-me de alguns bolos lêvedos tradicionalmente aromatizados com limão, como bolo rainha e moletinhos/arrufadas :)

Aliás, lembro-me de, há vários anos, comprar uma aveia de panettone de edição limitada da Max Protein que tinha um sabor semelhante a esta! Na altura era a minha preferida. Ainda nem sequer conhecia a EU Nutrition, só para terem uma ideia da quantidade de pó que cobre esta data :P

Fica *incrível* em papas de aveia (devidamente cobertas com canela, claro) :D

Também experimentei usá-la para fazer uma espécie de tarte bom bocado / tarte de nata inspirada na tarte que tinha feito antes com a aveia de bolacha maria. Sem surpresas, resultou muito bem!

2º - Chocolate e Laranja


Eu adoro a combinação de chocolate com laranja, mas não sou a maior fã de aveias com sabores achocolatados - por isso tinha algumas reservas em relação a este aroma. Felizmente, não havia motivo para isso! 

Ao contrário do que temia, laranja é mesmo o sabor principal: o chocolate nota-se bem menos. E o aroma cítrico é mesmo bom! Não é azedo nem amargo, como por vezes são os aromas de laranja. Parece-me que ficará muito bem num bolo: estou a pensar em usá-la numa versão de chocolate e laranja do meu bolo de chocolate e avelãs com aveia de sabor :)

Entretanto ainda só experimentei utilizá-la em papas desenformadas...

(que ficaram deliciosas, um autêntico pudinzinho de laranja em forma de iglu!)

...E em papas normais. É possivelmente o meu sabor achocolatado preferido para papas quentes! Embora ache que as temperaturas frias beneficiam o aroma :)

3º - Arroz Doce


Esperava deste sabor algo como limão e canela: são os aromas tipicamente associados ao arroz doce e este seria o caminho mais fácil, visto que não são difíceis de representar. Mas curiosamente, não detetei nenhum dos dois! 

É mais 'fiel' ao anunciado que isso - se fosse o caso, a aveia saberia a arroz doce tanto como a leite creme, a aletria e a outras sobremesas do género. Mas não, lembra mesmo a arroz doce! O sabor tem a riqueza dos cremes/sobremesas à base de leite, com um travo que faz lembrar os que são engrossados com recurso ao amido do arroz em particular. É muito interessante :D

Utilizei em papas de aveia e parecia que estava a comer uma versão totalmente cremosa de arroz doce, até é confuso para os sentidos que não marquem presença os grãos de arroz :P Ainda hei de experimentar na receita de papas em que misturo aveia em flocos com aveia de sabor, deve ficar muito interessante por causa da textura!

4º - Cheesecake de Limão


Inicialmente esta deixou-me de pé atrás. Comecei por fazer umas papas desenformadas, com creme de spéculoos e migalhas de spéculoos como o sabor pede:

Prova

E ficou um pudinzinho muito agradável: o aroma é limão é fresco e lembra realmente sobremesas cítricas veranis. Mas estava à espera de algo mais intenso, e nesse aspeto desiludiu um pouco... Eu costumo usar pouca aveia de sabor nas receitas, para moderar a doçura, mas neste caso isso resultou numa grande atenuação do sabor. A temperatura não ajuda, já que o frio neutraliza grande parte do aroma: se já provaram gelados derretidos ou alguns sumos à temperatura ambiente, terão reparado que a escala de doçura em produtos tipicamente refrigerados/congelados é completamente diferente do habitual :P

Assim sendo, decidi dar-lhe uma oportunidade em papas quentes.

O fator comum? Spéculoos :P

Ainda bem que o fiz: aqui sim, o aroma do limão destacou-se! É curioso, porque apesar de a descrição se aproximar da da aveia de custard, elas são bastante diferentes. Enquanto essa lembra algo como bolo de limão, esta tem um aroma mais fresco e intenso. Pensem 'leite creme de alguém que colocou duas casquinhas de limão em vez de uma' :P Pelos vistos era o caso da minha tia-avó, porque a minha mãe disse logo que as papas lembravam o leite creme dela quando provou :D

Em conclusão, o balanço para esta aveia melhorou bastante. Ainda quero experimentar usá-la em tartes e bolos de forno, quer-me parecer que ficará ótima!

5º - Creme Brûlée


Não sabia bem o que esperar deste sabor - confesso que duvidei que fosse muito diferente de custard ou arroz doce. Mas é bastante distinta! Enquanto a primeira sabe mais a limão e a segunda a cremes à base de leite, esta lembra sobremesas à base de ovos e gemas. Lembra um pouco crème brûlée, de facto - ou crema catalana, por exemplo.

Mas o sabor não é muito forte - se esperam algo mais intenso ou pecaminoso, talvez fiquem desiludidos. Pessoalmente gostei bastante, apesar de não ter ficado no top 3!

Usei-a em papas, com um pouco de caramelo líquido como topping. Combinou mesmo bem com o sabor da aveia! :D

6º - Stracciatella


Pareceu-me que seria difícil fazer uma aveia de stracciatella com caráter, e não estava enganada. Não tem nada que lembre particularmente o gelado: apenas umas pintinhas de chocolate, que me pareceram derreter com o calor.

De resto, não é má, mas também não fica para a história. Não achei enjoativa nem artificial, mas também não é particularmente saborosa :P

Numas papas desenformadas temáticas que fiz na Páscoa

7º - Chocolate Branco


Podia copiar e colar aqui a descrição anterior. Esta aveia é mais uma com um aroma ingrato, que em resultado tem pouca personalidade: apesar de não ser desagradável, não tem nenhum aroma particular, e não diria que lembra chocolate branco. 

O aroma é semelhante ao da whey de chocolate branco que a marca tinha há uns anos. Não é mau para adoçar receitas de forma neutra, sem acrescentar aromas extra - mas não é muito memorável.

Em panquecas. Substituí metade da farinha de aveia neutra por esta na minha receita de panquecas preferida :)

8º - Chocolate e Morango


Esta não desiludiu nem surpreendeu: é exatamente aquilo que esperava. Conheço a aveia de morango da marca e, não sendo das minhas favoritas, não a acho desagradável: tem um aroma docinho que fica interessante em papas desenformadas, por exemplo. Esta é semelhante, tendo apenas um travo a chocolate adicional.

Não acho que este acrescente grande coisa; tipicamente o sabor a chocolate em aveia é levezinho, especialmente quando combinado com fruta. Não sou a maior fã de aveias achocolatadas em geral, precisamente por serem pouco intensas - o típico aroma que 'nem é carne nem é peixe'. E também não adorei esta; a escolher uma, prefiro a aveia de morango *só* da mesma marca. 

O aroma a morango é o típico aroma doce e artificial. Não é mau mas também não fica para a história.

Em papas desenformadas, com morangos e raspas de chocolate negro

Assim em coisas frias fica bem bom :)

9º - Bolo de Baunilha


Tinha as expectativas em alta, porque adoro a whey de gelado de baunilha desta marca: já fiz imensas sobremesas com ela, desde leite creme a tarte de flan, passando por arroz doce, aletria e creme de ovos.

Que grande desilusão :P Comecei por usá-la num bolo de cenoura, por achar que os sabores combinavam bem:

A receita é a habitual, no microondas

Mas achei que ficou bastante pior que com a aveia de bolacha maria, que é a que costumo usar em bolinhos deste género. O aroma é algo intenso, mas não sabe bem a baunilha... Ofuscou um pouco o sabor da cenoura, mas ao mesmo tempo não acrescentou grande coisa.

Depois experimentei-a em papas:

A receita é a mesma de sempre, o topping é um chocolate recheado com manteiga de amêndoa da Not Guilty - The Right Way.

Ficou um pouco melhor, mas não houve uma redenção à escala da que ocorreu quando usei a de cheesecake de limão em papas - continua a não me convencer a 100%. Tenho de reverter a lógica e  experimentar esta de gelado de baunilha em receitas frescas :P

10º - Manteiga de amendoim


Quem me segue com alguma atenção saberá que sou a fã número 1 de manteiga de amendoim. Adoro manteiga de amendoim natural, adoro manteiga de amendoim americana; adoro manteiga de amendoim em chocolate, adoro manteiga de amendoim em banana, ou numa colher: adoro manteiga de amendoim, ponto.

Portanto são capazes de estar a perguntar-se que tipo de pesadelo é esta aveia para eu a colocar em último lugar. E a resposta é: um grande pesadelo. *choque* :P

Vou contar com um pormenor exagerado toda a sequência de experiências sensoriais que ocorreram até me aperceber que odiava. Comecei pela decisão de a experimentar num bolinho de courgette.

Foi boa ideia? Não. Utilizar esta aveia em alguma coisa é boa ideia? Não me parece. A menos que tenham uma poça de azeite que precisem de absorver com algo seco, ou um fogo que precisem de abafar. Caso em que até vos ofereço gentilmente a minha embalagem, que reside atualmente no meu armário servindo de nada mais que ser objeto do meu olhar de escárnio de cada vez que lá vou.

Mal abri o pacote vi o caso mal parado. Senti um cheiro estranho a amendoim verde, que em nada me lembrava de manteiga de amendoim - estaria entre o amendoim cru e a madeira, acho que posso dizer assim. Mas dei-lhe o benefício da dúvida: fiz a massa do bolo e coloquei no microondas. À medida que o bolo cozia o cheiro atenuou-se, e em pouco tempo toda a cozinha cheirava a amendoim verde, enquanto eu torcia o bico à porta do microondas.

Mas eu sou teimosa e não desisti logo do lanche. Visto que tudo na vida fica mais tolerável com chocolate, desenformei-o e coloquei um quadradinho por cima (o com recheio de manteiga de avelã da Not Guilty). Para acabar a história num tom mais positivo, posso dizer que até consegui comer o bolo todo, o sabor não é assim tããão horrível. Também não é agradável, e entre comer isto e não comer nada, preferia não comer nada. Mas tendo em conta o cheiro, estava preparada para pior :P

Até parece bom, não parece? Safado :P

Em resumo, não recomendo nadinha.

Termino com o meu ranking de todas as aveias da marca, que atualmente são 19. O meu ranking *atual* - claro que isto muda com as marés :P

1º - Custard
2º - Bolacha Maria
3º - Chocolate e Laranja
4º - Arroz Doce
5º - Cheesecake de Limão
6º - Creme Brûlée
7º - Chocolate e Avelãs
8º - Maçã e Canela
9º - EU Cookies (oreo)
10º - Brownie
11º - Coco
12º - Stracciatella
13º - Chocolate Branco
14º - Banana
15º - Morango
16º - Chocolate e Morango
17º - Bolo de Baunilha
18º - Chocolate
19º - Manteiga de amendoim

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Produtos #91 - Pudins Proteicos do Lidl (Baunilha/Chocolate)

Hoje o post é sobre a febre do momento: os pudins proteicos do Lidl :P Para quem não está a par, há algumas semanas começaram a aparecer nos supermercados portugueses da cadeia Lidl uns pudins proteicos muito parecidos aos da Ehrmann. Estão disponíveis em duas versões: baunilha e chocolate . Cada pudim ( 200g ) tem cerca de 150kcal e 20g de proteína e custa 0.99€ . Não têm açúcar adicionado , e são isentos de lactose e de glúten .  Por vezes recebo comentários a referir que o teor de açúcar não é nulo (4g/100g) , mas é importante referir que este açúcar é naturalmente presente . Os iogurtes naturais não adoçados têm uma quantidade de açúcar semelhante. Outro ponto importante a referir é que a proteína também vem do leite , que é uma fonte de qualidade (por ser completa, ao contrário por exemplo do colagénio ou glúten). Antes que fiquem excessivamente entusiasmados, devo dizer que encontrá-los não é tarefa fácil: a procura anda ao nível dos skyr na altura em que foram lançados (

Produtos #69 - Pudins Proteicos da Ehrmann (Caramelo, Baunilha, Chocolate e Chocolate-Coco)

Hoje o post é sobre os famosos pudins proteicos da Ehrmann. Sempre que partilho fotos deles recebo perguntas, é infalível - seja acerca do rótulo, do preço, do sabor, dos locais de compra,... Desta forma, achei que o melhor seria escrever um post sobre eles e acabar com as dúvidas de uma vez por todas :) Começo pelas informações básicas: Locais de Compra Para já, os pudins estão disponíveis em poucas superfícies comerciais: fisicamente apenas os encontram nas lojas  Auchan e Primebody Nutrishop (há três, todas em Lisboa). Podem ainda encomendar online pelos respetivos sites, auchan.pt e primebodynutrishop.com . A cadeia Auchan só faz envios para algumas partes do território nacional, mas a Primebody envia para todo o país. Se optarem por encomendar pelo Auchan , os portes ficam a 5,90€ ; que eu saiba são fixos (acho que não há nenhum valor a partir do qual o envio seja grátis). No site da Primebody os portes ficam a 3,99€ , e são grátis para encomendas a part

Papas de Aveia com Claras (com aveia de sabor) (Saudável, Sem Lactose*, Sem Açúcar/Gordura Adicionados)

Já ouvi relatos mirabolantes de desastres na cozinha. Mesmo sendo óbvio que esta é basicamente um aglomerado de aparelhos potencialmente perigosos, continua a surpreender a quantidade de histórias incríveis que sobre ela há: seja sobre panelas de pressão a explodir ou desastres no fogão que originam mini incêndios, praticamente toda a gente tem algumas histórias para contar nesta divisão. Considerando isto, acho que até tenho tido alguma sorte. Tirando os óbvios e nada originais cortes e queimaduras, não me aconteceu nada de especial. A menos que consideremos... O incidente do gelado frito . Tudo começou com um inocente pedido de gelado frito para sobremesa num restaurante chinês. Tinha começado há pouco a cozinhar mais sobremesas, apenas com bolos simples, e decidi depois replicar a receita em casa, o que requeria um tacho de óleo a ferver e a necessidade de colocar e retirar rapidamente bolas de gelado deste para que não derretessem - nada fora do comum até aqui, portanto. Po