Avançar para o conteúdo principal

Dhal de Lentilhas (Saudável, Vegan, Sem Glúten/Lactose)

Esta é mais uma receita nova que experimentei fazer para as refeições da semana. Apetecia-me fazer alguma coisa com leguminosas, mas não demasiado repetida ou aborrecida. Depois de pesquisar sugestões decidi fazer um dhal, prato que nunca tinha experimentado :)
Ser simples também foi um fator decisivo, visto que preparei as refeições na segunda-feira e as sobremesas de Natal não se preparam sozinhas :P
É um pouco mais exótico do que a comida que costumo fazer, assim como o acompanhamento que preparei - especialmente considerando que me serviu como almoço nos dias 24 e 25, porque na minha família só se faz comida tradicional de Natal ao jantar. Mas há sinas piores do que comer comida indiana como almoço de Natal - especialmente sendo ela deliciosa. ;)




Dhal de Lentilhas (Saudável, Vegan, Sem Glúten/Lactose)
Para 2 doses

Ingredientes:
[  1 cebola pequena
[  1 dente de alho
[  Azeite
[  1 tomate
[  100g de lentilhas (previamente demolhadas)
[  200ml de água quente
[  Sal (a gosto)
[  Caril (a gosto)
[  Mistura de curcuma e pimenta preta (é da EU Nutrition, e podem comprar aqui com 15% de desconto usando o cupão euavela15. Podem também substituir por curcuma + pimenta preta)
[  Sumo de limão (a gosto)
[  50g de espinafres (usei congelados, e escaldei-os previamente com água a ferver e espremi)

Preparação:
| Picar a cebola e o alho e colocar num tacho. Juntar um fio de azeite e refogar a lume baixo.
| Cortar o tomate em pedaços. Quando a cebola estiver translúcida, adicioná-lo ao tacho.
| Adicionar as lentilhas e a água. Temperar tudo com sal, caril e a mistura de curcuma e pimenta preta. Deixar cozinhar durante cerca de 30 minutos (é suposto as lentilhas ficarem bem cozidas), adicionando mais água quente se necessário.
| Quando as lentilhas estiverem prontas, adicionar o sumo de limão e os espinafres.



Como podem ver, é um prato bem simples, que se destaca pelas especiarias utilizadas. Eu lembro-me de dizer que não gostava de caril nem de curcuma, mas ando cada vez mais fã de os usar, especialmente em pratos deste género. Se não estão habituados podem juntar só um bocadinho de cada vez e ir provando; mesmo que usem pouco e o sabor não fique muito forte já dão um toque diferente! E eu pessoalmente acho que este tipo de especiarias têm um sabor e cheiro reconfortantes :)
De resto, este é uma daquelas comidas perfeitas para o tempo frio e que ficam muito bem aquecidas. O acompanhamento que vêem nas fotos são pakhoras de vegetais (numa versão mais saudável, não frita), que também nunca tinha feito. Ficaram muito boas, pelo que a receita também vai aparecer por aqui em breve - estejam atentos! ;)
(como de costume, deixo uma versão com as mesmas proporções mas quantidades reduzidas, uma vez que as que eu usei me serviram para muitas refeições e é mais prático assim)
____________________________________________________________________________
Informação Nutricional (por uma dose)
Energia: 218kcal
Proteínas: 12.5g
Hidratos de Carbono: 30.4g 
-       Dos quais açúcares: 2.4g
Lípidos: 5.4g 
-          Dos quais hidrogenados: 0.0g
-     Dos quais saturados: 0.7g
Fibra:  6.2g

     A informação nutricional engloba uma porção (neste caso, corresponde a 1 dose ou metade da receita). Os valores estão sujeitos a erro humano e a alguma imprecisão, mas deverão estar próximos do valor real. As doses consideradas são meramente exemplificativas; as porções reais devem ser adaptadas por cada um às suas necessidades pessoais.
____________________________________________________________________________

Comentários

  1. Hum... esta já não =P
    Sei que chega a um ponto e cansa comer as mesmas coisas... mas não me convences com esta =P

    Beijocas

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Produtos #91 - Pudins Proteicos do Lidl (Baunilha/Chocolate)

Hoje o post é sobre a febre do momento: os pudins proteicos do Lidl :P Para quem não está a par, há algumas semanas começaram a aparecer nos supermercados portugueses da cadeia Lidl uns pudins proteicos muito parecidos aos da Ehrmann. Estão disponíveis em duas versões: baunilha e chocolate . Cada pudim ( 200g ) tem cerca de 150kcal e 20g de proteína e custa 0.99€ . Não têm açúcar adicionado , e são isentos de lactose e de glúten .  Por vezes recebo comentários a referir que o teor de açúcar não é nulo (4g/100g) , mas é importante referir que este açúcar é naturalmente presente . Os iogurtes naturais não adoçados têm uma quantidade de açúcar semelhante. Outro ponto importante a referir é que a proteína também vem do leite , que é uma fonte de qualidade (por ser completa, ao contrário por exemplo do colagénio ou glúten). Antes que fiquem excessivamente entusiasmados, devo dizer que encontrá-los não é tarefa fácil: a procura anda ao nível dos skyr na altura em que foram lançados (

Produtos #69 - Pudins Proteicos da Ehrmann (Caramelo, Baunilha, Chocolate e Chocolate-Coco)

Hoje o post é sobre os famosos pudins proteicos da Ehrmann. Sempre que partilho fotos deles recebo perguntas, é infalível - seja acerca do rótulo, do preço, do sabor, dos locais de compra,... Desta forma, achei que o melhor seria escrever um post sobre eles e acabar com as dúvidas de uma vez por todas :) Começo pelas informações básicas: Locais de Compra Para já, os pudins estão disponíveis em poucas superfícies comerciais: fisicamente apenas os encontram nas lojas  Auchan e Primebody Nutrishop (há três, todas em Lisboa). Podem ainda encomendar online pelos respetivos sites, auchan.pt e primebodynutrishop.com . A cadeia Auchan só faz envios para algumas partes do território nacional, mas a Primebody envia para todo o país. Se optarem por encomendar pelo Auchan , os portes ficam a 5,90€ ; que eu saiba são fixos (acho que não há nenhum valor a partir do qual o envio seja grátis). No site da Primebody os portes ficam a 3,99€ , e são grátis para encomendas a part

Papas de Aveia com Claras (com aveia de sabor) (Saudável, Sem Lactose*, Sem Açúcar/Gordura Adicionados)

Já ouvi relatos mirabolantes de desastres na cozinha. Mesmo sendo óbvio que esta é basicamente um aglomerado de aparelhos potencialmente perigosos, continua a surpreender a quantidade de histórias incríveis que sobre ela há: seja sobre panelas de pressão a explodir ou desastres no fogão que originam mini incêndios, praticamente toda a gente tem algumas histórias para contar nesta divisão. Considerando isto, acho que até tenho tido alguma sorte. Tirando os óbvios e nada originais cortes e queimaduras, não me aconteceu nada de especial. A menos que consideremos... O incidente do gelado frito . Tudo começou com um inocente pedido de gelado frito para sobremesa num restaurante chinês. Tinha começado há pouco a cozinhar mais sobremesas, apenas com bolos simples, e decidi depois replicar a receita em casa, o que requeria um tacho de óleo a ferver e a necessidade de colocar e retirar rapidamente bolas de gelado deste para que não derretessem - nada fora do comum até aqui, portanto. Po