Avançar para o conteúdo principal

Produtos #63 - Livro Paleo XXI (com entrevista aos autores)



O livro de receitas Paleo XXI foi lançado recentemente, escrito pelo Francisco Silva (criador do grupo de Facebook Paleo Descomplicado) e pelas irmãs Ana e Paula Ruivo (autoras do blog Caramelo's Kitchen). Podem encontrá-lo à venda na Fnac (nomeadamente online).

Aquando do lançamento fui convidada a receber o livro, e é claro que aceitei - conheço o grupo do Francisco e o blog da Ana e da Paula, e como tal tinha a certeza que as receitas não desiludiriam :)

Penso que a maior parte das pessoas tem alguma noção de quais são os princípios da alimentação paleo, pelo que não me alongarei nesse sentido; caso queiram, podem obter informação sobre a alimentação paleo em geral pesquisando na internet. Para saber mais sobre a versão 'descomplicada' em específico, espreitem o grupo de facebook que referi, o site Paleo XXI ou o próprio livro.

Se me seguem já saberão que eu não sigo o estilo de vida paleo; no entanto, devido a basear-se em princípios como a preferência por alimentos menos processados, este acaba por cruzar-se em muitos aspetos com a maior parte dos estilos de vida saudáveis. Desta forma, a quase totalidade das receitas acaba também por fazer sentido no quadro de uma alimentação saudável 'tradicional'; paleo ou não paleo, acho que as receitas do livro agradarão a quase toda a gente :)

Sem mais demoras, segue-se uma entrevista que tive a oportunidade de fazer aos autores. As primeiras perguntas são dirigidas aos três, mas no fim há algumas direcionadas só para o Francisco e só para as irmãs Ana e Paula, por estarem relacionadas com o grupo Paleo XXI e o blog Caramelo's Kitchen, respetivamente.

Perguntas para Todos

Qual a receita do livro de que mais gostas? Porquê?
Francisco: Provei algumas (não todas) e como guloso que sou, vou eleger o bolo de cenoura com cobertura de ganache de chocolate. Um exemplo de uma receita doce (não excessivamente), com ingredientes variados e nutritivos e que pode agradar a todos. 
Paula: A maionese, algo que adoro e depois de saber que é tão simples fazer adequada à Paleo, tenho sempre feita no frigorifico.
Ana: As tarteletes de lemon curd. Adoro doces com aroma mais cítrico!

As mencionadas tarteletes do livro :)
Qual foi a tua reação quando ouviste falar acerca da alimentação Paleo pela primeira vez? Identificaste-te logo ou apenas começaste a seguir esta ideologia mais tarde?
Francisco: Demorei poucos minutos até perceber que tudo fazia sentido. Já vinha estudando há uns meses o modelo low-carb, pelo que, após aquela reação inicial "Paleolítico?! Mas estamos no século XXI!" as peças começaram a encaixar como que por magia. Rapidamente aprofundei o conceito e comecei a tentar passar essa mensagem nas redes sociais que frequentava. 
Paula: Ver toucinho conquistou-me, se uma alimentação me deixa comer toucinho, merecia uma atenção especial da minha parte. Assim fiz, li o conceito atentamente e cada vez mais, me fazia sentido e comecei logo a alterar a minha alimentação.
Ana: Achei que era impossível ter saúde comendo mais gorduras do que a“alimentação tradicional”. Fui mesmo muito cética! Só depois de muita leitura é que decidi experimentar.

Acho que toda a gente tem um tipo de receitas que lhe sai sempre mal - no meu caso são as tortas, quebram sempre! Também costumas ter dificuldades com alguma receita em particular? Se sim, qual?
Francisco: Olha, não propriamente. Mas há receitas que, pela sua complexidade e morosidade (e porque não lhes vejo especial utilidade) não despertam o meu interesse. É o caso de muitas receitas de pão! Facilmente deixei o pão de lado, pelo que, quando quero algo semelhante, procuro receitas mais básicas (mas não menos saborosas), tal como o Pão de Mandioca e Maçã, do nosso livro.
Paula: Engraçado que as receitas que me saíam mal, eram as tortas e as cookies, antes de as fazer em Paleo, recentemente ultrapassei esses calcanhar de aquiles as tortas não quebram e as cookies ficam de comer e chorar por mais, (experimentem as nossas cookies americanas do livro)
Ana: O meu tema é outro… Não consigo seguir receitas!

As cookies americanas do livro

Perguntas para o Francisco


Com as dimensões que o grupo já atingiu, contando com a revista e agora o livro, de certeza que és reconhecido frequentemente na rua. Como lidas com isso? Preferias passar despercebido?
Apesar de muitos não acreditarem, eu digo sempre que seria (era!) o tipo que ficava no cantinho da sala sem incomodar ninguém. Agora... bom, encaro essa exposição e reconhecimento como algo que faz parte daquilo que queremos: expandir cada vez mais este conceito e fazer com que cada vez mais pessoas percebam que há um caminho mais fácil e eficaz para a saúde. Se me vires na rua, podes falar-me que eu sou um tipo bem normal e acessível.

Desde que criaste o grupo já deves ter mudado a vida a milhares de pessoas. Como te sentes? Continuas a sentir-te assoberbado pelo impacto que tens quando lês testemunhos de membros cuja vida o Paleo Descomplicado mudou radicalmente para melhor?
Tenho essa noção mas não a interiorizo, porque na realidade não tracei um plano para isso acontecer. Não posso dizer sequer que estou a realizar um sonho ou que respondi a um chamamento divino! Nada disso. Senti necessidade de partilhar o que estava a descobrir e fui autêntico nas intenções, nas palavras, rude quando achei que se impunha e carinhoso sempre que me apeteceu ser. E nunca pretendi agradar a todos para ter mais "seguidores". Nunca tive uma posição neutra! No meu grupo, eu sou um participante activo! E muitas pessoas me agradecem por lhes ter aberto os olhos em vez de dar palmadinhas nas costas. É claro que o reverso da medalha também acontece e há quem não aprecie o estilo (ou não o compreenda), mas encaro isso com naturalidade. 

Perguntas para a Paula e a Ana


O Caramelo's Kitchen tem evoluído cada vez mais - primeiro com o novo site que foi lançado neste Verão, e agora com o livro. Como é ver um projeto tão vosso ganhar estas dimensões? Ainda há alturas em que não parece real?
Paula e Ana: A página do facebook Caramelo’s Kitchen foi criada para mostrar a um grupo de amigas o que íamos cozinhando na alimentação Paleo, era mais fácil mostrar assim. Depois na mesma linha de pensamento, começámos a compilar em álbuns, as receitas apresentadas nos eventos Paleo. O nosso objectivo era, apenas, partilhar o que por nossa casa se fazia. Com muito orgulho, vemos a nossa página de Facebook a multiplicar-se para Instagram, Blog, novo Blog, Revista Paleo XXI e agora, o Livro. Há imensas alturas em que não parece real, tem sido um caminho muito divertido e espantoso de se fazer.


Sei que ter um blog dá mais trabalho do que parece, e que há alturas em que apetece desistir. Alguma vez pensaram em fazê-lo? Se sim, o que vos demoveu?
Paula: Sim, pensei desistir uma vez, naquela atura, parecia-me que seria o melhor a fazer e falei com a minha irmã, este projeto é das duas e sempre feito irmãmente. Ela demoveu-me e ajudou-me a recuperar a alegria com que começámos e força para continuarmos juntas e melhorarmos um pouco mais, em cada dia.
Ana: Os primeiros 2 anos foram complicados. A minha vida profissional ocupava o tempo que tinha e não tinha. Do tempo que sobrava tinha de ser muito bem gerido e não estava a ser fácil ser consistente na página. A minha irmã fez um trabalho incrível nessa altura, aguentando o “barco”.

Espero que tenham gostado de saber um pouco mais sobre os autores e o livro! O post já vai longo, mas quero ainda deixar fotos das duas receitas do livro que já fiz:

Tarte de coco
Pão de abóbora
E esta textura, com as nozes pelo meio? < 3
Acho que pelas fotos dá logo para ver, mas pelo sim pelo não aproveito para referir que ambas as receitas fizeram sucesso e ficaram deliciosas. Caso queiram ter oportunidade de experimentá-las, bem como muitas outras, adquiram o livro Paleo XXI - acho que já deu para perceber que vale a pena :)

Comentários

  1. A comida, quer da foto, quer as tuas, têm muito bom aspecto.
    A ver se dou um saltinho por esse grupo no Facebook.

    Obrigada! =)

    Beijocas

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Produtos #91 - Pudins Proteicos do Lidl (Baunilha/Chocolate)

Hoje o post é sobre a febre do momento: os pudins proteicos do Lidl :P Para quem não está a par, há algumas semanas começaram a aparecer nos supermercados portugueses da cadeia Lidl uns pudins proteicos muito parecidos aos da Ehrmann. Estão disponíveis em duas versões: baunilha e chocolate . Cada pudim ( 200g ) tem cerca de 150kcal e 20g de proteína e custa 0.99€ . Não têm açúcar adicionado , e são isentos de lactose e de glúten .  Por vezes recebo comentários a referir que o teor de açúcar não é nulo (4g/100g) , mas é importante referir que este açúcar é naturalmente presente . Os iogurtes naturais não adoçados têm uma quantidade de açúcar semelhante. Outro ponto importante a referir é que a proteína também vem do leite , que é uma fonte de qualidade (por ser completa, ao contrário por exemplo do colagénio ou glúten). Antes que fiquem excessivamente entusiasmados, devo dizer que encontrá-los não é tarefa fácil: a procura anda ao nível dos skyr na altura em que foram lançados (

Bolo de Spéculoos

  Com quase dois meses de atraso, venho deixar a receita do bolo que fiz para o meu aniversário. Mais pequeno que o habitual, tendo em conta a situação pandémica na altura (nos últimos dois anos não tive muita sorte com o timing do meu dia de anos). Para compensar, fi-lo em modo *overdose de spéculoos*: spéculoos  alegram qualquer situação :D O recheio foi improvisado à última da hora: tinha planeado fazê-lo com natas batidas e creme de spéculoos, mas aqueci o creme para ficar mais fluido e a temperatura fez com que as natas coalhassem. Fiquei sem o único pacote de natas que tinha, mas felizmente sou  exagerada  precavida e tinha meia dúzia de frascos do creme de barrar.  Acabei por desenrascar um recheio misturando-o com o pudim de caramelo da Ehrmann como base, o que de resto prova a minha tese de que há poucas coisas que não se resolvam com um pudim de caramelo da Ehrmann :P Foi tudo pelo melhor, porque ficou delicioso! Deixo a receita para que possam experimentar :)  Bolo de Spécul

Madalenas Sem Açúcar

Tenho a tradição de testar uma receita nova de cada vez que recebo ou compro uma nova forma. Por vezes as ideias são muitas e não é fácil escolher, mas quando a My Tup Love  me enviou esta forma não houve sequer um momento de indecisão: forma de madalenas pede madalenas :D  Juntei o útil e agradável, e usei na receita a recentemente lançada aveia de custard. O seu aroma docinho a lembrar bolos com limão não podia ser mais adequado para o efeito :)  Madalenas Sem Açúcar Para 6 madalenas Ingredientes : [  1 ovo [  50g de quark natural [  25ml de leite [  75g de farinha de aveia com sabor (usei a de custard da EU Nutrition , que tem um saborzinho a limão fantástico; podem encomendar com 15% de desconto usando o cupão euavela15 no site) [  1 colher de café de fermento Preparação : | Bater o ovo com o quark durante dois ou três minutos. | Baixar a velocidade para o mínimo e adicionar o leite, batendo apenas até este estar incorporado.  | Juntar a farinha e o fermento envolver com uma espát