Avançar para o conteúdo principal

Preparação de Refeições #13 - Feijoada Vegan com Arroz Basmati


Aqui está a sugestão de meal prep desta semana. Voltou a ser vegan, e voltou a ter arroz - nada de novo, portanto :P 

Como já publiquei a receita da feijoada, irei essencialmente mostrar alguns dos produtos que usei e explicar como fiz o arroz (embora seja muito simples mesmo) :)

Tachadas do costume
A feijoada
Não é a primeira vez que faço feijoada vegan, mas por acaso nunca tinha publicado nenhuma receita no blog. Para compensar, a desta já anda por aqui (link) :)

Ficou realmente muito boa, e é um prato reconfortante, especialmente no tempo frio.

Pensei em usar o feijão vermelho 'tradicional', mas depois lembrei-me que tinha feijão azuki seco que a Origens Bio me enviou e decidi usá-lo.

É este!
Demolhei de um dia para o outro, como de costume, e cozi na panela de pressão. Apesar dos meus problemas passados com este feijão, gostei muito do resultado! É mais pequeno do que o feijão vermelho normal, e achei que ficou bastante adorável :)

Visto que tenho uma parceria com a marca, se quiserem encomendar o feijão (ou outros produtos) através do site podem usar o cupão cremedeavelas para ter 10% de desconto :)

O seitan que usei foi o da Salutem:


Não tenho preferência especial por nenhuma marca, normalmente compro o que está disponível no supermercado a que vou. Os ingredientes e informação nutricional costumam ser sempre do mesmo género:



É uma forma de adicionar proteína a uma refeição vegan - o feijão também tem, mas não tanta -, apesar de não ser a proteína mais interessante para consumir (não tenho nada contra o glúten no caso de não haver intolerâncias, só não é a melhor escolha enquanto fonte proteica). 

Na minha opinião o seitan fica muito bem em feijoada, mas se não estão habituados usem pouco para ver se gostam. Há uma grande tendência a assumir que é parecido com carne, mas pessoalmente não acho; tem uma textura mais esponjosa e o sabor é bastante diferente. Eu gosto (pelo menos agora :P), e acho que como absorve o molho o sabor acaba por não ser muito forte, mas se não estão habituados podem estranhar.

O chouriço vegan que usei foi este (já tinha referido na receita que era da marca Veg In):


Nunca tinha experimentado, mas fui ao Pingo Doce uns dias antes de fazer a feijoada e vi que estava em promoção. Como já tinha planeado fazê-la, achei que seria uma adição engraçada e trouxe :) Claro que é um produto bastante processado, mas a lista de ingredientes até é melhor do que estava à espera. Deve ser consumido com moderação, mas é uma alternativa para quem pretende reduzir o consumo de carne e gosta de chouriço :)

Deixo o rótulo
A nível de sabor/textura achei agradável. Nota-se no sabor que não é de carne, aliás, lembra-me um pouco seitan, mas ao mesmo tempo tem um aroma caraterístico do chouriço. Não é enjoativo nem demasiado forte :) A textura é um pouco mais mole do que a de um chouriço tradicional, mas não de forma desagradável. Em geral ficou aprovado! Mas como o comi na feijoada também acabou por ficar 'disfarçado', não sei como ficaria se o fizesse simplesmente assado.

Partindo para o arroz...

Arroz :D
Fi-lo mesmo da forma mais simples possível. Coloquei num tacho água quente com uma folha de louro, 2 dentes de alho e um pedaço de casca de limão. Levei ao lume até começar a ferver, e então retirei tudo da água e adicionei o arroz. Deixei cozer uns 10 minutos a lume baixo, tampado, e ficou pronto :) Como de costume, demolhei o arroz durante umas horas antes, para ficar mais soltinho. Usei 700ml de água para 300g de arroz, mas tanto isso como o tempo de cozedura dependem da marca do arroz e etc., por isso o melhor é usarem isto como 'guia' e ajustarem conforme necessário!

Ficou soltinho e delicioso, como sempre < 3
E por fim, o prato do costume:

Prato do costume
Eu sei que digo isto todas as semanas, mas ficou tudo mesmo bom e não me cansei de todo de comer o mesmo! Apenas tenho uma queixa - o arroz aquece muito mais facilmente do que a feijoada, por isso apanhei umas perfeitamente dispensáveis queimadelas na boca durante a semana (depois de aquecer tudo junto no microondas como costumo fazer). Mas isso é culpa da termodinâmica e não da comida, não podemos ser injustos :P

Comentários

  1. Que rica feijoada!
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    strawberrycandymoreira.blogspot.pt
    http://www.facebook.com/omeurefugioculinario
    https://www.instagram.com/marysolianimoreira/

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Produtos #91 - Pudins Proteicos do Lidl (Baunilha/Chocolate)

Hoje o post é sobre a febre do momento: os pudins proteicos do Lidl :P Para quem não está a par, há algumas semanas começaram a aparecer nos supermercados portugueses da cadeia Lidl uns pudins proteicos muito parecidos aos da Ehrmann. Estão disponíveis em duas versões: baunilha e chocolate . Cada pudim ( 200g ) tem cerca de 150kcal e 20g de proteína e custa 0.99€ . Não têm açúcar adicionado , e são isentos de lactose e de glúten .  Por vezes recebo comentários a referir que o teor de açúcar não é nulo (4g/100g) , mas é importante referir que este açúcar é naturalmente presente . Os iogurtes naturais não adoçados têm uma quantidade de açúcar semelhante. Outro ponto importante a referir é que a proteína também vem do leite , que é uma fonte de qualidade (por ser completa, ao contrário por exemplo do colagénio ou glúten). Antes que fiquem excessivamente entusiasmados, devo dizer que encontrá-los não é tarefa fácil: a procura anda ao nível dos skyr na altura em que foram lançados (

Bolo de Spéculoos

  Com quase dois meses de atraso, venho deixar a receita do bolo que fiz para o meu aniversário. Mais pequeno que o habitual, tendo em conta a situação pandémica na altura (nos últimos dois anos não tive muita sorte com o timing do meu dia de anos). Para compensar, fi-lo em modo *overdose de spéculoos*: spéculoos  alegram qualquer situação :D O recheio foi improvisado à última da hora: tinha planeado fazê-lo com natas batidas e creme de spéculoos, mas aqueci o creme para ficar mais fluido e a temperatura fez com que as natas coalhassem. Fiquei sem o único pacote de natas que tinha, mas felizmente sou  exagerada  precavida e tinha meia dúzia de frascos do creme de barrar.  Acabei por desenrascar um recheio misturando-o com o pudim de caramelo da Ehrmann como base, o que de resto prova a minha tese de que há poucas coisas que não se resolvam com um pudim de caramelo da Ehrmann :P Foi tudo pelo melhor, porque ficou delicioso! Deixo a receita para que possam experimentar :)  Bolo de Spécul

Madalenas Sem Açúcar

Tenho a tradição de testar uma receita nova de cada vez que recebo ou compro uma nova forma. Por vezes as ideias são muitas e não é fácil escolher, mas quando a My Tup Love  me enviou esta forma não houve sequer um momento de indecisão: forma de madalenas pede madalenas :D  Juntei o útil e agradável, e usei na receita a recentemente lançada aveia de custard. O seu aroma docinho a lembrar bolos com limão não podia ser mais adequado para o efeito :)  Madalenas Sem Açúcar Para 6 madalenas Ingredientes : [  1 ovo [  50g de quark natural [  25ml de leite [  75g de farinha de aveia com sabor (usei a de custard da EU Nutrition , que tem um saborzinho a limão fantástico; podem encomendar com 15% de desconto usando o cupão euavela15 no site) [  1 colher de café de fermento Preparação : | Bater o ovo com o quark durante dois ou três minutos. | Baixar a velocidade para o mínimo e adicionar o leite, batendo apenas até este estar incorporado.  | Juntar a farinha e o fermento envolver com uma espát