Avançar para o conteúdo principal

Preparação de Refeições #52 - Estufado de Peixe com Favas, Castanhas, Brócolos e Batatas




Esta semana as refeições que preparei para a semana consistiram num estufado bem básico. Vão ver mais sugestões deste género por aqui nos próximos tempos - acho este género de pratos super reconfortante, especialmente quando está frio :D

Neste usei quase todos os ingredientes de que mais gosto :P
 O método de preparação foi o de sempre (pareço um disco riscado :P):

Piquei cebola, alho e pimentos, juntei um fio de azeite e levei a refogar a lume baixo. Passados uns minutos acrescentei um tomate picado. Juntei um pouco de água quente, deixei cozinhar bem e triturei (utilizei a Yammi).

Temperei o refogado com sal, deixei ferver e juntei os ingredientes por esta ordem: batata em cubos, peixe, brócolos e castanhas (os dois juntos), favas e cogumelos (também juntos). A ordem em que devem juntar os alimentos depende dos próprios e da vossa preferência. Eu gosto dos brócolos e das castanhas durinhos, e se não for o vosso caso podem considerar colocar antes, por exemplo; e as favas que utilizei eram pré-cozidas, se as que usarem não forem precisarão de cozer durante mais tempo.


De qualquer maneira, não tem muito por onde enganar - acho que nunca fiz um estufado que não ficasse delicioso :P

Assim ficaram as refeições :)
Como sempre, preparei um total de 5 refeições destas - uma por cada dia da semana, sendo que normalmente me servem como almoço. Como ando particularmente ocupada, desta vez ainda fiz umas refeições extra para alguns jantares:

Sopa e peru desfiado
A lógica foi: se vou fazer refogado e vou, porque não fazer mais refogado? Genial, eu sei :P Assim sendo, fiz um pouco extra e depois de triturar retirei parte para um tacho pequeno. Cozi peito de peru em água com sal, desfiei, juntei ao tacho com o bocadinho do refogado e levei ao lume uns minutos. Fica com muito mais sabor do que peru ou frango apenas cozidos :)

É um bom recheio para sandes, wraps, omeletes,... Mesmo com massa ou arroz a acompanhar é ótimo :)
Depois, uma vez que de qualquer maneira tinha a Yammi suja do refogado, aproveitei para fazer uma sopa. Normalmente uso um total de 900g de vegetais para 4 doses; neste caso usei 200g de abóbora e 700g de courgette. A courgette é um dos meus ingredientes preferidos para este efeito, porque deixa a textura muito cremosa - normalmente o ingrediente principal das minhas sopas é courgette, chuchu ou couve-flor, ou uma mistura. E depois uso 200g de um vegetal de sabor mais forte (como brócolos, abóbora ou cenoura) :)

Quanto ao modo de preparaçção, normalmente coloco os ingredientes no copo da Yammi, junto água e sal e deixo cozer 30 minutos a 90 graus. Depois trituro (começo numa velocidade baixa e vou aumentando até à máxima), deixo cozer mais 15 minutos à mesma temperatura e volto a triturar. Não dá trabalho quase nenhum e fica deliciosa!

*deliciosa*
Com isto fiquei com mais algumas refeições para a semana, o que dá sempre jeito. Utilizei o frango para rechear uns wraps de alho que tinha comprado uma altura no Lidl, e acompanhei com a sopa :)

Na hora bastava colocar o recheio dentro dos wraps e levar à torradeira!
Deu muito jeito, apesar de ser um esforço extra preparar tanta coisa no início da semana acaba por compensar depois. :)

Comentários

  1. Tem bom aspecto mas desta vez.... naaaa =P

    Beijocas

    ResponderEliminar
  2. Quase na hora de almoço, bem ia um bocadinho!
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    strawberrycandymoreira.blogspot.pt
    http://www.facebook.com/omeurefugioculinario
    https://www.instagram.com/marysolianimoreira/

    ResponderEliminar
  3. Olá Avelã, já sigo o seu blog há imenso tempo, .as creio que nunca comentei... E vou iniciar-me por colocar uma questão que é minha e que não desejo que me interprete mal, está longe de mim fazer algum juízo ou crítica. No entanto, é uma questão que me surge a cada semana que partilha estes posts... Aqui vai: não sente algum enfado por comer sempre a mesma coisa todos os dias?... E nutricionalmente,como é que encontra fundamentação de que não se prejudica por fazer sempre a mesma refeição ao almoço?
    Como disse, são dúvidas minhas, pessoais, não uma crítica. Mas que me deixam curiosa por tentar perceber o seu método...

    Beijinhos,
    Ariana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá!

      Não levo de todo a mal, é uma pergunta legítima que me fazem muitas vezes :)

      Quanto a ficar farta da comida, não costuma acontecer. Eu já conheço os meus gostos, e por isso só faço pratos que sei que adoro e dos quais não me vejo a enjoar :) De resto, é uma refeição por dia durante cinco dias (e isto para os almoços, porque nos jantares vario mais), e na semana seguinte volto a fazer um prato diferente. Visto que vou rodando entre peixe, carne e uma fonte de proteína vegetariana, por norma o tipo de comida entre semanas varia bastante. Devido a tudo isto, para mim não é nada de especial, mas também sei que há pessoas que se fartam de comer o mesmo mais facilmente do que eu.

      Sobre a parte nutricional, não considero que fique aquém do ideal. Nestas refeições costumo usar vários tipos de hortícolas (pelo menos cebola, pimentos de várias cores, alho, tomate e mais um vegetal que vou variando, frequentemente até mais: neste caso, favas e brócolos). São no mínimo 5 tipos diferentes por refeição, sendo que ao jantar como outros tipos de vegetais e ainda os incluo muitas vezes ao lanche (sem entrar sequer na questão da fruta).

      Pode fazer confusão, mas não estou propriamente em desvantagem em comparação a uma pessoa que utilize um só vegetal por refeição mas varie de dia para dia - até acaba por ser uma opção mais interessante, por garantir uma maior variedade de micronutrientes em cada um dos dias :)

      De resto, tento sempre fazer refeições de outro tipo para complementar (por exemplo, se o almoço é peixe procuro fazer um prato de carne ou vegetariano para o jantar, e tento alternar vegetais crus com vegetais cozinhados).

      Peço desculpa pelo testamento :P Mas é um assunto que me interessa, uma vez que procuro otimizar a minha alimentação dentro do possível :)

      Beijinhos

      Eliminar
    2. Obrigada Avelã!,

      Percebo agora as suas escolhas! Muito embora continue a preferir comer refeições diferentes e sopas diferentes a cada 2, 3 dias, acho que a sua técnica deve ser bastante prática e menos trabalhosa!

      Beijinhos,
      Ariana

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Produtos #91 - Pudins Proteicos do Lidl (Baunilha/Chocolate)

Hoje o post é sobre a febre do momento: os pudins proteicos do Lidl :P Para quem não está a par, há algumas semanas começaram a aparecer nos supermercados portugueses da cadeia Lidl uns pudins proteicos muito parecidos aos da Ehrmann. Estão disponíveis em duas versões: baunilha e chocolate . Cada pudim ( 200g ) tem cerca de 150kcal e 20g de proteína e custa 0.99€ . Não têm açúcar adicionado , e são isentos de lactose e de glúten .  Por vezes recebo comentários a referir que o teor de açúcar não é nulo (4g/100g) , mas é importante referir que este açúcar é naturalmente presente . Os iogurtes naturais não adoçados têm uma quantidade de açúcar semelhante. Outro ponto importante a referir é que a proteína também vem do leite , que é uma fonte de qualidade (por ser completa, ao contrário por exemplo do colagénio ou glúten). Antes que fiquem excessivamente entusiasmados, devo dizer que encontrá-los não é tarefa fácil: a procura anda ao nível dos skyr na altura em que foram lançados (

Produtos #69 - Pudins Proteicos da Ehrmann (Caramelo, Baunilha, Chocolate e Chocolate-Coco)

Hoje o post é sobre os famosos pudins proteicos da Ehrmann. Sempre que partilho fotos deles recebo perguntas, é infalível - seja acerca do rótulo, do preço, do sabor, dos locais de compra,... Desta forma, achei que o melhor seria escrever um post sobre eles e acabar com as dúvidas de uma vez por todas :) Começo pelas informações básicas: Locais de Compra Para já, os pudins estão disponíveis em poucas superfícies comerciais: fisicamente apenas os encontram nas lojas  Auchan e Primebody Nutrishop (há três, todas em Lisboa). Podem ainda encomendar online pelos respetivos sites, auchan.pt e primebodynutrishop.com . A cadeia Auchan só faz envios para algumas partes do território nacional, mas a Primebody envia para todo o país. Se optarem por encomendar pelo Auchan , os portes ficam a 5,90€ ; que eu saiba são fixos (acho que não há nenhum valor a partir do qual o envio seja grátis). No site da Primebody os portes ficam a 3,99€ , e são grátis para encomendas a part

Madalenas Sem Açúcar

Tenho a tradição de testar uma receita nova de cada vez que recebo ou compro uma nova forma. Por vezes as ideias são muitas e não é fácil escolher, mas quando a My Tup Love  me enviou esta forma não houve sequer um momento de indecisão: forma de madalenas pede madalenas :D  Juntei o útil e agradável, e usei na receita a recentemente lançada aveia de custard. O seu aroma docinho a lembrar bolos com limão não podia ser mais adequado para o efeito :)  Madalenas Sem Açúcar Para 6 madalenas Ingredientes : [  1 ovo [  50g de quark natural [  25ml de leite [  75g de farinha de aveia com sabor (usei a de custard da EU Nutrition , que tem um saborzinho a limão fantástico; podem encomendar com 15% de desconto usando o cupão euavela15 no site) [  1 colher de café de fermento Preparação : | Bater o ovo com o quark durante dois ou três minutos. | Baixar a velocidade para o mínimo e adicionar o leite, batendo apenas até este estar incorporado.  | Juntar a farinha e o fermento envolver com uma espát