Avançar para o conteúdo principal

Produtos #82 - Gama '+ Proteína' da Corpos Danone (Novidades)



Tentando manter o blog a par de todas as novidades que têm chegado ao mercado no campo dos iogurtes proteicos, hoje venho falar-vos das novidades na gama '+ proteína' da Corpos Danone.

A gama é antiga, tanto que publiquei aqui em 2018 um post acerca de alguns elementos dela. Na altura consistia em iogurtes sólidos de 3 sabores: natural, morango e framboesa. Entretanto um novo, ananás, juntou-se ao grupo, e o natural e de morango desapareceram.

Mas as maiores novidades chegaram este verão, com a adição de dois iogurtes líquidos (de banana & manteiga de amendoim e de morango & leite de coco) e de dois iogurtes sólidos (de framboesa e de ananás).

Os iogurtes líquidos são novidade completa; quanto aos sólidos, provavelmente estarão a perguntar-se (como eu fiz) qual o significado de ter dois iogurtes novos com exatamente os mesmos sabores que já existiam :P

Inicialmente pensei que pudesse ter sido apenas uma mudança de imagem, mas não: estes novos são diferentes, principalmente por não terem calda (a polpa da fruta está envolvida no iogurte). 

De resto, são em tudo semelhantes. O perfil nutricional, embora não seja exatamente igual, é idêntico, sendo também estes magros e sem açúcar adicionado. Cada iogurte tem perto de 80kcal e 13g de proteína, o que é bastante bom (embora o teor em proteína não seja dos mais elevados do mercado).

O preço também é o mesmo: 1.09€ por 145g (embora estejam frequentemente em promoção a 0.83€). Não sei se a ideia é substituírem os antigos, mas para já tenho visto ambos à venda em simultâneo.

Quanto aos líquidos, custam 1.99€ por 245g (frequentemente em promoção a 1.59€). 

Os pontos de venda são os do costume: Continente, Pingo Doce, Auchan,...

Quanto aos rótulos, deixo fotos abaixo - bem como o meu feedback acerca dos produtos, por ordem de preferência.

Iogurtes Sólidos

1º - Ananás





Já adorava a versão anterior do iogurte de ananás, e achei esta ainda melhor: no geral, prefiro iogurtes homogéneos, e achei que o facto de a fruta estar misturada no iogurte o tornava mais interessante e menos enjoativo.

A consistência do iogurte é densa, mas mais leve do que é habitual em iogurtes proteicos; parece ter algumas bolhinhas de ar que lembram quase uma mousse. Pelo meio tem vários pedacinhos de ananás que acrescentam uma textura ótima.

Quanto ao sabor, é ligeiramente ácido, e doce na medida certa. Não é nada artificial, e sabe mesmo a ananás!

Há poucos iogurtes deste sabor à venda, e proteicos não conheço nenhum (tirando este). Mas resulta mesmo bem, e é um sabor particularmente fresco e adequado ao verão :D

2º - Framboesa





Quanto ao iogurte de framboesa antigo, com calda, sentia-me um pouco dividida. Inicialmente, quando foi lançado, gostei bastante; o sabor bem doce a framboesa, quase a lembrar rebuçados, agradou-me. Mas para comer regularmente achei-o um pouco exagerado, e só o comprava de vez em quando porque achei que o sabor tão doce (e não muito natural) acabava por se tornar enjoativo.

Neste o problema foi resolvido: não sei se por a fruta estar misturada com o iogurte, o aroma é bastante mais suave, e o iogurte é muito mais equilibrado.

A textura é espessa, mas assim como referi descrevendo o de ananás, ao mesmo tempo tem uma certa leveza. Embora não tão grandes, também este tem pedaços de fruta. Gostei muito :)

Iogurtes Líquidos


1º - Banana e Manteiga de Amendoim






Sou a fã nº1 da combinação banana + manteiga de amendoim, mas admito que fiquei de pé atrás em relação a este sabor. Recentemente a Yopro (também da Danone) lançou um iogurte sólido deste sabor que foi uma desilusão - não sendo mau, dizer que sabe a manteiga de amendoim é original.

Receava que a história se repetisse aqui, e que mais uma vez a banana roubasse o protagonismo. Felizmente, os meus receios eram infundados: apesar de banana continuar a ser o aroma em destaque, deteta-se neste caso facilmente um travo a amendoim que resulta muito bem :)

De resto, o sabor é bem doce - talvez excessivamente doce para alguns. 

Gostei da textura, que é cremosa sem ser demasiado espessa - odeio iogurtes líquidos demasiado espessos :P

O tamanho também é particularmente prático (a maior parte dos iogurtes líquidos proteicos traz uma quantidade que pode ser algo exagerada nalguns casos).

2º - Morango e Leite de Coco






Este iogurte aposta numa outra combinação clássica, e achei-o bem conseguido também. Como acontece no outro sabor, a fruta (neste caso morango) domina o sabor, mas o coco está claramente presente também - o que impede este de ser 'só mais um' iogurte de morango.

A dupla resulta num aroma interessante e refrescante, e um pouco mais moderado que o anterior - não é tão doce, e por isso acaba por ser menos enjoativo. Morango e coco diz-me menos que banana e manteiga de amendoim, por isso acabei por colocar o outro em primeiro lugar, mas este foi sem dúvida uma boa surpresa.

A textura é, de igual forma, muito boa: espessa o suficiente para ser cremosa, mas ainda fluida.

Posso dizer que esta gama de iogurtes líquidos me surpreendeu, são possivelmente os meus favoritos do mercado! Acho os da Lindahls demasiado espessos, por exemplo; os da Yopro têm melhor consistência, mas parecem-me ter todos um sabor ácido a iogurte em pano de fundo que ofusca os aromas e faz com que se assemelhem todos entre si. Nestes isso não acontece: não só a textura está no ponto, como os sabores estão bem representados, sem nenhum sabor exagerado a iogurte (tirando, bem, o sabor a iogurte habitual num iogurte :P).

Termino aqui o post. No geral, e embora não envolvam sabores particularmente vistosos e tentadores (como os de stracciatella e chocolate branco da Lindahls), diria que estas novidades da Danone surpreenderam! Vale a pena experimentar :)

Comentários

  1. E eu aqui que não consigo comprar iogurtes líquidos… não há oferta nenhuma!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Produtos #91 - Pudins Proteicos do Lidl (Baunilha/Chocolate)

Hoje o post é sobre a febre do momento: os pudins proteicos do Lidl :P Para quem não está a par, há algumas semanas começaram a aparecer nos supermercados portugueses da cadeia Lidl uns pudins proteicos muito parecidos aos da Ehrmann. Estão disponíveis em duas versões: baunilha e chocolate . Cada pudim ( 200g ) tem cerca de 150kcal e 20g de proteína e custa 0.99€ . Não têm açúcar adicionado , e são isentos de lactose e de glúten .  Por vezes recebo comentários a referir que o teor de açúcar não é nulo (4g/100g) , mas é importante referir que este açúcar é naturalmente presente . Os iogurtes naturais não adoçados têm uma quantidade de açúcar semelhante. Outro ponto importante a referir é que a proteína também vem do leite , que é uma fonte de qualidade (por ser completa, ao contrário por exemplo do colagénio ou glúten). Antes que fiquem excessivamente entusiasmados, devo dizer que encontrá-los não é tarefa fácil: a procura anda ao nível dos skyr na altura em que foram lançados (

Produtos #69 - Pudins Proteicos da Ehrmann (Caramelo, Baunilha, Chocolate e Chocolate-Coco)

Hoje o post é sobre os famosos pudins proteicos da Ehrmann. Sempre que partilho fotos deles recebo perguntas, é infalível - seja acerca do rótulo, do preço, do sabor, dos locais de compra,... Desta forma, achei que o melhor seria escrever um post sobre eles e acabar com as dúvidas de uma vez por todas :) Começo pelas informações básicas: Locais de Compra Para já, os pudins estão disponíveis em poucas superfícies comerciais: fisicamente apenas os encontram nas lojas  Auchan e Primebody Nutrishop (há três, todas em Lisboa). Podem ainda encomendar online pelos respetivos sites, auchan.pt e primebodynutrishop.com . A cadeia Auchan só faz envios para algumas partes do território nacional, mas a Primebody envia para todo o país. Se optarem por encomendar pelo Auchan , os portes ficam a 5,90€ ; que eu saiba são fixos (acho que não há nenhum valor a partir do qual o envio seja grátis). No site da Primebody os portes ficam a 3,99€ , e são grátis para encomendas a part

As Panquecas Perfeitas! (Saudável, Sem Gordura Adicionada, Sem Glúten)

Desde que tenho o blog já experimentei muitas receitas de panquecas, e já publiquei várias delas. Algumas foram particularmente bem-sucedidas: as de aveia com quark , as de weetabix e as de coco já foram feitas (e aprovadas) por muita gente que me veio dar o seu feedback . Outras tornaram-se em clássicos por aqui, e foram repetidas imensas vezes por mim desde que as publiquei; é o caso das panquecas com aveia de sabor e das de aveia e centeio . Mesmo as panquecas de abóbora , uma das últimas receitas que publiquei, foram bastante apreciadas (por mim e por quem já experimentou e partilhou a sua opinião). E gostei bastante de todas estas receitas, até porque só publico no blog coisas de que tenha gostado realmente. Mas, as receitas antigas que me desculpem, hoje não venho partilhar uma receita de panquecas 'boa', nem sequer muito boa. Hoje venho partilhar A receita, capaz de revolucionar por completo a forma como vêem as panquecas. Apenas as fiz hoje, mas tive de p