Avançar para o conteúdo principal

Lasanha de Ricotta e Espinafres (Saudável, Vegetariano, Sem Glúten)


Lembro-me de perguntar em pequena a uma funcionária da minha escola primária como eram os espinafres. Eu sei que é estranho, mas só conhecia o nome devido ao Popeye e, apesar de provavelmente o ter comido já em sopa sem saber (avós, não é? A minha adora incluir na sopa legumes de que não gosto e esfregar-me na cara que a sopa os tinha depois de eu a comer. Isto já aconteceu com nabos mais vezes do que me orgulho) nunca os tinha comido espinafres de forma simples.
Fiquei admirada por serem 'folhas': pensei até que seriam mais parecidos a brócolos, só para verem a minha falta de noção. Depois disto ainda passaram uns anos até eu comer espinafres crus pela primeira vez; vi um daqueles pacotes de salada lavada, e como na altura ainda não tinha assustadoramente encontrado um grilo num desses pacotes (#truestory) decidi trazer para experimentar.
A primeira coisa que pensei foi que sabiam a nozes - o que era bom, porque nozes custam os olhos da cara e espinafres em princípio não (mas já se viu o que aconteceu às sardinhas, não podemos confiar nestas coisas). Passei a comprar a versão não embalada, e por muito estranho que pareça gostava de ir ao frigorífico e tirar uma mãozinha de espinafres para comer (também os comia no pão. Por favor não me achem estranha :P). 
Como estas coisas frescas se estragam depressa e eu estava viciada em espinafres decidi experimentar congelá-los. Para que ficassem em folhinhas na mesma preparei um tabuleiro com camadas e camadas de papel vegetal, mas como é óbvio não ficaram decentes para comer em salada.
Sem grande sucesso, mais tarde pensei que tinha descoberto a pólvora quando comprei um pacote de espinafres congelados (já prontinhos, lavados e deliciosos?!), mas não achei que tivessem grande sabor (e desfaziam-se bastante). Para compensar, vinham em cubinhos adoráveis - e todos sabemos o quanto isso é importante na hora de escolher os nossos vegetais.
Utilizando-os no ocasional salteado, não lhes atribui grande presença na minha cozinha nem os inclui em muitas experiências  pelo menos até me lembrar de fazer uma lasanha saudável de ricotta e espinafres, depois do sucesso da lasanha à bolonhesa saudável.
Na altura rezei para ainda ter um saquinho de espinafres no congelador, e as minhas esperanças realizaram-se como é óbvio visto que estão a ler este post. Fiz então esta lasanha que, segundo conta quem a experimentou, superou até a versão anterior. Experimentem e julguem por vocês ;)





Lasanha de Ricotta e Espinafres (Saudável, Vegetariano, Sem Glúten)
Para um tabuleiro pequeno de lasanha (cerca de 3 doses)

Ingredientes:

Para os crepes (que servirão de placas de lasanha):
[  2 ovos
[  100ml de claras
[  5 colheres de sopa de polvilho doce (cerca de 50g)
[  3 colheres de sopa de leite

Para o recheio e cobertura:
[  Azeite (a gosto)
[  2 dentes de alho
[  100g de espinafres cozidos em água com sal e bem escorridos
[  250g de queijo ricotta
[  1 bola de queijo mozzarella (com por volta de 100g)

Preparação:
Para os crepes:
| Bater todos os ingredientes (ovos, claras, polvilho doce e leite) com a varinha mágica (ou numa liquidificadora/à mão).
| Aquecer uma frigideira pequena no fogão e fazer crepes não muito finos. Deverão ser por volta de 7 no total.

Para o recheio e cobertura:
| Picar os dentes de alho e colocá-los numa frigideira juntamente com um fio de azeite, levando-a a fogo médio até que o alho comece a ficar dourado.
| Juntar os espinafres previamente cozidos e escorridos e deixar saltear um pouco.
| Ralar (ou partir aos pedaços) o queijo mozzarella. Reservar metade e colocar o restante num recipiente médio. Juntar a este recipiente o queijo ricotta e os espinafres, misturando bem.
| Colocar um crepe no fundo de uma forma pequena e redonda. Cobrir o crepe com uma pequena porção do recheio de queijo e espinafres (cerca de 1/6 da mistura). Repetir o procedimento até que não restem crepes nem recheio, tendo em consideração que a camada superior deve ser um crepe (e não recheio).
| Cobrir a lasanha com o queijo mozzarella reservado e levá-la ao forno pré-aquecido a 200 graus durante cerca de 30 minutos, ou até que o queijo derreta e toste ligeiramente (de o vosso forno tiver a opção 'tostar' podem usá-la nos últimos 5 minutos).



No mundo das minhas ideias esta combinação de sabores já iria obviamente ser um sucesso, e não sei como a realidade superou essa expectativa. Já tinha feito uma lasanha com ricotta que ficou mesmo mázinha, mas esta estava brilhante! O único defeito (vem aí cliché) foi o de a dose ser tão pequena - não fiz muito, para não arriscar, quando apenas acrescentaria brilho à semana comer esta belezinha ao almoço todos os dias. Considero-a a a melhor lasanha que já comi, e só de olhar para as fotos apetece-me fazâ-la (mais importante, comê-la!) novamente. O queijo ricotta fica super cremoso, os espinafres dão um sabor mesmo agradável (aliás, quando envolvi os espinafres com alho no queijo considerei parar o procedimento e comer a mistura com tostinhas :P) e as 'placas' aldrabadas nunca me desiludem. :D Experimenteeeem!
_________________________________________________________________________
Informação Nutricional (por 1 dose)
Energia:279kcal
Proteínas: 26.9g
Hidratos de Carbono: 20.7g 
-       Dos quais açúcares: 1.8g
Lípidos: 9.7g 
-          Dos quais hidrogenados: 0.0g
-     Dos quais saturados: 4.3g
Fibra:  1.0g
Sódio: 116mg

     A informação nutricional engloba uma porção (neste caso, corresponde a cerca de 200g, 1 dose ou 1/3 da receita). Os valores estão sujeitos a erro humano e a alguma imprecisão, mas deverão estar próximos do valor real. 
______________________________________________________________________

Comentários

  1. Olha só que bom aspecto =D
    Que vontade de comer já uma. Para mim parece que tem ricotta a mais..

    Beijocas

    ResponderEliminar
  2. A ricotta dá ai um toque magnifico, e eu que adoro lasanhas, essa ia num instante que ótimos ingredientes.


    O Cantinho dos Gulosos

    ResponderEliminar
  3. Agora senti-me parecidíssima com a tua avó! É que o meu filho mais velho é muito esquisito com as comidas e às vezes não quer comer porque tem isto ou porque tem aquilo! Então eu apanhei um truque para o fazer comer, camuflar as coisas, ele come sem perceber e no fim digo-lhe que ele acabou de comer determinada coisa que ele implica que não gosta! E depois ele não tem outro remédio a não ser dar o braço a torcer e admitir que afinal é bom! Olha, isso aconteceu precisamente com a receita que publiquei hoje! Ele diz que não gosta de castanhas mas comeu mousse, pediu para repetir e ainda perguntou se eu podia fazer mais! Devias ter visto a minha cara de satisfação ao dizer-lhe que era de castanhas!
    Eu gosto de espinafres. Habituei-me a comer desde miúda! Ainda neste fim de semana fiz sopa de espinafres com folhas inteiras! E em lasanha ficam muito bons! Há duas semanas fomos passear a um local onde já não íamos há imenso tempo e reparei que lá havia espinafres aos molhos, completamente desprezados! Apanhei todos os que consegui e trouxe para casa! Durante uns dias fiz imensas coisas com eles! E ainda sobram umas folhinhas no frigorífico! beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Só pelo aspecto já fiquei convencida, deve ser mesmo bom! :D
    A parte de comeres espinafres com pão é que me choca. :p Mas assim ficas forte que nem o Popeye! Ah ah ah
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  5. Tenho de experimentar essa lasanha.
    Ficou com bom aspecto.

    Beijinhos,
    Clarinha
    http://receitasetruquesdaclarinha.blogspot.pt/2016/11/tarte-de-iogurte-delicia-e-pera.html

    ResponderEliminar
  6. Adoro lasanha e esta bem diferente chamou-me a atenção.
    Beijinhos ...
    Blog: Guloso qb

    ResponderEliminar
  7. Que delícia! Adoro esta combinação de sabores!!
    http://asreceitasdamaegalinha.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  8. Uma versão saudável, mas que engana os olhos. Parece mesmo a "verdadeira". Gosto muito da combinação de espinafres com ricotta e esta lasanha deve ser muito boa.
    Bjn
    Márcia

    ResponderEliminar
  9. Delicioso - o texto, já que ainda não provei a lasanha.
    Genial a ideia dos crepes= placas de lasanha!
    Que avelã tao criativa!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  10. Mas que bela lasanha!!! É mesmo para dizer: uaaauuu ;)
    Beijinho

    Blogue Recanto com Tempero

    ResponderEliminar
  11. Ricotta e espinafres é só uma das minhas combinações preferidas de todos os tempos! =P

    ResponderEliminar
  12. Que bom aspeto 💋
    E eu nem sou fã de espinafres 😍

    ResponderEliminar
  13. Humm parece-me muito bem e algo que quero experimentar pois claro! =)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  14. Pra mim, estes ingredientes são a combinação perfeita!
    Já fiz lasanha mesmo (macarrão) em potinhos para congelar e nossa... que delícia!
    Sua receita parece bem leve, dá água na boca.
    Abraços e feliz dia.

    ResponderEliminar
  15. Não é nada estranho não saberes o que eram espinafres na altura! :P Aliás, posso te contar algo ainda mais estranho...ihih um belo dia estava eu numa Feira com a minha mãe, e passamos pela banca do peixe, quando para minha admiração a peixeira menciona o preço da pescada, ou algo do género. Eu fiquei espantadíssima, e soltei um: "Oh mãe, mas a pescada tem cabeça?" ahahahah isto porque o único sitio onde a via era no supermercado e já partida em postas. Portanto...eheh

    Quanto aos espinafres, como cresci numa localidade pequena sabia que existiam esses legumes, mas espinafre era algo que não fazia parte da alimentação cá de casa. Mas eu adoro. E olha, que não é nada estranho comeres com pão. Eu faço muitas vezes salteado em azeite e alho e como num pão torrado! Tão bommmmmm!

    Esta lasanha ficou bem apetitosa, a substituição da massa pelos crepes é bem original. E bem, que dizer da combinação de ricotta e espinafres? Deliciosa! :)


    Ps: MUITO obrigada pelo teu comentário em relação aos meus vídeos. Acredita que me deixa tãoooo feliz. Faço o melhor que posso...:)

    Um abraço :)*

    ResponderEliminar
  16. Tem tão bom aspeto :D aí da para mais com os maravilhosos crepes de polvilho!!!
    Esta lasanha vai já para a minha lista de receitas a fazer em breve ;)

    ResponderEliminar
  17. Que receita excelente principalmente para quem não gosta de massa de lasanha como eu :D
    tenho que fazer esses crepes!
    beijo
    sara

    ResponderEliminar
  18. Olá, adoro o teu blog pois tem receitas e dicas fantásticas. Uma verdadeira inspiração :). Gostaria de fazer esta lasanha que tem tão bom aspecto!!!! Podes dizer-me o que é queijo cottage? Onde posso comprar? Obrigada pelas ruas receitas fenomenais e saudáveis ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá!

      Fico contente por saber que gostas do blog :)
      Eu queria dizer queijo ricotta, não sei porque é que escrevi cottage! O ricotta é bem mais fácil de encontrar, encontras em qualquer supermercado (eu costumo comprar no E. Leclerc) :)
      Beijinhos!

      Eliminar
  19. Muito obrigada pelo teu comentário. Fiz a lasanha e ficou 5 estrelas :). Fogo que delicia de receita. Esta semana também fiz outra receita tua (bolo de batata doce e amêndoa) e fui ao céu e voltei. Tão, tão, tão bom!!!!! Ninguém diz que é uma receita bem mais saudável que os bolos tradicionais, carregados de toneladas de óleo, açúcar, banha ;) Mais uma vez parabéns pelo blog e muito obrigada pelas partilhas que aqui fazes. És uma inspiração e venho aqui cuscar as novidades quase todos os dias ;) beijinho grande e obrigada

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fico mesmo feliz por saber que as receitas têm sido aprovadas :D
      Gostei da parte do 'banha', realmente agora os bolos têm ingredientes impensáveis :P
      Eu é que agradeço o comentário e a opinião tão simpática! Beijinhos :)

      Eliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares deste blogue

As Panquecas Perfeitas! (Saudável, Sem Gordura Adicionada, Sem Glúten)

Desde que tenho o blog já experimentei muitas receitas de panquecas, e já publiquei várias delas. Algumas foram particularmente bem-sucedidas: as de aveia com quark , as de weetabix e as de coco já foram feitas (e aprovadas) por muita gente que me veio dar o seu feedback . Outras tornaram-se em clássicos por aqui, e foram repetidas imensas vezes por mim desde que as publiquei; é o caso das panquecas com aveia de sabor e das de aveia e centeio . Mesmo as panquecas de abóbora , uma das últimas receitas que publiquei, foram bastante apreciadas (por mim e por quem já experimentou e partilhou a sua opinião). E gostei bastante de todas estas receitas, até porque só publico no blog coisas de que tenha gostado realmente. Mas, as receitas antigas que me desculpem, hoje não venho partilhar uma receita de panquecas 'boa', nem sequer muito boa. Hoje venho partilhar A receita, capaz de revolucionar por completo a forma como vêem as panquecas. Apenas as fiz hoje, mas tive de p

Papas de Aveia com Claras (com aveia de sabor) (Saudável, Sem Lactose*, Sem Açúcar/Gordura Adicionados)

Já ouvi relatos mirabolantes de desastres na cozinha. Mesmo sendo óbvio que esta é basicamente um aglomerado de aparelhos potencialmente perigosos, continua a surpreender a quantidade de histórias incríveis que sobre ela há: seja sobre panelas de pressão a explodir ou desastres no fogão que originam mini incêndios, praticamente toda a gente tem algumas histórias para contar nesta divisão. Considerando isto, acho que até tenho tido alguma sorte. Tirando os óbvios e nada originais cortes e queimaduras, não me aconteceu nada de especial. A menos que consideremos... O incidente do gelado frito . Tudo começou com um inocente pedido de gelado frito para sobremesa num restaurante chinês. Tinha começado há pouco a cozinhar mais sobremesas, apenas com bolos simples, e decidi depois replicar a receita em casa, o que requeria um tacho de óleo a ferver e a necessidade de colocar e retirar rapidamente bolas de gelado deste para que não derretessem - nada fora do comum até aqui, portanto. Po

Pudim Flan Proteico (Saudável, Sem Açúcar/Gordura Adicionados)

Se antes tinha um ódio de estimação por gelatina, de tal forma que o cheiro me deixava enjoada (especialmente quando quente), num passado recente os meus gostos nesse campo deram uma volta de 180 graus. Isto ocorreu em grande parte devido às gomas de fruta caseiras , que faço várias vezes por semana e consumo diariamente. Até acertar com a receita tive algumas 'fornadas' sofríveis que, confesso, custaram a acabar - mas depois de chegar à fórmula ideal nunca mais olhei para trás, e ando há meses viciada nas minhas gominhas, sem sinal de mudança à vista :)  Desta forma, não é de estranhar que me veja encorajada a fazer mais experiências com gelatina entre os ingredientes. Ultimamente, e em particular depois do sucesso do leite creme proteico , andava com a ideia de fazer uma espécie de pudim flan instantâneo mesmo simples: apenas leite, whey e gelatina para solidificar. Se por um lado me parecia que uma ideia tão simples estava a pedir para ser testada, por outro custa