Avançar para o conteúdo principal

Bolo Rei Escangalhado com Doce de Ovos e Amêndoas


Na época natalícia que passou, além do obrigatório bolo rainha, fiz o meu primeiro bolo escangalhado. Como não podia deixar de ser, teve direito a um generoso recheio de doce de ovos, amêndoa torrada e canela :D
Apesar de a massa ser exatamente a mesma, e visto que houve muita gente a pedir a receita, deixo a sugestão para quem quiser experimentar. Quer-me parecer que eu própria a experimentarei de novo muitas vezes no futuro :P





Bolo Rei Escangalhado com Doce de Ovos e Amêndoas

Ingredientes:
[  150ml de leite
[  70g de manteiga
[  Raspa de 1 limão
[  Raspa de 1 laranja
[  70g de açúcar
[  3 gemas
[  10g de fermento de padeiro seco
[  25ml de sumo de laranja
[  40ml de vinho do Porto
[  400g de farinha (branca e sem fermento)
[  2/3 de colher de chá de sal fino
[  100g de amêndoa torrada partida grosseiramente
[  400g de doce de ovos
[  150g de amêndoa granulada torrada
[  Canela em pó (a gosto)
[  1 gema diluída com uma colher de sopa de água (para a decoração)
[  Geleia ou mel (para a decoração)
[  Açúcar em pó (para a decoração)

Preparação:
| Colocar o leite e a manteiga num recipiente grande e levá-lo ao microondas até que a manteiga derreta e a mistura fique quente ao toque (sem queimar).
| Mexendo sempre com um fouet (ou um garfo), juntar ao leite com manteiga a raspa de limão e de laranja, o açúcar, as gemas, o fermento de padeiro, o sumo de laranja e o vinho do Porto.
| Juntar a farinha aos poucos e o sal. Assim que o preparado comece a ficar menos pegajoso e mais moldável (se necessário podem juntar mais farinha), transferi-lo para uma bancada enfarinhada e amassá-la durante 10 minutos.
| Formar uma bola com a massa e colocá-la num recipiente limpo. Cobrir o recipiente com um pano e deixar levedar num sítio quente (costumo colocar no forno pré-aquecido a 50 graus e desligado) durante 3 horas, ou no frigorífico de um dia para o outro.
| Findo este tempo, amassar a massa durante mais 5 minutos e por fim envolver nesta as amêndoas partidas grosseiramente. 
| Com um rolo da massa, estender a massa num retângulo com cerca de 1cm de espessura. 
| Misturar o doce de ovos com metade da amêndoa granulada e barrar o retângulo com esta mistura, deixando 2 ou 3cm vazios nas bordas.
| Cobrir com a restante amêndoa granulada e polvilhar com canela.
| Enrolar a massa como se fosse uma torta e transferir para um tabuleiro forrado com papel vegetal.
| Fatiar o rolo, sem cortar até ao fundo para deixar uma base comum. Estender as fatias alternadamente para a esquerda e para a direita.
| Levedar a massa a levedar durante mais 2 horas num local quente (coloquei novamente no forno pré-aquecido a 50 graus e desligado).
| Ao fim das duas horas, pincelar o bolo com a gema diluída com água e levá-lo ao forno pré-aquecido a 180 graus durante cerca 25 a 30 minutos, ou até que cresça e fique cozido dourado.
| Pincelar o bolo com geleia ou mel (para que fique brilhante) e polvilhá-lo com canela e açúcar em pó assim que este saia do forno.

Antes de ir ao forno

Que. Bom. < 3

Não é grande surpresa, porque esta massa nunca me desiludiu - mas o bolo ficou um escândalo de tão bom! Não escondo de ninguém que sou obcecada por doce de ovos, e usá-los como recheio de uma massa fofinha e aromática, em conjunto com frutos secos e canela, não podia correr mal :P
O bolo, mais leve e moderado a nível de sabor e textura, é o suporte perfeito para a explosão que se encontra ao chegar ao recheio: um creme bem doce, repleto de amêndoas crocantes, que desarma qualquer pessoa :D
Eu não sou de todo fã do bolo rei tradicional, mas sempre adorei a versão rainha (só com frutos secos) e esta versão também me conquistou a 100%.  Vale bem a pena :)

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Produtos #91 - Pudins Proteicos do Lidl (Baunilha/Chocolate)

Hoje o post é sobre a febre do momento: os pudins proteicos do Lidl :P Para quem não está a par, há algumas semanas começaram a aparecer nos supermercados portugueses da cadeia Lidl uns pudins proteicos muito parecidos aos da Ehrmann. Estão disponíveis em duas versões: baunilha e chocolate . Cada pudim ( 200g ) tem cerca de 150kcal e 20g de proteína e custa 0.99€ . Não têm açúcar adicionado , e são isentos de lactose e de glúten .  Por vezes recebo comentários a referir que o teor de açúcar não é nulo (4g/100g) , mas é importante referir que este açúcar é naturalmente presente . Os iogurtes naturais não adoçados têm uma quantidade de açúcar semelhante. Outro ponto importante a referir é que a proteína também vem do leite , que é uma fonte de qualidade (por ser completa, ao contrário por exemplo do colagénio ou glúten). Antes que fiquem excessivamente entusiasmados, devo dizer que encontrá-los não é tarefa fácil: a procura anda ao nível dos skyr na altura em que foram lançados (

Produtos #69 - Pudins Proteicos da Ehrmann (Caramelo, Baunilha, Chocolate e Chocolate-Coco)

Hoje o post é sobre os famosos pudins proteicos da Ehrmann. Sempre que partilho fotos deles recebo perguntas, é infalível - seja acerca do rótulo, do preço, do sabor, dos locais de compra,... Desta forma, achei que o melhor seria escrever um post sobre eles e acabar com as dúvidas de uma vez por todas :) Começo pelas informações básicas: Locais de Compra Para já, os pudins estão disponíveis em poucas superfícies comerciais: fisicamente apenas os encontram nas lojas  Auchan e Primebody Nutrishop (há três, todas em Lisboa). Podem ainda encomendar online pelos respetivos sites, auchan.pt e primebodynutrishop.com . A cadeia Auchan só faz envios para algumas partes do território nacional, mas a Primebody envia para todo o país. Se optarem por encomendar pelo Auchan , os portes ficam a 5,90€ ; que eu saiba são fixos (acho que não há nenhum valor a partir do qual o envio seja grátis). No site da Primebody os portes ficam a 3,99€ , e são grátis para encomendas a part

As Panquecas Perfeitas! (Saudável, Sem Gordura Adicionada, Sem Glúten)

Desde que tenho o blog já experimentei muitas receitas de panquecas, e já publiquei várias delas. Algumas foram particularmente bem-sucedidas: as de aveia com quark , as de weetabix e as de coco já foram feitas (e aprovadas) por muita gente que me veio dar o seu feedback . Outras tornaram-se em clássicos por aqui, e foram repetidas imensas vezes por mim desde que as publiquei; é o caso das panquecas com aveia de sabor e das de aveia e centeio . Mesmo as panquecas de abóbora , uma das últimas receitas que publiquei, foram bastante apreciadas (por mim e por quem já experimentou e partilhou a sua opinião). E gostei bastante de todas estas receitas, até porque só publico no blog coisas de que tenha gostado realmente. Mas, as receitas antigas que me desculpem, hoje não venho partilhar uma receita de panquecas 'boa', nem sequer muito boa. Hoje venho partilhar A receita, capaz de revolucionar por completo a forma como vêem as panquecas. Apenas as fiz hoje, mas tive de p