domingo, 1 de junho de 2014

Éclairs de Café com Cobertura de Chocolate


Há sempre aqueles bolos de tradição. Aqueles bonitos que se estendem ao longo de prateleiras frigoríficas, com cremes amarelinhos e açúcar em pó. Aqueles que estão tão enraizados nas memórias de cada um e na tradição que é demasiado arriscado tentar replicar, porque ganha a certeza de que é impossível sair assim... Porque há tantas variações, tantas receitas, que é difícil acertar. Porque os sites que têm as fotografias mais apetitosas são duvidosos.
(É uma pena quebrar o romantismo, mas é um fator determinante.)
Ainda é pior quando são coisas assim. Um bolo pode sair mais denso mas comestível, mais doce mas tolerável... Mas quando há características essenciais, nomeadamente, sei lá, no caso de um bolo totalmente hipotético que tem de de crescer e ficar oco, e se lê sobre como um monte de gente não teve sucesso a fazer... Acho que foi só por teimosia que fui para a cozinha e me aventurei numa das 20 receitas que tinha guardado. Ainda assim, tinha a certeza de que ia ter de aprimorar os calhaus que dalí resultassem.
Ou não.





Éclairs de Café com Cobertura de Chocolate
Base dos éclairs adaptada daqui, molho de chocolate adaptado daqui
Para 22 éclairs pequenos

Ingredientes:

Para os éclairs:
[  110g de manteiga 
[  240ml de água
[  1 colher de chá de açúcar
[  1/2 colher de chá de sal fino (omitir se se usar manteiga com sal)
[  145g de farinha 
[  4 ovos L (à temperatura ambiente)
[  1 clara de ovo (se necessário)

Para o creme de café:
[  600ml de natas para bater (de preferência uma marca que resulte)
[  4 colheres de sopa de açúcar (ou a gosto)
[  2 1/2 colheres de chá de café em pó instantâneo (ou a gosto)

Para a cobertura de chocolate:
[  200g de chocolate negro 
[  1 colher de sopa de margarina
[  2 colheres de sopa de açúcar
[  150ml de natas

Preparação:

Éclairs:
| Pré-aquecer o forno a 220 graus.
| Forrar 2 tabuleiros (de preferência não pretos) com papel vegetal. Com uma régua e um lápis, traçar em cada tabuleiro 2 filas de 5 linhas parelas com 8cm de comprimento, distribuindo-as de modo a deixar o máximo de espaço entre cada uma. Virar a folha ao contrário.
| Cortar a manteiga em pedaços pequenos (com cerca de 1 centímetro de lado).
| Num tacho médio-pequeno, juntar a manteiga, a água, o açúcar e, se necessário, o sal.
| Levar ao fogão, a lume médio. 
| Retirar assim que ferva (a manteiga deve estar completamente derretida). 
| Retirar do calor e juntar a farinha toda de uma vez, misturando rapidamente com uma colher de pau.
| Devolver ao lume, desta vez médio-alto.
| Deixar cozinhar sem parar de mexer, durante cerca de 3 minutos. Deve formar-se uma película de massa agarrada no fundo do tacho, e o resto mistura deve descolar-se da panela.
| Transferir para o recipiente da batedeira. 
| Bater na velocidade mínima da batedeira elétrica durante 1 minuto.
| Deixar arrefecer durante uns minutos.
| Bater de novo durante uns segundos na velocidade mínima.
| Aumentar para a velocidade média.
| Juntar um ovo de cada vez, batendo muito bem entre cada adição (cada um dos ovos deve estar completamente incorporado antes da adição seguinte).
| A massa deve formar, após o toque rápido de um dedo, um pequeno "pico". Se tal não acontecer, bater levemente a clara opcional com um garfo e juntar aos poucos, sem parar de bater, até que o faça.
| Colocar a massa num saco de pasteleiro (com boca circular; para alternativa ver fim do post) e, nas linhas desenhadas ao longo dos tabuleiros, dispôr a massa em linhas espessas para formar os eclairs. Se necessário, alisar com um dedo húmido.
| Levar ao forno pré-aquecido durante 10 minutos, sem o abrir.
| Reduzir a temperatura do forno para 180 graus e deixar durante mais 25-30 minutos, até que os éclairs estejam dourados.
| Colocar numa grade até que arrefeçam completamente.

Creme de café:
| Levar as natas ao congelador durante 10 minutos, assim como o recipiente da batedeira.
| Bater as natas com uma batedeira elétrica até que estejam volumosas e leves.
| Acrescentar o açúcar e o café e envolver.
| Deixar que o café se dissolva.
| Provar e, se necessário, adicionar mais café ou açúcar.

Molho de chocolate:
Nota: prefiro fazer isto após os ter recheado com o creme
| Partir o chocolate em pedaços bem pequenos.
| Num tacho, colocar a margarina e o chocolate.
| Levar a lume brando, mexendo sem parar até que o chocolate derreta.
| Sem desligar o lume, adicionar o açúcar e misturar bem.
| Acrescentar as natas e continuar a mexer até que esteja cremoso e brilhante.

Montagem:
| Fazer um pequeno buraco na extremidade de um éclair.
| Encher o saco de pasteleiro com o creme.
| Introduzir a boca do saco de pasteleiro na abertura e rechear o éclair, verificando se está cheio.
| Mergulhar o topo no molho de chocolate, escorrer e colocar numa grade.
| Repetir o procedimento com todos os bolinhos.
| Quando o chocolate estiver sólido, transferir para um tabuleiro e refrigerar (de preferência durante algumas horas).




Gostei imenso desta receita. Já a fiz duas vezes (duas fornadas seguidas, sem cozinhar mais nada entre elas) e não tive qualquer problema. É fácil, simples e deliciosa!
Apesar de normalmente ser aconselhada manteiga sem sal, usei manteiga com sal e omiti o sal (por não ter a outra), e gostei dos resultados. Sinceramente até acho que podia comer os éclairs vazios, porque ficam fofos, leves e muito saborosos! 
(Pronto, por acaso até fiz isso.)
Fiquei mesmo fã, e agora estou bastante entusiasmada para me aventurar nos éclairs. Note-se que até já criei uma etiqueta só para eles. Isto é apenas o começo. 
Da segunda vez sei uma saca de plástico com a ponta cortada para formar os éclairs antes de levar ao forno. É um bom substituto para o saco de pasteleiro. Eu comprei um para o propósito (nunca usei), mas tive de o usar sem boca porque eram todas muito finas (queria mesmo um saco de pasteleiro de jeito...). A estratégia do saco tem a fantástica vantagem de se poder deitar fora no fim (menos uma coisa para lavar). Para o recheio não é tão prático. 
A cobertura de chocolate também me surpreendeu positivamente, encaixa perfeitamente, solidifica bem e até fica bonita. Como me sobrou, guardei no frigorífico e  da segunda vez voltei a usar (derreti ao lume). 
O creme é a coisa mais básica que há, mas não tive tempo para mais. Apesar de simples, é um clássico! É muito bom, com um sabor forte a café e uma textura cremosa. Não querendo fazer publicidade, as natas da Mimosa parecem leite e as da Agros é que são boas. Ou de outras marcas, ainda só experimentei estas (comprei as 2 e fiquei grata para todo o sempre à segunda opção marca). Quando tiver mais tempo vou repetir e talvez faça um creme mais elaborado, para ver a diferença.
Fiz os de café em vez dos clássicos porque são os melhores, mas também hei-de fazer de chocolate, de baunilha e outros!

Boa semana!


15 comentários:

  1. Olha que ficou perfeito, parece de pastelaria!

    ResponderEliminar
  2. "Calhaus"???? Se estão simplesmente PERFEITOS!!!!! Até fiquei com vontade vontade experimentar,pois já vi que foram um sucesso aí em casa. Lindos e com creme de café de que gosto tanto.
    Bjn
    Márcia

    ResponderEliminar
  3. Bem,mas tu tiveste cá uma trabalheira!Quem me dera provar um,só um...gosto tanto!Avelã,comeste tudo?
    Bju

    ResponderEliminar
  4. Ficaram um espectáculo! As fotos estão muito apetitosasa e o teu blog não é duvidoso ;) (entendi o que queres dizer)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Ficaram um mimo Avelã, adoro eclairs!

    Beijinho!

    ResponderEliminar
  6. Caramba que têm mesmo bom aspecto:)

    http://fromportugaltonyc.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  7. Tão perfeitinhos, parabéns Avelã ;)
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  8. Ai que medo de tantas receitas óptimas de eclairs que se avizinham!
    Costumo usar umas natas óptimas para bater que são as frescas da longa vida (encontras ao pé das manteigas). São perfeitas assim para coisas mais delicadas!
    Que gulaaaa!
    Boa semana!

    ResponderEliminar
  9. Opahhh ficaram mesmo perfeitinhos Avelã, que espetáculo, Parabéns!! :)
    Se há bolinho que me faz lembrar a infância, o éclair é sem dúvida um deles :)
    Beijinhos e uma ótima semana *

    ResponderEliminar
  10. Eclairs... Ora aí está um bolo que gosto muito de comer, mas que também acho muito difícil de se fazer, mas claro está! com persistência tudo se consegue e tu avelã, conseguiste... E ainda lhes chamas calhaus????????????? :-( nah, nah. nah...

    A dica das natas é sempre bom saber!

    Beijinhos e boa semana***

    ResponderEliminar
  11. Parece que ficaram muito bem!!
    Eu nunca fui apaixonada por eclairs, mas confesso que me perco com profiteroles e adoro rechear com gelado e cobertura de chocolate quente (ai o que tu me foste lembrar!).
    Li algures "calhaus", só nos fazes rir, é só para nos despistares não é? e ficares com eles todos para ti? hehe.
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  12. Gosto tanto e tanto, ainda não fiz só profiteroles.
    Que lindos e guloso, perfeitos.

    beijinhos

    ResponderEliminar
  13. Eu nunca comi isso :o
    mas fogo, isso é daquelas coisas que dá imenso trabalho na cozinha :p

    ResponderEliminar
  14. Eh laaa , eu quando fiz os meus eclairs n ficaram assim tao gordos e lindos como o teu. aiii vem morar comigo ihihihihih. ve la, era para fazer a alheira c massa folhada, mas afinal a massa que comprei era a quebrada ihihihih grande cena :P

    ResponderEliminar
  15. Não tenho a certeza mas acho que só comi eclairs uma vez..já há anos! Quando vou a uma pastelaria fico sempre a babar-me ou para as bolas de berlim ou para os croissants, os outros bolos não me atraem muito..felizmente :p
    Acho que por esse mesmo facto que falaste.. de ser um bolo oco mas com creme la para dentro..não sei, nunca apreciei muito :p
    Ainda assim, tenho de dizer que és mesmo uma excelente cozinheira :o Fazer bolos assim não deve ser nada fácil..para não falar que deve ser super difícil ter estas coisas em casa e não devorar tudo ahha
    Ficaram mesmo bonitos e super parecidos aos regulares que encontramos a venda. Ate o chocolate por cima ficou vem perfeitinho :p

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...