Avançar para o conteúdo principal

Batata-Doce Grelhada (Saudável, Sem Gordura Adicionada, Sem Glúten ou Lactose, Vegan, Paleo)


Quando era pequena o meu disfarce para o Carnaval e dia das bruxas foi durante vários anos aquele com que qualquer criança que se preze sonha: uma vaca. 
Assim, tirando ocasionais devaneios como aquele que me despertou o desejo de vestir de ninja (fiquei em 2º lugar no desfile de fatos da minha primária, conquistas de uma vida), passei sempre os dois dias preferidos dos miúdos da minha idade vestida de uma coisa que, juntamente com batatas fritas, constituía o prato preferido dos miúdos da minha idade.
Eventualmente cresci e o fato ganhou lugar permanente no armário. Mais tarde ainda tentei impingi-lo ao meu irmão mais novo, mas ele achou que seria melhor ideia usar uma camisola rasgada e suja de terra (papel representado pelo meu cacau puro, já agora) e dizer que era um zombie (pobre, um zombie pobre). Claro que rapidamente se juntaram ao conjunto uma foice, dentes de morcego e uma gravata com sangue falso, resultando na figura de uma morte simultaneamente zombie, vampira e formal, como se o Neil Patrick Harris e os indecisos criadores do American Horror Story se tivessem juntado para dirigir um filme de terror - mas isso é outra história.
Tudo isto contribuiu para feridas que ainda não cicatrizaram. Nunca cheguei a vestir-me de múmia, um dos mais adoráveis disfarces de sempre.
Se puderem e realmente estimarem as vossas batatas-doces, poupem-lhes essa dor. Mumifiquem-nas com com papel de cozinha, levem-nas ao microondas e no fim tostem-nas ainda. Garanto-vos que não se arrependem...





Batata-Doce Grelhada (Saudável, Sem Gordura Adicionada, Sem Glúten ou Lactose, Vegan, Paleo)
Para 1 pessoa 

Ingredientes:
[  1 batata-doce

Preparação:
| Lavar bem a batata-doce. Sem descascar, enrolar em papel de cozinha e humedecê-lo com as mãos molhadas.
| Colocar num prato e levar ao microondas na potência máxima entre 5 e 10 minutos, dependendo da grossura e tamanho da batata.
| Se desejado*, cortar a batata em rodelas com cerca de 1cm de grossura e colocar no fogão em lume médio num grelhador ou frigideira antiaderente.
| Quando estiverem tostadas, virar e deixar tostar do outro lado.

*Se preferirem e/ou não tiverem muito tempo podem não levar a tostar e comer simplesmente saída do microondas.



Há uns tempos que tenho visto fotos de batata-doce feita de uma forma semelhante nas redes sociais, mas pensei que fosse mais complicado... Não é. Em pouco mais de 10 minutos tem-se um acompanhamento saudável e muito (MUITO) bom. Muito mais rápido do que arroz, massa ou coisas do género.
Eu sempre usei batata-doce em tortilhas e chips, mas de forma simples achava um bocado estranha - tinha provado cozida e odiado. Mas é simplesmente impossível não gostar dela feita assim! Já saída do microondas fica com uma textura e cheiro (que lembra imenso castanhas) muito agradáveis, mas grelhar, embora seja opcional, dá sempre aquele toque tostadinho e bom. Aconselho a quem gostar mais de coisas molinhas que não toste :) 
_________________________________________________________________________
Informação Nutricional (por 1 dose)
Energia: 103kcal
Proteínas: 2.3g
Hidratos de Carbono: 23.6g
-       Dos quais açúcares: 7.4g
Lípidos: 0.2g 
-          Dos quais hidrogenados: 0.0g
-     Dos quais saturados: 0.0g
Fibra: 3.8g
Sódio: 41mg

     A informação nutricional engloba uma porção (neste caso, corresponde a 115g, 1 dose ou a totalidade da receita). Está sujeita a erro humano e a alguma imprecisão, mas deverá apresentar valores próximos do valor real. 
______________________________________________________________________





Comentários

  1. Fiquei curiosa com a cor da tua batata doce, a que compro aqui é sempre laranja por dentro!
    Nunca provei assim, mas ja fiz no forno e gostei, mas esta tua sugestão parece-me bem mais simples!! :)

    ResponderEliminar
  2. Gosto tanto , á muito que não compro
    Essas ficaram bem ao meu gosto

    ResponderEliminar
  3. Agora fiquei com a pulga atras da orelha por causa dessa batata doce no microondas! Eu de vez em quando faço batata normal no microondas, mas a batata doce nunca me ocorreu! Que bela ideia! Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Rindo muito com seu texto e suas fantasias ehehehe
    Eu simplesmente adoro batata doce!

    ResponderEliminar
  5. Eu faço muito batata doce mas assada... grelhada acho que nunca fiz!! Adoro :)

    ResponderEliminar
  6. Adoro batatas grelhadas!! bom fim de semana!

    ResponderEliminar
  7. ahahah avelã, o que eu me ri com essas tuas fantasias carnavalescas :-) Essa tua sugestão de batata doce abriu-me o apetite e olha que eu não sou de comprar batatas doces, talvez pelo facto de ter batata caseira todo o ano... Mas o tom tostadinho com que elas estão nas fotos, abre o apetite, parece-me um bom acompanhamento. Gosto!!!

    ResponderEliminar
  8. Avelã, o teu texto é hilariante. Eu fui fada e vianesa - uma pirosa!

    Quanto às batatas doces, esclarece-me.
    Quanto tempo no micro ondas?
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Gosto muito de batata doce, mas normalmente como nos purés ou assada. A tua sugestão ficou linda. Beijinhos

    ResponderEliminar
  10. Que receita maravilhosa!tenho que fazer

    ResponderEliminar
  11. Ficaram com excelente aspeto ;)
    Beijinho

    Recanto com Tempero
    http://recantocomtempero.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  12. Adoro batata doce.
    Obrigada pela sugestão
    Bom fim de semana

    ResponderEliminar
  13. Eu adoro batata doce . Feita desta maneira , torna-se uma receita bem prática.
    Bjn
    Márcia

    ResponderEliminar
  14. Nunca me mascarei de vaca, o unico animal que serviu de inspiração para fato de carnaval foi mesmo o gato. mascarei-me uma carrada de anos seguidos a gato :D
    mas disfarçes de vacas são tão fofinhos :)
    adorei a tua conquista :D até dei uma gargalhada :P acho que nunca vi ninguém mascarada de ninja! mas devias de estar o máximo (comprova-se pelo prémio!). Quem é que ficou em primeiro? porque para ultrapassar uma ninja deve ter sido uma coisa extraordinária.
    O teu irmão também tem bom olho para disfarces :P por acaso houve um ano que me mascarei à zombie, mas era um zombie estranho… passo a explicar. eu e as minhas amigas decidimos que o nosso fato de carnaval ia ser à zombie, mass eram zombies acorrentados ihih dava um programa qualquer na tv em que as pessoas andavam acorrentadas, e nós decidimos que era o máximo fazermos isso. então andávamos 5 zombies presas umas às outras com correntes nos pés :P
    ahh mas espera o meu melhor disfarce queres saber qual foi? ihih foi à Emma das Spice Girls :DD As 5 tontas que foram à zombies decidiram que também podiam ser as Spice e pronto. :P
    Agora batatas :) (um disfarce giro também devia de ser à batata frita :P e não dava muito trabalho!)
    Adoro batatas, sou muito batateira :P desde há muitos anos que a minha mãe assa batata doce no forno e é tão bom. Só me faz lembrar o inverno. Batata doce assada e castanhas mham mham:)
    quando comecei a ver os benefícios todos da batata doce comecei a experimentar a dita cuja noutras coisas sem ser assada. então a minha mãe quando cozia batatas “normais" começou a cozer batatas doces também. mas vou ser sincera, não consigo acompanhar uma refeição com batata doce. não é a mesma coisa, não te sei explicar. comer batata doce sozinha sim, adoro, mas a acompanhar outra comida qualquer dispenso (também pode ser do hábito).
    agora tenho um problema com receitas de microondas, é que o meu microondas só aguenta dois minutos a funcionar :P passados dois minutos chapéu, desliga-se. e depois tenho de estar à espera outros 5 minutos que ele volte a ligar. mas eu sou teimosa e vou experimentar a fazer. nem que vá a casa da minha vizinha usar o microondas :P
    P.S.: Ainda estás a tempo de te mascarar de múmia, que é um disfarce daqueles mesmo bons também, e não dá muita despesa :P

    ResponderEliminar
  15. E não gosto nada de batata-doe. Aponta aí, mais uma para a lista =P

    Beijocas

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares deste blogue

As Panquecas Perfeitas! (Saudável, Sem Gordura Adicionada, Sem Glúten)

Desde que tenho o blog já experimentei muitas receitas de panquecas, e já publiquei várias delas. Algumas foram particularmente bem-sucedidas: as de aveia com quark , as de weetabix e as de coco já foram feitas (e aprovadas) por muita gente que me veio dar o seu feedback . Outras tornaram-se em clássicos por aqui, e foram repetidas imensas vezes por mim desde que as publiquei; é o caso das panquecas com aveia de sabor e das de aveia e centeio . Mesmo as panquecas de abóbora , uma das últimas receitas que publiquei, foram bastante apreciadas (por mim e por quem já experimentou e partilhou a sua opinião). E gostei bastante de todas estas receitas, até porque só publico no blog coisas de que tenha gostado realmente. Mas, as receitas antigas que me desculpem, hoje não venho partilhar uma receita de panquecas 'boa', nem sequer muito boa. Hoje venho partilhar A receita, capaz de revolucionar por completo a forma como vêem as panquecas. Apenas as fiz hoje, mas tive de p

Papas de Aveia com Claras (com aveia de sabor) (Saudável, Sem Lactose*, Sem Açúcar/Gordura Adicionados)

Já ouvi relatos mirabolantes de desastres na cozinha. Mesmo sendo óbvio que esta é basicamente um aglomerado de aparelhos potencialmente perigosos, continua a surpreender a quantidade de histórias incríveis que sobre ela há: seja sobre panelas de pressão a explodir ou desastres no fogão que originam mini incêndios, praticamente toda a gente tem algumas histórias para contar nesta divisão. Considerando isto, acho que até tenho tido alguma sorte. Tirando os óbvios e nada originais cortes e queimaduras, não me aconteceu nada de especial. A menos que consideremos... O incidente do gelado frito . Tudo começou com um inocente pedido de gelado frito para sobremesa num restaurante chinês. Tinha começado há pouco a cozinhar mais sobremesas, apenas com bolos simples, e decidi depois replicar a receita em casa, o que requeria um tacho de óleo a ferver e a necessidade de colocar e retirar rapidamente bolas de gelado deste para que não derretessem - nada fora do comum até aqui, portanto. Po

Pudim Flan Proteico (Saudável, Sem Açúcar/Gordura Adicionados)

Se antes tinha um ódio de estimação por gelatina, de tal forma que o cheiro me deixava enjoada (especialmente quando quente), num passado recente os meus gostos nesse campo deram uma volta de 180 graus. Isto ocorreu em grande parte devido às gomas de fruta caseiras , que faço várias vezes por semana e consumo diariamente. Até acertar com a receita tive algumas 'fornadas' sofríveis que, confesso, custaram a acabar - mas depois de chegar à fórmula ideal nunca mais olhei para trás, e ando há meses viciada nas minhas gominhas, sem sinal de mudança à vista :)  Desta forma, não é de estranhar que me veja encorajada a fazer mais experiências com gelatina entre os ingredientes. Ultimamente, e em particular depois do sucesso do leite creme proteico , andava com a ideia de fazer uma espécie de pudim flan instantâneo mesmo simples: apenas leite, whey e gelatina para solidificar. Se por um lado me parecia que uma ideia tão simples estava a pedir para ser testada, por outro custa