Avançar para o conteúdo principal

Bolo Mármore

Há uns tempos estava viciada em fazer éclairs. 
Quando os fiz pela primeira vez correu tudo muito bem e sem percalços, recheei-os da maneira mais simples possível (com natas batidas) e ficaram decentemente bonitinhos - o suficiente para que eu, pessoa com uma falta de jeito assumida para tudo o que envolve qualquer tipo de destreza manual (especialmente se também envolver uma boca de pasteleiro), ficasse orgulhosa. Tentando prolongar o orgulho por mais tempo, repeti a receita vezes sem conta, ao ponto de fazer parte do meu 'ritual de sábado'.
O meu 'ritual de sábado' era uma coisa engraçada. Acordava não muito cedo, ia comprar pão fresco e  tomava o pequeno-almoço. Depois o dia tornava-se num turbilhão de coisas relacionadas com éclairs, entre elas fazer a massa, distribui-la por dois tabuleiros, preparar o creme de pasteleiro (porque peritos de verdade não combinam éclairs com natas batidas) e por fim preparar a cobertura e recheá-los... E olhar para o pantanal em que se tornara a cozinha.
O cenário era mesmo desastroso - entre loiça suja, chocolate e farinha nas bancadas, sacos de plástico pegajosos e uma panela difícil de limpar (quem já fez éclairs saberá como é, o requisito da formação de uma película na base não é para fracos) ficava sem mãos a medir. Então limpava tudo e finalmente estava livre, já a meio da tarde, mais ou menos quando saía para correr durante 2 horas. 
Voltava, respirava um bocado e ia tomar banho, para depois ir comer arroz de favas (e éclairs para sobremesa).
A verdade é que tenho tendência para complicar e fazer sobremesas que envolvam bastante trabalho. É mesmo raro fazer um bolo simples, mas estou a trabalhar nisso. Enquanto os completamente simples não se tornam regulares, sempre posso fazer uns com massa pouco complicada e elaborar um bocado a forma. Preferencialmente sem ocupar dias inteiros...







Bolo Mármore
Adaptado daqui
Para 1 bolo médio

Ingredientes:
[  150g de manteiga (sem sal)
[  200g de açúcar
[  5 ovos
[  250ml de leite
[  250g de farinha
[  2 colheres de chá de fermento em pó
[  Raspa de 1/2 limão
[  100g de chocolate em pó
[  50ml de água quente

Preparação:
| Bater com uma batedeira elétrica a manteiga e o açúcar até formar um creme esbranquiçado e fofo (derca de 5 minutos).
| Separar as gemas das claras e adicionar as primeiras à mistura anterior, batendo bem a cada adição.
| Juntar o leite, incorporando apenas um pouco e acrescentando depois o resto, em fio e mexendo sempre (sem bater).
| Bater as claras em castelo.
| Envolver no creme de manteiga porções alternadas (cerca de 1/3 de cada vez) de claras em castelo e de farinha, peneirando esta última juntamente com o fermento e misturando até estar homogéneo após cada uma das adições.
| Transferir metade da massa para um outro recipiente e incorporar neste a raspa de limão.
| Dissolver bem o chocolate em pó na água quente e adicionar ao conteúdo do recipiente original.
| Numa forma untada e enfarinhada, de preferência com buraco no meio, colocar segundo o padrão desejado cada uma das massas.



Eu nunca tinha comido bolo mármore e associava às máquinas taciturnas com bolos secos embrulhados em plástico e rótulos de letras minúsculas, mas é um bolo delicioso. Para além do efeito visual interessante fica muito fofo, com um contraste de sabores e texturas bastante agradável. A parte do chocolate é mais húmida e a branca mais fofa, quebrando a monotonia dos bolos de chocolate, o que, tornando o bolo desenjoativo, justifica completamente uma segunda fatia.
Eu achava aborrecido fazer bolos 'normais' deste tipo, sem coberturas, mas não é - de todo. Ainda resisti antes de me render às evidências, mas mil vezes isto do que uma fatia de bolo com recheio/cobertura/glacé/todos (devidas excepções feitas, nomeadamente ao 'alemão' que um dia aparecerá por cá). 

Comentários

  1. Avelã querida,
    Eu gostei da receita e do contraste das cores, delícia!

    Bjs, ótima semana! ♥

    ResponderEliminar
  2. Gosto particularmente da foto dele ainda em cru! Mas depois de cozido ficou lindo! Sabes, durante anos, eu e o bolo marmore não tivemos uma relaçao simpatica! Era o bolo que a minha mae fazia fim de semana sim, fim de semana sim senhor! Apesar da minha insistencia para que ela mudasse o ritual e consequentemente o bolo, ela recusava dizendo que aquele era o bolo que ela fazia melhor e que nunca falhava! Era a imagem de marca dela, disso ninguem tinha duvidas! Pois bem, enjoar o bolo foi inevitavel! Durante anos não o podia ver à minha frente! Nem sequer ouvir falar nele! Mas quando se tem um blog e principalmente quando se acompanha outros blogs, vemos o que queremos e o que nao queremos. E vi o bolo marmore bastantes vezes, até que resolvi fazer! Se eu não conseguisse comer, os restantes 4 ca de casa haveriam de conseguir! Nao fiz a receita da minha mae, nao, nao! Fiz a que mais me agradou e olha, eu e o bolo marmore fizemos as pazes! Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Nunca tinhas comido? Olha o que andaste a perder, este bolo é delicioso!! :)
    Eu prefiro este aos complicados e cheios de cremes... fazê-los é como uma terapia! Fico a aguardar as proximas aventuras neste campo! :)

    ResponderEliminar
  4. Sabes que é das coisas que mais me dá gosto fazer? Um bolinho normal, sem grandes complicações, daqueles que as avós faziam :)
    O bolo mármore era sempre um sucesso com o seu aspecto riscadinho. Adorava vê-la a fazer o marmoreado com tanta precisão ... avós...
    beijinhos
    sara

    ResponderEliminar
  5. Oi Avelã, eu nunca provei bolo mármore! E ri muito quando afirmou gostar das receitas mais complexas.... Parabéns, sou sua fã!
    Beijo,
    Vandira

    ResponderEliminar
  6. Adorei o resultado final. Tal como a Aminah Luiza disse, achei muita piada ao dizer que gosta é das receitas mais elaboradas em termos de confecção. Bjinhos ;)

    Tânia Tiago
    Bimby & Sabores da Vida

    ResponderEliminar
  7. Ficou fantástico,......
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    http://strawberrycandymoreira.blogspot.pt/
    www.facebook.com/omeurefugioculinario

    ResponderEliminar
  8. Olá Avelã!
    Como sempre, sou fã dos seus textos...A minha mãe é como você, passa tardes nas receitas mais complicadas...ela tem uma massa de croissant que leva dois dias, é um tal e tirar da geladeira, abrir a massa, passar a manteiga, dobrar novamente, colocar na geladeira e por aí vai...rsrs
    Ela também tem o dias dos eclairs, normalmente próximo à noite de Natal...ela recheia com doce de leite e monta aquelas torres, sabe?
    Eu confesso que sou mais preguiçosa para essas coisas, gosto de receitas práticas, como esse bolo mármore!
    Beijos mil e uma semana de paz a todos nós!
    www.deliciasdavodeo.com.br

    ResponderEliminar
  9. Olá avelã, olha que maravilha que nos mostras... Eu gosto de bolo mármora, não é dos meus preferidos mas gosto :-) Mas não ando muito satisfeita com os que tenho feito, por isso é que nem pus receita... eles teem ficado um pouco secos e eu gosto deles com esse toque de chocolate húmido! Por isso vou sem dúvida experimentar esta tua versão... Depois digo o que achei!!! Beijinhos*** boa semana.

    ResponderEliminar
  10. Ficou lindíssimo o teu bolo.mármore e deve ser muito saboroso.
    Bjn
    Márcia

    ResponderEliminar
  11. Uau! Ficou com um aspecto maravilhoso e de sabor deve ter ainda ficado melhor =D

    Já fiz duas versões do bolo mármore, o normal e a versão vegan e ficaram ambos excelentes =)

    Beijocas

    ResponderEliminar
  12. Adoro este bolo. Faz-me lembrar a minha infância, já que a minha mãe o fazia montes de vezes!

    ResponderEliminar
  13. Como te compreendo :) Achamos sempre que se é simples demais... pode ser feito em qualquer altura! Então escolhemos sempre as coisas mais complicadas e demoradas.
    Confessa, não deu muito trabalho esse marmoreado deu? ahahah :) Está lindo, e deve estar super gostoso! Beijinhos

    ResponderEliminar
  14. Por acaso nunca associei a bolos secos! Talvez porque a minha mãe o fazia várias vezes!
    Este teu ficou lindo :)
    Está com as camadas bem delineadas!
    Deve estar uma maravilha!
    Um beijinho grande

    ResponderEliminar
  15. Havia alguém cá em casa - já não sei se era a minha avó quando era viva ou a minha irmã quando morava cá em casa- que fazia o bendito.bolo mármore na perfeição. Ficava sempre tão bom...

    ResponderEliminar
  16. Adoro éclairs - da Quinta do Paço. Sei bem do que falas quando falas em preparação da massa. É que estou "traumatizada", como diz uma certa malta. De tal modo que equaciono a compra de uma Bimby - estou mesmo tentada, que a geringonça é quase mágica.

    O bolo de mármore é ótimo e uma doce recordação dos meus lanches da infância.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  17. Um bolo que nos deixa sempre na expectativa de ver como fica o marmoreado! Adoro ;)
    Beijinho

    Recanto com Tempero
    http://recantocomtempero.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  18. Adoro esse bolo! E nunca consegui deixar assim com esse efeito...No meu eu limito-me a desenhar uma flor em cima mas, a massa (com chocolate) fica em cima e não assim misturada como a tua. :)

    MORNING DREAMS

    Sofia Silva, Beijos*

    ResponderEliminar
  19. Que lindo, é um dos meus bolos favoritos!! Adoro :P

    Adoro o aspeto final :P

    http://deaprendizachef.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  20. Esse bolinho é muito bom! Mas não os comprados - os caseiros!
    E são mesmo os meus preferidos. Recheados, só raramente. Estes, são perfeitos para o café da manhã ou lanches e acho que vc ficará fã.
    Realmente, a pior parte da cozinha é limpar toda a bagunça rsrs.

    Abração esmagador.

    ResponderEliminar
  21. Hum que aspecto maravilhoso :)
    beijinhos

    http://passosdemoda.blogspot.pt/


    ResponderEliminar
  22. No período passado uma das receitas do exame eram os eclaires, tão temidos por todos mas curiosamente era o que eu mais gostava, claro que não tive sorte e calhou-me a tarte de limão merengada... não correu como eu gostava claro mas já passou... este bolinho tem mesmo uma carinha doce ;)

    www.therasiathecook.blogspot.com

    ResponderEliminar
  23. Sabes, eu também sou assim! Por vezes um simples bolo não me serve, não me enche as medidas, olha nem sei bem explicar. Então entro no caminho das sobremesas complicadas e adoro fazer éclaires e/ou profiteroles que dá o mesmo trabalho. Este sábado que passou só fui tratar de um docinho já passava das 17:30 e comecei por fazer pão de ló de ovar pois preciso de experimentar para depois colocar no blog antes do Natal. Mas o pão de ló já estava no forno e eu não estava satisfeita. Sabes o que acabei a fazer? Donuts! Era farinha por todo o lado, óleo para os fritar, uma lástima! Mas no final estava feliz e os donuts ficaram uma maravilha :)
    Beijinhos
    Cláudia
    http://vidadeprazeres.blogspot.pt

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Produtos #91 - Pudins Proteicos do Lidl (Baunilha/Chocolate)

Hoje o post é sobre a febre do momento: os pudins proteicos do Lidl :P Para quem não está a par, há algumas semanas começaram a aparecer nos supermercados portugueses da cadeia Lidl uns pudins proteicos muito parecidos aos da Ehrmann. Estão disponíveis em duas versões: baunilha e chocolate . Cada pudim ( 200g ) tem cerca de 150kcal e 20g de proteína e custa 0.99€ . Não têm açúcar adicionado , e são isentos de lactose e de glúten .  Por vezes recebo comentários a referir que o teor de açúcar não é nulo (4g/100g) , mas é importante referir que este açúcar é naturalmente presente . Os iogurtes naturais não adoçados têm uma quantidade de açúcar semelhante. Outro ponto importante a referir é que a proteína também vem do leite , que é uma fonte de qualidade (por ser completa, ao contrário por exemplo do colagénio ou glúten). Antes que fiquem excessivamente entusiasmados, devo dizer que encontrá-los não é tarefa fácil: a procura anda ao nível dos skyr na altura em que foram lançados (

Bolo de Spéculoos

  Com quase dois meses de atraso, venho deixar a receita do bolo que fiz para o meu aniversário. Mais pequeno que o habitual, tendo em conta a situação pandémica na altura (nos últimos dois anos não tive muita sorte com o timing do meu dia de anos). Para compensar, fi-lo em modo *overdose de spéculoos*: spéculoos  alegram qualquer situação :D O recheio foi improvisado à última da hora: tinha planeado fazê-lo com natas batidas e creme de spéculoos, mas aqueci o creme para ficar mais fluido e a temperatura fez com que as natas coalhassem. Fiquei sem o único pacote de natas que tinha, mas felizmente sou  exagerada  precavida e tinha meia dúzia de frascos do creme de barrar.  Acabei por desenrascar um recheio misturando-o com o pudim de caramelo da Ehrmann como base, o que de resto prova a minha tese de que há poucas coisas que não se resolvam com um pudim de caramelo da Ehrmann :P Foi tudo pelo melhor, porque ficou delicioso! Deixo a receita para que possam experimentar :)  Bolo de Spécul

Madalenas Sem Açúcar

Tenho a tradição de testar uma receita nova de cada vez que recebo ou compro uma nova forma. Por vezes as ideias são muitas e não é fácil escolher, mas quando a My Tup Love  me enviou esta forma não houve sequer um momento de indecisão: forma de madalenas pede madalenas :D  Juntei o útil e agradável, e usei na receita a recentemente lançada aveia de custard. O seu aroma docinho a lembrar bolos com limão não podia ser mais adequado para o efeito :)  Madalenas Sem Açúcar Para 6 madalenas Ingredientes : [  1 ovo [  50g de quark natural [  25ml de leite [  75g de farinha de aveia com sabor (usei a de custard da EU Nutrition , que tem um saborzinho a limão fantástico; podem encomendar com 15% de desconto usando o cupão euavela15 no site) [  1 colher de café de fermento Preparação : | Bater o ovo com o quark durante dois ou três minutos. | Baixar a velocidade para o mínimo e adicionar o leite, batendo apenas até este estar incorporado.  | Juntar a farinha e o fermento envolver com uma espát