sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Preparação de Refeições Saudáveis #1 - Chili, Arroz Basmati e Vegetais Salteados


Contrariando a tendência que tenho para publicar receitas doces (geralmente em versão saudável, mas continuam a ser doces), decidi iniciar esta rubrica. A minha ideia é mostrar o que faço quando preciso de ter refeições adiantadas e, espero, ajudar algumas pessoas a variar as suas ementas com sugestões práticas que possam ser aquecidas e servir de refeição rápida quando o tempo escasseia. Às vezes custa, mas ajuda muito preparar e planear refeições com antecedência (no fim-de-semana, por exemplo). Confessemos - se não o fazemos durante o  nosso tempo livre não o faremos durante a semana, quando a vontade de estar na cozinha é substituída pela realização de que o sofá é mesmo confortável e já passaram mais 5 anos desde a estreia do Game of Thrones, pelo que a nossa memória está um pouco enferrujada e convém relembrar a série inteira até ao próximo Verão. Resultado? As refeições pouco ou nada variam e não saem do básico (traduzindo por miúdos, sobrevive-se a atum a semana inteira  - isto se chegar a vontade de abrir a lata, senão vai de iogurte). 

No geral vou seguir a fórmula proteína + hidratos de carbono + vegetais, o que não significa que não farei eventualmente alterações para seguir determinadas ideologias alimentares (planeio incluir nesta rubrica versões paleo, vegan, entre outras, para que haja alguma variedade). Sendo comidas que facilmente se aquecem no microondas, são excelentes - modéstia à parte - sugestões para quem utiliza marmitas, mas são úteis também para quem não o faz (eu, por exemplo, não uso marmitas e continuo a seguir estas sugestões. Obviamente. Porque sou eu que as faço). 

Sugestão 1 - Chili de frango (sem feijão), arroz basmati e feijão verde salteado com repolho e cogumelos
 Hidratos de Carbono - Arroz Basmati

Já acalmou um pouco a moda do arroz basmati, mas pessoalmente continuo a adorá-lo. Além de ser (o arroz, não eu) um pouco mais saudável que o arroz normal (por ter um menor índice glicémico), fica ótimo sem refogado (o que se traduz em menos trabalho e no fim da era do cheiro a cebola nas mãos, um sonho) e quando feito da maneira certa fica sempre soltinho (como se ainda fosse preciso mais para me convencer).

Se ainda não estão convertidos, duvido que resistam a este adorável deus indiano com 4 braços (imagino eu que o seja)
Para o caso de os milhares de tutoriais que andam por aí não vos chegarem, deixo aqui registada a minha maneira de fazer o arroz. 

Costumo demolhá-lo durante 20 minutos antes de o cozer, mas podem deixar durante mais tempo ou ainda, se este não abundar, passá-lo por água várias vezes. No caso do arroz basmati, este processo melhora o sabor e a textura (fica mais aromático e mais solto). Depois escorro a água, coloco-o num tacho, adiciono sal (1/4 de colher de chá para 200g de arroz, a chave que pode ajudar se têm tendência para fazer, e cito, 'comida insossa' como eu - pfff, comentário de futuros hipertensos, não se pode ligar muito ao que eles dizem) e cubro com água a ferver (350ml de água para os tais 200g de arroz, mas, como é óbvio, podem variar as quantidades mantendo a proporção). Coloco então o arroz a cozer no fogão, em lume médio, passando o lume para baixo e tampando o tacho* assim que a água ferve. 15 minutos depois de passar o lume para o mínimo retiro o arroz do fogão e, sem o destapar, deixo-o descansar durante uns 5 minutos. Então solto-o com um garfo e sirvo :)

*Convém que a tampa encaixe bem no tacho e que o arroz fique bem tapado. Se os vossos tachos forem velhinhos e estiverem todos deformados devido a anos de quedas e maus tratos (não que conheça nenhuns tachos em tal situação... ;)) podem colocar papel de alumínio por cima do tampa do tacho e dobrá-lo um pouco nos lados deste, para que ele fique bem selado. Se a minha maravilhosa explicação não for suficiente, podem ver o que quero dizer nesta imagem.

Ainda não solto com um garfo e mais direitinho do que um penteado fixado a laca dos anos 60
Já solto com um garfo e agora rebelde como uma cabeleira dos anos 70 inspirada no outbreak punk  (mas ainda fixada a laca)
Este arroz tem um sabor um pouco caraterístico, mas pessoalmente adoro-o e até o acho melhor do que o normal. É também, claro, uma questão de hábito - anos e anos de arroz 'normal' feito com refogado resultam em desconfiança perante novas experiências... :P

Proteína - Chili de Frango (Sem Feijão)

Caso se estejam a perguntar por que estranho motivo escrevo sem feijão como se se tratasse de um chili especial, tirem essa ideia da cabeça - é mesmo porque eu me esqueci de que o chili tinha usualmente feijão até o estar a comer, e não queria chamar-lhe chili sem a parte do '(sem feijão)' para que os puristas do chili não ficassem ofendidos com tal ultraje. ;)

Esta é uma receita muito simples que publiquei no blog há séculos (aqui); desta vez fi-la com os mini pimentos coloridos do Lidl, por isso ainda ficou melhor (o que é que não fica melhor com mini pimentos coloridos do Lidl?). ;) Cozinhei também o frango antecipadamente, mas esta parte é uma questão de preferência. 

Se se cansam de comer frango (ou peru) sempre da mesma forma, garanto-vos que este prato é uma lufada de ar fresco - o sabor fica completamente diferente do do frango picado simples (para melhor), recomendo. Fiz uma dose enorme e não me cansei de o comer aquecido! Até porque é muito versátil - não é preciso estar sempre a comê-lo com arroz, pode-se variar o acompanhamento e a apresentação. A título de exemplo, gosto particularmente de o usar como recheio para crepiocas :)

Crepioca com chili e uma mistura adorável de tomates cherry :)
Vegetais - Feijão Verde Salteado em Alho com Repolho e Cogumelos

Originalmente tinha pensado em fazer apenas repolho salteado, mas depois reparei que um saco de feijão verde repousava ao lado do repolho no meu frigorífico (não me perguntem como foi lá parar). Não sou a maior fã de feijão verde, mas estava cheia de boa vontade para com os vegetais naquele dia, por isso decidi juntá-lo. Agora a parte dos cogumelos - lembram-se daquela frase sobre eu fazer comida insossa? Pois, acho que essa crítica me afetou e me levou a sobrecompensar, exagerando na quantidade de sal no feijão salteado com repolho. Os cogumelos vieram salvar o dia. Convenientemente, são deliciosos.

Claro que podem 'personalizar' este tipo de salteados - basta dourar uns dentes de alho em azeite ou óleo de coco e começar a adicionar vegetais ao vosso gosto, começando pelos que demoram mais tempo a cozinhar. Neste caso, comecei pelo feijão verde e apenas adicionei o repolho no fim, porque este amolece muito depressa.

E é basicamente isto - mas, claro, não vou terminar o post sem uma fotografia de grupo, ainda para mais sendo este o grupo iniciador da rúbrica. Só eu sei como vocês gostem destas coisas.

Apreciem ;)

19 comentários:

  1. Eu gosto muito de arroz basmati e agora nunca encontro à venda! Ainda tenho de ir à um outro supermercado confirmar, mas no que vou habitualmente deixou de haver. E não foi só o arroz basmati, o mesmo aconteceu com uma série de outros produtos. Agora que mudei os meus hábitos alimentares é que as coisas deixaram de estar à venda! Whatever... Gosto desta nova rubrica e escusado será dizer que adoro o teu sentido dd humor! Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Gosto de arroz basmati,mas o meu marido não e por isso raramente faço. Gostei da tua explicação e da sugestão também.
    Bjn
    Márcia

    ResponderEliminar
  3. Gostei da sugestão! Também gosto muito de arroz basmati, acho muito prático!
    Beijinho
    http://asreceitasdamaegalinha.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Nunca provei desse arroz, mas o que me ri com as legendas do arroz! :p
    Mas olha que eu faço arroz normal sem refogado e fica muito bom, é só colocar num tacho a água, o sal (pouco) e um fiozinho de azeite, quando a água começa a ferver junto o arroz e mexo com um garfo. Depois é só deixar secar a água. Fica muito bom! :D
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  5. Gosto muito de arroz basmati - e das legendas , nem se fala!
    beijo

    ResponderEliminar
  6. Adoro arroz! Tenho sempre o basmati, thai e o agulha em casa, são as bases, depois vou acrescentando, tenho o integral, o de risotto, o de arroz doce, selvagem, vaporizado (dá para perceber que gosto de arroz! ). O carolino é que não tem sorte aqui, o meu marido não o tolera. Eu houve uma fase que era muito certinha e aproveitava um dia do fim de semana para preparar comida, congelava, assim durante a semana tinha tudo mais ou menos orientado, chegava bastante tarde nessa altura. A organização ajuda muito! Tenho de experimentar essa versão com frango, gostei muito! :)

    ResponderEliminar
  7. Hello, querida Avelã!
    Esse arroz pra mim é novidade e a forma de prepara-lo também.
    Pratos saudáveis são bem vindos sempre, obrigada pela partilha de dicas
    e receitas maravilhosas!

    Beijinhos no seu ♥

    ResponderEliminar
  8. Mas que belas ideias :)
    Nunca fiz arroz assim! Aliás, nunca fiz arroz basmati :/ pois, eu sei... devo ser a única que ainda não fez este arroz! Vou guardar está forma de o cozinhar para experimentar em breve.
    Acho que ainda não te disse mas adoro as crepiocas :D comecei por fazer uma reeita só não para provar... até que tive de fazer a reeita a triplicar porque todos queriam eheheheheheheh
    Agora já faz parte dos meus pequenos almoço e lanches. Ainda não usei na versão salgada.
    Gostei muito desta nova rúbrica, eu sou de marmitas ;) por isso as ideias vêm mesmo a calhar.

    ResponderEliminar
  9. Só costumo demolhar o arroz integral. O basmati nunca. E sempre a aprender ;) Beijinhos

    ResponderEliminar
  10. a minha marmita fica quase sempre em casa pois é lá que a como...esta rubrica vai dar um jeitaço,:)

    ResponderEliminar
  11. Uma sugestão a apontar sem dúvida =)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Belo arroz! (Adorei o tacho :D )
    Beijinho

    Recanto com Tempero
    http://recantocomtempero.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  13. Adoro arroz basmati. Que boas dicas e receitas. Obrigada:)
    Beijinho

    Bimby sabores da vida

    ResponderEliminar
  14. Belas receitas que aqui apresenta. :)

    ResponderEliminar
  15. Fiquei curiosa para provar deste arroz. Ótimas sugestões.

    Bjs

    Tânia Camargo

    ResponderEliminar
  16. Que excelente aspecto =)

    Nunca comi desse arroz. Ando para experimentar pois também já me falaram muito bem dele =)

    Beijocas

    ResponderEliminar
  17. Que excelentes usgestões. Eu cá adorei :)
    Beijinhos
    Cláudia Ralha
    http://www.oprazerdacozinha.com

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...