domingo, 21 de outubro de 2018

Preparação de Refeições #7 - Massa de Tamboril e Camarão



Como já se tornou rotina de Domingo, hoje partilho convosco a preparação de refeições que fiz para a semana passada.

Desta vez incluiu apenas um elemento: a massa de tamboril e camarão cuja receita partilhei na terça-feira.

Receita aqui
Sendo que toda a preparação consistiu nisto, não há muita mais informação para partilhar, mas ainda assim quis vir aqui deixar algumas dicas (até porque seria uma vergonha quebrar agora o meu streak de 4 semanas seguidas a publicar na rubrica :P).

Em primeiro lugar, queria referir que ao contrário do costume não utilizei o microondas para aquecer as refeições. Visto que este género de comidas com molho ficam muito mais espessas quando reaquecidas, aqueci num tacho no fogão de forma a poder adicionar água quente de forma mais prática. Eu tenho esta facilidade porque faço as refeições em casa; se não for o vosso caso, sugiro adicionar mais água ao tacho no dia em que fizerem a comida, tendo já em conta que quando esta for aquecida a consistência ficará mais espessa.

Depois, queria também dizer que fiz duas opções não-muito-brilhantes no que diz respeito a esta preparação. A primeira foi colocar beringela aos cubos quando praticamente nunca tinha comido beringela antes (só uma ou duas vezes na sopa). Pensei que fosse um vegetal com um sabor muito neutro, como a courgette, mas para mal dos meus pecados isso não se verificou. Achei-a bastante amarga e ácida, e estranhei tanto o sabor como a textura. 

Costuma-se dizer para não experimentar roupa nova em dias de prova (no contexto das corridas), e acho que devia haver uma versão semelhante para a culinária - não experimentar alimentos novos no dia em que se está a fazer comida para a semana toda. Se bem que, em retrospetiva, qualquer pessoa com dois dedos de testa teria reparado logo que era má ideia :P

Na mesma linha de pensamento, também não foi genial usar peixe e marisco com sabores tão fortes, uma vez que comi esta refeição uma vez por dia durante cinco dias. Não fiquei propriamente enjoada (a não ser da beringela, mas isso resolveu-se retirando-a da minha vida), mas teria sido melhor optar por coisas mais neutras, como fiz nas preparações anteriores. Se estão a pensar em preparar este prato com o objetivo de adiantar refeições, como eu fiz, sugiro que façam só para metade dos dias, por exemplo, e alternem com outra coisa.

Uma vez que não tenho mais nada para dizer e 90% do post até agora serviu para dizer mal das minhas próprias escolhas, vou mostrar-vos os produtos que usei para não deixar as coisas por aqui :P

Tamboril, camarão e mexilhão
O tamboril e o camarão são do E. Leclerc, enquanto que o mexilhão é do Lidl. Apesar de estes produtos serem associados a um preço elevado (especialmente o marisco), não ficaram propriamente caros - não me lembro exatamente de quanto custaram, mas além de serem de marca branca foram todos comprados em promoção e penso que se fizesse as contas o preço das refeições desta semana acabaria por ser semelhante ao das outras.

O tamboril é mais 'clássico' no que toca a pratos de arroz ou massa, mas também poderiam usar outros peixes, quer aos pedaços quer em lombinhos, por exemplo. Agora que penso nisso, aqueles lombinhos de pescada que se vendem congelados devem ficar ótimos!

A propósito de congelados, provavelmente terão reparado que os produtos da imagem acima eram todos congelados. Eu uso muito porque são bem mais práticos e não acho que fiquem piores a nenhum nível. Apenas deixo a descongelar no frigorífico de um dia para o outro e depois uso normalmente :)

Quanto à massa, usei esta:

Também comprada no E. Leclerc
Optei por massa integral, mas podem usar qualquer outro tipo de massa (o mesmo vale para o formato). Mesmo se tiverem intolerância ao glúten, já encontram alternativas nos supermercados; penso que o Lidl tem uma gama de massas de milho bastante boas, e mesmo no Pingo Doce, Continente e etc. já se encontram alternativas de quinoa, trigo sarraceno, lentilhas e etc.


A nível de ingredientes as massas costumam ser boas (qualquer uma). Chamo antes a vossa atenção para o tempo de cozedura, que pode variar bastante (especialmente em massas que não sejam de trigo); se usarem uma diferente pode ser preciso deixar ao lume durante mais ou menos tempo.

De resto, apenas usei ingredientes frescos (com exceção da couve-flor, que também era congelada - mas vai dar ao mesmo, cozo como faria se fosse fresca). Assim, acabou por aqui o post com menor densidade de informação de sempre :P

Apenas partilho as fotografias da praxe, da comida já no prato :)


Não sei se dá para ver, mas a consistência do molho ficou ótima!
E pronto, por hoje é só isto. Prometo que para a semana terei mais conteúdo (e menos escolhas idiotas devidas a falta de planeamento) :P

2 comentários:

  1. Tão bom!
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    strawberrycandymoreira.blogspot.pt
    http://www.facebook.com/omeurefugioculinario
    https://www.instagram.com/marysolianimoreira/

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...