domingo, 17 de maio de 2015

Pudim de Ovos na Panela de Pressão - Mais Conhecido por 'O Melhor Pudim de Sempre'


O meu legado de receitas de sobremesas não é vasto.
A praia da minha avó é as feijoadas (segundo ela, foi ela quem inventou pôr carne desfiada na de feijão vermelho :P), arrozadas (com ervilhas de quebrar - TÃO bom) e assados (featuring batatas crocantes muito boas).
Da parte da minha mãe chegam-me apenas relatos que remontam a um bolo de bolacha "perfeito", segundo a minha avó, e que nunca veio a ser reproduzido por nenhum mortal (apesar de a minha mãe jurar que é só bolachas, café e natas). 
Podiam já começar a adivinhar o quanto as minhas festas de família são tristes, mas esquecem-se de uma variável: os pudins da minha tia (que na verdade é tia-avó, mas como esse é um nome estúpido vou omitir a segunda parte. E o hífen).
Os pudins que a minha tia faz religiosamente para qualquer festa de família são simplesmente perfeitos - densos, com uma textura suave e um sabor muito agradável e leve a caramelo. 
Já algum tempo que lhe queria pedir a receita, mas fui avisada por familiares que seria uma tarefa perigosa - havia lendas e histórias de gente a desfalecer de desidratação enquanto ouvia a longa descrição do pudim alternada com histórias sobre netos.
Numa festa de família em que o pudim estava especialmente delicioso, com o juízo toldado pelo açúcar, ganhei coragem e pedi a receita.
A resposta foi, apesar de tudo, rápida e indolor - e valeu imenso a pena, porque agora tenho a receita do pudim perfeito que já repeti 10 vezes.
E agora posso partilhar a perfeição convosco - portanto espero que agradeçam a bravura altruísta que me levou a arriscar horas de vida ;)





Pudim de Ovos

Ingredientes:

Para o caramelo
[  200g de Açúcar (ou menos, se forem experientes e não entrarem em pânico por o caramelo solidificar enquanto a forma ainda não está toda coberta)

Para o pudim
[  8 ovos
[  450g de açúcar
[  2 colheres de sopa amido de milho (não muito cheias)
[  500ml de leite meio gordo

Preparação:

Para o caramelo
| Peneirar o açúcar para um tacho, tentando que fique uma camada de igual espessura em todos os pontos.
| Levar a lume médio-baixo até que o açúcar dos cantos comece a derreter.
| Com uma colher de pau, ir puxando o caramelo dos cantos para o centro.
| Assim que esteja tudo líquido e de cor castanha-clara, usar o caramelo para cobrir a forma. Costumo pôr primeiro na saliência do centro e depois ir rodando para cobrir os lados. Com o que sobrar podem caramelizar uma maçã, é extremamente divertido.

Para o pudim
| Bater os ovos com o açúcar, utilizando uma vara de arames.
| Juntar o amido de milho e bater bem.
| Adicionar o leite e voltar a bater (sempre à mão).
| Verter para a forma com caramelo. 
| Tampar a forma e colocá-la no centro de uma panela de pressão, colocando água até metade da altura da forma. Por cima da tampa costumo pôr um quebra-nozes, para não correr o risco de o pudim levar um banho.
| Levar a panela ao lume. 
| 25 minutos após ter começado a ferver, retirar a panela do lume e retirar o pudim (quando sair a pressão).
| Desenformar quando completamente frio. É bom à temperatura ambiente, mas depois de desenformar costumo guardar no frigorífico.



Eu pensei que o caramelo fosse mais difícil de fazer - toda a gente fala nas queimaduras do caramelo e etc, mas acho que isso acontece mais quando se adiciona água, o que de qualquer das maneiras lhe retira alguma deliciosidade. O procedimento é pacífico e o caramelo não «salta» de todo, exceto no fim, quando para limpar o tacho o cubro com água a ferver - e mesmo aí é mais uma espécie de efervescência engraçada e barulhenta (que soa profissional) no tacho do que salpicos assassinos. Nunca me queimei e não sou muito experiente nestas coisas (apesar de já ir sendo, uma vez que fiz este pudim imensas vezes).
Limpar o tacho é fácil - só juntar água quente e levar ao lume. A forma costumo deixar de molho.
Agora passando para a descrição do pudim - isto é a melhor coisa de sempre. Há quem prefira pudins com furinhos, mas acho que essas pessoas ainda não provaram este - muito suave, cremoso, com um sabor muito agradável e, muito resumidamente, perfeito. O caramelo não tem aquele sabor «agressivo» e cheira muito bem. Além de tudo isto é extremamente rápido de fazer e a confeção é simples, o que dá sempre jeito. Já agora, e  para contrariar o que é a queixa geral, quando faço este pudim fica tão bom como o «original» (feito pela minha tia).
Antes deste experimentei vários pudins (receitas retiradas da internet) e nenhum se compara a este (tirando um de café delicioso!). FAÇAM. Rápido.

32 comentários:

  1. Maravilhoso! Adoro, pudins, adoro! E este da tua tia (sem hifen e sem avó :) é fabuloso! Vou já guardá-lo.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Oh meus Deus! Esse pudim tem tão bom aspecto! :D
    parece mesmo cremoso, e de sabor será certamente delicioso :)

    Beijinhos
    http://petiscana.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  3. Esse é o pudim da minha mãe, o pudim perfeito.
    Beijo e boa semana.

    ResponderEliminar
  4. Por acaso não sou nada fã de pudins, daí que nunca me tenha apetecido aprender a fazê-los.Cá em casa, sempre que há receitas com caramelo, é a minha avó quem o faz e, quer a minha mãe, quer eu, nunca nos atrevemos a fazê-lo. Aquele feito pela avó é divinal ;) mas, lá está, tenho de aprender a fazer porque cozinhar é um acto de partilha, certo? E eu não posso ser egoísta e só fazer ou aprender receitas de que goste ;) e gostei desta receita!

    ResponderEliminar
  5. Também não sou grande apreciadora mas tem um excelente aspecto =)

    Beijocas

    ResponderEliminar
  6. Olá Avelã: antes de mais parabéns pela tua bravura em pedir a receita, que desde já agradeço do fundo do coração, pois não saber como se podia fazer esta maravilha seria crime, de certeza. Adorei a fatia ( sem furinhos e linda!!!!!) e também o pudim, a (s) forma(s) e a receita, claro.
    Bjn
    Márcia

    ResponderEliminar
  7. Aiiaiaiai que maravilha dos Deuses é esta? E que feijada de feijão vermelho com carne desfiada é essa que eu não conheço? Ai que eu jantava de novo agora =P


    Beijinho*

    ResponderEliminar
  8. Olá Avelã!!!
    Pelo visto a criatura surpreendeu o criador...valeu ter pedido a receita! O pudim ficou lindo, com uma cor de encher os olhos!
    Beijo e ótima semana pra ti! =)

    ResponderEliminar
  9. Como já disse a minha querida amiga Márcia em seu comentário, PARABÉNS mesmo pela bravura kkkk
    O pudim parece ser perfeito!
    Vou levando a receita...
    Bjssss querida e uma semana de sucesso e abençoada p/vcs

    ResponderEliminar
  10. que pudim excelente, só o aspeto diz tudo né, mas para mim queria mesmo comer uma fatia :D, que pudim perfeito.


    O Cantinho dos Gulosos

    ResponderEliminar
  11. Oh minha querida, obrigada! Receitas de família é do melhor que há, eu que o diga! Também há pratos na minha família que cada um faz como ninguém! Ninguém consegue reproduzir o bacalhau com natas ou o pudim de todos os dias da minha mãe! Bem, se calhar eu consigo (mas é só porque a vi fazer uma milhenta de vezes e porque a minha mão para a cozinha é muito parecida com a dela)! Agora apareces-me tu com esse pudim maravilhoso! Queres ver que me vais "obrigar" a tirar a panela de pressão do armário (esse utensílio que eu tanto gosto, como sabes...) para fazer esta delícia?! Olha que vou mesmo, acredita! Quem sabe não seja assim que me passe a fobia! Quanto a fazer caramelo, eu acho que é facílimo. Faço o meu só com açúcar. Dizem que fazer com água é mais fácil. Eu discordo complemente! Ainda não fiz um com água que acertasse! Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu nunca tive problemas em replicar receitas de família. Mas esta é a única... :P
      Nunca comi um bacalhau com natas decente! :P
      Herdar as mãos de uma mãe que cozinha bem, que sorte! :D
      Vale a pena ultrapassar o medo :P ou pede à tua mãe, eu peço sempre à minha avó! E acho que este pudim até é capaz de ser uma boa terapia ;)
      Eu só tive uma vez problemas com o caramelo e foi porque o fogão era estranho. De resto correu sempre na perfeição, e concordo - é muito fácil :) com água nunca fiz, acho que fica melhor assim... :)

      Eliminar
  12. Olá avelã,

    Com tantos elogios ao pudim é claro que dá uma vontade imensa de experimentar :-) E parece simples e com poucos ingredientes e se é da tua tia-avó (eu ao contrário de ti gosto muito deste termo) só pode sair um pudim delicioso... Porque os doces das avós e tias são assim p'ra cima de espectaculares!!!
    Não consegui ainda ter coragem para fazer caramelo caseiro, mas já comi pudins com caramelo caseiro e são melhores sem dúvida... O sabor do caramelo é diferente mas francamente melhor... Eu é que sou atadinha ainda nesses aspectos.
    Sabes que eu adoro pudins com furinhos? O meu pudim preferido de todos os tempos é de leite condensado, receita dada por uma tia e o pudim fica cheio de furinhos... É delicioso e levezinho...
    Mas com a tua descrição deste sem furinhos vou de certeza experimentar um dia destes...

    Beijinhos***
    Desejos de uma boa semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se os doces das tias são espectaculares e os doces das avós são espectaculares, então... Os doces das tias-avós são o supra-sumo do espectáculo, certo? :D
      Pois, quando pesquisei por receitas de pudim reparei nas duas facções - admiradores de pudim denso vs admiradores de pudim com furinhos. Com furinhos nunca comi, nunca fiz e não sabia que existia :P eu gosto imeenso deste, mas tenho de experimentar também com furinhos para ver que tal é :) parte do que me agrada neste é a textura densa e cremosa, mas podem ser ambos bons à sua maneira :)
      Há alguma alternativa a caramelo caseiro? É que se não for pudim-gelatina, daqueles que só vão ao frigorífico (não ao lume), não me parece que o de compra resulte... Mas eu nunca usei, por isso não sei :P não é nada difícil de fazer, aventura-te!
      É a receita de pudim de leite condensado que está no teu blog? Tenho de a fazer! :D
      (Preferes com ou sem a laranja? É que pode ser bom, mas normalmente prefiro um sabor mais neutro, não sei... :P)
      Já agora, posso sugerir para o teu blog um índice de receitas? Dá algum trabalho, mas os posts antigos perdem-se menos... É uma tristeza que não se possa passear pelos títulos das tuas receitas para decidir qual fazer ou à procura de inspiração! :)
      Beijinhos e boa semana :D

      Eliminar
    2. Olá avelã,

      Ora bem... Eu como nunca fiz caramelo caseiro, costumo comprar daqueles que veem em garrafinhas/frasquinhos na mercearia e vão ao lume na mesma... Sempre fiz assim, desde miúda... Eu experimentei uma vez fazer caramelo caseiro com a minha mãe, mas o tacho acabou por ter que ir para o lixo porque ficou uma lástima e nunca mais tentei (nem a minha mãe me deixava) :-)
      Sim, o pudim é o que está no meu blog, foi o meu 1º pudim de sempre e já o faço à mais de 10 anos e nunca nunquinha me calhou mal... Mas fica todo esburacado, também depende do quanto se 'bate' o preparado :-) Ponho sempre laranja porque acho que até corta o demasiado doce do leite condensado, se gostas de sabores mais neutros acho que optava por pôr o sumo da laranja...
      Gosto da tua sugestão, do índice... Mas e saber fazer isso??? Vou pesquisar, vou tentar... Eu vejo noutros blogs e realmente é mais rápido quando também me quero passear só pelos títulos e inspirar, mas como eu percebo pouco destas tecnologias, tenho de estudar o assunto e como se faz... Mas se é para melhorar, estou sempre aberta a sugestões, obrigada pela dica avelã :-)

      Beijinhos grandes e bom fim-de-semana!

      Eliminar
    3. Eu nunca usei desse! Não tenho uma infância preenchida por produção de pudins :( haha :P
      A sério? Pensava que era suposto as mães fazerem as coisas bem! ;)
      Tenho de fazer esse teu pudim! :D
      (A sério, parece mesmo bom! E pudim de laranja é tão famoso que tem de haver razão :P)
      Tenta, é fácil :) caso precises de ajuda podes enviar um e-mail ou comentário! Eu gosto de ver os índices :)
      Beijinhos, obrigada e igualmente :D

      Eliminar
  13. Vou te contar... já tinha saudades de vir aqui! E depois achei este pudim que tem uma consistência mesmo daquelas como eu gosto. Assim lisinha e densa e sei lá! Brutallll...isto já é a gulosice a falar.
    EU assumo que tenho um pouco de medo de fazer coisas na panela de pressão... não explicar. Mas umas duas vezes por ano arrisco e faço alguma coisa. Este ano ainda não fiz nada portanto acho que posso fazer este pudim que está a fazer-me babar! :D
    Beijinhos ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada! :D
      Lisinha e densa descreve bem :D
      Eu também tenho algum receio, peço sempre à minha avó (que está habituada). Não faço pudim sem ela, portanto :P
      Acho que este pudim merece bem uma dessas vagas ;)
      Beijinhos :)

      Eliminar
  14. Mas que belo pudim, Dona Avelã ;)
    Beijinho

    Recanto com Tempero
    http://recantocomtempero.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  15. Que aspeto maravilhoso. O teu pudim esta simplesmente delicioso, mesmo como eu gosto. A textura esta fabulosa. Bjs

    ResponderEliminar
  16. Que belo e guloso pudim,...
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    http://strawberrycandymoreira.blogspot.com
    www.facebook.com/omeurefugioculinario

    ResponderEliminar
  17. Não sendo muito de pudins, fiquei com os olhos grudados no teu.....delicia.
    (lolol, gostei de ler o teu post , bem divertido)
    Bjkas

    ResponderEliminar
  18. Ai os teus pudins ficam sempre perfeitinhos!
    Imagino que seja o melhor de sempre!
    Está com um aspecto maravilhoso :)
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  19. Que maravilha de pudim!!! tem cá um aspecto, upa upa!!! estou literalmente a salivar e cheia de saudades de comer e de fazer pudim :p
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  20. Pode parecer mentira mas, NUNCA fiz pudim !
    Não sei o porquê porque gosto bastante. Tenho de experimentar um dia destes esta receita.

    ResponderEliminar
  21. coisa mai linda :) eu adoro pudins, pena serem uma bomba calórica.

    ResponderEliminar
  22. Ui ui, está uma tentação! ! Mas leva tanto açúcar, haverá azar se reduzir?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Podes sempre reduzir um bocado, embora não garanta que fique «igual». É verdade que é imenso açúcar :P mas eu normalmente prefiro mesmo não restringir a quantidade neste caso, até porque o consumo não é propriamente regular. Acho que não há grande problema em reduzir um bocado, a partir de certo ponto é que acaba por não ser a mesma coisa, até mais em termos de textura do que de sabor (apesar de um pudim também se querer doce, normalmente :P). Há quem até só use adoçante e podes fazer isso - só, mais uma vez, fica bastante diferente. Eu pelo menos no caramelo não reduzia em mais de 50g, senão não chega para cobrir a forma...

      Eliminar
  23. Fiz pela 2ª vez este pudim e ficou como sempre maravilhoso! A consistência, o sabor e é um pudim que rende imenso porque fica um pudim grande e alto. Foi elogiado pelos convidados da festa do meu filhote e é para continuar a repetir :-) Agora fico à espera da receita do bolo de fécula de batata, é que parece ser tãaaaaaaaaaaaaaao fofo que dá uma vontade imensa de experimentar avelã. Põe a receita please..................... Beijinhos***

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que todos gostaram :D
      Por acaso quando me passaram a receita disseram para fazer conforme desejado - 4 ovos, 6 ovos, 8... Eu faço sempre 8, ele é tão bom que desaparece logo :P
      Quando puder publico, é muito fofinho sim :D Andas lá pelo facebook? Tens de criar uma página também :)

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...