Avançar para o conteúdo principal

Mel Aromatizado Com Citrinos e Canela


Eu não gosto nada de mel.
Claro que ponho em receitas em que não se note o sabor (praticamente todas), mas de resto acho o mel muito enjoativo, com um sabor estranho e manhoso e com uma doçura esquisita.
Quando estou com problemas de garganta ou algo do género, os médicos aconselham beber chá ou leite com mel.
Eu tenho um trauma com xaropes brancos de quando era pequena, porque são mesmo horríveis (sem exceção), mas acho que beber chá/leite com mel ainda é pior.
O leite/chá fica a saber imenso a mel, adquire um gosto demasiado forte que eu sinceramente odeio.
E, no entanto, uma conjugação que considero perfeita é o grupo nozes, mel e canela (mesmo quando não podíamos estar mais longe do Natal...).
Porque, além de saber a Natal, os bolos com essa conjugação não sabem a mel.
E eu não podia pedir nada melhor.







Mel Aromatizado com Citrinos e Canela
Adaptado daqui
Para 500ml

Ingredientes:

[  500ml de mel
[  2 paus de canela (ou um por garrafa/frasco)
[  1/2 colher de sopa de raspa fina de limão
[  1/2 colher de sopa de raspa fina de laranja
[  Nozes a gosto (opcional)

Preparação:

| Levar ao lume o mel até aquecer.
| Juntar o pau de canela e as raspas. Misturar bem. 
| Mexer durante 3/4 minutos
| Juntar as nozes, se utilizadas.
| Dividir por 2 recipientes de vidro, ou pelo número desejado.
| Esperar que arrefeça completamente antes de tapar e deixar a temperatura ambiente durante pelo menos 2 dias para ganhar sabor.



Eu não experimentei mas cheirava mesmo bem :) Deve ser bom para fazer bolachas, queques, bolos, barras de cereais,... Basicamente tudo o que possa levar mel, para ficar com um gosto a citrinos e a canela :)

Comentários

  1. Boa ideia! Olha, em relação ao puré de abóbora, podes fazê-lo em casa. Até é mais saboroso do que o enlatado. Uma receita vegan é esta: http://cozinharsemlactose.blogspot.pt/2013/10/mini-tartes-de-abobora-e-tofu.html

    ResponderEliminar
  2. Também não me agrada mel mas, isto com a idade o gosto vai mudando, adoro mel em cozinhados.

    ______________________
    Ana Teles | Telita
    blog: Telita na Cozinha

    ResponderEliminar
  3. Ao contrário eu adoro mel. Atá à colher eu como. Mas gostei muito da tua sugestão.

    Beijinhos
    http://www.pratocaseiro.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Eu gosto e muito de mel, desde miúda! :)
    Achei esta tua sugestão uma delicia...já a estou a imaginar a barrar umas torradinhas!! :)

    ResponderEliminar
  5. Eu antes também não gostava nadinha de mel mas no ano passado decidi comprar para por nas papas de aveia e nos iogurtes naturais.. quando dei por mim já estava a por também na fruta e a comer às colherzinhas (ups!). Não sei como tal aconteceu mas acabei por me tornar uma apreciadora de mel!
    Gostei da sugestão, o aroma a canela deve tornar ainda melhor :)

    Beijinho

    ResponderEliminar
  6. Ao ver os ingredientes,veio logo a cabeça uma receita que a minha mae faz p as constipações.
    Eu amoooooo mel! C aveia é um mimo eheheh

    ResponderEliminar
  7. Olá Avelã...

    Há imensas pessoas que não gostam de mel e olha que faz muito bem :-)
    Eu por acaso não tenho esse problema, porque adoro mel e no Inverno consumo muito no leite e também para a rouquidão tomo uma colher de mel e umas gotas de limão... Mas a mim não me custa nada, mas olha que está aqui uma boa opção para quem como tu não gosta de mel :-)

    Beijinhos*
    joana

    ResponderEliminar
  8. Eu gosto do mel e amo mais ainda a canela!
    Essa combinação deve ter ficado maravilhosa para se utilizar em vários quitutes. Estou levando a receita, obrigada!

    Abração esmagador e feliz dia.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Produtos #91 - Pudins Proteicos do Lidl (Baunilha/Chocolate)

Hoje o post é sobre a febre do momento: os pudins proteicos do Lidl :P Para quem não está a par, há algumas semanas começaram a aparecer nos supermercados portugueses da cadeia Lidl uns pudins proteicos muito parecidos aos da Ehrmann. Estão disponíveis em duas versões: baunilha e chocolate . Cada pudim ( 200g ) tem cerca de 150kcal e 20g de proteína e custa 0.99€ . Não têm açúcar adicionado , e são isentos de lactose e de glúten .  Por vezes recebo comentários a referir que o teor de açúcar não é nulo (4g/100g) , mas é importante referir que este açúcar é naturalmente presente . Os iogurtes naturais não adoçados têm uma quantidade de açúcar semelhante. Outro ponto importante a referir é que a proteína também vem do leite , que é uma fonte de qualidade (por ser completa, ao contrário por exemplo do colagénio ou glúten). Antes que fiquem excessivamente entusiasmados, devo dizer que encontrá-los não é tarefa fácil: a procura anda ao nível dos skyr na altura em que foram lançados (

Produtos #69 - Pudins Proteicos da Ehrmann (Caramelo, Baunilha, Chocolate e Chocolate-Coco)

Hoje o post é sobre os famosos pudins proteicos da Ehrmann. Sempre que partilho fotos deles recebo perguntas, é infalível - seja acerca do rótulo, do preço, do sabor, dos locais de compra,... Desta forma, achei que o melhor seria escrever um post sobre eles e acabar com as dúvidas de uma vez por todas :) Começo pelas informações básicas: Locais de Compra Para já, os pudins estão disponíveis em poucas superfícies comerciais: fisicamente apenas os encontram nas lojas  Auchan e Primebody Nutrishop (há três, todas em Lisboa). Podem ainda encomendar online pelos respetivos sites, auchan.pt e primebodynutrishop.com . A cadeia Auchan só faz envios para algumas partes do território nacional, mas a Primebody envia para todo o país. Se optarem por encomendar pelo Auchan , os portes ficam a 5,90€ ; que eu saiba são fixos (acho que não há nenhum valor a partir do qual o envio seja grátis). No site da Primebody os portes ficam a 3,99€ , e são grátis para encomendas a part

Papas de Aveia com Claras (com aveia de sabor) (Saudável, Sem Lactose*, Sem Açúcar/Gordura Adicionados)

Já ouvi relatos mirabolantes de desastres na cozinha. Mesmo sendo óbvio que esta é basicamente um aglomerado de aparelhos potencialmente perigosos, continua a surpreender a quantidade de histórias incríveis que sobre ela há: seja sobre panelas de pressão a explodir ou desastres no fogão que originam mini incêndios, praticamente toda a gente tem algumas histórias para contar nesta divisão. Considerando isto, acho que até tenho tido alguma sorte. Tirando os óbvios e nada originais cortes e queimaduras, não me aconteceu nada de especial. A menos que consideremos... O incidente do gelado frito . Tudo começou com um inocente pedido de gelado frito para sobremesa num restaurante chinês. Tinha começado há pouco a cozinhar mais sobremesas, apenas com bolos simples, e decidi depois replicar a receita em casa, o que requeria um tacho de óleo a ferver e a necessidade de colocar e retirar rapidamente bolas de gelado deste para que não derretessem - nada fora do comum até aqui, portanto. Po