Avançar para o conteúdo principal

Papas de Aveia no Forno, ou «Bolo» de Aveia (Saudável, Vegan, Sem Lactose)

 
    Há cerca de um ano descobri as papas de aveia no fogão.
 Podiam dar mais trabalho do que um pequeno-almoço normal, mas as papas de aveia cremosas e quentinhas (acabadas de sair do conto «Os 3 ursinhos e  a Caracolinhos de Ouro») compensavam o trabalho extra.
 Depois vieram as papas de aveia com claras e, com alguma relutância, experimentei-as.
 Até aí não fazia ideia que podia haver alguma coisa melhor do que papas de aveia simples no fogão.
 As papas de aveia com claras ficam fofinhas, cremosas e com a textura perfeita. Parecia que estava a comer uma nuvem.
 Seguiu-se outra grande revolução no mundo das papas de aveia: as papas de aveia com cacau no microondas, mais rápidas e, apesar de diferentes, deliciosas.
 Há bem pouco tempo, duas das últimas inovações juntaram-se para formarem as papas de aveia no microondas com claras. Mesmo não tão cremosas como as de fogão (o que é muito difícil, diga-se de passagem), permitem que haja uma taça de papas de aveia com claras quentinha ao pequeno-almoço, mesmo em dias de semana.
 E quando o mercado das papas de aveia se encontrava estável e variado há algum tempo, surgiram as papas (não tão «papas») de aveia no forno.
 Que ainda por cima levam pepitas de chocolate.
 Acho que nem é preciso comentar.

                                  













"Bolo" de Aveia no Forno (Saudável, Vegan, Sem Lactose)
Adaptado daqui
Para 1 pessoa

Ingredientes:

[ 50g de flocos de aveia grossos
[ 1 colher de chá de cacau em pó puro (ou magro)
[ 1/2 colher de chá de baunilha em pó (ou essência de baunilha)
[ 1 pitada de canela
[ 1 pitada de sal
[ 50ml de leite de soja magro (ou magro, ou outro)
[ 60g (1/2 copo) de puré de maçã e pêra (os copos para bebés)
[ 1/2 colher de sopa de óleo de coco derretido (ou outro óleo vegetal) (opcional mas aconselhado)
[ 1 colher de Xarope de Seiva de Ácer (Maple Syrup), 1/2 colher de sopa de mel ou a quantidade desejada de adoçante (opcional)
[ 1 colher de sopa de pepitas de chocolate (ou chocolate negro em pedaços pequenos) (opcional)

Preparação:

| Misturar a aveia com o cacau, a baunilha (se for em pó), a canela e o sal.
| Juntar à mistura anterior o leite, o puré de maçã, óleo, o adoçante escolhido e o chocolate.
| Pôr numa malga untada e polvilhada (ou num ramequim ou outro recipiente pequeno do género que vá ao forno).
| Levar ao forno pré-aquecido a 180 graus durante 20 minutos e, após este tempo, colocar no modo "tostar" até ficar mais dourado por cima.
| Retirar, deixar arrefecer durante uns minutos e desenformar.



  O «bolo» pode ser crocante ou mais molinho, dependendo do tempo de cozedura, tem pedaços meio derretidos de chocolate no meio e, como se não bastasse, ainda tem o sabor delicioso da aveia... Acho que é desnecessária a conclusão.
     Não gosto de pôr adoçante ou açúcar na aveia, mas como isto é mais um bolinho também fica bom com um toque doce.
_________________________________________________________________________
Informação Nutricional (sem ingredientes opcionais)
Energia: 240kcal
Proteínas: 8,0g
Hidratos de Carbono: 45,1g
-      Dos quais açúcares: 9,3g
Lípidos: 4,0g
-          Dos quais saturados: 0,8g
-          Dos quais hidrogenados: 0,0g
Fibra: 5,6g
Sódio: 148mg

     A informação nutricional engloba uma porção (neste caso, corresponde à totalidade da receita). Está sujeita a erro humano e a alguma imprecisão, mas deverá apresentar valores próximos do valor real.
_________________________________________________________________________

Comentários

  1. Olá Avelã!
    Eu já tive a minha fase das papas de aveia, entre Setembro e Dezembro de 2012. No Verão voltei a elas (até comprei uma panelinha toda gira), mas infelizmente nunca arrisquei muito: fiquei quase sempre pela combinação normal de aveia com leite de soja e às vezes lá acrescentava um topping de frutos vermelhos, amoras ou chocolate. As últimas papas de aveia que andei a comer, mais ou menos de Agosto a Dezembro, eram daquelas ja feitas, da Quaker (adoro!) que trouxe de NY. Eu adoooro papas de aveia, mas o tempo que demoram a fazer e a loiça que sujam acabam por me fazer optar por outros pequenos-almoços, porque estou quase sempre a correr para o trabalho ou para o ginásio ;)
    Mas...fiquei tão fascinada com o que escreveste sobre papas de aveia com claras e no forno que te prometo: um destes fim-de-semana, hei-de experimentar :) As papas de aveia, para mim, já são tão boas, que nem consigo imaginar algo melhor!
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá! Eu também sou muito de fases - já comi a mesma coisa ao almoço durante um ano, já comi as mesmas panquecas ao pequeno-almoço durante meses,... As papas de aveia demoraram também quase um ano. Eu acordava a uma hora escandalosa para fazer o pequeno almoço (dependendo da fase, papas de aveia no fogão ou panquecas) e fazer exercício antes de sair de casa :P Agora quando como aveia em dias de semana é no microondas, mas quando tenho mais tempo faço ao lume...
      Eu nunca experimentei essas papas de aveia da Quaker, mas sou um bocado "purista" nas papas de aveia. Quando faço no microondas, às vezes, misturo um bocadinho de cacau/banana, mas de resto é só a aveia com leite (e claras!). Mesmo assim já fiz umas 20 receitas diferentes, às vezes lá me aventuro :) (em NY deve haver uma grande variedade, não? Deve ser giro! Gostei muito de ler no teu blog sobre a viagem, gostava muito de visitar os EUA :))
      Esta receita nem suja muita loiça... Até podes fazer logo na malga - assim só suja a malga e o que for preciso para medir :) Mas é verdade, a aveia parece cola... É chato lavar a panela :P
      Se quiseres eu digo-te a maneira como faço as papas de aveia com claras :) tenciono publicar a receita, mas não sei quando... Nunca experimentei outra, apesar de haver muitas na net :)
      Sim, eu adoro mesmo aveia com claras! :D no forno não é tãp "papa", é mais um bolinho, mas também gostei muito (mas as de claras ainda ganham ;))
      Espero que gostes!
      Beijinhos :)

      Eliminar
  2. Nunca fiz papas de aveia. E este bolinho tem óptimo aspecto. Respondi-te no meu blog aos comentários sobre os muffins de chocolate. Bom fim de semana!

    ResponderEliminar
  3. Ando tão tentada a provar...mas tenho quase a certeza que me vou perder de amores e não posso!!! :)
    A tua discrição está qualquer coisa de fazer crescer muita agua na boca!! :)

    ResponderEliminar
  4. Ja nao faço aveia no forno ha imensooooooooo tempo! O teu esta c optimo aspecto :)
    Parabens pelo Blog***

    ResponderEliminar
  5. Já comprei um pacote de aveia há uns 2 meses e ainda não me aventurei a cozinha-las;) não sei se o tempo e esforço irão compensar, mas depois deste post, estou outra vez com motivação;) acho que vai ser já amanha!

    ResponderEliminar
  6. Sem dúvida que revolucionaste o mundo das papas de aveia!!!
    Estas, deixaram-me muito curiosa! :)

    ResponderEliminar
  7. Parece delicioso!
    Também gosto do gosto da aveia sem açúcar ou adoçante.
    Abração.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Produtos #91 - Pudins Proteicos do Lidl (Baunilha/Chocolate)

Hoje o post é sobre a febre do momento: os pudins proteicos do Lidl :P Para quem não está a par, há algumas semanas começaram a aparecer nos supermercados portugueses da cadeia Lidl uns pudins proteicos muito parecidos aos da Ehrmann. Estão disponíveis em duas versões: baunilha e chocolate . Cada pudim ( 200g ) tem cerca de 150kcal e 20g de proteína e custa 0.99€ . Não têm açúcar adicionado , e são isentos de lactose e de glúten .  Por vezes recebo comentários a referir que o teor de açúcar não é nulo (4g/100g) , mas é importante referir que este açúcar é naturalmente presente . Os iogurtes naturais não adoçados têm uma quantidade de açúcar semelhante. Outro ponto importante a referir é que a proteína também vem do leite , que é uma fonte de qualidade (por ser completa, ao contrário por exemplo do colagénio ou glúten). Antes que fiquem excessivamente entusiasmados, devo dizer que encontrá-los não é tarefa fácil: a procura anda ao nível dos skyr na altura em que foram lançados (

Produtos #69 - Pudins Proteicos da Ehrmann (Caramelo, Baunilha, Chocolate e Chocolate-Coco)

Hoje o post é sobre os famosos pudins proteicos da Ehrmann. Sempre que partilho fotos deles recebo perguntas, é infalível - seja acerca do rótulo, do preço, do sabor, dos locais de compra,... Desta forma, achei que o melhor seria escrever um post sobre eles e acabar com as dúvidas de uma vez por todas :) Começo pelas informações básicas: Locais de Compra Para já, os pudins estão disponíveis em poucas superfícies comerciais: fisicamente apenas os encontram nas lojas  Auchan e Primebody Nutrishop (há três, todas em Lisboa). Podem ainda encomendar online pelos respetivos sites, auchan.pt e primebodynutrishop.com . A cadeia Auchan só faz envios para algumas partes do território nacional, mas a Primebody envia para todo o país. Se optarem por encomendar pelo Auchan , os portes ficam a 5,90€ ; que eu saiba são fixos (acho que não há nenhum valor a partir do qual o envio seja grátis). No site da Primebody os portes ficam a 3,99€ , e são grátis para encomendas a part

Papas de Aveia com Claras (com aveia de sabor) (Saudável, Sem Lactose*, Sem Açúcar/Gordura Adicionados)

Já ouvi relatos mirabolantes de desastres na cozinha. Mesmo sendo óbvio que esta é basicamente um aglomerado de aparelhos potencialmente perigosos, continua a surpreender a quantidade de histórias incríveis que sobre ela há: seja sobre panelas de pressão a explodir ou desastres no fogão que originam mini incêndios, praticamente toda a gente tem algumas histórias para contar nesta divisão. Considerando isto, acho que até tenho tido alguma sorte. Tirando os óbvios e nada originais cortes e queimaduras, não me aconteceu nada de especial. A menos que consideremos... O incidente do gelado frito . Tudo começou com um inocente pedido de gelado frito para sobremesa num restaurante chinês. Tinha começado há pouco a cozinhar mais sobremesas, apenas com bolos simples, e decidi depois replicar a receita em casa, o que requeria um tacho de óleo a ferver e a necessidade de colocar e retirar rapidamente bolas de gelado deste para que não derretessem - nada fora do comum até aqui, portanto. Po