domingo, 5 de janeiro de 2020

Preparação de Refeições #66 - Frango à Gomes de Sá com Grelos



Nesta semana que passou voltei a só preparar os almoços, visto que os jantares continuaram a ser atípicos por causa da época. E na verdade, à conta dos horários trocados, acabei por acordar tão tarde que muitas vezes o almoço ficou mesmo para o jantar :P

Designações à parte, fiz apenas 5 doses de um só prato, que me serviram para uma refeição por dia. O prato escolhido foi uma versão desavergonhadamente aldrabada de bacalhau à Gomes de Sá:

Com frango em vez de bacalhau, e com grelos (porque #couves). Não sei quem será o Gomes de Sá, mas imagino que se esteja a retorcer na cova.
Da última vez quando fiz bacalhau à Gomes de Sá para os almoços semanais fiquei com vontade de repetir, e esta semana (em que queria escolher um prato de carne) lembrei-me de fazer uma versão com frango. 

Os ingredientes principais foram os óbvios:

Grelos, batata, ovos e frango, tudo cozido
Cozi tudo em água com sal (menos os ovos). Quanto ao frango, depois de cozido desfiei-o. Claro que poderia ter usado frango cru e colocado diretamente no tacho, mas gosto mais da textura dele assim (é uma mania minha, como já podem ter reparado em posts anteriores).

Em minha defesa, delicioso :P
Usei grelos congelados porque não tinha frescos. Depois de cozer espremi bem para tirar a água.
 As batatas nem merecem menção, usei mesmo batatas brancas descascadas, partidas em cubos e cozidas em água com sal.

Com estes elementos prontos o resto foi bem fácil: cortei cebola em lâminas e piquei alho, salteei num fio de azeite e juntei (por esta ordem) o frango, as batatas e os grelos.

Quanto aos ovos, por serem mais delicados, voltei a tomar precauções extra.

Nomeadamente, colocá-los num recipiente adorável (da My Tup Love), porque como toda a gente sabe os ovos estragam-se menos quando guardados em recipientes adoráveis
Optei por não os juntar logo ao tacho porque se conservam melhor com a casca - na hora da refeição, antes de aquecer a comida, descascava um ovo e partia-o para o prato. Além disso, não cozi os ovos todos no domingo - apenas 3, e cozi os restantes 2 a meio da semana. Assim passaram no máximo 3 dias no frigorífico, e com a casca aguentam bem esse tempo.

O tacho ficou um pouco menos colorido sem os ovos, mas nada que a ausência de uma intoxicação alimentar não compense :P


Para mais, o prato já ficou bem bonitinho :D
Ficou muito bom, sem surpresas. O frango não tem um sabor tão forte como o bacalhau, mas fica bem interessante na mesma! A próxima experiência será fazer isto com tofu fumado. Acho que não tem como desiludir :)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...