Avançar para o conteúdo principal

Broas Castelares (Saudável, Vegan, Sem Açúcar Adicionado, Sem Glúten)


Praticamente toda a gente gosta de pão leve e fresco. Mais ou menos tostado, com mais ou menos miolo, mas de um modo geral leve e fresco. 
Ninguém gosta de ir a um café, pedir um pão e receber um desenxabido e seco. Já me aconteceu várias vezes (apesar da insistência herdada da minha avó em pedir 10 pães branquinhos), e só pode ser a partir de experiências como essas que surgem os nomes alternativos para o 'bijou' - papo seco, carcaça... Expressões que designam na perfeição a moldura oca que tentam fazer passar por pão (talvez tenham tirado o miolo para fazer cabidela).  
Tudo isto, como é óbvio, é apenas válido para pão 'normal'. Depois há a broa - um pão não-tão-fofo e ligeiramente seco que aguenta dias sem qualquer alteração como o pesado tijolo denso que é, mas que toda a gente parece adorar. Eu incluída.
Não quero dizer que isto seja mau - do ponto de vista nutricional a broa é bastante boa e no geral os ingredientes são simpáticos, dura bastante e o preço costuma ser decente. Digamos apenas que somos um povo engraçado: gostamos de broa (especialmente com sardinhas por cima, eu não incluída) mas se um pão ficasse naquele estado após uns dias esquecido numa saca de plástico (confessemos, acontece a toda a gente... Certo?) não o comíamos. Parece que depende da perspetiva.
Sabem o que é não depende da perspetiva? Estas mini-broas. Densas como devem ser, com um sabor fantástico a doce e a Natal. Têm tudo para ser uma broa normal, mas são doces, molinhas e cheiram bem (importantíssimo). O que há para não gostar? 




Broas Castelares (Saudável, Vegan, Sem Açúcar Adicionado, Sem Glúten) 
Adaptado daqui
Para 20 broas pequenas

Ingredientes:
[  150g de batata-doce cozinhada* e sem casca
[  1 colher de sopa de azeite
[  20g de farinha de amêndoa ou avelã (ou o mesmo peso do fruto seco em si sem pele e triturado)
[  40g de mel (2 colheres de sopa) (ou maple syrup para a versão vegan)
[  50g de flocos ou farinha de aveia (sem glúten para a versão sem glúten)
[  Canela (opcional)
[  Cravinho (opcional)
[  Noz moscada (opcional)
[  1 gema de ovo (opcional, omitir para a versão vegan)

Preparação:
| Triturar tudo exceto a gema de ovo.
| Com as mãos húmidas, formar broinhas.
| Pincelar com a gema (se necessário diluída com água) e levar ao forno pré-aquecido a 180 graus durante 20 minutos.

*Coloquei no microondas durante 5 minutos (ainda com casca), depois de lavar bem e enrolar em papel de cozinha humedecido. Pode ser também assada ou cozida.



São. Tão. Boas. Eu não estava à espera de tanto, mas são mesmo suaves e docinhas de uma forma deliciosa! E sem textura de batata - não me falem de doces com textura de batata hoje, por favor. À falta de adjetivo melhor, posso dizer que são 'molinhas', mas não tomem isto como 'ew, sabe a plasticina'-molinhas. A consistência é agradável, são fofas ao mesmo tempo. Nunca tinha provado broa(s) sem ser broa-broa, a tal, mas fiquei fã. 
Fazem um lanche adorável, em formato mini (embora possam também ser feitas em tamanho normal). Têm um gosto leve a mel e um aroma fantástico às já habituais especiarias-supra-summus-do-cheirinho-natalício. Pelo que acho que vou fazer no Natal. E umas 10 vezes até lá. 
_________________________________________________________________________
Informação Nutricional (por 1 broa pequena)
Energia: 31kcal
Proteínas: 0.6g
Hidratos de Carbono: 4.9g
-       Dos quais açúcares: 2.2g
Lípidos: 1.1g 
-          Dos quais hidrogenados: 0.0g
-     Dos quais saturados: 0.0g
Fibra: 0.6g
Sódio: 15mg

     A informação nutricional engloba uma porção (neste caso, corresponde a 15g, 1 broa pequena ou 1/20 da receita). Está sujeita a erro humano e a alguma imprecisão, mas deverá apresentar valores próximos do valor real. 
______________________________________________________________________

Comentários

  1. Agrada-me que sejam feitas no forno! É daqueles doces que cheiram a Natal, sabem a Natal! Adoro! Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Eu adoro broas castelares. E a época delas esta a chegar. Ai que boas. Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Bem eu adoro broas castelares, mas as que faço em casa, com activo sabor a laranja. Sem açucar nunca me passaria pela cabeça!! Bem saudáveis sim!! Beijinhos!

    ResponderEliminar
  4. Menina... pela sua narrativa, pude sentir o cheirinho natalino e já fiquei com água na boca. Com aroma de mel, canela... hummm... vou levar a receitinha e testar.
    Obrigada pelo carinho com os Gelinhos lá na caverna.
    Abração e ótima semana.

    ResponderEliminar
  5. Oi amiga!
    Claro que eu vou fazer essas broas castelares. Amei a receita e pelas fotos vou amar também saborear uma a uma kkkkk
    Bjsss amiga e uma semana abençoada p/vcs

    ResponderEliminar
  6. Isto aqui já cheira a Natal, eheheheheh :D
    E entrando em outubro é um tirinho até ao Natal :P
    Ficaram lindas estas tuas broas!
    Beijinho

    Recanto com Tempero
    http://recantocomtempero.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  7. Adoro broas castelares! Gostei da receita e do facto de teres cozido a batata no micro-ondas. Super prático.
    São mesmo sinónimo de Natal para mim ,mas hei de experimentá-las antes,pois estas são bem fáceis de se fazer.
    Bjn
    Márcia

    ResponderEliminar
  8. Devem ter ficado maravilhosas... digo isso pelos ingredientes, batata doce, canela, cravo...eheheheh
    Beijo,
    Aminah/Vandira
    www.farhandiary.com

    ResponderEliminar
  9. Passando para te desejar boa tarde querida!!

    ResponderEliminar
  10. Adorei o teu texto! Claro que acredito piamente na delícia do pão!

    ResponderEliminar
  11. Vim para conhecer e gostei! Vou seguir para não perder de vista :)
    Beijo.
    Nita

    ResponderEliminar
  12. Eu adoro broinhas! Com sabor a natal então, já estou a sonhar com elas :)
    Ficaram lindas e imagino que sejam maravilhosas!
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  13. Avelã,
    Com essa seleção de ingredientes só pode ter ficado com gostinho de quero mais!
    Bela receita, amei!

    Bjs ♥

    ResponderEliminar
  14. O que eu adoro pão e broa! E broas castelares :) nunca faltam no nosso natal.
    Gostei da tua receita, diferente das habituais.
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  15. Adoro pão, seja qual pão for, tenho um fascínio por aquelas coisas. Mas pão desenxabido e seco é que não! (uma amiga da minha mãe faz um pudim de pão que é assim uma coisa do outro mundo, tenho de lhe pedir a receita e depois ponho no blog! lembro-me sempre do pudim quando falo em pão, porque é estranho: pudim de pão… mas que é bom é :D)
    Agora em relação à broa, aqui na minha santa terrinha há uma pastelaria que tem a melhor broa do mundo. A sério. É tão boa! Ao sábado a minha mãe vai sempre comprar uma e faz as delicias do meu fim de semana. Vem sempre quentinha e com manteiga é tão boa… mham mham :D
    O cheiro é demasiado importante em qualquer comida, eu cheiro sempre tudo, acho que apanhei o vicio do Nobita :O
    Agora já agendei o pão de ló para o fim de semana por isso as broas vão ter de ficar para durante a semana :P Ou então vou ser demasiado rebelde e vou fazer as duas coisas no fim de semana. Ai jesus!

    ResponderEliminar
  16. Até fazia para o pessoal cá de casa, mas eu odeio batata-doce já disse? =P
    Ah espera, mas a mãe adora! Boa, acertas-te em cheio lol

    Beijocas

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Produtos #91 - Pudins Proteicos do Lidl (Baunilha/Chocolate)

Hoje o post é sobre a febre do momento: os pudins proteicos do Lidl :P Para quem não está a par, há algumas semanas começaram a aparecer nos supermercados portugueses da cadeia Lidl uns pudins proteicos muito parecidos aos da Ehrmann. Estão disponíveis em duas versões: baunilha e chocolate . Cada pudim ( 200g ) tem cerca de 150kcal e 20g de proteína e custa 0.99€ . Não têm açúcar adicionado , e são isentos de lactose e de glúten .  Por vezes recebo comentários a referir que o teor de açúcar não é nulo (4g/100g) , mas é importante referir que este açúcar é naturalmente presente . Os iogurtes naturais não adoçados têm uma quantidade de açúcar semelhante. Outro ponto importante a referir é que a proteína também vem do leite , que é uma fonte de qualidade (por ser completa, ao contrário por exemplo do colagénio ou glúten). Antes que fiquem excessivamente entusiasmados, devo dizer que encontrá-los não é tarefa fácil: a procura anda ao nível dos skyr na altura em que foram lançados (

Produtos #69 - Pudins Proteicos da Ehrmann (Caramelo, Baunilha, Chocolate e Chocolate-Coco)

Hoje o post é sobre os famosos pudins proteicos da Ehrmann. Sempre que partilho fotos deles recebo perguntas, é infalível - seja acerca do rótulo, do preço, do sabor, dos locais de compra,... Desta forma, achei que o melhor seria escrever um post sobre eles e acabar com as dúvidas de uma vez por todas :) Começo pelas informações básicas: Locais de Compra Para já, os pudins estão disponíveis em poucas superfícies comerciais: fisicamente apenas os encontram nas lojas  Auchan e Primebody Nutrishop (há três, todas em Lisboa). Podem ainda encomendar online pelos respetivos sites, auchan.pt e primebodynutrishop.com . A cadeia Auchan só faz envios para algumas partes do território nacional, mas a Primebody envia para todo o país. Se optarem por encomendar pelo Auchan , os portes ficam a 5,90€ ; que eu saiba são fixos (acho que não há nenhum valor a partir do qual o envio seja grátis). No site da Primebody os portes ficam a 3,99€ , e são grátis para encomendas a part

As Panquecas Perfeitas! (Saudável, Sem Gordura Adicionada, Sem Glúten)

Desde que tenho o blog já experimentei muitas receitas de panquecas, e já publiquei várias delas. Algumas foram particularmente bem-sucedidas: as de aveia com quark , as de weetabix e as de coco já foram feitas (e aprovadas) por muita gente que me veio dar o seu feedback . Outras tornaram-se em clássicos por aqui, e foram repetidas imensas vezes por mim desde que as publiquei; é o caso das panquecas com aveia de sabor e das de aveia e centeio . Mesmo as panquecas de abóbora , uma das últimas receitas que publiquei, foram bastante apreciadas (por mim e por quem já experimentou e partilhou a sua opinião). E gostei bastante de todas estas receitas, até porque só publico no blog coisas de que tenha gostado realmente. Mas, as receitas antigas que me desculpem, hoje não venho partilhar uma receita de panquecas 'boa', nem sequer muito boa. Hoje venho partilhar A receita, capaz de revolucionar por completo a forma como vêem as panquecas. Apenas as fiz hoje, mas tive de p