sábado, 25 de abril de 2015

Chips de Inhame Crocantes (Paleo, Whole30-Approved, Saudável, Sem Glúten, Vegan, Sem Lactose)


Às vezes parece que podemos descodificar todo o universo através de vários sistemas binários específicos.
Aplicando isto a casos particulares podem perceber do que estou a falar: há duas espécies de pacotes de palitos, os que se separam da tampa (sempre) e espalham tudo quando caem ao chão (pronto, admito que estou particularmente sensível a este assunto hoje :P) e os que permanecem fechados (até agora não foi avistado nenhum especimen, se souberem onde adquirir depois digam).
Temos duas variedades de cadernos de argolas, os que permitem arrancar folhas e os que têm um picotado ridiculamente fraco que rasga sempre quando se tenta fazê-lo (e ainda aqueles que ficam com uma bossa no fundo da argola gigante, uma espécie de deformação eterna irritante como castigo pela não devoção ao virar páginas).
Existem dois tipos de cafés, os que têm quase todos os gelados da carta e aqueles cujos empregados, quando alguém pede um gelado, respondem «Temos este, este e este».
Podemos experimentar duas categorias de tesouras; as que cortam e as que apenas dobram estupidamente a folha.
Quando alguém vai a feiras relacionadas com festas populares passa invariavelmente por várias réplicas de dois géneros de barracas: as que têm um sortido de coisas que estão em alta no ano (geralmente inclui coisas do estilo de colares de missangas, telemóveis foleiros para crianças (que podem ou não tresandar a maquilhagem), t-shirts de feira com símbolos forjados por não serem autorizados, cocos-mala e cães-robô a fazer ruído de porco a morrer porque alguém é forreta de mais para trocar as pilhas) e as mais inovadoras (e com «inovador» quero dizer «semelhante a loiça que é vendida para ajudar a financiar as festas dos santos. Arrojado.).
No supermercado há dois tipos de vegetais ou fruta: os que toda a gente conhece e aqueles de que nunca ninguém ouviu patavina. 
Mas há possibilidade de passagem do 2º para o 1º para os que são especialmente prendados... ;)





Chips de Inhame Crocantes (Paleo, Whole30-Approved, Saudável, Sem Glúten, Vegan, Sem Lactose)
Para 2 pessoas

Ingredientes:
[  2 inhame médios (150g)
[  Sal grosso (a gosto) (opcional)
[  Orégãos (a gosto) (opcional)
[  Paprika (a gosto) (opcional)
[  Pimentão-doce (a gosto) (opcional)
[  Alho em pó (a gosto) (opcional)
[  Pimenta branca (a gosto) (opcional)
[  1 colher de sopa de azeite

Preparação:
| Previamente, descascar o inhame, cortá-lo em rodelas ou palitos (não demasiado finos) e demolhá-lo durante pelo menos 30 minutos (podem saltar este passo, mas eu acho que ficam melhores e mais crocantes). 
| Temperar o inhame com as especiarias (sal, orégãos, paprika, pimentão-doce, alho em pó e pimenta) e juntar também o azeite. Misturar bem.
| Espalhar num tabuleiro forrado com papel vegetal.
| Levar a forno pré-aquecido a 200 graus durante cerca de 30 a 60 minutos, mexendo a meio (para expôr o lado que ficou para baixo).

Como qualquer tentativa de foto de interior ficaria idiota (não que eu tivesse tentado tirar fotos a um palito trincado - de todo) tive de me cingir aos close-ups para poderem ver melhor esta beleza (os meus posts têm sempre esta progressão dramática, torna-se vício).
De nada.

Da primeira vez que fiz estas chips, influenciada pelo post da Joana Banana, não estava à espera de tal maravilha - mas mesmo da primeira vez que abri o forno estavam crocantes e não-desfeitas, mesmo a pedir para serem postas no blog :)
Já fiz esta receita duas vezes, sempre com resultados excecionais. As chips ficam crocantes, saborosas, com o interior mais mole (como é costume das batatas em palitos)... Em suma, maravilhosas.
É bastante diferente das chips de batata doce (ouviram, criadores anglofalantes de confusões quanto aos «yams»?), porque o inhame fica mais «denso» (e sem aquele sabor doce característico da batata doce)... É difícil explicar, mas a batata doce fica crocante e  esta com um estilo mais «thick» e duro, mas ainda crocante, especialmente no exterior - o interior é mais «carnudo» (o quanto eu odeio esta palavra!). Em termos técnicos que soam mal como tudo, «oferecem maior resistência à pressão dos molares» (acho que me estiquei, desculpem...). São MESMO boas. A sério, nem queria acreditar quando provei... Acho que ainda gosto mais do que das de batata doce, e isso é dizer muito. 
_________________________________________________________________________
Informação Nutricional (por 80g, 1 dose ou metade da receita)
Energia: 113kcal
Proteínas: 1.1g
Hidratos de Carbono: 20.9g
-       Dos quais açúcares: 0g
Lípidos: 3.0g
-          Dos quais hidrogenados: 0g
-     Dos quais saturados: 0g
Fibra: 3.1g
Sódio: 84mg

     A informação nutricional engloba uma porção (neste caso, corresponde a 80g, 1 dose ou metade da receita). Está sujeita a erro humano e a alguma imprecisão, mas deverá apresentar valores próximos do valor real. 
_________________________________________________________________________

19 comentários:

  1. Olá Avelã!!!
    Simplesmente adoro seus textos, neste me identifiquei com todos os ítens...principalmente o exemplo das tesouras! rsrs
    Hmmmm...adoro inhame de qualquer jeito, esta é uma ótima opção de petisco!
    Beijo e ótimo final de semana pra ti! =)

    ResponderEliminar
  2. Como é que nunca me tinha lembrado dessa separação clara e óbvia das frutas/vegetais?Caramba, é que é mesmo verdade.
    Tão verdade que nunca comi inhamenem nunca me atrevi a comprar . Mas e agora é mais que certo que, havendo a possibilidade de chips crocantes deste vegetal, vou correr a comprar e experimentar!
    Boa fim de semana!
    Teresa | A Cozinha da Ovelha Negra

    ResponderEliminar
  3. Mais um produto que nunca experimentei e tem todo o aspeto de ser delicioso. Bjs

    ResponderEliminar
  4. As coisas que aprendo contigo! Nunca me ocorreu fazer chips de inhame, e eu adoro inhames! Mais uma coisa para experimentar nos próximos tempos!

    ResponderEliminar
  5. Epá mas o aspecto é tão bom mas porque raio tenho a sensação que não iria gostar? lol
    Mas ao menos não são fritas! =)

    Beijocas

    ResponderEliminar
  6. Já encontrei à venda e várias vezes penso em comprar, mas depois nunca sei o que fazer com o inhame. Agora quando encontrar vou trazer.

    A mim irrita-me mesmo os cadernos de argolas, principalmente quando as folhas começam a sair das argolas e depois já não se consegue virar o caderno e as folhas estragam-se e rasgam e fica um caderno mesmo feio. Irra!

    ResponderEliminar
  7. Fiquei entusiasmada com essa receita pq eu amo inhame. Vou comprar um monte kkkk
    Bjsss amiga e uma semana maravilhosa p/vcs

    ResponderEliminar
  8. Olá Avelã: adoro inhame! Por cá, não há cozido à portuguesa sem ele. Dito isto, conhecia inhame cozido, queijadas de inhame ( que já postei no meu blogue ), inhame cozido e depois frito e passado por açúcar( divinal!!!),mas nunca tinha ouvido falar em chips de inhame. Fiquei com imensa vontade de experimentar. Adorei a sugestão.
    Bjn
    Márcia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nunca comi nada disso, só em chips. Nem sei bem como se costuma cozinhar, só comprei e achei que em chips devia ficar bom :) pelos vistos até tinha razão :D
      Eu aconselho vivamente ;) e já vi que também gostaste :D
      Eu é que tenho de experimentar frito com açúcar... que soa bem soa! E essas queijadas, também fui ver e parecem-me mesmo bem!

      Eliminar
  9. Muito obrigada querida! Eu não gostava muito de canela, mas comecei habituar-me e agora não vivo sem ela, e tal como tu também adoro aquecer um pouco :) também adoro tortilhas e pepinos ahah já provaste o pepino doce querida? gostaste? eu nunca provei, mas tenho de o fazer... eu adoro gelatina, principalmente de maçã :p sim ahah somos todas medusas ! :p
    muito obrigada pelo teu comentário querida, adoro o teu blog, as tuas receitas, o facto de pores sempre os valores nutricionais e acho-te um amor de pessoa :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, provei! É basicamente igual ao pepino «normal», só que gigante, comprido e com um nome diferente.
      Mundo de medusas, yay :P
      De nada :D e obrigada eu, tantos elogios! :D

      Eliminar
  10. que aspeto :| nunca comi assim :( mas quero quero muito, vou experimentar sem duvida.


    O Cantinho dos Gulosos

    ResponderEliminar
  11. Acho que nunca comi inhame mas tem óptimo aspecto :) acho que vou ter que experimentar!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Confere, espalho sempre os palitos e rasgo sempre o picotado dos cadernos :p
    Inhame foi coisa que nunca reparei no hipermercado, ás vezes fico tentada em olhas para os frescos estranhos, que nunca conheco o nome e fico a imaginar como é o sabor. Infelizmente ou não nunca tenho coragem para arriscar, sou muito monótona com os alimentos.
    Dito isto, e porque ando com vontade de comer batatas-fritas e isso parecem batatas-fritas, dado o sei aspecto maravilhástico, vou ter de trazer inhame para casa. Ainda por cima o Paleo aprova portanto é mais um motivo :p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu adoro cadernos de argolas por não terem o lado esquerdo dos cadernos pretos (ODEIO escrever na página esquerda), mas depois há esse pormenor. Depois de uma semana já nenhum dos meus cadernos tem capa, metade as páginas está solta e não consigo baixar o altinho irritante no fundo das argolas :P sou um desastre ;)
      Fiquei mais criativa com o Whole30, para não estar a comer sempre o mesmo :P
      Eu acho que parecem batatas fritas :) aliás, eu acho que é MELHOR do que batatas fritas. Gostei imenso :D

      Eliminar
  13. Inhame comi só uma vez e gostei muito, mas não foi em chips, e como eu adoro chips acho que sim, devo experimentar até porque gosto de arriscar na zona dos produtos mais desconhecidos!
    Nem me digas nada dos palitos, caem sempre todos lol
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo com o raciocínio! Eu estou ao contrário, ainda só fiz chips... Tenho de experimentar de outras maneiras!
      É palitos e cotonetes, que objectos frustrantes ;)

      Eliminar
  14. Acho que vou experimentar... só falta saber onde se compra o inhame !! Já agora usa este método para as batatas doce? eu frito na fritadeira como batata normal mas confesso é muita gordura :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Costumo comprar no E Leclerc, mas também há no Continente e provavelmente Pingo Doce, entre outros :)
      Eu também faço com batata doce, sim! E fica delicioso :) até publiquei a receita, pode ver aqui (assim pode ver o aspecto e tudo): http://cremedeavelas.blogspot.pt/2015/04/chips-de-batata-doce-crocantes-paleo.html
      ...Aconselho vivamente o método :) nunca fritei! Não gosto de fritar coisas, especialmente batatas :P

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...