sábado, 18 de abril de 2015

Whole30: A (divertida) Review*


(Eu não gosto para mim do modelo foto-texto-foto, porque como as fotos não são adoráveis e artísticas fica um bocado pretensioso. Mas depois de escrever o texto ele ficou a tender para o grandote, portanto vou usar essa sequência pelo bem de quem se aventurar a ler. Preparem-se para a disposição romântica.)

A última terça-feira, dia 14, foi o meu último dia de Whole30. Eu não fiz um monte de posts estilo review porque acho que ia acabar por me repetir (para além disso, há muitos relatos por aí). Mas não podia deixar este momento importante para a história da humanidade por assinalar, pelo que aqui estou eu com mais um monólogo. De nada. 

Eu avisei.
Se puser legendas é menos constrangedor?
Eu não esperava nada de maravilhoso com o Whole30. Não esperava que fosse difícil e não esperava ter cravings ou vontade de desistir, mas também não esperava ganhar um 6-pack instantâneo ou sentir um bem-estar universal avassalador que mudasse a minha vida. Não que tenha sido mau ou pouco proveitoso, que não foi; tenho simplesmente uma noção razoável de como sou, e acho que as previsões foram bastante precisas. Senti-me muito bem durante todo o tempo. Nunca tive intolerâncias ou alergias (considero-me sortuda), e por isso também não me deu uma leveza indescritível nunca antes testemunhada. Mas foi bom. Já para não falar dos benefícios psicológicos: não imaginam o quão divertido é apregoar o menu de pequeno-almoço quando inclui sopa, sardinhas, vitela ou salada. 

Ou panados.
...Continuando: gostei muito do estilo das refeições. Acho que se adequa muito mais a mim do que estar a comer de 2 em 2 horas ou parecido, e realmente isso torna-se desnecessário a partir do momento em que se come decentemente às refeições (mas eu já falei disso). 
Não tive vontade de comer nada em especial. Uma coisa que acho que ajuda é saber que é só comida. Não pode ser assim tão difícil - é comida. Mais nada. As coisas têm a importância que lhes atribuimos... Embora tenha a sua componente social e possa saber bem não é nada de mais, não se vai perder nenhuma oportunidade única na vida por não comer algumas coisas durante um mês - o bolo que alguém oferece não é mais do que um bolo (se for de chocolate negro e húmido é que já é negociável). Eu sei que às vezes tem parte sentimental e confecção carinhosa associadas, mas toda a gente é responsável pelas suas decisões, pode-se sempre recusar educadamente - até que ponto uma fatia de bolo caseiro pode condicionar uma relação?... E de qualquer das maneiras a única dificuldade é no momento, porque de resto é uma coisa que pertence ao passado e as memórias de sentidos são-me (-nos?) um bocado indiferentes. Acho que ninguém anda feliz durante 2 dias por ter comido um croissant.
Os instintos ditos animais são ultrapassáveis. Até porque não querem que o Kant vos acuse de imperfeição moral. 

Tortilhas de batata doce morais.
A parte que custa mais é recusar ofertas de circunstância, em eventuais situações comemorativas ou assim (digo eu, que sou inteligente e deixei o Whole ocupar a Páscoa). Ainda assim há que perceber que não vem mal ao mundo por se recusar elementos de um jantar combinado ou se sacar uma lata de atum. Se eu não me importo porque é que os outros hão-de se importar?
Não senti, portanto, grandes saudades de nada. Tem piada, até... Acho que conseguia com facilidade não comer massa ou arroz para o resto da minha vida, não ligo muito. Cheguei ao fim e lembrei-me de que «olha, não como arroz nem massa há um mês, que engraçado» :P ainda não comi, não sinto falta. E agora estou demasiado formatada para corromper o meu modelo de refeições, lamento. 
Eu sei que o Whole parece difícil para muita gente que já tem uma alimentação saudável. Por causa da aveia, das panquecas, do chocolate negro, etc. Não é :P não vale a pena analisar demais. Eu gosto muito de chocolate negro (99% então, é amor) e nem me lembrei dele durante o Whole (tendo um armário com o meu chocolate negro favorito 81%, 99%, branco, de leite, etc. Aliás, eu tenho um monte de porcarias em casa e não afecta). Portanto ter gomas em casa não é argumento válido :P 
Pelo menos no Whole, ao contrário de uma dieta, não se pode mesmo e a negação é assertiva, não há cá bocadinhos - por isso nem há grande hipótese de deslize.



Quanto a papas/iogurtes/... Nem chega a haver espaço. Depois de se adoptar as refeições é constrangedor introduzir cereais ou lacticínios lá para o meio. 
Uma coisa que é chata é verificar todos os rótulos com medo de que tenham um conservante ou corante. Há muitas coisas teoricamente compliant que não o são devido a aditivos, portanto recomendo atenção (se não querem recomeçar, que isto é rigoroso).
Agora que acabei o Whole30 vou manter muitas coisas. O pequeno-almoço vai ser para ficar mais ou menos regular, com eventuais excepções. Tenho comido sopa, uma fonte de proteína, uma de gordura, vegetais crus e fruta, é mais prático do que andar com refogados de madrugada. De resto vou também ter de fazer doces e algumas comidas não-tão-whole mas que também fazem parte, embora não com regularidade (como aliás já fazia). 

Saga «fiz durante o Whole e só cheirei»: brigadeiro de Nutella...

...Tarte de flan...

...Queques de laranja e cenoura...

...Tarte de laranja e coco (a minha mãe e avó babaram-se tanto que o repeat está para breve)...

...Bolo de coco com aveia. Também fiz pão de ló e pudim, não fotografados. 
Quanto à reintrodução dos alimentos, eu não tive grandes preocupações porque nunca noto diferenças a nível gastrointestinal nem nada. Se têm, aconselho a que estudem o plano de experimentação gradual. Podem ler mais no site oficial, mais precisamente aqui.
O balanço é, em suma, positivo. Gostei de fazer e voltaria a tomar essa decisão. Não vou voltar a fazer porque o fiz a título de experiência - agora posso manter as bases e confiar no meu discernimento para fazer escolhas, sem deixar de comer uma salada num dia porque o vinagre tem E220 (o pesadelo do E220...). Mas aconselho vivamente, para verem como se sentem e aprenderem um bocado sobre a alimentação e como o corpo funciona e reage. Sempre é um desafio engraçado!



...Já agora, tenho um monte de posts com receitas e assuntos relacionados que ainda não publiquei. Ainda por cima vou continuar a acrescentar à acumulação. Portanto é para continuar com as receitas e os posts

(Não me julguem se também aparecerem bolos.)



*Título não vinculativo.

9 comentários:

  1. Gente, eu AMO teu senso de humor. AMO. E também amo tuas fotos e a organização dos pratos. Dá pra ver que você brinca e se diverte com isso. Ah, e também amo tuas legendas!

    Acho muito engraçado/legal o jeito que vocês usam "saber" para gosto.

    (Bolo de chocolate molhadinho é qualquer coisa, né? <3)

    Realmente, o prazer ou a dificuldade de resistir uma comida gostosa, só dura na hora. Meia hora depois já tem de novo um motivo pra ficar não-feliz. E, pela lógica, teríamos que viver comendo gostoso pra estar bem todo o tempo. Realmente, é melhor depositar a felicidade em outras coisas.

    Isso! Você está formatada, faz uso disso! É tão bom... não joga fora essa delícia por bobeira. (Bobeira pra você, porque arroz branco é uma delícia :P)

    "É amor" haha certeza que aprendeu essa expressão com brasileiros! E 99%? Você é louca! Mentira, respeito teu paladar refinadíssississississimo. Pra mim, 50% (46 na verdade) tá de bom tamanho! Sou fraquinha :P

    UAU! Você tem um armário de chocolates e porcarias e isso NÃO te afeta? Avelãaaaaa. Me ensina a ser como você, mulher! :O

    Fui tentar, uma vez, um mês de conservantes/corantes... tsc... fracassei em uma semana, acho. Muito complicado. Os industrializados, principalmente daqui, tem muita porcaria! Desisti. E, sim, tipo, um cottage que adoro só tinha "sal", mas o sal era usado como conservante, então imagina...

    De novo, me ensina a ser como você! Imagina só cheirar esse tanto de coisa gostosa. Essa (esse?) tarte de flan, tarde de laranja e coco e o bolo de coco mexeram forte comigo. O que acho engraçado é que esse brigadeiro de Nutella (não é a primeira vez que vejo tu postando), não me apetece, nem um pouco. Estranho, deveria apetecer...

    (A disposição das fatias da bananinha nas últimas fotos... <3)

    Adorei a review. Quero ler teus posts todos!
    Não te julgarei se aparecem bolos ;D

    Beijo, Avelã! ♥

    ResponderEliminar
  2. Tem tudo bom aspeto mas então a tarte pastel de nata ficou mesmo a chamar por mim!

    ResponderEliminar
  3. Nossa, cada prato mais lindinho que o outro. Tudo preparado com muito carinho e bom gosto...
    Parabéns!
    Bjsss querida

    ResponderEliminar
  4. Avelã, admiro imenso a tua coragem... confesso que já fiz e faço muitas restrições alimentares, mas esta acho que não seria capaz... pelo menos nesta altura em que é impossível para mim cozinhar todos os dias, talvez no verão fosse mais fácil... em Junho talvez pense nisso!
    Os bolinhos parecem-me maravilhosos, o flan ficou lindo e já agora quero reclamar: quero a receita do bolo de aveia e coco ehehehe :p
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Antes que me esqueça um Obrigada pela partilha, em antecipação ao teu “De Nada.” 
    A título de curiosidade, não sei se durante o Whole30 fizeste pesagens, notaste alguma diferença de peso?
    E mais uma vez parabéns, é preciso coragem e determinação para um whole30.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Haha :P
      Não, não fiz... uma das regras do programa é precisamente não haver pesagens durante os 30 dias. E também não me cheguei a pesar depois :P desculpa não poder facultar dados... Mas se procurares de certeza que encontras um monte de relatos de quem tenha feito para perda de peso (e conseguido!) :D
      Obrigada :) e tu, quando fazes um? :D

      Eliminar
  6. Ora vamos lá por partes...

    'até que ponto uma fatia de bolo caseiro pode condicionar uma relação?' - esta citação adequada à minha avó paterna é falsa porque ela fica mesmo chateada quando me oferece um bolo, um coco, um chocolate ou uma coisa qualqur que eu recuso... Até bolachas-maria :-) Eu posso dizer que acabei de jantar um boi que tenho que aceitar e dizer que como depois (e ele insiste - come agoraaaaa... está tão bom)!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Receitinha desses brigadeiros de nutella vai haver aqui neste cantinho? Sim, sim... vá lá!!! Teem tão bom aspecto vistos de cima :-)
    Admirei a tua forma de nos dares a conhecer o plano de alimentação que fizeste durante os 30 dias e realmente deu para perceber um pouco como funciona... Apesar de eu não praticar nem ter intenção de praticar, fiquei bem informada com muitas coisas que não sabia e ainda este fim-de-semana p.exemplo deixei de comprar presunto porque li o rótulo e como apesar de ver mais de 6 variedades não vi nenhum o mais natural possível como mencionaste no outro dia, pus na prateleira e simplesmente não trouxe... Estou cada vez mais atenta aos rótulos, mais atenta às fontes nutricionais, o que cada alimente trás de bom ou mau para a nossa saúde e isso é extremamente bom...
    Agora tenho uma curiosidade (se me puderes esclarecer), apesar de não considerar isto uma dieta, mas um estilo de alimentação, ao fim destes 30 dias notaste alguma diferença em relação ao peso?
    Acredito que te tenhas divertido bastante a fazer isto e aprendido que é o que acho mais importante! Se te sentes bem contigo mesma, isso é que importa!

    Beijinhos***

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há muita gente que é assim, um bocado exagerada na história de forçar as pessoas a comer :P avós ;)
      Não sei, para isso teria de fazer outra vez e provar... ;) haha
      Ainda bem :D Acontece-me muito ver 10 produtos (20 se for vinagre) e nenhum ter ingredientes «não maus»... O presunto que vejo comprar é o de Parma ou então aquele que eu mostrei. De resto nunca vi nenhum! É bom que se esteja atento, cada vez há mais produtos com mais ingredientes do género :/
      Claro que posso :) não notei porque não me pesei :P desculpa, sou uma desnaturada! Mas o meu objectivo não era perder peso, portanto... :P
      Eu gostei de fazer :D Obrigada :D
      Beijinhos :)

      Eliminar
  7. Adoro os pratos mesmo a sério =)
    Se alguém mos preparasse, era menina para os comer lol

    Espectáculo mesmo. Parabéns =)

    Beijocas

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...