Avançar para o conteúdo principal

Produtos #93 - (Dez!) Novas Aveias com Sabor da EU Nutrition


A EU Nutrition lançou recentemente uma horda de novos sabores de farinha de aveia, e eu provei TODOS para partilhar a minha opinião com vocês :D

...Sendo completamente honesta, inicialmente a intenção era provar TODOS menos chocolate-morango, porque não achei muito promissor :P 

Mas entretanto mudei de ideias e encomendei esse aroma também: depois de pensar melhor, concluí que ficar-me por 9 das 10 novas aveias seria perturbadoramente incompleto. Além de que TODOS fica bem mais dramático na frase de abertura do post.

Prova de que completei a saga: aveia de chocolate e morango na mesa que é a minha imagem de marca. Como esperado, não adorei o aroma; culpo-vos. :P

Lembro que podem comprar todos os produtos da marca no site, e que como sou afiliada o cupão euavela15 vos dá 15% de desconto e até 3 ofertas nas encomendas.

As novas aveias estão na mesma página de sempre. Além das novas 10 aveias doces, há também uma nova aveia salgada, com sabor a pizza! Também tenho essa, a seu tempo talvez faça um post acerca do produto. Mas tenho partilhado algumas sugestões de receitas com ela nas redes sociais: a óbvia pizza, mas também waffles de pizza, e pãezinhos de pizza. E ando fã :)

No entanto, este post dedica-se exclusivamente às novas aveias doces. Vou partilhar a minha opinião acerca de cada uma, por ordem de preferência. No final deixo um ranking global de todas as aveias da marca!

1º - Custard


Esta foi, sem dúvida, a melhor surpresa! Custard é um creme à base de ovo e leite, normalmente aromatizado com baunilha e limão. É comparável a creme de pasteleiro ou ao recheio dos pastéis de nata.

É difícil capturar a essência disto numa aveia, mas achei-a bem conseguida: tem um aroma bem rico, com um travo a limão que resulta na perfeição! É docinha sem ser enjoativa, nem artificial. Lembra-me de alguns bolos lêvedos tradicionalmente aromatizados com limão, como bolo rainha e moletinhos/arrufadas :)

Aliás, lembro-me de, há vários anos, comprar uma aveia de panettone de edição limitada da Max Protein que tinha um sabor semelhante a esta! Na altura era a minha preferida. Ainda nem sequer conhecia a EU Nutrition, só para terem uma ideia da quantidade de pó que cobre esta data :P

Fica *incrível* em papas de aveia (devidamente cobertas com canela, claro) :D

Também experimentei usá-la para fazer uma espécie de tarte bom bocado / tarte de nata inspirada na tarte que tinha feito antes com a aveia de bolacha maria. Sem surpresas, resultou muito bem!

2º - Chocolate e Laranja


Eu adoro a combinação de chocolate com laranja, mas não sou a maior fã de aveias com sabores achocolatados - por isso tinha algumas reservas em relação a este aroma. Felizmente, não havia motivo para isso! 

Ao contrário do que temia, laranja é mesmo o sabor principal: o chocolate nota-se bem menos. E o aroma cítrico é mesmo bom! Não é azedo nem amargo, como por vezes são os aromas de laranja. Parece-me que ficará muito bem num bolo: estou a pensar em usá-la numa versão de chocolate e laranja do meu bolo de chocolate e avelãs com aveia de sabor :)

Entretanto ainda só experimentei utilizá-la em papas desenformadas...

(que ficaram deliciosas, um autêntico pudinzinho de laranja em forma de iglu!)

...E em papas normais. É possivelmente o meu sabor achocolatado preferido para papas quentes! Embora ache que as temperaturas frias beneficiam o aroma :)

3º - Arroz Doce


Esperava deste sabor algo como limão e canela: são os aromas tipicamente associados ao arroz doce e este seria o caminho mais fácil, visto que não são difíceis de representar. Mas curiosamente, não detetei nenhum dos dois! 

É mais 'fiel' ao anunciado que isso - se fosse o caso, a aveia saberia a arroz doce tanto como a leite creme, a aletria e a outras sobremesas do género. Mas não, lembra mesmo a arroz doce! O sabor tem a riqueza dos cremes/sobremesas à base de leite, com um travo que faz lembrar os que são engrossados com recurso ao amido do arroz em particular. É muito interessante :D

Utilizei em papas de aveia e parecia que estava a comer uma versão totalmente cremosa de arroz doce, até é confuso para os sentidos que não marquem presença os grãos de arroz :P Ainda hei de experimentar na receita de papas em que misturo aveia em flocos com aveia de sabor, deve ficar muito interessante por causa da textura!

4º - Cheesecake de Limão


Inicialmente esta deixou-me de pé atrás. Comecei por fazer umas papas desenformadas, com creme de spéculoos e migalhas de spéculoos como o sabor pede:

Prova

E ficou um pudinzinho muito agradável: o aroma é limão é fresco e lembra realmente sobremesas cítricas veranis. Mas estava à espera de algo mais intenso, e nesse aspeto desiludiu um pouco... Eu costumo usar pouca aveia de sabor nas receitas, para moderar a doçura, mas neste caso isso resultou numa grande atenuação do sabor. A temperatura não ajuda, já que o frio neutraliza grande parte do aroma: se já provaram gelados derretidos ou alguns sumos à temperatura ambiente, terão reparado que a escala de doçura em produtos tipicamente refrigerados/congelados é completamente diferente do habitual :P

Assim sendo, decidi dar-lhe uma oportunidade em papas quentes.

O fator comum? Spéculoos :P

Ainda bem que o fiz: aqui sim, o aroma do limão destacou-se! É curioso, porque apesar de a descrição se aproximar da da aveia de custard, elas são bastante diferentes. Enquanto essa lembra algo como bolo de limão, esta tem um aroma mais fresco e intenso. Pensem 'leite creme de alguém que colocou duas casquinhas de limão em vez de uma' :P Pelos vistos era o caso da minha tia-avó, porque a minha mãe disse logo que as papas lembravam o leite creme dela quando provou :D

Em conclusão, o balanço para esta aveia melhorou bastante. Ainda quero experimentar usá-la em tartes e bolos de forno, quer-me parecer que ficará ótima!

5º - Creme Brûlée


Não sabia bem o que esperar deste sabor - confesso que duvidei que fosse muito diferente de custard ou arroz doce. Mas é bastante distinta! Enquanto a primeira sabe mais a limão e a segunda a cremes à base de leite, esta lembra sobremesas à base de ovos e gemas. Lembra um pouco crème brûlée, de facto - ou crema catalana, por exemplo.

Mas o sabor não é muito forte - se esperam algo mais intenso ou pecaminoso, talvez fiquem desiludidos. Pessoalmente gostei bastante, apesar de não ter ficado no top 3!

Usei-a em papas, com um pouco de caramelo líquido como topping. Combinou mesmo bem com o sabor da aveia! :D

6º - Stracciatella


Pareceu-me que seria difícil fazer uma aveia de stracciatella com caráter, e não estava enganada. Não tem nada que lembre particularmente o gelado: apenas umas pintinhas de chocolate, que me pareceram derreter com o calor.

De resto, não é má, mas também não fica para a história. Não achei enjoativa nem artificial, mas também não é particularmente saborosa :P

Numas papas desenformadas temáticas que fiz na Páscoa

7º - Chocolate Branco


Podia copiar e colar aqui a descrição anterior. Esta aveia é mais uma com um aroma ingrato, que em resultado tem pouca personalidade: apesar de não ser desagradável, não tem nenhum aroma particular, e não diria que lembra chocolate branco. 

O aroma é semelhante ao da whey de chocolate branco que a marca tinha há uns anos. Não é mau para adoçar receitas de forma neutra, sem acrescentar aromas extra - mas não é muito memorável.

Em panquecas. Substituí metade da farinha de aveia neutra por esta na minha receita de panquecas preferida :)

8º - Chocolate e Morango


Esta não desiludiu nem surpreendeu: é exatamente aquilo que esperava. Conheço a aveia de morango da marca e, não sendo das minhas favoritas, não a acho desagradável: tem um aroma docinho que fica interessante em papas desenformadas, por exemplo. Esta é semelhante, tendo apenas um travo a chocolate adicional.

Não acho que este acrescente grande coisa; tipicamente o sabor a chocolate em aveia é levezinho, especialmente quando combinado com fruta. Não sou a maior fã de aveias achocolatadas em geral, precisamente por serem pouco intensas - o típico aroma que 'nem é carne nem é peixe'. E também não adorei esta; a escolher uma, prefiro a aveia de morango *só* da mesma marca. 

O aroma a morango é o típico aroma doce e artificial. Não é mau mas também não fica para a história.

Em papas desenformadas, com morangos e raspas de chocolate negro

Assim em coisas frias fica bem bom :)

9º - Bolo de Baunilha


Tinha as expectativas em alta, porque adoro a whey de gelado de baunilha desta marca: já fiz imensas sobremesas com ela, desde leite creme a tarte de flan, passando por arroz doce, aletria e creme de ovos.

Que grande desilusão :P Comecei por usá-la num bolo de cenoura, por achar que os sabores combinavam bem:

A receita é a habitual, no microondas

Mas achei que ficou bastante pior que com a aveia de bolacha maria, que é a que costumo usar em bolinhos deste género. O aroma é algo intenso, mas não sabe bem a baunilha... Ofuscou um pouco o sabor da cenoura, mas ao mesmo tempo não acrescentou grande coisa.

Depois experimentei-a em papas:

A receita é a mesma de sempre, o topping é um chocolate recheado com manteiga de amêndoa da Not Guilty - The Right Way.

Ficou um pouco melhor, mas não houve uma redenção à escala da que ocorreu quando usei a de cheesecake de limão em papas - continua a não me convencer a 100%. Tenho de reverter a lógica e  experimentar esta de gelado de baunilha em receitas frescas :P

10º - Manteiga de amendoim


Quem me segue com alguma atenção saberá que sou a fã número 1 de manteiga de amendoim. Adoro manteiga de amendoim natural, adoro manteiga de amendoim americana; adoro manteiga de amendoim em chocolate, adoro manteiga de amendoim em banana, ou numa colher: adoro manteiga de amendoim, ponto.

Portanto são capazes de estar a perguntar-se que tipo de pesadelo é esta aveia para eu a colocar em último lugar. E a resposta é: um grande pesadelo. *choque* :P

Vou contar com um pormenor exagerado toda a sequência de experiências sensoriais que ocorreram até me aperceber que odiava. Comecei pela decisão de a experimentar num bolinho de courgette.

Foi boa ideia? Não. Utilizar esta aveia em alguma coisa é boa ideia? Não me parece. A menos que tenham uma poça de azeite que precisem de absorver com algo seco, ou um fogo que precisem de abafar. Caso em que até vos ofereço gentilmente a minha embalagem, que reside atualmente no meu armário servindo de nada mais que ser objeto do meu olhar de escárnio de cada vez que lá vou.

Mal abri o pacote vi o caso mal parado. Senti um cheiro estranho a amendoim verde, que em nada me lembrava de manteiga de amendoim - estaria entre o amendoim cru e a madeira, acho que posso dizer assim. Mas dei-lhe o benefício da dúvida: fiz a massa do bolo e coloquei no microondas. À medida que o bolo cozia o cheiro atenuou-se, e em pouco tempo toda a cozinha cheirava a amendoim verde, enquanto eu torcia o bico à porta do microondas.

Mas eu sou teimosa e não desisti logo do lanche. Visto que tudo na vida fica mais tolerável com chocolate, desenformei-o e coloquei um quadradinho por cima (o com recheio de manteiga de avelã da Not Guilty). Para acabar a história num tom mais positivo, posso dizer que até consegui comer o bolo todo, o sabor não é assim tããão horrível. Também não é agradável, e entre comer isto e não comer nada, preferia não comer nada. Mas tendo em conta o cheiro, estava preparada para pior :P

Até parece bom, não parece? Safado :P

Em resumo, não recomendo nadinha.

Termino com o meu ranking de todas as aveias da marca, que atualmente são 19. O meu ranking *atual* - claro que isto muda com as marés :P

1º - Custard
2º - Bolacha Maria
3º - Chocolate e Laranja
4º - Arroz Doce
5º - Cheesecake de Limão
6º - Creme Brûlée
7º - Chocolate e Avelãs
8º - Maçã e Canela
9º - EU Cookies (oreo)
10º - Brownie
11º - Coco
12º - Stracciatella
13º - Chocolate Branco
14º - Banana
15º - Morango
16º - Chocolate e Morango
17º - Bolo de Baunilha
18º - Chocolate
19º - Manteiga de amendoim

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Produtos #91 - Pudins Proteicos do Lidl (Baunilha/Chocolate)

Hoje o post é sobre a febre do momento: os pudins proteicos do Lidl :P Para quem não está a par, há algumas semanas começaram a aparecer nos supermercados portugueses da cadeia Lidl uns pudins proteicos muito parecidos aos da Ehrmann. Estão disponíveis em duas versões: baunilha e chocolate . Cada pudim ( 200g ) tem cerca de 150kcal e 20g de proteína e custa 0.99€ . Não têm açúcar adicionado , e são isentos de lactose e de glúten .  Por vezes recebo comentários a referir que o teor de açúcar não é nulo (4g/100g) , mas é importante referir que este açúcar é naturalmente presente . Os iogurtes naturais não adoçados têm uma quantidade de açúcar semelhante. Outro ponto importante a referir é que a proteína também vem do leite , que é uma fonte de qualidade (por ser completa, ao contrário por exemplo do colagénio ou glúten). Antes que fiquem excessivamente entusiasmados, devo dizer que encontrá-los não é tarefa fácil: a procura anda ao nível dos skyr na altura em que foram lançados (

Produtos #69 - Pudins Proteicos da Ehrmann (Caramelo, Baunilha, Chocolate e Chocolate-Coco)

Hoje o post é sobre os famosos pudins proteicos da Ehrmann. Sempre que partilho fotos deles recebo perguntas, é infalível - seja acerca do rótulo, do preço, do sabor, dos locais de compra,... Desta forma, achei que o melhor seria escrever um post sobre eles e acabar com as dúvidas de uma vez por todas :) Começo pelas informações básicas: Locais de Compra Para já, os pudins estão disponíveis em poucas superfícies comerciais: fisicamente apenas os encontram nas lojas  Auchan e Primebody Nutrishop (há três, todas em Lisboa). Podem ainda encomendar online pelos respetivos sites, auchan.pt e primebodynutrishop.com . A cadeia Auchan só faz envios para algumas partes do território nacional, mas a Primebody envia para todo o país. Se optarem por encomendar pelo Auchan , os portes ficam a 5,90€ ; que eu saiba são fixos (acho que não há nenhum valor a partir do qual o envio seja grátis). No site da Primebody os portes ficam a 3,99€ , e são grátis para encomendas a part

As Panquecas Perfeitas! (Saudável, Sem Gordura Adicionada, Sem Glúten)

Desde que tenho o blog já experimentei muitas receitas de panquecas, e já publiquei várias delas. Algumas foram particularmente bem-sucedidas: as de aveia com quark , as de weetabix e as de coco já foram feitas (e aprovadas) por muita gente que me veio dar o seu feedback . Outras tornaram-se em clássicos por aqui, e foram repetidas imensas vezes por mim desde que as publiquei; é o caso das panquecas com aveia de sabor e das de aveia e centeio . Mesmo as panquecas de abóbora , uma das últimas receitas que publiquei, foram bastante apreciadas (por mim e por quem já experimentou e partilhou a sua opinião). E gostei bastante de todas estas receitas, até porque só publico no blog coisas de que tenha gostado realmente. Mas, as receitas antigas que me desculpem, hoje não venho partilhar uma receita de panquecas 'boa', nem sequer muito boa. Hoje venho partilhar A receita, capaz de revolucionar por completo a forma como vêem as panquecas. Apenas as fiz hoje, mas tive de p