Avançar para o conteúdo principal

Preparação de Refeições #10 - Tiras de Peru com Cogumelos e Arroz de Brócolos com Couves-de-Bruxelas



Desta vez a minha internet não decidiu tirar o fim-de-semana, por isso deixo hoje o post acerca das refeições que preparei a semana passada :)

Tinha planeado fazer algo mais elaborado, mas entretanto mudei de ideias e decidi fazer uma coisa mesmo rápida, porque precisava de todo o tempo possível para estudar. Até acaba por ser um bom exemplo de como vale a pena preparar as coisas antecipadamente - podia não ter feito nada esta semana, mas na verdade ia acabar por perder ainda mais tempo a pensar no que fazer e preparar cada refeição, sendo que possivelmente acabaria a comer coisas de que gostava menos (e talvez menos saudáveis). Assim perdi pouco mais de uma hora a preparar tudo, e pelo menos uma refeição por dia ficou garantida sem preocupações!


Optei pela comida saudável de desenrasque universal - peru com cogumelos e arroz. Além de serem ambos muito simples de fazer, o arroz já tem vegetais incluídos. É uma estratégia conveniente, uma vez que se evita fazer uma fonte de hidratos e uma de vegetais em separado :)

Close-up do arroz - publiquei a receita esta semana!
Estava com algum receio que o arroz não ficasse tão bem aquecido por ser mais 'melado' e menos seco, mas na verdade ficou ótimo! Além de o sabor ser delicioso, o arroz não se desfez nem ficou empapado :P

O peru :) Tenho de me conter para não escrever frango, como costumo usar frango engano-me sempre :P
Algumas pessoas pediram receita, e como novamente não acho que se justifique fazer um post em separado vou dizer aqui como fiz.

Primeiro cortei peito de peru às tiras e temperei com um pouco de sal. Depois untei o tacho da imagem acima com um pouco de azeite e fui colocando as tiras de carne até cobrirem o fundo, sem se sobreporem; assim que ficaram tostadas do lado de baixo, virei-as ao contrário e deixei dourar novamente. Repeti o procedimento até o peru acabar, adicionando mais azeite à medida que foi necessário, e fui transferindo o que já estava pronto para um recipiente, escorrendo qualquer água que tivesse.

Claro que podem cozinhar o frango todo de uma vez, mas eu prefiro fazer assim porque, além de garantir que toda a carne fica tostada uniformemente, faz com que esta não fique com tanta água. Odeio quando cozinho muita carne de uma vez e ela acaba por cozer na própria água, a menos que escorra o tacho a cada cinco segundos - depois parece-me que fica a saber a canja, e já sabem que odeio canja porque estou sempre a dizer a mesma coisa :P

Mas pronto, caso não sejam uns iluminados como eu e não se importem já sabem que podem sempre cozinhar a carne toda de uma vez.

Já com todo o peru preparado e reservado, voltei a colocar azeite no mesmo tacho e uns dentes de alho picados. Depois deixei o alho alourar a lume médio e juntei cogumelos (usei de lata), deixei saltear um pouco e por fim adicionei o peru previamente cozinhado. Salteei um bocadinho mais, temperei com mais sal e manjericão, orégãos e salsa e ficou pronto!

Já no prato :)
Admito que esta semana, parte por falta de tempo parte por excesso de preguiça, não fiz nenhuma refeição minimamente diferente: comi sempre um prato igual ao da foto acima. De qualquer modo, estava delicioso :P

E hoje era só isto que queria partilhar. Talvez seja uma sugestão demasiado óbvia e básica, mas fica a ideia de qualquer maneira, para quem precisar de preparar umas refeições rápidas, saudáveis e deliciosas :)

Comentários

  1. Bem bom =)
    Eu estou sempre a fazer assim a carne. Aliás, deve ser o que gasto mais, cogumelos e milho! =P

    Beijocas

    ResponderEliminar
  2. Tão bom!
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    strawberrycandymoreira.blogspot.pt
    http://www.facebook.com/omeurefugioculinario
    https://www.instagram.com/marysolianimoreira/

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Produtos #91 - Pudins Proteicos do Lidl (Baunilha/Chocolate)

Hoje o post é sobre a febre do momento: os pudins proteicos do Lidl :P Para quem não está a par, há algumas semanas começaram a aparecer nos supermercados portugueses da cadeia Lidl uns pudins proteicos muito parecidos aos da Ehrmann. Estão disponíveis em duas versões: baunilha e chocolate . Cada pudim ( 200g ) tem cerca de 150kcal e 20g de proteína e custa 0.99€ . Não têm açúcar adicionado , e são isentos de lactose e de glúten .  Por vezes recebo comentários a referir que o teor de açúcar não é nulo (4g/100g) , mas é importante referir que este açúcar é naturalmente presente . Os iogurtes naturais não adoçados têm uma quantidade de açúcar semelhante. Outro ponto importante a referir é que a proteína também vem do leite , que é uma fonte de qualidade (por ser completa, ao contrário por exemplo do colagénio ou glúten). Antes que fiquem excessivamente entusiasmados, devo dizer que encontrá-los não é tarefa fácil: a procura anda ao nível dos skyr na altura em que foram lançados (

Produtos #69 - Pudins Proteicos da Ehrmann (Caramelo, Baunilha, Chocolate e Chocolate-Coco)

Hoje o post é sobre os famosos pudins proteicos da Ehrmann. Sempre que partilho fotos deles recebo perguntas, é infalível - seja acerca do rótulo, do preço, do sabor, dos locais de compra,... Desta forma, achei que o melhor seria escrever um post sobre eles e acabar com as dúvidas de uma vez por todas :) Começo pelas informações básicas: Locais de Compra Para já, os pudins estão disponíveis em poucas superfícies comerciais: fisicamente apenas os encontram nas lojas  Auchan e Primebody Nutrishop (há três, todas em Lisboa). Podem ainda encomendar online pelos respetivos sites, auchan.pt e primebodynutrishop.com . A cadeia Auchan só faz envios para algumas partes do território nacional, mas a Primebody envia para todo o país. Se optarem por encomendar pelo Auchan , os portes ficam a 5,90€ ; que eu saiba são fixos (acho que não há nenhum valor a partir do qual o envio seja grátis). No site da Primebody os portes ficam a 3,99€ , e são grátis para encomendas a part

As Panquecas Perfeitas! (Saudável, Sem Gordura Adicionada, Sem Glúten)

Desde que tenho o blog já experimentei muitas receitas de panquecas, e já publiquei várias delas. Algumas foram particularmente bem-sucedidas: as de aveia com quark , as de weetabix e as de coco já foram feitas (e aprovadas) por muita gente que me veio dar o seu feedback . Outras tornaram-se em clássicos por aqui, e foram repetidas imensas vezes por mim desde que as publiquei; é o caso das panquecas com aveia de sabor e das de aveia e centeio . Mesmo as panquecas de abóbora , uma das últimas receitas que publiquei, foram bastante apreciadas (por mim e por quem já experimentou e partilhou a sua opinião). E gostei bastante de todas estas receitas, até porque só publico no blog coisas de que tenha gostado realmente. Mas, as receitas antigas que me desculpem, hoje não venho partilhar uma receita de panquecas 'boa', nem sequer muito boa. Hoje venho partilhar A receita, capaz de revolucionar por completo a forma como vêem as panquecas. Apenas as fiz hoje, mas tive de p