Avançar para o conteúdo principal

Preparação de Refeições #19 - Pescada à Brás com Alho Francês e Batata-Doce



O post sobre preparação de refeições da semana que passou vem com um dia de atraso face ao costume, porque não tive tempo de o publicar ontem. Entretanto também só vou preparar as refeições para esta semana amanhã (costumo fazê-lo à segunda-feira), por isso fica assim tudo atrasado em conformidade e para corrigir basta uma translação temporal :P

De qualquer modo, as refeições que preparei foram muito simples (e se me seguem no Facebook ou Instagram eventualmente já sabem o que fiz e como fiz):


Pescada à Brás numa versão mais saudável 
Eu tinha avisado que ia desenterrar mais uma receita absurdamente antiga - esta também já anda por cá há quase 3 anos (nem eu me lembrava que o blog era assim tão velhote) :P

Apenas adicionei batata-doce cozida em cubos à receita que referi. Além de saudável e delicioso, este prato é bem rápido de fazer, mesmo em quantidade. Aliás, como cozi a pescada e a batata-doce no dia anterior na altura foi praticamente só juntar tudo no tacho.

Os tais
Apenas cozi a batata-doce uns minutos, para não ficar demasiado mole :)

Só mais uma foto do tacho :P
E pronto, este post não é propriamente um poço de informação, mas fica aqui como uma espécie de homenagem à receita de pescada à Brás já um bocado poeirenta :P É um prato que fazia muitas vezes há uns tempos e foi agradável matar saudades (x5). O sabor é muito agradável, e a adição de batata-doce resultou bem :)

Mas antes de terminar - foto do prato
Espero que tenham gostado. Eu gostei bastante, e apesar de terem ovo as refeições conservaram-se muito bem durante os 5 dias :)

Comentários

  1. Olha que boa ideia =)
    Eu ando para comprar medalhões de pescada há imenso tempo, mas o marido não gosta.
    Talvez assim ele coma =P

    Beijocas

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Produtos #91 - Pudins Proteicos do Lidl (Baunilha/Chocolate)

Hoje o post é sobre a febre do momento: os pudins proteicos do Lidl :P Para quem não está a par, há algumas semanas começaram a aparecer nos supermercados portugueses da cadeia Lidl uns pudins proteicos muito parecidos aos da Ehrmann. Estão disponíveis em duas versões: baunilha e chocolate . Cada pudim ( 200g ) tem cerca de 150kcal e 20g de proteína e custa 0.99€ . Não têm açúcar adicionado , e são isentos de lactose e de glúten .  Por vezes recebo comentários a referir que o teor de açúcar não é nulo (4g/100g) , mas é importante referir que este açúcar é naturalmente presente . Os iogurtes naturais não adoçados têm uma quantidade de açúcar semelhante. Outro ponto importante a referir é que a proteína também vem do leite , que é uma fonte de qualidade (por ser completa, ao contrário por exemplo do colagénio ou glúten). Antes que fiquem excessivamente entusiasmados, devo dizer que encontrá-los não é tarefa fácil: a procura anda ao nível dos skyr na altura em que foram lançados (

Produtos #69 - Pudins Proteicos da Ehrmann (Caramelo, Baunilha, Chocolate e Chocolate-Coco)

Hoje o post é sobre os famosos pudins proteicos da Ehrmann. Sempre que partilho fotos deles recebo perguntas, é infalível - seja acerca do rótulo, do preço, do sabor, dos locais de compra,... Desta forma, achei que o melhor seria escrever um post sobre eles e acabar com as dúvidas de uma vez por todas :) Começo pelas informações básicas: Locais de Compra Para já, os pudins estão disponíveis em poucas superfícies comerciais: fisicamente apenas os encontram nas lojas  Auchan e Primebody Nutrishop (há três, todas em Lisboa). Podem ainda encomendar online pelos respetivos sites, auchan.pt e primebodynutrishop.com . A cadeia Auchan só faz envios para algumas partes do território nacional, mas a Primebody envia para todo o país. Se optarem por encomendar pelo Auchan , os portes ficam a 5,90€ ; que eu saiba são fixos (acho que não há nenhum valor a partir do qual o envio seja grátis). No site da Primebody os portes ficam a 3,99€ , e são grátis para encomendas a part

As Panquecas Perfeitas! (Saudável, Sem Gordura Adicionada, Sem Glúten)

Desde que tenho o blog já experimentei muitas receitas de panquecas, e já publiquei várias delas. Algumas foram particularmente bem-sucedidas: as de aveia com quark , as de weetabix e as de coco já foram feitas (e aprovadas) por muita gente que me veio dar o seu feedback . Outras tornaram-se em clássicos por aqui, e foram repetidas imensas vezes por mim desde que as publiquei; é o caso das panquecas com aveia de sabor e das de aveia e centeio . Mesmo as panquecas de abóbora , uma das últimas receitas que publiquei, foram bastante apreciadas (por mim e por quem já experimentou e partilhou a sua opinião). E gostei bastante de todas estas receitas, até porque só publico no blog coisas de que tenha gostado realmente. Mas, as receitas antigas que me desculpem, hoje não venho partilhar uma receita de panquecas 'boa', nem sequer muito boa. Hoje venho partilhar A receita, capaz de revolucionar por completo a forma como vêem as panquecas. Apenas as fiz hoje, mas tive de p