Avançar para o conteúdo principal

Bolo Rainha (Saudável, Sem Glúten/Lactose, Sem Açúcar Adicionado)


Como já sabem, o primeiro contacto que tive com o trigo sarraceno não foi propriamente positivo. Tornando curta uma história longa, fiz uma vez umas papas com pouco líquido e flocos de trigo sarraceno demasiado finos, o que resultou numa valente papada consistência estranhamente espessa que me fez ficar *bastante* enjoada para todo o sempre.
Tive aquele momento de we meet again quando estava a escolher os produtos que ia receber na primeira encomenda em virtude da minha parceria com a EU Nutrition. Num momento de boa vontade e espírito reconciliador, decidi inclui-lo entre os produtos que queria - pelo menos até descobrir que era o único produto da nova gama bio que ainda não estava disponível.
Embora o meu pensamento tenha, confesso, resvalado para o se queres guerra terás guerra e  para o gasto mas sempre atual É UM SINAL, sou uma pessoa de paz, pelo que eventualmente acabei por encomendá-lo de qualquer maneira. 
Entretanto apenas fiz duas receitas com a farinha, mas chegaram para que esta se redimisse - ou não fossem elas uns crepes vegan deliciosos (depois publico a receita) e este bolo rainha saudável mesmo saboroso. 
Com ou sem histórico de ressentimentos na relação com o trigo sarraceno, aconselho-vos a experimentarem esta receita - de certeza que a vão adorar :)




Bolo Rainha (Saudável, Sem Glúten/Lactose, Sem Açúcar Adicionado)
Adaptado daqui

Ingredientes:
[  100ml de água
[  10g de fermento de padeiro seco (certificado sem glúten para a versão sem glúten)
[  200g de farinha de aveia (certificada sem glúten para a versão sem glúten)
[  150g de farinha de trigo sarraceno (podem comprá-la aqui com 10% de desconto se usarem o código EUAVELA10)
[  100g de polvilho doce
[  Raspa de 1 laranja
[  1 pitada generosa de sal
[  3 ovos
[  100ml de leite (pode ser vegetal ou sem lactose)
[ 100g de mel + 1 pouco para pincelar
[  25g de óleo de coco (podem comprá-lo aqui também com desconto usando código EUAVELA10)
[  Frutos secos (a gosto; sugiro que usem pinhões, nozes e amêndoas)
[  1 gema de ovo (opcional)

Preparação:
| Aquecer a água até ficar morna ao toque (mas sem que queime). Juntar o fermento e deixar a mistura repousar por 10 minutos.
| Num recipiente grande, colocar as farinhas de aveia e trigo sarraceno, o polvilho doce, a raspa de laranja e o sal e misturar bem.
| Adicionar ao preparado anterior os ovos, o leite, o mel, o óleo de coco derretido e a mistura anterior de fermento, envolvendo tudo a cada adição.
| Transferir a mistura para uma bancada enfarinhada (com qualquer uma das farinhas anteriores) e amassar bem, juntando mais farinha se necessário para que não se cole às mãos (mas não juntem demasiada, o resultado pode ficar seco).
| Formar uma bola com a massa, colocá-la num recipiente limpo, cobri-la com um pano e deixá-la a levedar durante 30 minutos num local quente (coloquei no forno pré-aquecido a 50 graus e desligado).
| Após este tempo, voltar a transferir a massa para a bancada e amassar novamente uns minutos. Envolver depois os frutos secos, dar à massa uma forma de coroa e colocá-la num tabuleiro forrado com papel vegetal (podem colocar uma lata também forrada para que o buraco não feche quando a massa crescer).
| Deixar a massa a levedar mais uma hora num local quente (coloquei novamente no forno).
| Pincelar o bolo com a gema diluída em água e levá-lo ao forno pré-aquecido a 180 graus durante cerca de 25 minutos.
| Retirar e pincelar com mel (se pretendido).



Apesar de ter uma textura um pouco mais densa que o bolo rainha normal e ser menos doce, como seria de esperar, este bolo é muito saboroso e tem aquele travo caraterístico dos citrinos e dos frutos secos que resulta tão bem no bolo rainha tradicional. Ainda quente fica muito fofinho e guloso, e tem a vantagem de poder ser congelado em fatias para ser posteriormente aquecido no microondas e comido quentinho como se tivesse saído do forno!
Aviso só que, uma vez que não tem tanta gordura como a versão original e é feito de farinhas integrais, no dia após ser feito tende a ficar um pouco seco, pelo que sugiro que o sirvam após cozinhar ou congelem.
_________________________________________________________________________
Informação Nutricional (por uma fatia)
Energia: 157kcal
Proteínas: 4.1g
Hidratos de Carbono: 27.8g 
-       Dos quais açúcares: 5.9g
Lípidos: 3.8g 
-          Dos quais hidrogenados: 0.0g
-     Dos quais saturados: 1.9g
Fibra:  2.6g
Sódio: 58mg

     A informação nutricional engloba uma porção (neste caso, corresponde a 1 fatia ou 1/15 da receita). Não inclui ingredientes opcionais nem os frutos secos, uma vez que as quantidades usadas variam de pessoa para pessoa. Os valores estão sujeitos a erro humano e a alguma imprecisão, mas deverão estar próximos do valor real. 
________________________________________________________________________

A última participação no desafio criado pela Ana do Casinha das Bolachas:

A torta da Carla, que podem ver aqui

Comentários

  1. Um bolo-rainha diferente,mas que deve ficar igualmente saboroso.
    Bjn
    Márcia

    ResponderEliminar
  2. Ficou um bolo rainha bem bonito e tentador. Confesso que gosto muito de bolo rainha, rei não gosto, mas é receita que nunca pensei fazer nem me sinto tentada a fazê-lo... Na verdade no que toca a bolo rainha sou mesmo mais é de comer! :D
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  3. Um dia experimento outra vez :-P
    Está belissimo o teu ;-)
    Bjs
    Carla

    ResponderEliminar
  4. Jantei eu a minha sopinha e vim para aqui ver estas coisas... vou ter que me levantar para ir comer mais qualquer coisa! =P

    ResponderEliminar
  5. Uauuu! Manda vir um cá para casa =D

    Beijocas

    ResponderEliminar

  6. Gostaria de te desejar um Feliz Natal repleto de coisas boas... aproveita ao máximo! ;)

    Beijinhos,
    O meu reino da noite ~ facebook ~ bloglovin'

    ResponderEliminar
  7. Eu fico sem palavras quando vejo estas tuas criações :)

    Um feliz Natal :)

    ResponderEliminar
  8. E agora a million dollar question: se não tiver farinha de trigo sarraceno, pode substituir-se com o quê?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa tarde!

      A receita que eu fiz foi esta, não prometo que funcione tão bem caso utilize outras farinhas porque não experimentei... E além disto, o trigo sarraceno é relativamente fácil de encontrar, mesmo que seja preciso comprar flocos e triturá-los :)

      No entanto, e apesar de tudo, pode sempre experimentar utilizar outra farinha, e imagino que a diferença não seja grande. Mais aveia, farinha de centeio, de espelta,... É mesmo uma questão de testar!

      Beijinhos - espero ter ajudado :)

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Produtos #91 - Pudins Proteicos do Lidl (Baunilha/Chocolate)

Hoje o post é sobre a febre do momento: os pudins proteicos do Lidl :P Para quem não está a par, há algumas semanas começaram a aparecer nos supermercados portugueses da cadeia Lidl uns pudins proteicos muito parecidos aos da Ehrmann. Estão disponíveis em duas versões: baunilha e chocolate . Cada pudim ( 200g ) tem cerca de 150kcal e 20g de proteína e custa 0.99€ . Não têm açúcar adicionado , e são isentos de lactose e de glúten .  Por vezes recebo comentários a referir que o teor de açúcar não é nulo (4g/100g) , mas é importante referir que este açúcar é naturalmente presente . Os iogurtes naturais não adoçados têm uma quantidade de açúcar semelhante. Outro ponto importante a referir é que a proteína também vem do leite , que é uma fonte de qualidade (por ser completa, ao contrário por exemplo do colagénio ou glúten). Antes que fiquem excessivamente entusiasmados, devo dizer que encontrá-los não é tarefa fácil: a procura anda ao nível dos skyr na altura em que foram lançados (

Bolo de Spéculoos

  Com quase dois meses de atraso, venho deixar a receita do bolo que fiz para o meu aniversário. Mais pequeno que o habitual, tendo em conta a situação pandémica na altura (nos últimos dois anos não tive muita sorte com o timing do meu dia de anos). Para compensar, fi-lo em modo *overdose de spéculoos*: spéculoos  alegram qualquer situação :D O recheio foi improvisado à última da hora: tinha planeado fazê-lo com natas batidas e creme de spéculoos, mas aqueci o creme para ficar mais fluido e a temperatura fez com que as natas coalhassem. Fiquei sem o único pacote de natas que tinha, mas felizmente sou  exagerada  precavida e tinha meia dúzia de frascos do creme de barrar.  Acabei por desenrascar um recheio misturando-o com o pudim de caramelo da Ehrmann como base, o que de resto prova a minha tese de que há poucas coisas que não se resolvam com um pudim de caramelo da Ehrmann :P Foi tudo pelo melhor, porque ficou delicioso! Deixo a receita para que possam experimentar :)  Bolo de Spécul

Madalenas Sem Açúcar

Tenho a tradição de testar uma receita nova de cada vez que recebo ou compro uma nova forma. Por vezes as ideias são muitas e não é fácil escolher, mas quando a My Tup Love  me enviou esta forma não houve sequer um momento de indecisão: forma de madalenas pede madalenas :D  Juntei o útil e agradável, e usei na receita a recentemente lançada aveia de custard. O seu aroma docinho a lembrar bolos com limão não podia ser mais adequado para o efeito :)  Madalenas Sem Açúcar Para 6 madalenas Ingredientes : [  1 ovo [  50g de quark natural [  25ml de leite [  75g de farinha de aveia com sabor (usei a de custard da EU Nutrition , que tem um saborzinho a limão fantástico; podem encomendar com 15% de desconto usando o cupão euavela15 no site) [  1 colher de café de fermento Preparação : | Bater o ovo com o quark durante dois ou três minutos. | Baixar a velocidade para o mínimo e adicionar o leite, batendo apenas até este estar incorporado.  | Juntar a farinha e o fermento envolver com uma espát